The Eight Guardians of the Universe escrita por Violet Snow Frost


Capítulo 6
Sentimentos


Notas iniciais do capítulo

Oi gente, como estão? Bem? Ótimo!
Como está a fic? Espero que estejam gostando e se estiverem por favor comentem, eu realmente preciso. Assim estarei criando interatividade com vocês.
Lembrando que eu quero leitores sinceros e satisfeitos e não gasparzinhos. Ok? Ótimo!
Ah sobre os olhos Elsa no cap anterior, eu decidi colocar um pouco de anjos da noite porque eu gosto muito.
Boa leitura!




Pov's Anna

— Anna, me passa a batatinha! - Merida pediu apontando o prato de batatas fritas que estava do meu lado.

— Acho que você devia parar de comer essas coisas! - comentei lhe entregando o prato.

Na mesa estava eu, Merida e Rapunzel.

Os meninos estavam no treino de basquete e Elsa não estava junto com a gente.

Ela tava estranha esses dias e não falava muito com a gente,  sumia do nada e de vez em quando eu a encontrava na biblioteca.

Desconfio que ela esconfe alguma coisa, mas ao mesmo tempo fico preocupada, se eu pudesse entendê-la mentalmente.

— Tudo bem Anna? - Punzie pergunta me despertando.

— Tá sim, eu só... - suspirei olhando o corredor.

— Relaxa, ela tá bem!

— Eu não sei não Meri - comentei - ela não costuma ser assim!

— Talvez seja ocupação do colégio - Punzie sugeriu - ela é muito estudiosa!

— Tem razão... - murmurei concordando.

— Vamos ver os meninos treinando, a gente pode sair depois!

— Acho que você quis "o menino" né Punzie haha... - Merida riu gesticulando aspas.

— ...ai! Ei! - a ruiva protestou recebendo um soco no ombro vindo da Punzie.

— Vamos logo! - nos levantamos e fomos pra quadra.

Pov's Jack

— Acho que preciso treinar mais...

— Com toda certeza senhor Haddock! - o professor Jackman declarou mal humorado.

Hic já tinham errado 4 vezes o arrmesso da bola até a cesta.

Ele jogavam bem, mas se distraía muito, ficava pensativo e sorria do nada.

— Cinco minutos professor! - Kristoff pediu e o professor assente.

— Ih cara, que mancada, vacilo! - Flynn deu um tapa na costa do moreno.

— Cadê o nerd certinho que a gente conhece? - Kristoff ironiza batendo na mão Flynn empolgado.

— Será que dá pra vocês calarem a boca!? - Hic declara irritado antes de beber a água da sua garrafa.

— Hum... - resmunguei - eu pensei que TPM era só pra meninas! - Flynn e Kristoff caíram na risada.

Pov's Hic

Afaguei os cabelos frustrado com algo que nem eu sabia. Os meninos continuavam rindo.

— Eu tô bem galera, é que... - minha voz morreu quando vejo uma ruiva cacheada entrar na quadra com as meninas - é tão linda....

Sorri bobo observando seus lindos olhos azuis, seu sorriso era radiante e mostrava seus pequenos dentes brancos.

Nossa... como ela é linda, surpreendente, encantadora...

— Terra para Hiccupp, câmbio! - me desperto com a voz do Flynn quando ele estala os dedos próximo ao meu rosto.

— Tá pensando em quê? - Jack pergunta.

— Nada, nada de mais! - reservei alguns olhares entre o chão e Merida.

— Fala com ela!

— O que? - sussurrei incrédulo - Ficou louco Jack?

— Se você gosta mesmo dela não deixe isso de lado, ela pode ficar magoada! - Kristoff comentou.

— Você acha!? - indaguei. Os 3 assentiram.

Voltamos ao treino, mas de vez em quando eu a fitava e ela também me encara sorrindo.

Não tenho mais dúvidas, vou falar com ela no momento certo.

Pov's Anna

— Tem certeza que a Elsa vai vir? - Punzie perguntou.

— Já é a terceira vez que você pergunta isso! - Merida resmungou chateada.

— Relaxa gente ela vai vir, acho eu e... - parei um instante quando vejo Merida sorrir corada para o moreno que estava jogando.

— Oh que lindo Meri! - Punzie comentou com um olhar sonhador.

— É impressão minha ou tá rolando um clima entre vocês dois?

— Não é nada Anna, somos só amigos! - protestou.

— Tá bem, quando ele falar com você, conta tudo pra gente! - alertei brincalhona e a ruiva negou com a cabeça.

— Anna! - ouço alguém me chamar e vejo que era minha irmã.

Elsa se aproxima com um garotinho de mais ou menos 12 anos, cabelos negros e moletom azul...espera, é o mesmo garoto qua falou no primeiro dia de aula.

Pov's Elsa

— Oi gente! - sorri.

— Oi Elsa! - responderam em uníssono.

— Quem esse garoto? - Punzie pergunto olhando o menino que sorria acenando.

— Ele é o Hiro, meu amigo da aula de Informática e Robótica! - respondo enquanto nos sentamos a lado da Anna.

— Como encontrou a gente? Eu esqueci de te avisar! - perguntei dando um sorriso constrangido na última frase.

— Rasteador! - ergui o pulso mostrando meu relógio.

— Rastreamos os celulares por arquivos, como um tipo Google Hacker! - Hiro comenta mexendo em seu celular.

— Puxa Hiro, muito legal!

— Valeu Merida! - declarou fazendo a ruiva arregalar os olhos surpresa.

— Garoto, como você sabe meu nome?

— Eu contei sobre você! - respondo com um sorriso.

Enquanto conversávamos eu observava o platinado que jogava, confesso que estou gostando dele, mas a pergunta é: será que ele sente o mesmo?

No final das aulas disse pra Anna não me esperar pra ir pra casa porque eu ia na biblioteca e demoraria um pouco, ela desonfiou devido às minhas reações ultimamente, mas respeitou.

Depois de ter ido a biblioteca e pegado os livros coloquei o capuz e fui pro pátio da escola.

Anna foi com o Sebastian e avisei pra não vir me buscar, eu queria um tempo sozinha, sabe...pra pensar um pouco na visão maluca.

Cheguei no pátio e vi o Jack sozinho, acho que estava esperando alguém.

(N/V: Será que era você!?)

(N/E: Se for, só pode ser piada!)

Me aproximei devagar.

— Jack! - chamei e ele me fita sorrindo.

— Oi Elsa!

— Tá fazendo o que aqui?

— Eu tô esperando minha irmã - respondeu - a minha mãe não pôde vir buscar ela hoje!

— Ah... - murmurei entendida.

— Jack! - uma garotinha vem correndo em nossa direção e abraça as pernas do albino.

A menina era loira de pele clara e olhos azuis, vestia uma calça jeans, blusa branca e uma jaqueta amarela.

— Oi maninha, eu quero te apresentar minha amiga Elsa! Elsa, essa é minha irmã Riley! - tirei o capuz.

— Oi! - sorri gentilmente.

A garotinha me encara assustada sem reação.

— Ãhm... eu disse alguma coisa errada?

— Nossa... é você... - arfou rindo.

— Esqueci de mencionar, ela é literalmente a sua fã número 1! - Jack alertou rolando os olhos.

— Ah valeu! - ri constrangida.

— Vamos Riley!

— Mas Jack... - a pequena resmumgou.

— Eu também vou indo! - declarei - A gente aproveita e vai junto! Eu moro próximo à sua casa!

— Beleza, que legal! Vamos! - Riley abraça minhas pernas super animada.

Fomos caminhando calmamente pela calçada enquanto conversámos.

Riley me contou sobre séries, filmes, viagens, amigos, família e entre outros temas que envolveram sua vida.

Ela era esperta, ágil, inteligente, animada, sorridente e muito brincalhona, tinha quase todas as personalidades do Jack.

A genética é forte heim!

Pov's Jack

Chegamos em frente o partão da casa da Elsa e paramos.

A minha casa ficava bem ao lado.

— Bom, eu já vou entrando! - declarou indo pro portão - Thau pessoal!

— Tchau Elsa! - minha irmã acenou sorrindo.

— Eu... - ela parou me encarando - te vejo amanhã!

— Claro! - sorriu - Até mais Jack!

Suspirei em um sorriso observando entrar.

Tudo nessa garota me encantava, seu olhar, seu sorriso, sua voz, seu rosto, seu jeitinho nerd-descolado... e muito mais! Não tenho palavras para descrevê-la!

— Tem alguém apaixonado! - Riley cantarolou do meu lado.

— Espera, o quê? - seguimos entrando no portão de casa.

— Adimite Jack, você gosta dela!

— Isso não é verdade! Não tem nem como perceber algo tão incomum! - neguei.

— Tem sim! No jeito que olha ou fala com ela, fica todo nervoso! - Fala sério, tava tão óbvio assim?

— Invenção sua! - fechei o portão.

— Jack apaixonado! Jack apaixonado! - tagarelou animada.

— Acho melhor entrar! - rebati - Você tem que comer!

— Tá bem, mas não diga que eu não avisei!

"Você avisou!" pensei comigo mesmo.

Ah não... Só porque o coração bate sozinho não significa que ele deve comandar todo corpo!

Mas que droga!

Pov's Elsa

Fechei a porta após na sala e fui pra cozinha.

Ao entrar paralisei vendo a Anna emburrada de braços cruzados, estava sentada da cabeçeira da mesa.

— Sua pizza tá no microondas! - declarou sem mudar sua expressão.

— O que aconteceu? - pergunto desconfiada colocando minha mochila em cima da mesa.

Vou até o microondas e pegando a pizza e peguei uma latinha de refrigerante do freezer sentei ao seu lado me ajeitando na mesa.

— Eu que pergunto! O que aconteceu com você? - paralisei.

Eu sabia exatamente do que Anna estava falando.

Eu realmente não iria contar pra ela, Anna iria contar pro papai com a mamãe e a gente ia embora de novo, como sempre!

— É que... - suspirei - ...não sei, não sei como aconteceu, mas dor de cabeça foi de repente! Minha cabeça latejou forte e...

— E...? - inclinou o rosto esperando resposta.

Engoli a seco.

— Não sei... - murmurei - ...eu não quero ir embora... mas tenho tanto medo...

— Relaxa, vai ficar tudo bem! - me confortou com um sorriso e me abraçou fortemente.

Anna desfez o abraço me encarando.

— Mas e aí? Como foi seu passeio com o Frost?

Senti minhas bochechas queimarem.

Droga! Era pra ser agora?

— N-nada de mais! - respondo nervosa.

— Você gaguejou! - Ih ferrou!

— Para Anna! - pedi em um protesto.

— Meninos, escutem essa: A Elsa tá apaixonada! - Anna declarou direcionando sua voz pro teto pois o meu quarto ficava à cima.

Logo um grupo de baixinhos descem as escadas desesperados, Winter não ficava atrás!

— "É verdade Elsa?"

— Olha Winter, eu... - tento explicar, mas todos eles começam a falar ao mesmo tempo e não consigo me concentrar em nenhum deles.

— Boa sorte! - Anna subiu as escadas rapidamente e gruni.

— EI! - gritei fazendo-os me encararem assustados - Eu não tô apaixonada tá!? Ele é só um amigo!

— "Tipo: Boyfriend?"

— Winter! - repreendi.

— "Mas boy não é 'garoto' e friend, 'amigo' em inglês!? - Tá de palhaçada!

— "Então juntando os dois fica: garoto amigo!"

— Traslate: él paquera! - Stuard declara fazendo Winter, Kevin e Bob rirem estéricos.

Balançei a cabeça negativamente observando o jeito deles.

Não é toa que eu os chamo de Trio Dinâmico, no caso são 4, mas o Winter não é tão agitado como eles...é, talvez só um pouquinho!

^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^

Hoje à tarde eu e Anna íamos sair um pouco, dar uma volta no bairro, caminhar, explorar, ir onde der na telha e assim por diante.

Chegamos à uma pequena lanchonete próximo à esquina e decidimos tomar um milk shake.

Anna se sentou em uma mesa vaga próximo à janela de vidro enquanto eu ia até o balcão.

— Eu vou querer dois milkshakes de chocolate e baunilha com bastante chantilie! - falo pra um senhor que estava de costas.

O homem se virou me encarando.

Arquejei paralisada fitando seus olhos, suas orbes eram verde-acinzentando.

Parece que um dejavu tomou conta da minha mente por uma fração de segundos, senti em meu cume que eu conhecia aquele olhar de algum lugar.

— Olá minha criança! - falou gentilmente - Seu pedido estará pronto em um minuto! - assenti involuntariamente.

Pra minha surpresa, Kristoff saiu da copa vestido com um avental.

— Kristoff? - pergunto incrédula.

— Oi Elsa!

— O que faz aqui?

— Eu moro aqui! - respondeu óbvio - Ele é o dono da lachonete, meu avô Pabbie!

— Pabbie... - murmurei o nome pra mim mesma.

Eu conhecia esse nome.

— Vocês são amigos? - o senhor perguntou calmamente.

— Somos, da escola! - respondeu Kristoff - Bom, eu volto em um minuto!

Antes de voltar pra mesa que Anna estava sentada, olhei novamente o senhor no balcão, ele me fita um instante e sorriu gentilmente.

Me afastei do balcão.

Pov's Anna

Elsa sentou na cadeira do lado direito da mesa que ficava à minha frente.

— E aí? Pediu de chocolate né!? - pergunto ansiosa.

— Claro, e sabe que trabalha aqui? - sorriu maliciosa.

— Quem? - indaguei.

— Oi gente! - Agora entendi!

Kristoff coloca os copos de milkshake na mesa e encaro um canto qualquer do local pra evitar contato visual com o loiro.

Sinto a Elsa chutar minha perna por baixo da mesa e reclamo mentalmente lhe encarando.

Ela faz um gesto com a cabeça apontando o Kristoff.

— Eu não sabia que você trabalhava aqui, é muito legal! - declarei.

— Valeu! Foi tudo idéia do meu avô, ele é muito criativo! - comentou

— O Flynn me disse que você morava com seu avô, mas eu não imaginava que seria aqui! - Elsa declarou sugando o milkshake pelo canudinho.

Kristoff se afastou e voltou ao seu trabalho.

O observo conversando com a garçonete enquanto ela organizava uma bandeja com taças de musses.

— Tá com ciúme?

— O quê? - pergunto desentendida.

— Ciúme, sabe... do Kristoff!

— Eu? Com ciúme? - ri irônica - Porque eu teria?

— Porque você gosta dele! Mas relaxa, ele não vai trocar você por ela!

— Elsa! - protestei e a loira riu - Tá maluca, a gente nem se conhece direito!

— Acho que vou ficar calada! - minha irmã riu.

— Acho bom! - declarei séria negando a opnião de que eu gostava dele.

Mas e se fosse verdade? Talvez não, acho que é só atração, isso é normal na adolescência!

Será?

Pov's Merida

Dei bastante impulso e girei o corpo rodopiando no espaço.

Eu tava patinando na praça enquanto meus pais trabalhavam.

Agora, pergunte porque eu não estava em casa!

Te darei dois motivos.

1-Mody: era a governanta de casa. Chata e mandona pra caramba, às vezes eu não lhe suportava.

2-Meus irmãos trigêmeos: era uns verdadeiros pestinhas, mas pra mamãe era uns anjinhos. Acho que era pestinhas disfarçados de anjinhos só pode! Eu não teria um minuto se quer de paz!

Parece que o motivo 2 foi o mais importante, mas não importa.

Vou pra casa só quando meus pais chegarem, ou seja, às 8 da noite.

Continuei patinando livremente e me deixei levar no momento, fechei os olhos sentindo o vento bater no meu rosto enquanto meus patins me guiavam.

— AH... - gritei sentindo meu corpo se impactar em alguém.

Meus pés vacilaram e senti meu corpo perder apoio, fechei os olhos com força esperando meu corpo se chocar com o chão, mas nada aconteceu.

Ergui o olhar me deparando com duas orbes verde-esmeralda.

Engoli a seco um pouco nervosa, pois eu sabia muito bem quem era.

Hiccupp estava com os braços enlaçados na minha cintura deixando nossos corpos colados.

Meu estômago embrulhou com nossa aproximação.

— Hic... - murmurei.

— Você tá bem? - perguntou me soltando enquanto analisava meu corpo.

— Tô, eu tô bem...obrigada! - respondo ajeitando meu capacete.

Percebi que Hiccupp também estava com acessórios de patinação.

— Ah que bom, eu fico feliz! - respondeu dando um sorriso torto.

Nossa... como eu admirava aquele sorriso!

— Acho que já vou indo!

— Não, espera! - parei lhe encarando, eu já estava me afastando - Vai ter competição agora, você quer participar?

— Claro! - assenti.

— Vamos! - ele me levou até um grupo de garotos e me apresentou e eles.

A competição era organida por 3 duplas, um contra um.

Peguei meu skate da minha mochila e guardei meus patins.

Era hora da primeira dupla: Gogo Tamago vs Tadashi Hamada.

Gogo ficou com um boa porcentagem de pontos.

Depois foram o Fred vs Wasabi.

Fred superou nos pontos.

Agora era eu e o Hic.

Apoiei o skate e nos posicionamos nas pistas pra começar.

— Espero que você saiba perder! - declarou com um olhar maroto.

Ri irônica.

Hic deslizavam na pista e faziam muitas manobras radicais nos corrimões.

Algumas vezes ela pulava e trocava o skate de posição, eram manobras impressionantes.

De vez em quando ele me lançava um olhar desafiador.

Continuei manobrando na pista e, chegando próximo à uma escada pude ver uma pista bem alta mais à frente.

Sorri marota quando uma idéia me vem à mente.

Peguei bastante impulso e pulei dando um mortal de frente, meu skate deslizou no corrimão e finalizei o salto pegando-o mais à frente.

A galera delirou comemorando.

Lançei um sorriso determinado pro Hic que estava boquiaberto.

Subi na rampa mais alta e posicionei meu skate suspirando fundo.

Desci com tudo ganhando bastante velocidade e fui me aproximando do outro lado.

Parece que tudo ao meu redor parou, o skate subiu e pulei dando um giro e um mortal de costas , meu corpo voltou pro chão pegando novamente o skate voltando pro outro lado, quando cheguei do outro lado parei encarando a galera, todos estavam assustados.

— Uh! - gritei erguendo os braços e todos gritaram aplaudindo.

Pontuação final

Merida-1700

Gogo-980

Fred-720

^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^

Depois da galera ter me dado uma calorosa boas vindas, tirei uma foto com o Big Hero e arrumei minhas coisas pra ir embora.

— Impressionante! - virei o rosto vendo Hic se aproximar - Foi uma bela apresentação!

— Valeu! - agradeci - Eu costumava praticar, mas a minha mãe não concordava!

— E mesmo assim não parou! - assenti con seu comentário.

— E você, o que gosta de fazer? - pergunto cruzando os braços.

— Desenhar é o meu robe!

— Típico de nerd!- remunguei rindo - Sempre ligados à escola, estudos e outros! Quer dizer, a Elsa gosta de ler, mas ela também é...hã? - dou um pulo quando um flash bate no meu rosto.

— Perfeito! - Hic exclamou guardando sua câmera.

— Que palhaçada é essa Hic? - pergunto incrédula com um tom irritado.

— Vai ser a inspiração do meu novo desenho!

— Eu virei sua musa agora? - pergunto irônica.

— É... talvez! Trago pra você quando eu terminar! Thau Merida! - Hic deu um beijo rápido na minha bochecha.

Hic see afastou pegando sua mochila e ele seguiu na avenida delizando no seu skate.

Sorri boba tocando meu rosto.

O local do beijo estava quente e macio, minha pele se arrepiou quando pensei no que tinha acabado acontecer.

Meu corpo reagia diferente perto desse garoto, ele me deixa intimidada apenas com um olhar.

Como um garoto como ele pôde se interessar por uma garota como eu!? Alguém me diz que diabos está acontecendo?

^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^*^

Cheguei em casa e encontrei minha família jantando.

Me aproximei da mesa e sentei no lado direito da mesa.

Meu pai ficou na cabeçeira direita da mesa e minha mãe ficou na esquerda.

Depois do jantar fui pro meu quarto.

Tomei um banho, vesti meu pijama, escovei os dentes e me deito na cama pensando no que tinha acontecido.

Meus pensamentos estavam fora de ordem e eu não raciocinava direito com tanta confusão enquanto eu pensava no Hic.

Balançei a cabeça pra afastar esses pensamentos e fechei os olhos, acabei dormindo sem perceber.



Notas finais do capítulo

Espero que tenham gostado.
Até mais! E não esqueçam do recadinho logo acima!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "The Eight Guardians of the Universe" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.