Anoitecer escrita por Beatrice Swan


Capítulo 15
Capítulo 15


Notas iniciais do capítulo

* Boa Leitura



Bella tinha acabado de usar o elemento da mente para garantir que garantir que a Liz não ia colocar Stefan, Damon e Caroline em risco quando Caroline entrou na casa dos Salvatores. A magia que tinha feito ia impedir que Liz dissesse qual a natureza deles mas permitia que ela pudesse conversar com Charlie sobre isso. Ele era o único humano com que ela ia conseguir conversar sobre o assunto tirando os que já sabiam o que eles eram e não estavam a tentar fazer-lhes mal.

— Algum problema, Caroline?

— Eu estava no Mystic Grill quando Katherine apareceu. Ela disse que tinha um recado para ti, o Stefan e o Damon.

— Que recado? - Stefan perguntou preocupado.

— Ela quer a pedra da lua e ameaçou transformar a cidade num banho de sangue até a conseguir. Esta noite, no baile de Máscaras.

— Ela quer que seja num sítio público.- Bella olhou para os outros sabendo que tinha razão. - Pensa que o Mason está morto e isso deixou-a sem opções.

— Ela deve estar desesperada. Mas não podemos ser estúpidos. - Stefan olhou para Bella com certeza do que dizia. - Temos de agir de forma inteligente.

— Podemos usar o baile para a prender. - Damon olhou para o irmão com um sorriso maldoso. - Não existe uma maneira para a prendermos até o Klaus vir?

— Posso colocar o feitiço na pedra. Assim que ela a tocar vai ficar inconsciente, não vai afetar outra pessoa, apenas ela. Mas onde a vamos pôr? Tem de ser um sítio de onde ela não possa sair.

— O túmulo debaixo da igreja. - Bonnie olhou para os amigos sabendo que era a melhor solução. - Os vampiros não podem sair depois de entrarem. Ela pode ficar lá até o Klaus chegar.

— Mas primeiro temos de fazer um feitiço de proteção na Elena. Katherine acha que vocês querem matá-la por isso vai tentar se proteger e ela conhece muitas bruxas. Ela pode tentar se unir a Elena fazendo com que tudo o que acontecer com ela também aconteça a Elena.

— Bella tem razão. Todo o cuidado é pouco com Katherine. Eu vou ajudá-la com a magia. É um baile de máscaras as pessoas podem não notar as semelhanças. Jenna está a insistir para que Elena vá e o Alaric e o Jeremy podem ficar de olho nela.- Bonnie sorriu levemente. - Eles vão garantir que nada lhe aconteça.

— Temos de agir como se este fosse um plano para a matar. - Bella deixou Stefan envolver os braços em torno da sua cintura, gostando do sinal de apoio. - Ela nunca vai acreditar que lhe vamos dar a pedra da lua de boa vontade.

— Posso prender Katherine numa das salas dos Lockwood. - Bonnie olhou para os amigos confiante do que dizia. - Vocês só têm de levá-la até lá e fazer com que ela toque a pedra.

— Isso é mais fácil dizer do que fazer mas vamos a isto. - Damon sorriu de uma maneira que noutra altura teria apavorado Bonnie. - Katherine não vai nos incomodar a partir de hoje.

Bella foi para casa, depois de enfeitiçarem a pedra da Lua, para se preparar para o baile de máscaras. Quando saiu da banheira de hidromassagem secou os cabelos e a pele. Depois de vestir um conjunto de sutiã e calcinha preto, preferiu usar um vestido curto, num tom de beje claro com alças, bordado com flores douradas que terminavam abaixo da cintura, com um cinto que tinha um laço dourado. Como o vestido tinha um bordado dourada na zona do pescoço, Bella preferiu não usar um colar optando por uns brincos compridos e uma pulseira com pequenas safiras. Depois de prender metade das mechas com uma presilha deixou o resto das mechas soltas em cachos avermelhados que chegavam à sua cintura. Bella pegou a máscara preta decorada com detalhes dourados e foi para a sala onde o Stefan estava à espera dela.

— Estás linda - Stefan sorriu ao ver Bella entrar na sala.

— Obrigada. Tu também estás muito elegante. - Bella sorriu aceitando o braço dele enquanto iam na direção do carro de Stefan. - É uma pena que não vamos para nos divertir.

— Isso não nos impede de tentar. - Stefan abriu a porta do carro para a Bella entrar. - Podemos ter algum tempo até ela chegar.

Bella entrou na casa dos Lockwood e sorriu ao ver as pessoas que já tinham chegado, depois de acenar aos outros Stefan levou-a até à pista de dança. Enquanto encostava o rosto no ombro do Stefan sorriu levemente sentindo a segurança que a envolvia. Aquele era o lugar onde se sentia mais segura e agora que estavam juntos sabia que nunca iria se separar dele mesmo que a tentassem obrigar. Quando viu Katherine entrar disfarçada de Elena fez um sinal subtil para Bonnie que foi preparar a sala com o Jeremy. Bella não gostou nem um pouco da maneira como ela olhava para o Stefan e Elena que estava com Damon mas sabia que iam ter de jogar o jogo dela pelo menos por enquanto.

— Não sabia que também vinhas. - Katherine olhou para Bella com algum receio, a presença dela complicava as coisas e sabia que ia ter de negociar para conseguir o que queria em vez de apenas exigir o que queria aos irmãos Salvatore. - Estás muito elegante como sempre.

— Queria estar à altura da Bella. - Stefan sabia que tinha havido um dia em que teria feito tudo pelos elogios de Katherine mas felizmente esses dias tinham acabado.

— Não podia deixar de passar algum tempo com o meu namorado. - Bella disse sem soltar o braço do Stefan. - Mas acho melhor conversarmos sobre a pedra num sítio mais privado.

— Onde está a pedra? -Katherine olhou para Bella com desconfiança, estava a achar tudo muito fácil.

— Num sítio seguro. - Bella sabia que Katherine seria difícil de enganar então achou melhor fazê-la esperar um pouco. - Não achaste que a ia entregar tão facilmente?

— Não és tu que eu receio. Nós podemos ter métodos diferentes mas queremos a mesma coisa. Já o Damon é demasiado impulsivo e pode estragar os nossos planos como fez quando matou o Mason. Imagino que não tenhas ficado feliz com a atitude dele. Afinal as bruxas Swan protegem a vida acima de todas as coisas.

— Eu tinha ido buscar a pedra com o Stefan quando o Damon fez isso. Claro que é algo com que eu nunca concordaria mas deixa-me dizer-te que o Mason não devia confiar muito em ti já que a pedra estava no fundo de um poço cheio de verbena.

— Pensei que tinha feito um melhor trabalho a convencer Mason que estava do lado dele mas pelos vistos enganei-me. - Katherine viu o Matt na sala ao lado e achou melhor ir verificar que tudo ia correr como ela queria mesmo que Matt não morresse ela tinha um plano B para activar o lado lobisomem de Tyler. - Eu tenho que ir mas a nossa conversa ainda não acabou.

Bella podia sentir a magia de outra bruxa Bennet por isso assumiu que Katherine ia falar com ela e depois de se depedir de Stefan, aproveitou para ir falar com a Bonnie para ver se a sala já estava preparada.

— Bella ainda bem que chegaste. Assim podes me ajudar com o feitiço. - Bonnie pegou as mãos da Bella canalizando a magia da amiga para conseguir impedir a saída da Katherine da sala. - Há pouco eu senti a magia da minha família. Achas que essa bruxa está a ajudar a Katherine?

— É o mais provável. Katherine é uma especialista em conseguir que bruxas lhe devam favores, pelas emoções dela acho que não gostou do que a Katherine a metesse no meio de um assunto que envolve outra bruxa Bennett .

— Eu vou falar com ela. Posso tentar convencê-la a entregar a pedra à Katherine assim ela não teria razões para desconfiar de nós.

— É uma boa ideia até porque ela já deve saber que o feitiço de ligação não vai funcionar. - Bella sorriu levemente para Bonnie. - Vou avisar a Caroline para pôr o plano em prática.

Stefan bebia um copo de champanhe quando Katherine apareceu ao lado dele depois de se ter certificado que Matt ia fazer o que ela lhe tinha mandado.

— Estou surpresa que a Bella te deixou sozinho. Mas a perda dela é o meu ganho. - Katherine deu um sorriso sedutor. - Sempre ficaste lindo de smoking. Danças comigo?

— Não.

— Quem é que tenho de matar? - Katherine sorriu ao ser guiada por Stefan até à pista de dança. - Isso resulta sempre. Apesar de Bella poder não gostar.

— Bella confia em mim. Sabe que nunca faria nada para a magoar. - Stefan podia não gostar do que estava a fazer mas dançar com Katherine podia ajudar nos planos para a enganar.

— Tive saudades de dançar contigo. - Katherine disse a verdade. - Podes não acreditar mas apesar de estarmos separados sempre soube onde estavas.

— Isso não muda as coisas. Durante todo este tempo quiseste que eu pensasse que estavas presa na tumba.

— Agora já sabes porquê. Não podia correr o risco que descobrissem que eu estava viva. - Tinha sido uma das coisas mais difíceis que já tinha feito e sabia que não havia nada que lhe trouxesse o Stefan de volta apesar de não ir deixar de tentar. - Klaus é demasiado perigoso. E Bella sabe disso melhor que eu.

— Ele só está atrás de ti porque lhe tiraste uma coisa que era dele e o impediste de quebrar a maldição. - Stefan não pôde deixar de dizer.

— E quando me vais entregar o que eu quero? Sabes que não sou conhecida pela minha paciência. Quantas pessoas vou ter de matar para isso acontecer? Talvez devesse começar agora...

— A Bella deve estar a tratar disso agora. Porque não aproveitas para dar uma volta pela festa. Tenho a sensação que não vieste apenas pela pedra.

— Queria aproveitar para fazer a vida da Elena mais difícil mas com a máscara que ela escolheu não vão notar as nossas semelhanças. Acho que tenho de agradecer à Bella por isso.

— Ela achou melhor cobrir todas as bases. Não podes culpá-la por isso. - Stefan olhou ao redor e sorriu levemente ao ver Bella descer as escadas com Bonnie para depois fazer um leve aceno de cabeça para Caroline.

— Eu tenho de ir confirmar uma coisa. - Katherine olhou disfarçadamente para a sala onde estava o Tyler Lockwood antes de deixar Stefan.

— Obrigada por a teres mantido ocupada. - Bella disse quando chegou ao pé do Stefan deixando-se confortar por ele. - Sei que não deve ter sido fácil. Já está tudo preparado e a Bonnie foi cuidar dos últimos detalhes, achamos melhor ser a bruxa que a Katherine trouxe a lhe entregar a pedra. Ela é da linhagem da Bonnie e não parece muito satisfeita por ter sido metida numa disputa com outra bruxa Bennett.

— É melhor irmos para sala. Caroline não deve demorar muito a conseguir que ela vá lá ter. Só tem de dizer a Katherine que estamos a tentar matá-la e que a Bonnie está lá com a pedra.

Enquanto Bella, Stefan e Damon iam para a sala, Bonnie já tinha conversado com a prima e a convencido a ajudar. Caroline tinha saído da sala onde estava Tyler quando Katherine apareceu e a prendeu à parede, segurando-a pelo pescoço.

— Agora vais contar-me qual o verdadeiro plano da Bella ou preferes que arranque o teu coração?

— Eles querem matar-te. - Caroline tentou parecer assustada. - O plano era atrair-te para perto do lago.

— Onde está a pedra da lua? - Katherine não estranhou as palavras de Caroline, sabia que eles iam tentar algo parecido. - Diz-me agora.

— Está com a Bonnie. - Caroline garantiu quando a Katherine apertou mais o seu pescoço.

— Leva-me até ela. E é melhor que não tentes nada. Matar-te nem me faria suar.

— É por aqui. - Caroline guiou-a até à sala armadilhada e deu um pequeno sorriso antes de Katherine entrar - Ela está ali.

— Onde? - Katherine olhou ao redor mas não viu a Bonnie em lado nenhum e avançou para Caroline furiosa. - Onde ela está?

— Nunca pensei que ia conseguir fazer isto mas até foi fácil. - Caroline deu um sorriso malicioso ao ver a outra vampira tentar sair da sala sem sucesso. - Adeus, Katherine.

— Obrigada Caroline. - Bella agradeceu quando ela, Stefan e Damon entraram ba sala. - Podes ir ver como está o Tyler e a Elena?

— Claro. - Caroline sorriu enquanto se dirigia à saída da sala. - Vou deixar-vos lidar com ela à vontade.

— Parece que temos assuntos pendentes. - Damon disse antes de a atingir nas costas com uma estaca de madeira, adorando o grito de dor que saiu da boca dela. Afinal eles tinham de agir como se a quisessem matar. - A vingança é uma cadela e no teu caso essa palavra é ainda mais apropriada.

— Não podes fazer isso. - Katherine olhou para eles com algum receio. - Tudo o que tentarem fazer comigo vai atingir Elena.

— Na verdade eu fiz a tua bruxa acreditar que o feitiço de ligação tinha funcionado. - Bella olhou para Katherine com decepção. - Não achaste que eu não ia considerar a hipótese de tentares uma coisa parecida? Eu conheço-te muito bem e sei quantas bruxas tens no teu bolso. Não podia correr o risco que machucasses Elena.

— Vais deixar que ela fale assim comigo? - Katherine tentou amolecer Stefan. - Depois de tudo o que passámos?

— O que tivémos foram mentiras. Bella é a minha companheira. Por mim ela podia te dar um banho de verbena que não me ia afetar nem um pouco. Mas preciso te agradecer, se não me tivesses transformado eu nunca teria conhecido a outra metade da minha alma.

— Acho que posso dizer o mesmo. A Elena pode ter a tua aparência mas as semelhanças acabam aí. - Damon olhou para Katherine com uma indiferença que nunca tinha imaginado que ia sentir um dia. - Tu nunca vais saber o que é ser verdadeiramente amada.

— Se tudo o que querem é me matar porque não acabam comigo de uma vez? - Katherine perguntou ao ouvir os passos da bruxa Bennett que tinha vindo com ela. - Afinal a Elena não está ligada a mim.

— Tu fizeste demasiado mal para partires se forma tão rápida e sem dor. Primeiro vais pagar por tudo o que fizeste. - Bella sabia que Lucy Bennett tinha acabado de entrar mas isso não mudava nada. - Mas agora vou dar-te o que tanto procuraste.

Bella usou o elemento do vento e lançou a pedra da lua na direção de Katherine que a apanhou de imediato e começou a sentir a pedra começar a drenar a força dela e olhou para Bella com verdadeiro pavor.

— O que fizeste? - O medo estava evidente na voz de Katherine.

— O que devia ter sido feito à muito tempo. Tu vais ficar presa na tumba até o Klaus chegar. Eu vou completar o que devia ter acontecido à 500 anos mas a Elena vai sobreviver como humana. Já tu vais ser sacrificada para que Klaus liberte o seu lado lobisomem.

— Mas como uma Swan tu devias querer que ele morra. - Katherine sussurrou confusa. - Ele massacrou várias gerações da tua família.

— Klaus é meu tio-avô. Eu nunca o trairia. Ele foi enganado pela mãe, antes dela morrer, e, pensou que as bruxas Swan queriam impedi-lo de quebrar a maldição quando na verdade é o oposto. Quando ele descobriu a verdade, fez de tudo para garantir a sobrevivência da minha linhagem. Até ele chegar vais estar presa na tumba, sem seres alimentada onde devias estar até agora.

— Não vais impedir isto, Lucy? Eu salvei a tua vida!

— Devias ter-me dito que haviam duas bruxas envolvidas. Tu sabes como as bruxas Swan são importantes e ainda foste envolver outra bruxa Bennett. A minha prima, Katherine. Devias saber o que uma traição destas traria para a minha linhagem. - Lucy olhou para Bella com algum receio depois de ver que Katherine já estava inconsciente. - Peço desculpas pelo meu envolvimento. Eu já vou partir. Bella, por favor mantém a minha prima segura.

— Eu faço o meu melhor mas tudo vai acabar em breve. Então a paz virá.

— Espero ansiosa por isso. - Lucy disse antes de sair da sala.

— Bella temos um problema. - Elena entrou na sala em pânico. - A Katherine deve ter compelido o Matt para brigar com o Tyler até ele o matar, felizmente isso não chegou a acontecer mas na confusão uma rapariga morreu, ela também deve ter sido compelida. Apesar de ter sido um acidente o Tyler ativou o seu lado lobisomem. A Caroline está a ajudá-lo a resolver as coisas com a mãe dele mas e agora?

— Temos de avisar o Mason. Com a Katherine presa na tumba é seguro ele voltar. Ele já encontrou a loba certa para o sacrifício e ele vai poder ajudar o Tyler com o que ele se tornou. Stefan, tu e o Damon podem levar a Katherine para a tumba. Eu vou ficar para ajudar o Tyler e levo a Elena para casa.

— Ok. Eu ligo-te depois de deixar Katherine. - Stefan disse antes de dar um beijo de despedida a Bella e saiu com o Damon e o corpo inconsciente de Katherine.

Já Bella e Elena foram ter com a Caroline e o Tyler, ao ver como ele estava transtornado, Bella deu-lhe um abraço apertado.

— Eu já avisei o Mason, ele vai estar aqui amanhã de manhã. Sinto muito, Tyler. Não desejo o que tu vais passar para ninguém.

— Eu sabia que podia acontecer mas não pensava que ia ser tão cedo. Só nunca pensei que o Matt estaria envolvido nisso. Começo a me perguntar se não seria melhor se ele soubesse a verdade. Assim ele poderia se proteger.

— Katherine precisava de um lobisomem e tu eras o que estavas mais próximo. Eu também acho que devíamos contar ao Matt mas era melhor se fosse eu a fazer isso. Também lhe podia fazer um anel que o protegesse de ser compelido e de morrer por causa de seres sobrenaturais.
— Obrigada Bella. - Caroline sorriu para a amiga. - Apesar de termos acabado, eu gosto muito do Matt e preocupo-me com ele.

Eles conversaram mais um pouco antes de Bella e Elena decidirem ir para casa. Elena falava ao telefone com o Jeremy quando Bella percebeu dois homens atrás delas mas antes que pudesse fazer alguma coisa tanto ela como Elena ficaram inconscientes quando panos com clorofórmio foram colocados contra os seus rostos.

Na tumba Katherine tinha acordado quando Damon se preparava para fechar a entrada.

— Deixa-me sair Damon, por favor.

— Porque deveria? Tu estás onde devias ter estado durante todos estes anos.

— A Elena está em perigo. Achas mesmo que sou a única atrás dela? Ela é a minha cópia, tem que ser protegida. Porque achas que não fiz nenhuma tentativa para a matar?

— Não te preocupes. Nós vamos manter Elena segura. Se fosse a ti preocupava-me mais com a chegada de Klaus. - Stefan disse enquanto Damon fechava a entrada para a tumba não ligando aos pedidos desesperados de Katherine. - Bella está com Elena, Damon. Sabes melhor que eu que Bella nunca permitiria que nada de mal lhe acontecesse.



Notas finais do capítulo

Vestido da Bella:

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/39/1c/a0/391ca036dabf36a34887b5ed7e22fc64.jpg

* Não se esqueçam de comentar



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Anoitecer" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.