My Misery escrita por Marimachan


Capítulo 1
Minha Desgraça


Notas iniciais do capítulo

Simplesmente meu deu mt vontade de escrever ZoRobin e essa frase que está na sinopse me veio a cabeça. Gostei da ideia e fui digitando. khfkdjgfkjgds'
Ficou pequetita, mas passou td o que eu pretendia passar. :3
Boa leitura! ;)




O dia em que eu me vi perdido e chegando ao fundo do poço, foi também o dia mais inacreditavelmente feliz da minha vida. Isso pode soar estranho ou até mesmo hipócrita, mas diabos, o que posso fazer se minha existência foi completamente humilhada pela existência dessa maldita mulher?

Sempre fui um homem determinado a ter total controle sobre mim mesmo e sobre minhas ações. Nunca admiti que qualquer coisa ou pessoa tentasse me tirar de meu autocontrole ou que houvesse a possibilidade de existir algo na face da Terra que me deixasse confuso comigo mesmo ou que simplesmente tentasse exercer qualquer controle sobre meus próprios sentimentos e ideais.

Até que essa desgraçada apareceu em nosso navio e o idiota do nosso capitão não se opôs ao fato dela se tornar nossa nakama.

Eu não fazia ideia disso, mas aquele foi o dia que marcou o início da minha eterna desgraça. O dia em que o destino chegou de zoação com a minha cara e dando gargalhadas apenas gritou estourando meus tímpanos e fazendo minha cabeça explodir de indignação: “Surpresa! Apresento-lhe a mulher que vai fazer você cair no abismo do orgulho ferido e depois te ressuscitar só para voltar a te enlouquecer um pouco mais.”.

E, infelizmente, o maldito estava certo. Todos os dias, a única certeza com a qual acordo é o quanto eu odeio essa mulher e o quanto me odeio por não conseguir odiá-la. Não me venha com sermões dizendo que estou sendo completamente contraditório nessa droga! Esse é o efeito que esse demônio causa em mim. Satisfeito?!

Sinceramente, onde eu fui parar? Olha pra mim!

O cara que dizia seguir sua determinação em chegar ao topo até o último suspiro de sua miserável existência e que se orgulhava de dizer que era seu único objetivo de vida, hoje se encontra numa enfermaria assistindo uma rena distraindo uma pirralha recém-nascida. Não precisa me dizer que, novamente, a merda do destino deu um murro na minha cara e me fez virar de cabeça para baixo junto com todos os valores que achei que nunca iriam me deixar.

Quando é que eu perdi o controle sobre o trenzinho da minha vida mesmo?

Ah, sim. Foi quando meu amigo citado aí em cima deu aquele grito para zoar com minha cara.

A verdade é que toda vez que olho para o sorriso cansado da morena deitada nessa maca, depois de horas incontáveis de dor e gritos, eu enxergo meu verdadeiro fracasso em tentar manter meu orgulho intacto. A verdade é que Nico Robin se tornou meu desespero e meu alívio a partir do momento em que decidiu tomar como determinação de vida me irritar e me fazer odiá-la pelo resto da minha vida. A verdade é que ela falhou miseravelmente em sua tentativa e agora eu me encontro aqui, sorrindo como um idiota para a coisa mais pequena e irritantemente fofa que já vi.

A verdade é que a minha desgraça é a desgraça mais feliz que alguém um dia poderia desejar.



Notas finais do capítulo

Espero que não tenha ficado tão confuso qt o próprio Zoro esteve nessa fic. fgfjkhfgjhdg'
Espero q tenham gostado e quem puder, comenta aí dizendo o que achou. ;)
Até mais! ^^