O Império em Perigo escrita por Kori Hime


Capítulo 1
Episódio I — A noite mais longa da galáxia


Notas iniciais do capítulo

Lorde Vader está com problemas para fazer as crianças dormirem.




Era noite — ou sempre é noite — no espaço, a nave do Comandante das Forças Armadas do Império estava silenciosa e tranquila.

O soldado imperial aproximou-se cautelosamente, quase que na ponta dos pés revestido de plastóide, para atingir o objetivo final. Com um salto desengonçado, ele caiu em cima de almofadas vermelhas, vendo sua armadura derreter com a lava vulcânica.

Enquanto o corpo do Stormtrooper era consumido pela lava, uma risada de comemoração ecoou pela nave, quebrando então o silêncio.

— O Império Galáctico é meu, finalmente, é todo meu. — E a risada maligna continuou cada vez mais alto e aguda.

— Não tão rápido, maninha, você ainda não me derrotou. — Do outro lado da nave, Luke aproximou-se das almofadas vermelhas de lava vulcânica, segurando seu sabre de luz.

— Você não é páreo para a minha força, irmãozinho. Desista. — Leia apontou sua arma na direção de Luke. — Posso te vaporizar nesse instante.

— Não se eu fazê-la parar de respirar antes. — Luke ergueu a mão, como se estivesse segurando o pescoço de Leia. Por um instante, ele sentiu o poder correr por todo o seu corpo.

— Pai! O Luke está tentando me enforcar novamente. — A princesa gritou, correndo pela nave, enquanto disparava um jato de água na direção de Luke.

— Ela que começou. — Luke gritou do outro lado, fugindo dos disparos letais.

Uma patrulha de quatro soldados corria na direção dos irmãos, escorregando na água espalhada pelo chão. Os gêmeos pararam onde estavam e começaram a rir dos soldados imperiais.

Não demorou muito para Lorde Vader vistoriar o que estava acontecendo no quarto das crianças. Já fazia mais de uma hora que ele havia mandado seus soldados levarem as crianças para escovar os dentes e dormir. Uma tarefa árdua, que um soldado imperial deveria conseguir concluir, ou não. Foi o que pensou, quando encontrou os Stormtroopers caídos em cima de uma pilha de almofadas vermelhas, enquanto Luke e Leia duelavam em cima da mesa.

— Desista, Leia, você jamais será dona da galáxia.

— Se você for bonzinho, eu posso deixar que seja um dos meus comandantes. — Leia encurralou Luke na ponta da mesa. — Não tem para onde ir, irmãozinho.

— Não! — Luke escorregou e caiu da mesa, esbravejando.

Lorde Vader caminhou até o filho e o levantou.

— Já é hora de dormir. Vocês podem brincar de dominar a galáxia amanhã.

— Ah, não. Deixa a gente brincar mais um pouco? — Leia resmungou.

— Deixa, pai. Estou quase fazendo ela reconhecer o meu poder. — Luke emburrou-se.

As duas crianças se colocaram na frente do pai, segurando as mãos e implorando para que ganhassem alguns minutinhos.

— Hmmm. Ok. Mas, dessa vez, vocês terão que me enfrentar.

— Weeee. — Os dois comemoraram animados.

— Eu vou ser um cavaleiro Jedi. — Luke pulou, esticando a mão.

— Eu quero ser uma rebelde. — Leia pulou ao lado do irmão.

A noite seria muito, muito, muito longa na nave do Comandante das Forças Armadas do Império.



Notas finais do capítulo

Imagina essa família no comercial de margarinas.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "O Império em Perigo" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.