The Dark Side of Red escrita por HilarySalvatore


Capítulo 10
Never let me go


Notas iniciais do capítulo

Oii pessoal
Demorei só um pouco neh
Enfim
Espero que gostem
Boa Leitura



POV Bella

–O que voce é ? - perguntei tentando ficar calma e Damon me olhava com um tom incredulo - O que voce é ? - perguntei quando não obtive respota, aquela simples pergunta tinha deixando Damon sem palavras, então ele suspirou

–Voce sabe...

–Não. Não sei - respondi tentando parecer firme em minhas palavras

–Sabe sim, ou não estaria aqui...

–Não é possivel, não pode ser

–Tudo que voce conhece... - ele começou fechando com calma a porta atras dele e eu fui indo pra tras - Todas as suas crenças, estão prestes a mudar... Voce está pronta pra isso ?

Mal ele sabia, que eu já sabia que existiam criaturas sobrenaturais, mas havia panico e medo dentro de mim, por que depois da partida de Edward eu me convenci de que tudo aquilo não era real, me agarrei firmemente a ideia, de que coisas saldaveis existiam, e que tudo aquilo, era uma mentira, que naquele dia no hospital não foi o James... Que eu tropecei e rolei dois lances de escada, e atravessei uma janela, mas mesmo que a verdade estivesse vindo a tona agora, eu estava assustada e com medo, por que dessa vez era totalmente diferente, era totalmente pior, eu sentia que era muito mais perigoso

–O que voce é ? - repeti a pergunta agora mais firmemente

–Sou um vampiro - aquelas palavras não podiam ser mais assustadoras, eu queria acreditar que aquilo não estava acontecendo de novo, Por que ? Por que comigo ? Por que de novo ?

Eu agora tinha lagrimas nos olhos e meu coração acelerava cada vez mais, sentia que a qualquer momento ele sairia pela minha boca

–Eu vou embora - foi a unica coisa que eu consegui dizer ja me afastando mais

–Não, Bella, por favor... - Damon vinha atras de mim enquanto eu descia as escadas e ia pra porta da frente

–Não ! - eu disse abrindo a porta e comecei a correr, mas minha corrida não durou muito, logo Damon estava na minha frente em uma velocidade totalmente sobretnatural

–Por favor Bella, não fica com medo de mim...

–Deixa eu ir embora

–Não, Bella. Tem coisas que tem que saber pra entender - ele disse me segurando

–Me solta ! - disse em um tom desesperado correndo pro meu carro e saindo em desparada o deixando lá, eu não sabia ao certo pra onde eu ia, minha cabeça estava bagunçada, o medo e o panico estavam a mil dentro de mim e lagrimas estavam não meus olhos, e rodei com o carro por mais um tempo, mas eu não tinha pra onde ir e eu não estava com a minha carteira pra pagar um hotel, então voltei pra casa, e entrei pela porta dos fundos, tudo estava silencioso e eu simplesmente corri pro meu quarto fechando a porta com cuidado, na esperança de que ninguém tivesse ouvido que eu voltei.

Tirei meus sapatos e minha blusa, tentando ficar calma, e não desabar em desespero

–Bella. - ouvi atras de mim e levei um susto olhando pra tras e vendo Damon, me virei tentando sair, mas Damon fechou a porta rapidamente e eu me encostei nela me segunrando pra não chorar enquanto sentia ua respiração pesada em minha nuca

–Eu nunca machucaria voce, está segura comigo. - respirei fundo, e me virei devagar olhando pra ele - Eu vou te explicar tudo Bella eu prometo, mas eu te imploro, não conta isso pra ninguém !

–Como pode me pedir isso ? ...

–Por que voce saber disso é perigoso, de muitas formas ! Voce pode me odiar, mas eu preciso que confie em mim...

–Vai embora - disse quase em um sussurro - Vai embora por favor, sai, se voce não quer me fazer mal, vai embora... - disse não conseguindo mais segurar as lagrimas e as sentindo descer sobre meu rosto, Damon me olhou com um olhar triste e cansado, com um tom de raiva, mas sabia que não era de mim

–Eu nunca desejei nada disso... - ele disse, eu me virei pra abrir a porta novamente e quando olhei de novo, ele não estava mais lá, o mesmo tinha saido pela janela, então, eu fui rapidamente ate a janela e a tranquei me jogando na cama.

Me encolhi entre os travesseiros, e desatei a chorar, de panico e medo, e depois de alguns minutos eu fui me acalmando devido ao cansaso que invadiu o meu corpo, e antes de cair no sono, eu parei e pensei no motivo do meu panico... Por ter parado de acreditar, por ele ser totalmente diferente do que eu conhecia, por medo dele me machucar apesar de no fundo saber que ele nunca faria isso, e chorei mais uma vez quando ouvi estrondos do outro lado do corredor no quarto de Damon, e apesar do medo, naquela hora, ja mais calma, eu chorei, por te-lo magoado.

(...)

Quando eu acordei pela manha,tomei um banho e troquei de roupa,sabia que não podia deixar as coisas entre mim e o Damon assim,era demais pra mim,tinha me ligado a ele e me apegado de uma maneira que eu nunca pensei que pudesse me apegar a uma pessoa,então mandei uma mensagem pra ele pedindo pra me encontrar no Grill, afinal ele disse que ia me explicar tudo, e eu precisava de respostas, afinal, ele não era como o Edward, e eu precisava de uma explicação, e também precisava me explicar, afinal, se ele quer ser sincero, também vai receber sinceridade da minha parte :

–Voce disse que ia me explicar tudo, por isso pedi pra voce me encontrar aqui. Quando a gente jogar vampiro no google, aparece um mundo de ficção, qual é a realidade ? - perguntei firmemente

–Posso dizer o que voce quiser saber - respondeu ele em um tom serio

–Eu sei que voce come alho

–É...

–E a luz do sol pra voce não é problema

–Os aneis nos protegem - disse ele levantando a mão me mostrando o anel

–Crucifixos ?

–Decorativos.

–Água benta?

–Da até pra beber - ele ia dizendo com naturalidade

–Espelhos ?

–Mito.

–Tem algum outro alem de voce e do Stefan ? - perguntei, afinal, ja havia passado pela minha cabeça que Stefan era como o irmão

–Espertinha - disse ele com um sorriso torto nos labios - Só a Caroline e a Elena,mas nenhum outro em Mystic Falls,não mais.

–Não tem mais ?

–Houve um tempo em que essa cidade sabia muito sobre os vampiros,e não acabou bem pra ninguém,por isso é importante que você não conte pra ninguém...

–Há outros seres... sobrenaturais aqui em Mystic Falls ?

–Bonnie uma bruxa, existem hibridos, duplicatas, até caçadores, como Jeremy Gilbert, e também...

–Lobisomens - disse cortando sua fala

–Pelo visto você sabe de algumas coisas.Por que será que eu sinto que eu não sou o primeiro mostro que você conhece ?

–Por que não é - afirmei - Edward era um vampiro,assim como a sua família,só que diferente de vocês,brilhavam a luz do dia,tinha poderes, como ler mentes,e eram rápidos e fortes

–Espera,brilhavam ? - perguntou soltando uma risada debochada

–Parece tão estúpido pra mim isso agora... Então por que você não brilha ?

–Por que vivo não mudo real onde vampiros queimam ao Sol ! – soltei uma risada - Se já sabia sobre vampiros, lobisomens... Por que reagiu daquele jeito ?

–Por que depois que o Edward partiu, eu consegui convercer a mim mesma de que nada disso era real, entrei em um constante estado de negação, aquilo me ajudava a sobreviver, quando voce me contou eu entrei em panico, e me perguntava... Por que comigo ? Por que de novo ? E fiquei ainda mais em choque por que voce não se parecia com nada que eu ja tinha visto... Mas Damon... Acho que te devo desculpas, sei que te deixei magoado, eu sei que voce nunca me machucaria...

–Você sabe ?

–Sei,eu... confio eu você ! - Damon em resposta, me deu um sorriso descreto

–Vem, quero te mostrar um lugar - me levantei e fomos pra minha picape, Damon foi me guiando, e acabamos parendo no meio do nada

–Para aqui - ele disse, então, estacionei e ele foi saindo do carro assim como eu

–Por que me trouxe aqui ?

–Quero mostrar uma coisa

–No meio do nada ?

–Mas aqui não era o meio do nada, era a minha casa... - demos poucos passos e parei ao seu lado olhando o marmore

–Mas é tão...

–Velha ? É por que é - Damon afirmou

–A quanto tempo voce...

–Tenho 24 anos desde 1864...

–Meu Deus - disse, afinal, ele era mais velho que o Edward

–Voce disse que queria saber, e assim como voce, eu não vou esconder mais nada - acenei positivamente com a cabeça dando liberdade pra ele continuar - Meio seculo antes da pensão ser construida, aqui era a casa da minha familia, Stefan e eu, nascemos aqui, os Irmãos Salvatore, grandes amigos... - ele disse e continuamos andando mais a frente, onde vi, muros velhos, em ruinas

–Conheceram a Katherine em 1864 - afirmei me lembrando de quando Stefan me contou sobre ela, muito mal contado, mas citou ela - Voce e Stefan amaram a mesma mulher a 145 anos

–Ela não era uma garota qualquer, era linda... tinha uma uma pele perfeita, a risada dela fazia voce querer rir junto, mas, ela também era impaciente, mandona, egoista e impulsiva - ele disse encostando em um dos muros, em quanto eu sentei em um deles ao seu lado ouvindo atentamente - Quando eu voltei da guerra, encontrei ela e Stefan, ela queria escolher alguém pra acompanha-la no baile dos fundadores, e ela escolheu o Stefan, ele levou ela ao baile, na mansão Lockwood original...

–A primeira festa do fundadores...

–Stefan não se importava de ter pego uma coisa que eu queria muito, nem de ter me magoado, acho que ele só se importava em estar lá com ela

–E voce ficou chateado...

–Esse é o meu problema, eu não me chateio, eu me vingo... - não pude evitar não sentir um pouco de medo, afinal, ele havia dito aquilo de um forma tão sombria que eu não havia visto - Mas relaxa, foi a muito tempo, meu temperamento mudou muito, mas naquela época, Stefan não sabia desse meu lado, acontece que a Katherine estava comigo também...

–Então, voce roubou ela do seu irmão, não o contrario como eu achei que fosse ? - ele abriu um sorriso fraco no rosto

–Ela não era pra ninguém roubar... Ela nunca pertenceu a ninguém, ela jogava com a gente, ela controlava a minha mente e a do Stefan, ela nos obrigou a esconder um do outro o que aconteceu, ela queria que nós ficassemos juntos, pra sempre, bom, não deu certo...

–Voces não deram muita sorte não é - soltei uma risada sem humor - Katherine era uma manipuladora sem causa

–Acho que ela estava com tédio - ele disse indiferente - Mas não importa mais, prometi ao meu irmão uma eterninadade de sofrimento e quem sofreu todos esses anos fui eu...

–O que aconteceu depois ?

–Ela nos transformou, havia o conselho dos fudadores naquela época, e eles sabiam sobre os vampiros, quando descobriram sobre ela, nosso pai foi atras, eu e Stefan tentamos impedir, mas acabamos sendo baleados na floresta e ela pega, nos transformamos e achavamos que ela estava morta numa tumba

–E não estava ? - ele balançou a cabeça negativamente

–Nunca esteve... descobrimos isso faz uns dois ou tres anos, eu tentei ressucitar ela, mas ela nunca esteve morta, estava sempre fugindo, acabei ressucitando um monte de vampiros mas essa história é pra outro dia

–Voce disse que ela sempre estava fugindo... Paranoica, manipuladora, perversa, mentirosa, calculista, e ainda assim fugia... De quem ?

–Klaus, um vampiro originial, o primeiro da especie

–O conseguiu irritar o vampiro mais antigo da história do mundo ?

–Pois é...

–E onde é que ela ta agora... ?

–Não sei, e não quero saber, ela causou muito estrago e quero que essa vadia queime no inferno...

–E o que acontece agora ? - disse me levantando

–Agora cabe a voce decidir o que vai fazer com tudo o que sabe, e o que vai acontecer com... nós - ele disse com cuidado a ultima parte soltando um suspiro pesado

–Eu vou guardar o seu segredo Damon - disse me aproximando dele - Eu prometo... - disse olhando firme o oceano azul de seus olhos, mas uma coisa estava estranha, de perto pude ver que ele estava mais palido do que o normal e parecia cansando

–Damon, quanto tempo faz que você não se alimenta ? Quer dizer,não se alimenta de sangue humano ?

–Eu to bem...

–Damon quanto tempo ?

–Desde o dia das motocicletas... Achei que voce não fosse concordar com o fato de eu me alimentar de pessoas, igual o Stefan, então eu comecei a me alimentar de bolsas de sangue, a ultima que eu tomei foi a dois dias

–Damon,você não pode fazer isso,você pode morrer !

–Tinha que me acostumar a ficar assim Bella, eu podia matar voce, não vou deixar voce desprotegida !

–Pois eu não vou deixar voce morrer de fome ! Tudo bem... – disse pra mim mesma,ele que estava a minha frente, olhou sem entender – Eu não posso deixar você morrer de fome . – tirei o meu cabelo do meu pescoço e ele me olhou em um tom inconformado

–Você ficou louca,não vou fazer isso ! – disse tentando sair e eu segurei a sua mão

–Vai fazer sim, está tudo bem ! – disse calma e ele olhou relutante pro meu pescoço,então eu vi,seu rosto estava se modificando,seus olhos azuis se tornaram negros e veias embaixo dos seu olhos nasceram,e pude ver suas presas saindo relutantes,então na mesma hora ele virou o rosto,não querendo que eu visse – Ei,tudo bem,olha pra mim,não se esconda de mim ... – então eu toquei o seu rosto e ele virou e eu pude ver,toquei suas veias com cuidado então olhei nos seu olhos – Eu não sei o por que,mas não importa o que você seja,ou se isso é perigoso,eu não consigo deixar de gostar de você,eu confio em você... – Quando eu disse isso,ele se aproximou calmamente,o medo começou a tomar conta de mim,eu suspirei e tentei me manter calma,senti uma leve pontada de dor,não era tão forte,sabia que era perigoso ,mas tinha que correr esse risco,por ele .

Depois de um certo tempo,não muito cumprido,a dor começou a se aprofundar e eu comecei a me sentir fraca,e o Damon não consegui parar:

– Tudo bem,acho que você já tá bem melhor agora – disse com certa dificuldade – Damon,para,tá me machucando – eu dizia com dificuldade tentando me solta mas ele não parava,eu me sentia cada vez mais fraca,minhas pernas perdiam a força – Damon... – disse em um sussurro antes da escuridão tomar conta do meu olhar .

POV Damon

De repente a vi fraca em meus braços,eu não consegui parar,eu disse que era perigoso,mas ela é teimosa,mas eu só queria poder culpar outra pessoa,e de novo,eu tinha machucado alguém que eu amava,tinha machucado alguém que de novo não merecia,eu prometi que nunca a machucaria,e quebrei a minha promessa,eu me odiava por isso naquele momento.Peguei ela no colo e a levei pra casa,em silencio a coloquei no meu quarto e dei o meu sangue pra ela.

Ela não acordaria tão cedo,e eu não quis ficar olhando vendo o estrago que eu fiz,foi quando o Stefan apareceu :

–O que a Bella está fazendo no seu quarto?

–Pode acreditar,se fosse o que você está pensando eu também estaria lá e me sentiria muito melhor Stefan ! - nessa hora, ele me lançou um olhar mortal, e veio pra cima de mim e me encurralou na parede me segurando pelo colarinho da blusa

–Damon o que você fez ? !

–Eu perdi o controle,tá bom Stefan ? – gritei – Era isso que você queria ouvir ? Ela descobriu sobre nós da pior maneira possível, queria conseguir me manter sem sangue por ela,mas você conhece a Bella,ela é teimosa,quis me ajudar e eu perdi o controle,fim da História ! – Stefan ficou assustado,mas depois me deu um olhar de piedade – E eu dispenso a sua preocupação,por que,não importa as circunstâncias,mais uma vez,eu machuquei alguém que eu amo! – disse olhando pra lareira tomando o meu Whisky foi quando ouvimos um barulho do quarto de cima,e fiquei aliviado por ela ter acordado,mas não sai da onde estava,então Stefan vendo que eu não sairia do lugar,foi ajuda-la .

POV Bella

Quando acordei estava no quarto do Damon,me lembrei de tudo como um flash,mas não senti raiva do Damon,ou pena,eu só queria vê-lo,eu conhecia ele,provavelmente agora,ele estaria se sentindo culpado,guardando tudo pra si,foi quando eu vi o Stefan :

–Stefan ... – disse tentando levantar

–Bella,tem que ficar aqui,você está fraca

–Sou mais forte do que você pensa .

–Eu sei disso,mas também é muito teimosa – ele suspirou – sei que você descobriu sobre nós

–Steff,está tudo bem,não importa o que você seja, voce ainda é voce, e eu sei que vai ser sempre assim – disse olhando nos seus olhos com minha mãos em seu rosto,tão perto que podia sentir sua respiração,então suspirei encostando nossas testas – Caroline sempre vai ser minha melhor amiga,e o Damon... – suspirei – Onde ele está,eu... preciso vê-lo !

–Lá embaixo...

–Whisky ?

–É...

–Tá, tudo bem - me levantei e descia as escadas,e ele estava lá sem expressão :

–Damon...

–E de novo,eu quebrei a minha promessa,machuquei você,machuquei quem eu amo... – disse até em um tom calmo que chegava a ser doentio,mas sem expressão e com um tom amargurado

–Damon,não foi culpa sua...

–Você me defende o tempo todo .

–Não estou te defendendo,não estou defendo sua decisão,de querer manter um controle por si próprio,por perder o controle comigo.

–Então por que continua aqui ? Eu sou ruim Bella,sou ruim pra você ! Então por que não fica o mais longe que puder de mim ?

–Por que eu te escolhi,e vou manter a minha posição !

–Agora sou em quem escolho... eu escolho deixar você partir .

–O que ? Não,Damon...

–Escolho não ter que pensar como vai se sentir sempre que eu fantasma o meu passado aparecer.Eu escolho libera-la de me defender,por todas as coisas ruins que eu fiz,e que eu faço...

–Pare de agir como se eu fosse perfeita ! Eu também fiz coisas horríveis ! – ele começou a andar pela sala – Acha que eu vou te julgar depois de saber,que você estava fazendo aquilo por mim por mim a meses ?

–Pare de me defender ! – ele gritou – Não vou mudar quem eu sou – disse mais calmo – Não posso ! Mas eu me nego a te mudar . – então ele saiu da sala,me deixando sozinha,e agora eu posso dizer,nunca me senti tão sozinha, mas não iria agir como foi quando Edward me deixou, Damon foi uma das melhores coisas que já me aconteceu, e ele não me abandonou,tinha que acreditar, eu passei a mão pelo meu cabelos,e depois sobre o meu rosto,tentando segurar as lagrimas que queriam cair, então eu me sentei no sofá,tentando manter o controle,e me agarrar no pensamento que eu não tinha sido abandonada de novo,manter a calma, e acreditar que quem eu amava ainda estava comigo.



Notas finais do capítulo

Obrigada a quem deixou comentarios no capitulo passado
Mas fiquei decepcionada, cade a animação pessoal
Quero saber o que voces estão achando
Espero varios comentarios dessa vez hein
Até o proximo capitulo
Beijoxx



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "The Dark Side of Red" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.