Percabeth e... escrita por G a b i


Capítulo 29
Percy, eu e... Grécia: Uma viagem inesquecível


Notas iniciais do capítulo

Olá! :)
Gente, o capítulo de hoje tem uns links bem legais embutidos nas palavrinhas que estão em azul, porque eu quero que vocês consigam imaginar o lugar da viagem bem como ele é :) Espero que dê certo haha (É só clicar em cima das palavras que estão em azul que uma imagem vai abrir.)
Eu definiria esse capítulo como "awn, Percy, seu lindo". Ou também como o capítulo do "aleluia, irmãos! É pra glorificar de pé" *risos*
Quando eu escrevi esse capítulo (já faz um bom tempo) eu até precisei fazer uma pesquisa e tal. Foi o capítulo que mais deu trabalho para ser feito. Eu espero muito que vocês gostem!
Enfim, boa leitura. Nos vemos nas notas finais ;)



 

Se a minha lista de "lugares para visitar na Grécia" estava inteiramente concluída, eu devia isso a Percy. 

Lembro de uma vez em que estávamos conversando sobre os nossos sonhos... 

E aqui estava eu, realizando o meu sonho de conhecer a Grécia simplesmente por ter o melhor marido do mundo. 

Até agora não consigo acreditar que Percy planejou toda essa viagem sozinho e eu sequer desconfiei de nada. 

Eu estava vivendo os dias mais felizes da minha vida. 

Atenas era uma cidade incrível bem como eu imaginei. 

Mas agora tudo em que eu conseguia pensar era para qual outro lugar nós iríamos. 

Sim, Percy estava fazendo um suspense fora do normal quanto ao segundo lugar que visitaríamos após deixarmos Atenas. 

— Mykonos. — Ele se aproximou de mim junto com o piloto do nosso voo fretado. 

Nossas malas já estavam no pequeno avião. 

— O quê? — Questionei. 

O piloto do avião trocou um sorriso cúmplice com Percy. 

— Nossa próxima parada é em Mykonos, uma das ilhas mais famosas da Grécia. — O piloto explicou. 

Olhei para Percy e sorri. A vontade que eu tinha era de me jogar nos braços dele e o beijar até não poder mais para agradecer por tudo o que ele estava fazendo. Mas tive que me conter, afinal havia outra pessoa nos observando. 

— Sinto que essa já é a melhor viagem da minha vida. — Disse segurando a mão de Percy e o beijando na bochecha. 

Então finalmente embarcamos no pequeno avião que nos deixaria na ilha. 

*** 

Mykonos não ficava a uma distância muito grande de Atenas. E como estava na baixa temporada, era um lugar mais calmo do que o habitual. Um lugar charmoso, com barezinhos e lojinhas. 

Mykonos tinha praias com um mar degradê e areias claras. 

O centro da ilha, conhecido como Chora, possuía casinhas brancas com portas coloridas que lembravam cubos de gelo e um labirinto de vielas com calçamento em pedras. A ilha também contava com muitas flores e um número considerável de gatos soltos pelas ruas. 

Percy e eu nos hospedamos em um hotel que ficava de frente para o porto de Chora. Nós tínhamos uma vista maravilhosa do Mar Egeu e sua água azul turquesa. 

Eu estava deslumbrada com a beleza do lugar e perplexa com o quanto Percy tinha um bom gosto para escolher hotéis. 

Era por volta das 17h00 quando deixamos o hotel e fomos explorar a ilha de Mykonos. 

Uma pessoa do hotel nos indicou o primeiro lugar considerado um dos mais bonitos de toda a ilha: A Igreja Panayia Paraportiani

Era uma construção deslumbrante. Toda branca e imponente, contrastava com o céu azul. 

Percy e eu tiramos muitas e muitas fotos. Mal podia esperar pelo dia seguinte, quando exploraríamos com calma todos os outros lugares e mares da ilha. 

O sol estava quase se pondo quando Percy disse que queria me levar até outro lugar antes de voltarmos para o hotel. 

— Vamos conhecer os Vonís. — Ele disse sorrindo. 

Caminhávamos pela ilha com as mãos entrelaçadas. E isso me remetia ao tempo em que começamos a namorar. 

— Você estudou os pontos turísticos de Mykonos, ou o quê? — Perguntei, rindo. 

— Eu queria saber os melhores lugares para levar a melhor pessoa. 

Sorri e o beijei na bochecha. 

— Eu te amo. — Disse. — Mas... o que são Vonís? 

— A sabidinha não sabe? Isso chega a ser irônico. — Riu. 

Nós continuávamos andando até o lugar que Percy queria me levar. 

Mykonos não era uma ilha muito grande. O que dava aos turistas o privilégio de explorar cada pedacinho do lugar a pé. 

Vonís são cinco moinhos de vento desativados. — Percy explicou. —  Olha naquela direção. — Apontou com o dedo indicador para o lugar. — Lá estão eles. 

— São enormes. — Disse. 

Percy assentiu. 

— Fiquei sabendo que lá de cima temos uma visão espetacular de toda a ilha. Quero assistir ao pôr do sol com você de lá. 

*** 

Quando finalmente terminamos de subir o morro em direção aos Vonís, o sol já estava se pondo no horizonte. 

Percy e eu nos sentamos no chão próximo ao terceiro moinho. 

Ficamos abraçados e em silêncio por alguns minutos apenas contemplando a beleza natural da ilha grega de Mykonos. 

Depois de um tempo Percy suspirou e disse: 

— Pode me esperar aqui por cinco minutos? Preciso pegar umas coisas. 

Achei meio esquisito, mas assenti. 

— Só não vá se perder. — Disse. 

— Não vou. — Ele riu e me deu um beijo rápido. — Já volto. 

Fiquei sentada ali sozinha por uns minutos. Enquanto continuava a observar a beleza da ilha, o mar azul e o lindo pôr do sol, me perguntava o que Percy Jackson estava tramando. 

Porque, sim, eu via naquelas duas esmeraldas que ele costumava chamar de olhos que ele estava me escondendo algo. 

— Annie? — Percy me chamou. 

Virei-me para trás e me deparei com Percy segurando uma garrafa de vinho branco e duas taças. 

Como ele conseguiu isso tão rápido e o motivo para o vinho eram duas coisas que eu não fazia ideia. 

— Por que o vinho? — Perguntei, desconfiada. 

— É uma ocasião especial. — Deu um meio sorriso e sentou-se ao meu lado, colocando as duas taças e a garrafa de vinho no chão a nossa frente. 

Ocasião especial... — Repeti. 

Eu não fazia ideia de onde Percy queria chegar, mas meu coração parecia estar mais acelerado do que deveria. 

— Eu já deveria ter feito isso há muito tempo. Mas você sabe — fez uma pausa e riu baixo —, eu sou meio lerdo. E também, eu não sabia ao certo como fazer isso até alguns meses atrás. 

— Então a viagem tem um propósito específico? — Questionei. 

— Você está muito esperta agora para uma pessoa que a alguns minutos atrás não sabia o que eram os Vonís... 

— Eu sabia. — Ri. — Mas achei que você estava se saindo um ótimo e lindo guia turístico. Não quis estragar tudo. 

— Poxa, Annie! — Resmungou. — Eu estudei a história dessa ilha! — Fingiu estar ofendido. 

— E você se saiu muito bem. — Sorri e o puxei para um beijo. 

— Você está fazendo eu perder o foco, Annabeth. — Disse depois que paramos de nos beijar. — Deixe-me continuar. 

— Desculpe. Pode continuar. — Sorri. 

— Eu quero te pedir uma coisa. E é uma coisa muito séria. Por isso não dê risada se o pedido ficar ruim, ou se não sair como você gostaria. 

— Você está me assustando, Percy. Peça o que for de uma vez por todas. 

Ele riu e colocou a mão no bolso da calça jeans

E então o meu coração — que a alguns muitos atrás já estava meio acelerado sem nenhum motivo aparente — começou a querer sair pela minha boca. 

Será que Percy ia pedir o que eu estava pensando? 

— Annabeth — começou olhando bem no fundo dos meus olhos —, você quer casar comigo?  

E foi nesse momento que ele tirou uma caixinha preta de dentro do bolso e a abriu. 

Dentro tinha um anel de ouro branco com pequenos diamantes. 

Se eu não estivesse sentada, provavelmente desmaiaria. 

O anel era lindo. Mas não mais do que o sorriso e os olhos verdes de Percy me encarando com ansiedade. 

— Casar... — repeti — Casar de verdade, verdade? 

Ele riu. 

— Quer casar comigo de verdade, vestida de noiva, alianças, padrinhos e um Juiz que vá finalmente oficializar tudo? 

— É tudo o que eu mais quero na vida. — Respondi. 

Eu esperei por esse pedido por tanto tempo, que quando ele finalmente chegou eu não sabia muito bem como reagir. Eu só sabia olhar para Percy e sorrir. 

Ele segurou minha mão direita e colocou o anel em meu dedo. 

— Agora você é oficialmente minha noiva. — Sorriu. — E em poucos meses nós vamos estar oficialmente casados. Desculpa ter demorado tanto para fazer isso. 

— Tudo isso... — fiz uma pausa tentando encontrar as palavras certas — A viagem pra Atenas, o hotel maravilhoso de agora, essa ilha e esse momento aqui... Isso foi a coisa mais bonita que você podia ter feito por mim. Eu te amo muito. 

Percy sorriu e juntou nossos lábios. Nos beijamos por uns longos minutos diante do pôr do sol de Mykonos. 

Depois Percy abriu a garrafa de vinho e colocou o líquido em nossas taças. 

— Obrigado por ter paciência de esperar o pedido. — Ele riu. 

— Foi o pedido mais lindo que eu poderia receber, então... acho que a espera valeu a pena. 

Levei a taça de vinho branco até a boca e beberiquei um pouco. Percy fez o mesmo. 

— Nós vamos nos casar... — Ele disse. 

— Vamos. — Afirmei. 

— E de verdade. — Ele riu. 

— De verdade. — Concordei. 

— Eu tenho a melhor noiva do mundo. — Entrelaçou sua mão na minha e eu sorri. 

— Eu te amo. 

— Tenho certeza que eu te amo mais. — Ele disse. 

Beijei sua bochecha e apoiei minha cabeça em seu ombro. 

Percy tinha razão, daqui onde estávamos tínhamos uma visão privilegiada de toda Mykonos e seu pôr do sol.  

Eu não poderia estar mais feliz. Percy era inacreditavelmente perfeito. 

— Sabe do que eu tenho certeza? De que essa viagem será inesquecível para mim.



Notas finais do capítulo

Primeira vez que eu fico sem saber muito bem o que escrever aqui... Deve ser a depressão que está chegando por causa do final da fanfic. Vou sentir tanta saudade de vocês...
Enfim, a única coisa que eu preciso saber é: Gente, vocês gostaram do capítulo, ele correspondeu as expectativas de vocês? Por favor, me contem o que vocês acharam aqui nos comentários. A opinião de vocês é muito importante pra mim. Principalmente em relação a esse capítulo.
Lembrando que ainda pode haver uma "surpresa pós final". E hoje é a última chance de quem ainda não votou! Quer a surpresa? Não esqueça de usar #EuQueroASurpresa no seu comentário (por enquanto 12 pessoas votaram que querem).
Sábado eu postarei o último capítulo.
E agora a tag #TheWeddingIsComing é pra valer mesmo!
Eu meio que tô ficando com vontade de chorar, me julguem. Então... Até sábado :)
#Comente #Favorite #Recomende #FaçaUmaAutoraFeliz
Xoxo,
G a b i.

(06/04/2016)



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Percabeth e..." morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.