Idas e Vindas escrita por SJ


Capítulo 24
Capítulo 24: Quero que me beije


Notas iniciais do capítulo

olá queridos leitores, como vão?

muito obrigada ao uzumaki universe sasukodo pela recomendação maravilhosa! ;D



Washington, 13:45, Welcoot.

Sasuke POV

Megan: eu cuido do bebê dois dias e você dois dias que tal?

Sasuke: por mim tudo bem

Megan: tchau marido – ela riu

Sasuke: tchau esposa – ela sacudiu a cabeça e virou o corredor

tchau esposa— ouvi um tom debochado atrás de mim, me virei e vi ela de braços cruzados

Sasuke: o que foi dessa vez?

Sakura: tão íntimos vocês! – ela caçoou

Sasuke: tão sensível você é – tentei beijar ela, mas ela recuou

Sakura: quer ir ao baile de formatura comigo?

Sasuke: oh, o baile... preciso morrer e ser torturado antes

Sakura: fala sério! É a nossa formatura!

Sasuke: eu sei. E é horrível, sabe provavelmente vou ficar bêbado e farão desenhos ruins na minha cara e nós iremos brigar por que eu não comprei uma gravata que combinasse com seu vestido e bla bla bla – ela me empurrou

Sakura: ei! Eu não sou tão fútil assim!

Sasuke: sei que não, mas sério eu não quero ir, pode ir com as meninas sem mim

Sakura: a temari vai com um cara misterioso, a hinata disse que não vai ir! Eu não vou sozinha!

Sasuke: então não vá!

Sakura: mas eu quero ir! – choramingou – preciso usar um vestido, quem sabe ser rainha do baile e dançar até as 3 da manhã com meu namorado! – ela sorriu – eu preciso desse gostinho! – ela me abraçou – por favor!

Sasuke: já disse não, eu prefiro morrer!

Sakura: por favor! Por favor! Eu não vou te soltar até dizer sim!

Sasuke: não! – tentei andar, mas ela abraçou uma das minhas pernas – me solte, sakura tenho aula agora!

Sakura: por favor! – ela gritou, os alunos que passavam em volta começaram a olhar

Sasuke: sakura! Estão olhando...!

Sakura: por favor! – ela começou a chorar – eu preciso de ir nesse baile é minha ultima festa do colégio!

Sasuke: ta bom! eu vou!  Só me solte! E pare de gritar!

Sakura: sério!? – ela se levantou rapidamente e limpou o rosto sorridente

Sasuke: estava fingindo chorar?

Sakura: e de que outra maneira uma mulher consegue algo? – deu ombros

Sasuke: ei, isso foi trapaça!

Sakura: tchau, meu bem – ela sorriu vitoriosa – não esqueça de comprar uma gravata azul cor do mar do caribe, ok? – ela virou o corredor

Sasuke: o que!?

(...)                              

Onde diabos vou encontrar uma gravata azul-não-sei-o-que? Sacudi a cabeça tentando inutilmente fazer a dor de cabeça parar. Olhei em volta e todos os alunos já estavam saindo, menos eu, ainda não terminei a prova, não tenho cabeça para isso, sinceramente...

— senhor uchiha? Já terminou?

Sasuke: não Brian, eu não terminei – tinha me esquecido que essa era aula dele.

Brian: é falta de educação me chamar pelo primeiro nome, sabe disso? Isso pode te causar problemas

Sasuke: não vai querer arrumar problemas comigo, Brian, sabe que dentro desse campo quem tem vantagem sou eu – ele estreitou os olhos – eu vi você olhando a hinata ontem a tarde

Brian: quanta petulância, senhor uchiha, se bem que isso é algo natural da sua família. Seu irmão era o mesmo petulante e desagradável na sua idade... achava que tinha tudo nas mãos – sorri – não queira você ter problemas comigo, realmente eu posso prender você no terceiro ano até completar 40 anos

Sasuke: como vai Cindy? – ele disfarçou bem a surpresa – sei que é casado, mesmo que não use aliança

Brian: garoto...

Sasuke: eu não acredito que uma mulher como ela quis se casar com você, tipo ela sequer sabe do seu casinho com uma menor, sabe?

Brian: o que você quer?

Sasuke: quero que nunca olhe a hinata novamente. Nem outra garota da escola também... – me levantei e entreguei a prova a ele – nem pense em olha minha namorada, do jeito que você gosta de meninas do colégio... não ficaria surpreso...  – murmurei

(...)

Shikamaru: eu não sei onde encontrar uma gravata cor do mar do caribe – ele disse rindo da minha situação – não acredito que ainda existam esses bailes... são tão... piegas – deu ombros

Sasuke: ela quer ir... fez uma cena e fingiu até chorar

Shikamaru: oh ela realmente quer ir

Sasuke: eu sei...

Naruto: diga que está doente ou sei lá

Sasuke: tenho certeza que ela não vai acreditar

Gaara: você pode dizer que... está com tétano

Sasuke: o que é tétano?

Shikamaru: é uma doença infecciosa muito grave – pigarreou – isso pode funcionar eu acho

Sasuke: ta bom estou com tétano – dei ombros

Naruto: nem eu acreditaria – ele mordeu uma cenoura, isso é muito estranho ver ele comendo coisas saudáveis, acho que ele pode acabar passando mal

Gaara: eu nunca fui a um baile da escola, sou superior demais para isso

Sasuke: nossa o superior, vossa majestade – caçoei

Naruto: você é muito estranho, cara...

Gaara: e quando vai falar com a bannie, em naruto?

Naruto: cala a boca – resmungou

Sasuke: quem é bannie?

Shikamaru: uma adolescente – disse entre risos – uma bela e problemática criatura das treva

Naruto: cara! – repreendeu

Sasuke: por acaso bannie é um código para Annie?

Gaara: hurrum...

Sasuke: naruto você ainda não deu passa fora nela, a garota vai criar expectativas

Naruto: bom, eu disse a ela que se ela tentasse falar comigo eu colocaria um vídeo nosso na internet

Gaara: cara você filmou? – indagou surpreso

Naruto: claro que não! – disse entre risos – foi um blefe e ela acreditou

Shikamaru: isso foi inteligente, cara...

Naruto: pois é

Shikamaru: a vida de vocês está tão horrível... sasuke vai ao baile, naruto está sustentando uma mentira e gaara está... – fez uma careta – gaara tem problemas que não compartilha conosco

Gaara: e daí?

Naruto: se você quiser contar alguma coisa... pode dizer, tipo só a gente que reclama, as vezes esqueço que você é humano, em algum problema?

Gaara: não sou de desabafar, isso é sentimental demais para mim

Naruto: eu sei, mas somos seus amigos

Sasuke: exatamente

Gaara: vocês são meu amigos, eu sei, mas não sou de desabafar – deu ombros – naruto você é a mesma coisa, você sempre se isola, sasuke fica deprimido e o shikamaru usa a inteligência dele para dar a volta por cima, eu simplesmente não gosto de falar.

Sasuke: certo.

(...)

Hinata POV

Kiba: tudo bem, que tal... uma enorme e louca festa em uma praia?

Hinata: boa idéia... – dei ombros – todos vão gostar de uma pós-festa de formatura

Kiba: eu sou ótimo nisso – ele começou a girar na cadeira giratória do meu quarto – então que roupa escolheu?

Hinata: não vou ao baile, nem mesmo na sua pós-festa

Kiba: o que?! Essa será a maior de todas as outras, precisa ir

Hinata: eu não tenho um par

Kiba: pode vir comigo

Hinata: mas e a kriss?

Kiba: eu iria me dar muito bem chegando ao baile com duas acompanhantes – sorriu com malicia – quem sabe um ménage hein hina – revirei os olhos enjoada

Hinata: credo! – joguei a almofada nele – você é ridículo

Kiba: não vai só por que não tem um par?

Hinata: é que sei lá... me sinto indisposta

Kiba: hinata e sua saúde delicada – bufou – você me irrita

Hinata: eu?

Kiba: isso mesmo... ainda está chateada pelo chute mortal do Andrew

Hinata: pegue leve, ok? Nem foi tão mortal assim

Kiba: foi sim – disse entre risos – acho que esse chute que você levou entrará para a história dos chutes!

Hinata: isso não é verdade

Kiba: claro que foi... eu escutei tudo, por que não vai  ao baile com o naruto já que escolheu ele

Hinata: não escolhi ele, eu me escolhi

Kiba: bom ele disse “o naruto ou eu” e você disse naruto

Hinata: eu disse nenhum dos dois! Está distorcendo a situação! – ele gargalhou alto

Kiba: ah hinata, só você mesma... – cruzou os braços – fica anos arrastando uma asa para aquele sonso e agora que você fisgou ele de jeito fica enrolando, você é uma sádica?

Hinata: só cale-se...

Kiba: sabe de uma coisa, você deveria chamar ele para sair, já faz umas três semanas que vocês nem conversam, devia ir até ele e agarrar o cara e sabe-se lá o que vocês fazem entre quatro paredes

Hinata: oh, é mesmo? – disse sarcástica

Kiba: isso mesmo. Homens gostam quando as mulheres dão o primeiro passo – cruzou os braços

Hinata: eu só quero descansar, não estou afim de ir ao baile, muito menos na sua pós-festa, nem mesmo estou disposta nesse momento a sair com alguém.

Kiba: seu coração é mais frio do que um cubo de gelo

Hinata: eu e ele conversamos sinceramente...  – suspirei – eu não consigo acreditar que ele esteja sentindo isso por mim...

Kiba: por que não acreditaria, hina? Você é muito quente... – ele assentiu sorrindo novamente com segundas intenções – muito quente...

Hinata: seu nojento!

Kiba: certo, eu preciso ir, vai ficar bem? – assenti – eu preciso organizar minha ultima festa do colégio, e será bombástica

Hinata: tenho certeza que sim – ele saiu do meu quarto, mordi o lábio, eu gostaria de ir no baile... mas levei um fora do meu namorado, depois do meu relacionamento com o gaara Andrew foi o único a chegar perto de mim, rolou boatos de mau gosto sobre mim, como “gaara largou ela por algum motivo sério”... suspirei novamente

— oi... – olhei para a porta que kiba não fechou quando saiu, naruto entrou um pouco hesitante

Hinata: oi...

Naruto: sei que disse para mantermos distância pelo menos até a formatura... mas só queria saber se está bem, não foi a aula hoje e sasuke disse que estava indisposta

Hinata; estou bem...

Naruto; tudo bem... – estreitou os lábios, algo charmoso que ele faz desde que o conheci, algo que só faz quando está desconfortável – se está bem mesmo... vou ir embora agora – colocou as mãos nos bolsos do jeans – ah você vai ao baile? – neguei – é, está indisposta...

Hinata: por quê? – suspirei nervosa –  Queria me convidar?

Naruto: eu? – ele riu – nem pensar, eu odeio bailes

Hinata: então por que perguntou?

Naruto: e-eu não sei – deu ombros

Hinata: vou ficar a noite inteira aqui no meu quatro e assistindo filmes românticos – ele riu – você vai com alguém?

Naruto: não – ele negou – não gosto de bailes... não são do meu feitio...

Hinata: eu queria ir, mas estou mal então...

Naruto: eu... já vou indo... – andou para trás – se quiser eu posso vir te fazer companhia por um tempo, sabe é só por uma hora ou duas... se enjoar-se de mim eu vou embora

Hinata: seria bom. – ele sorriu ternamente – certo... até

(...)

15:45

Sakura POV

Ele está bem concentrado no filme, como se fosse algo maravilhosamente espetacular... franzi o cenho, ele é estranho mesmo

Sasuke: vai perder o filme, sakura

Sakura: quando os caras chamam suas namoradas para assistir a filmes, nunca assistem filmes, e sim nos beijamos

Sasuke: sakura, é a melhor parte agora

O que?

Sakura: ok... realmente fui trocada pro um filme de terror? – me ajeitei na cama dele e olhei a TV, sexta-feira 13, acho que se esse filme fosse uma mulher, ele estaria com ela e não comigo

Sasuke: vamos sakura, você precisa gostar das mesmas coisas que eu

Sakura: estou tentando não sentir nojo de um cara matando os campistas sem nenhum motivo aparente

Sasuke: ele sofreu traumas ta legal?!

Sakura: oh vai defender ele agora? – eu ri

Sasuke: sakura, silencio a mulher será morta – olhei para a TV, uma mulher acabou de entrar no chuveiro

Sakura: que deselegante matar alguém pelado

Sasuke: clássico. Eu acho que isso tudo começou por causa da famosa cena do banheiro que se tornou tão épica no filme Pscicose onde Marion crane foi morta no chuveiro, depois dessa cana todo o universo de horror/terror mudou completamente, e isso se tornou uma espécie de ícone maravilhosamente previsível, mas assustador

Encarei ele, realmente gosta desses filmes, sorri alegre.

Sasuke: o que foi?

Sakura: pois bem, já que gosta tanto de filmes de terror, acho que eu posso assistir esse tal de ‘Pscicose’

Sasuke: sério? – assenti – todos os cinco filmes?

Cinco!?

(...)

Florença, 23:00

Menma POV

Menma mãe?! – perguntei incrédulo assim que entrei na cozinha – o que está fazendo aqui?

Kushina: o jantar, seu tolinho – ela riu

Menma: você? Cozinhando? Desde quando?

Kushina: bom, nunca é tarde para aprender coisas novas – deu ombros

Menma: você só cozinhava em situações realmente especiais

Kushina: eu não me lembro disso...

Menma: para o naruto, você cozinhava coisas para ele o tempo todo – murmurei – quer ajuda?

Kushina tem algo que queria me dizer?

Menma: o que?

Kushina: senti ciúmes na sua voz. Tinha ciúmes do seu irmão?

Menma: todos os irmãos sentem ciúmes um do outro, mãe, não iremos falar disso agora, ele faleceu – peguei uma cenoura da bancada e mordi – eu amava meu irmão. Então quer ajuda?

Kushina: tudo bem. Preciso de um homem forte para cortar a carne

Menma: oh sim – me sentei em uma das cadeiras altas e peguei uma faca

— senhora namikase – levantei o olhar para um cara que entrou na cozinha, ele parece ter uns anos a mais que eu, ele me olhou e franziu o cenho

Kushina: itachi. Receio que não te apresentei um dos meus filhos, esse é menma – ela apontou para mim

Itachi: itachi uchiha, chefe de segurança, senhor namikase – ele me saudou, mas continuou me encarando

Menma: algum problema itachi?

Itachi: não, só que você me lembra um dos amigos do meu irmão mais novo.

Menma: tenho um rosto muito comum – dei ombros

Itachi: senhora – ele voltou-se para ela – suas irmãs Amalia, Ophelia e Ottavia chegaram

Kushina: perfeito – ela bateu palminhas – eu ri, há anos minha mãe não fica tão animada com a família dela – obrigada itachi, se quiser pode tirar o resto da noite de folga

Itachi: proposta tentadora senhora, mas tenho muito trabalho, os parentes do senhor namikase irão chegar hoje ou amanhã?

Kushina: a família do meu marido é composta de japoneses, nós não nos damos bem – contive de rir, uma fez 4 anos atrás os avos do meu pai estavam aqui para um almoço e eles acharam um absurdo meus pais se beijarem em público, é por causa desses velhos conservadores que o Japão está tão chato.

Itachi: tudo bem senhora. Irei conferir novamente o jardim, o almoço tem que ser perfeito, eu sei – minha mãe riu novamente – com licença – ele saiu, mas não antes de me olhar novamente, senti um calafrio na espinha

Menma; preferia o kakashi

Kushina: o que há de errado com itachi

Menma: nada eu só... acho estranho kakashi ter se demitido

Kushina: ele recebeu uma proposta melhor de emprego, querido, é compreensível, e itachi aparentou-se ser um bom subordinado

Menma: papai contratou ele quando?

Kushina: no inicio do ano, por quê?

Menma; não o vi antes

Kushina: ele sempre acompanha seu pai nas viagens, muitas vezes quando você estava em casa, ele estava acompanhando seu pai em reuniões no exterior.

Menma: entendo. – para um chefe de segurança ele é bem ameaçador.

(...)

Residência Hyuuga, 00:23

Hinata POV

Ele deitou na minha cama como se já estivesse acostumado, contive uma risada.

Naruto: sasuke ainda não chegou? Bailes são um saco mesmo

Hinata: acho que sua opinião está errada

Naruto: muitas coisas em mim são erradas – ele murmurou, encarei ele – desculpe, costumo falar sozinho

Hinata: naruto. Se quer fazer essa ‘coisa’ entre nós dar certo... não acha deveríamos ser sinceros um com o outro:?

Naruto: como assim? O que te disseram!? – ele indagou assustado

Hinata: ninguém me disse nada – eu ri – eu só... queria saber mais sobre você... de onde veio.. você sabe... – ele abaixou o olhar e pareceu se entristecer – tudo bem se não quiser me contar... vou entender...

Naruto: olhe não é que eu não queira... só que é meio difícil para eu dizer...

Hinata: tudo bem – sorri forçada, acho que ele não confia em mim – eu não devia ter perguntado. – ajeitei minha franja, senti ele se mexer, olhei-o de volta e ele se sentou para me ver melhor

Naruto: hina. – ele estreitou os lábios e respirou lentamente – eu... – pigarreou – tenho três irmãos

Hinata: uh...?

Naruto: da minha – fez uma pausa – família... sou o filho mais velho e tenho um irmão gêmeo, ele se chama menma, Minhas outras irmãs também são gemas, 3 anos mais novas que eu. Christina e Charlotte. Da ultima vez que as vi eram muito pequenas então não me lembro direito – assenti – eu tinha um problema psicológico quando era mais novo.

Hinata: t-tinha?

Naruto: não era nada grave. – engoliu seco – eu demorei um pouquinho até dizer minhas primeiras palavras

Hinata: um pouquinho quanto?

Naruto: 9 anos eu acho... não consigo me lembrar da primeira vez que disse alguma coisa, mas desde que eu nasci até os meus nove anos, eu nunca tinha dito uma palavra sequer

Hinata: n-nossa...

Naruto: e-eu queria dizer, mas não conseguia, eu tentava muitas, e muitas vezes dizer palavras simples como ‘mãe’ ou ‘pai’ porém... – negou – era muito torturante... sabe por isso eu sou um pouco tagarela agora – sorri

Ele levantou a manga da camisa e me mostrou o braço, tinha uma cicatriz de corte longo ali perto do cotovelo

Naruto: isso eu ganhei graças ao meu pai, ele tem muitos inimigos...  meu pai é político e um dos concorrentes dele me seqüestrou uma vez. Me enterrou vivo e esfaqueou meu braço, não necessariamente nessa ordem. – arregalei os olhos - não  se preocupe, a policia chegou 30 minuto depois, ainda tinha oxigênio do caixão – brincou

Ele desdobrou a manga da camisa e pigarreou

Naruto: as vezes eu sinto como se eu fosse... inconveniente... para meus amigos e principalmente para Jiraya

Hinata; por quê?

Naruto: por minha causa a esposa dele largou ele... depois eu te conto o resto disso – coçou o cabelo – bem e, a primeira vez que senti alguma espécie de sentimento amoroso por alguém foi pela sakura... não deu em nada mas mesmo assim isso me deixou magoado, então eu fui passar uns dias em Praga, foi aí que descobri que fugir dos meus problemas me deixava melhor.

Hinata: eu... sinto muito.

Naruto: odeio legumes, mas estou fazendo um esforço para me alimentar melhor depois que tive uma deficiência de vitamina C semanas atrás. Como você já deve ter notado eu gosto muito de fotografar, principalmente rostos, principalmente você. – senti o rosto esquentar – tenho medo de altura – nós rimos – e até os 16 anos eu nunca tinha beijado ninguém – coçou o cabelo – meu melhor amigo é o sasuke, mas não conte ao gaara por que no fundo ele tem ciúmes – eu ri – claro que você também minha melhor amiga

Hinata; e-eu não devia ter perguntado...

Naruto: não – ele negou – não se preocupe eu me sinto bem... melhor do que esperava estar. Eu... estou feliz por ter ouvido – percebi o quanto ele esconde tantas e mais tantas coisas que eu não sei... senti pena por ele ser tão ‘carente’ de amor, entendi por que as vezes ele fica  intenso demais ora frio demais, ele não sabe regular suas emoções, por isso ele ficou tão assustado quando disse que se apaixonou por mim, por que não conseguiu conter-se – hinata. – ele me chamou, acordei dos meus pensamentos – se continuar perto de mim assim... – senti um calafrio na espinha quando ele tocou minha orelha por baixo do cabelo –  ...vou te beijar, e não adianta me bater de novo – brincou

Hinata: eu q-quero que me beije – sussurrei encabulada, ele sorriu de canto um pouco surpreso –  só um pequeno beijo, bem pequeno mesmo, naruto, não abuse – ele sussurrou um ‘tudo bem’ e encostou a testa na minha, ele soltou uma risadinha curta e me beijou no canto dos lábios, de maneira muito demorada, foi somente um selinho, mas significa muito para mim, assim espero que signifique para ele.

Ele se afastou mais rápido do que eu queria, confesso. Percebi agora que minhas mãos estavam nos seus ombros, enfiei os dedos no cabelo dele onde fiz um carinho, ele fechou os olhos e sorriu.

Naruto: hina.. – disse baixinho – deixa eu dormir aqui – arregalei os olhos – sei que disse para eu não abusar, não vou eu só quero ficar aqui com você, eu posso dormi no chão e...

Hinata: b-bem já está tarde mesmo e-e... seria errado você voltar para a sua casa uma hora dessas sem um acompanhante – ele riu – e não quero que sofra dormindo no chão, é horrível eu sei. – percebi sua animação nos olhos, como uma criança se divertindo

Naruto: eu acho engraçado você gaguejar, sabe , você sempre gaguejava quando tínhamos 11 anos, e depois de uns 3 anos conseguia falar direto, mas as vezes você gagueja

Hinata: não acho que vou conseguir me livrar disso.

Naruto: isso te deixa mais adorável – ele deitou novamente – tire desse filme dramático, hina, é tão chato, estamos assistindo somente filmes românticos desde que cheguei – reclamou

Hinata: são meus favoritos – me deitei também e voltei a olhar a TV

(...)

Sakura POV

Bocejei alto assim que entramos no carro da temari

Sasuke: sabia que isso seria perda de tempo

Temari: foi divertido! – ela colocou o cinto de segurança, eu nunca bebi tão pouco!

Shikamaru: espere aí você bebeu!? Não é a nossa motorista?

Temari: não se preocupem pessoal, eu vou passar pelas ruas calmas

Sakura: tenho certeza que sim – ironizei e e deitei minha cabeça no ombro de sasuke – foi um ótima noite – sorri

Sasuke: bom, tanto faz

Sakura: insensível

Sasuke: acho que sobrevivo com isso – eu ri

Temari; acho que só a vocês dois aproveitaram, sumiram quase a festa inteira e voltou toda descabeçada

Gargalhei alto

Sakura: ora, uma dama não fica espalhando suas intimidades para todos, tema

Temari: sua vadia

Sasuke: shikamaru não dá conta do recado, temari?

Shikamaru: nós não temos nada, sasuke. Somos amigos! – se defendeu



Notas finais do capítulo

enfim, este foi o capítulo 24, fim da primeira parte da fanfic :D o próximo capítulo ocorrerá dois anos depois desse.


spolier




obviamente algum casal se separará, outro estará em declínio, outro as mil maravilhas, a ino vai voltar lógico que a fanfic nao é fanfic sem ela, er... vai ter uma biscate chata e blablba alguém será atropelado(a) etc ;D



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Idas e Vindas" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.