Amigo noturno escrita por Angelina Dourado


Capítulo 9
Nona Noite


Notas iniciais do capítulo

Palavra do dia: célere



Lentamente o monstro saiu de sua posição retraída, parecendo levemente interessado no que a menina dissera. Célere, Naomi notou que aquela era uma reação positiva a sua pergunta.

– Certo! – Disse animada apesar de estar lidando com uma criatura das trevas. – Se você me contar por que vem me assustar todas as noite e prometer nunca mais fazer isso comigo, eu deixo você ir embora.

Seguiu-se um silêncio, o monstro ficou completamente calado por vários segundos quase sem se mexer. Foi então que a menina percebeu que nunca o ouvira emitir qualquer tipo de som.

– Você não fala? – Naomi perguntou decepcionada.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Amigo noturno" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.