Amigo noturno escrita por Angelina Dourado


Capítulo 24
Vigésima quarta Noite


Notas iniciais do capítulo

Palavra do dia: petiz



Por vários minutos ambos adentraram em uma longa conversa, mas sendo uma criança ativa, era Naomi quem puxava grande parte da conversa. Falando de seus brinquedos, dos amigos da escola, dos pais, de como ela detestava legumes, e diferentes situações hipotéticas salpicadas com a mais pura imaginação petiz. O monstro pouco falava, não por ser tímido ou mal encarado, mas por não estar acostumado com relações sociais.

– E eu estava pensando em por várias luzinhas no meu quarto! Mas agora que eu tenho você como amigo não quero que você se machuque, então acho que só vou colocar fitas coloridas. – Disse a menina enquanto apontava os lugares onde planejava colocar seus enfeites em todas as paredes de seu quarto, mesmo seu amigo não sendo capaz de ver. – E você? O que acha?

Não compreendo os passatempos humanos. – Comentou o monstro um tanto confuso com o assunto, fazendo Naomi dar um risinho por já ter se acostumado com essa resposta.

– E eu não ‘’compredo’’ as coisas de monstro. – Disse Naomi se segurando para não rir alto e não chamar a atenção dos seus pais, junto com o seu amigo que mostrava todas as suas centenas de dentes em um largo sorriso.



Notas finais do capítulo

Só pra avisar, apesar de estar claro, o ''compredo'' foi proposital já que compreendo não é uma palavra que todas as crianças vão pronunciar certo de primeira ;p



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Amigo noturno" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.