Amigo noturno escrita por Angelina Dourado


Capítulo 16
Décima sexta Noite


Notas iniciais do capítulo

Palavra do dia: donaire
Estou extremamente feliz que finalmente chegaram os capítulos de 200 palavras, agora vou poder estender o enredo *-*



Com cada vez menos medo e mais curiosidade do desconhecido, Naomi sentou-se no chão de frente para o monstro já que queria ouvir sua explicação. Não mais temendo olhar para sua face que não parecia mais tão assustadora.

Vós nunca se lembrais completamente dos seus sonhos, não é mesmo? – O monstro perguntou fazendo a menina pensar um pouco, realmente ela nunca lembrava direito dos seus sonhos.

– É... Mas eu gostaria de poder lembrar ‘’de tudo’’ dos meus sonhos. – Naomi respondeu desanimada. O monstro ficou calado, sem saber ao certo o que dizer até a menina erguer a cabeça com um sorriso no rosto, demonstrando ter tido uma ideia. – Pode comer só os meus pesadelos?! Assim eu fico só com meus sonhos bons, e você não fica com fome!

Nada impedir-me-ias desta atitude donaire, entretanto seria difícil o fazê-lo já que pesadelos possuem um gosto amargo. – Disse o monstro claramente decepcionado assim como Naomi ao ouvir a resposta. – Contudo... Prometo que nunca me alimentei das melhores partes, pois seria indigno fazer isso de algo que não me pertences.

– Você jura?! – Exclamou a menina sorridente. – Jura de dedinho?

– Não conheço este costume. – Disse o monstro apreensivo.

– Não se preocupe, eu te ensino!





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Amigo noturno" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.