Como viemos parar aqui? escrita por Influenza


Capítulo 15
Capítulo 15: Amor vs Ódio


Notas iniciais do capítulo

Me desculpem,me desculpem, me desculpem mesmo por ter demorado tanto tempo assim! Foi porque meu computador quebrou e tive sérios problemas de internet(Tive que responder os comentários pelo celular)! É muito azar mesmo acontecer isso logo quando recebi outra recomendação,e por isso mesmo no momento em que meu computador chegou do concerto, fui logo escrever o capítulo! Dastan, muito obrigada pela linda recomendação, eu adorei mesmo! Dedicarei este capítulo a você,então espero que goste!
Vamos aos outros agradecimentos? Quero agradecer a Dastan, Júlia Botelho, wagner, Bover e Haruno Anny por terem comentado no anterior! E essa fanfic terá uma segunda temporada! :D
Espero que tenham tido um bom feriado e boa leitura!



Kushina POV’s

Eu estava dentro daquela cápsula , e essa mesma cápsula estava sugando meu chakra. Paralisada, eu estava pensando em uma maneira de sair do lugar em que estava presa, e ao mesmo tempo, pensando em um apelido para o idiota e imbecil que me prendeu nessa cápsula... Espera!!!Imbecil mais idiota é igual a “imbeota”!!! Um problema resolvido! Agora só falta o mais importante: Sair de dentro da cápsula do “imbeota”.

De repente, ouvi uma voz bem familiar:

– Solte minha esposa e pare a extração! Ou vai se arrepender!

Era meu marido. Parece até aqueles filmes de contos de fadas, que o príncipe encantado vem salvar a princesa do vilão. E eu me sinto culpada por isso, eu estou dando muito trabalho para Minato, e para Naruto também, tudo porque eu fui capturada. O mascarado, então, disse:

– Não! Serão vocês que vão se arrepender! Vocês não se salvarão da minha vingança! É inevitável , nem mesmo seu precioso amor pode parar a destruição!

Agora tenho que adicionar “maluco” a lista de características desse mascarado. Ele só pode ser maluco mesmo, se acha que a vingança é mais forte que o amor. Só podia ser o “imbeota” mesmo.

Teve algumas conversas que eu não consegui escutar claramente, mas uma coisa que o mascarado falou, eu consegui escutar e realmente me surpreendi com o que ele falou:

– A Kushina Uzumaki não vai morrer, ainda, pode relaxar. E quanto ao seu filho, não vai prejudicá-lo também, essa máquina apenas extrai a bijuu de uma maneira que não mate o jinchuriki, nada mais. Eu quero que ela sofra junto com o mundo.

Não sabia se ficava aliviada por saber que Naruto iria ficar bem, ou preocupada como que o “imbeota” está planejando para o mundo. De repente, eu ouvi uma voz bem conhecida ecoando em minha mente:

Kushina. – Era Kyuubi.

O que foi? – Perguntei mentalmente, para não correr o risco do mascarado escutar a nossa conversa.

Eu vou te ajudar a sair dessa coisa em que você está presa. – Disse a raposa, simplesmente.

C-Como é?! – Perguntei , perplexa, não acreditava no que estava saindo da boca da Kyuubi, o ser que tem mais ódio neste mundo, que é o ódio, pelo menos na concepção dele. Será que o coração de gelo dele está amolecendo?

É surda? Eu disse que vou te ajudar, sua idiota! Até parece que não escuta nada!

Parece que me enganei.

Claro que não sou surda! Dattebane! Eu só não estava acreditando no que eu ouvi!É verdade mesmo que você quer me ajudar ou é só uma brincadeira?

Claro que é verdade! Eu pareço estar brincando? Prefiro ficar selado em você do que destruir tudo e, consequentemente morrer depois!

Então tá bom! Como vamos sair dessa cápsula, Dattebane?

Possivelmente , esse estado de paralisia que ele te deixou não vai suportar o meu chakra e vai se dissipar. Eu vou te passar um pouco do meu chakra para que você possa sair, Kushina. – Disse ele, estendo o punho para que eu possa bater o meu no dele.

Obrigada, Kyuubi... Não, Kurama, graças a você poderei sair daqui.

Por mais que seja impossível, a raposa deu um pequeno sorriso de canto, o que eu achava que não iria viver o suficiente para ver isso, pelo menos da Kyuubi do meu tempo e de Minato.

Eu bati meu punho no dele, e instantaneamente muito chakra percorreu meu corpo, e consegui sair da paralisia e me levantar sem muito esforço. Abri a porta da cápsula, sai e ouvi. Ouvi toda a historia do mascarado, sem nem mesmo que me percebessem lá. Eu tenho que admitir , é uma historia muito triste, mas não justifica o fato dele querer destruir o mundo.

O chakra que a raposa me deu se esgotou. Eu estava fraca, pois fiquei muito tempo naquela maldita paralisia, dentro daquela maldita cápsula. Tudo o que eu pude falar foi:

– Minato... Naruto...

Logo vieram até mim. Nós e o imbeota tivemos uma pequena conversa, e ele nos colocou em jutsu chamado Estilo Espelho: Reflexo Sugador, e ficamos presos em uma prisão inteiramente feita de espelhos, os quais sugavam nosso chakra só de vermos nosso reflexo.

Naruto POV’s

Passou pouco tempo, e eu já tentei usar o modo sennin. Fiz um rasenshuriken, mesmo com o risco de ter até mesmo o energia da natureza, sugada pelos espelhos. E foi exatmente isso que aconteceu.

– Será que não tem nenhum jeito de quebrar esses malditos espelhos? – Eu perguntei, mais para mim mesmo do que para meus pais.

Nós tentamos de tudo, até mesmo chakra de bijuu, mas nós nunca chegávamos a lugar algum. A única coisa que isso serviu, foi para ter mais do nosso chakra sugado. Eunão poderia usar o modo rikudou, porque se não, os espelhos iriam roubar o chakra de TODAS as bijuus, o que seria bempior para todos. Passou-se um bom tempo, e já tinha sugado tanto chakra de mim e de meus pais, que nós não estávamos conseguindo nem mesmo pensar direito em como podemos sair da prisão de espelhos.

– O que faremos agora? – Perguntou minha mãe.

– Sinceramente, eu não sei. – Confessou meu pai. – Você tem alguma idéia, Naruto?

– Não, esses espelhos estão mexendo com a minha cabeça, não consigo raciocinar direito, Dattebayo. – Eu disse, e eles assentiram, em sinal de que estavam no mesmo estado que eu.

De repente, eu ouvi uma voz muito familiar,ecoando em minha mente, que não era nem um pouquinho parecida com a do Kurama:

Naruto-kun

Era Hinata. Minha esposa estava falando comigo, não sabia como, mas estava. E uma imensa felicidade me invadiu, Hinata sempre me trazia felicidade, até mesmo em situações como esta, apenas com sua voz já me dava mais forças para continuar.

Hinata? Você está na minha mente, Dattebayo? – Perguntei mentalmente, afinal, eu não estava conseguindo pensar direito por efeito do jutsu de Hagan.

Não, Naruto-kun. Eu senti, que você estava precisando de ajuda, então, fui no seu escritório e encontrei o Shikamaru-san paralisado, sem conseguir se mexer. Eu consegui tirá-lo da paralisia com o punho gentil, e ele me explicou que foi atacado e o pergaminho que continha o jutsu de volta no tempo foi roubado e vocês foram atrás do ladrão, mas ele não teve como impedir. Meu coração dizia que vocês estavam com problemas, e que não conseguiriam sair deles sem ajuda. Então, fui para a casa da Ino-chan, e pedi pra ela fazer o jutsu do clã Yamanaka(M: Me esqueci o nome) e me comunicar com você, Naruto-kun.

Eu e a Hinata estamos realmente ligados,pelo o amor que sentimos um pelo outro. Mesmo sem estar usando o cachecol vermelho que ela me deu, o nosso fio vermelho do destino, estamos conectados ao ponto de sentir se o outro está em perigo, ou até mesmo coisas pequenas, que apenas com um único olhar nós sabemos o que o outro está sentindo. Hinata sempre me salvou, tanto com suas palavras quanto suas ações, desde que nós éramos crianças, e Hinata também sente isso. Cada um de nós dá força para o outro continuar, sem Hinata, eu provavelmente não seria tão feliz quanto eu sou, provavelmente não teria chegado tão longe, ao ponto de realizar meus sonhos, e sinceramente, eu estaria morto sem ela. Também foi a primeira pessoa a me reconhecer. Eu nunca amei romanticamente outra pessoa a não ser Hinata, eu a amo com todas as minhas forças, e as provas vivas desse amor são um garotinho loiro e uma garotinha de cabelos azulados, chamados Boruto e Himawari, nomes que eu me minha esposa escolhemos para eles com todo o amor e carinho.

Hinata...

– Naruto-kun, me explique a situação, talvez eu possa te ajudar a resolver o problema.

E foi isso que eu fiz. Eu expliquei tudo a ela, de uma maneira bem rápida, claro, se não perderíamos mais tempo.

–... Então ele disse que os espelhos são indestrutíveis, e que sugam chakra só de você ver seu reflexo, que esses espelhos estão carregados com todo o ódio dele...

– Espera, Naruto-kun! O que foi que ele disse nessa última parte?

– Que suga chakra, Dattebayo?

– Não, a parte do ódio.

– Que os espelhos estão carregados com todo o ódio dele?

– Sim! Isso mesmo, esse jutsu não é invencível Naruto-kun.

– C-Como??? Você conseguiu descobrir a fraqueza do jutsu, Hinata? – Eu estava realmente impressionado com a rapidez com que ela descobriu, eu sempre me digo isso, e vou dizer de novo: Nunca, jamais, subestime a Hinata.

Naruto-kun, esses espelhos não estão cheios de ódio? Qual é a coisa que sempre vence o ódio? É o amor, Naruto-kun.O amor vence qualquer coisa, não importa o que seja,o amor sempre será mais forte. Com o ódio não é diferente. Você sabe mais do que ninguém, que o amor é mais forte que qualquer coisa, Naruto-kun.

Ela estava certa. Como não pensei nisso antes? Só a Hinata mesmo para me tirar de uma situação dessas. Ela prosseguiu:

O amor que você e seus pais sentem um pelo outro é muito forte. Nenhum de vocês vai conseguir destruir esses espelhos sozinhos, mas juntos com seus sentimentos conectados, a força do amor superará até a prisão mais indestrutível.

Hinata... Obrigado. Foi por você, quem sempre esteve ao meu lado, que eu e meus pais vamos ter alguma chance de sair dessa prisão.

– Naruto-kun, eu confio em você, confio que vocês vão conseguir sair dessa, porque você tem a coisa mais forte ao seu lado: O amor. Não só de seus pais, como meu, de Boruto, de Himawari, e de todos que são especiais para você, Naruto-kun. Eu sei que você vai voltar, porque aqui é o lugar para onde você tem que retornar. Eu, Boruto e Himawari ,estamos te esperando, Naruto-kun.

E o jutsu do clã Yamanaka parou. Eu me levantei, e anunciei para meus pais:

– Eu já sei como acabar com essas prisão de espelhos!

– Como??? – Perguntaram meus pais em uníssono.

Eu expliquei tudo o que Hinata havia me dito. Nós concordamos em quebrar os espelhos com um rasengan. Sim, é muito pequeno, mas com a força do amor, até o menor dos jutsus pode vencer o ódio.

Eu fiz o rasengan, e eles colocaram as mãos sobre as minhas(M: Como no combo deles no Naruto Ninja Storm 4) e nós pensamos em todas as pessoas que são importantes para nós, inclusive os que estavam do nosso lado, principalmente Hinata, Boruto e Himawari . Nossos sentimentos estavam conectados, o amor que sentimos uns pelos outros e pelas pessoas que são importantes para nós, lá for, estava nos fortalecendo.

– Vamos lá!!! – Gritamos em uníssono.

O nosso rasengan se colidiu com a parede de espelhos. Primeiro apareceu uma rachadura na parede, e depois mais algumas pareceram. A parede de espelhos instantaneamente se quebrou, cancelando o Estilo Espelho: Reflexo sugador, e devolvendo todo o chakra que ele tinha roubado de mim, de meu pai e de minha mãe. Hagan estava parado na nossa frente, perplexo, ainda em choque com o que tinha acontecido. A única coisa que ele conseguiu pronunciar foi:

– Como... Como... Como conseguiram???!!! – Ele praticamente gritou.

– Hagan, entenda que o amor sempre vencerá o ódio, não importa a quantidade de ódio que seja enfrentado, o amor sempre será mais forte! – Disse minha mãe.

– Agora, com o poder dos laços que nós temos, vamos te mostrar que o amor é a coisa mais forte que existe, mais forte até que o ódio, te derrotando nesta batalha final! – Disse meu pai, como se estivesse lendo minha mente.



Notas finais do capítulo

Eu tenho que perguntar, exagerei no NaruHina? Está na medida? Ou tinha que ter mais? Por favor, me respondam! Eu preciso saber no que eu preciso melhorar, se puderem me responder eu ficaria muito grata. (Se alguém não gosta de NaruHina, eu sinto muito,mas a Hinata tinha que ter mais alguma participação, e NaruHina é meu casal favorito, não podia faltar kkk ^^ )
E o capítulo em geral? Se puderem, comentem? Adoro saber suas opiniões!
Espero que tenham gostado, e até o próximo capítulo! :D