Because Of You escrita por Rayssa


Capítulo 15
O acampamento


Notas iniciais do capítulo

Olá meninas ! bom.. é o seguinte esse capitulo ficou supeeer grande, pois era para mim ter dividido ele em duas partes, uma para mim postar terça e outra para mim postar amanhã ( que é sexta, óbvio ) . Mas estou super sem tempo, então vou postar hoje, já que amanhã irei viajar e não vou ter tempo de postar .
Espero que vocês gostem ok ? ficou com mais de 6000 palavras kkk, mas aproveitem hein !
Boa leitura !



No sábado de manhã, tratei logo de avisar aos meus tios que iria acampar. O combinado de voltar seria domingo a tarde, por isso antes do almoço eu peguei uma mochila que eu tinha e enfiei algumas coisas dentro . Escova de dente, pasta, pente, repelentes e uma lanterna . O resto do pessoal levaria , como barraca, sacos de dormir, comida e água .

Tomei um banho bem demorado, lavei meu cabelo , e depois de mais uns 5 minutos debaixo do chuveiro eu saí. Enrolei-me na toalha e Vesti algo já para sair .

Quando acabei de me trocar, fui até a minha mochila e a fechei, suspirei sentando na cama . Vasculhei no meu bolso só aquilo que conseguia matar minha ansiedade e nervosismo, mas não encontrei nada . Fui até a mesinha do meu notebook e vasculhei as gavetas, mas nada do maço do cigarro aparecer . Aquela mensagem de ontem ainda estava atormentando meus pensamentos e só me deixando mais ansiosa do que eu já estava .

– O que está procurando querida ? – Tia Sarah entrou e eu a olhei um pouco sem graça .

– hm.. nada , só estava procurando meu.. meu celular – Sorri amarelo .

Ela me analisou por alguns longos segundos , seu olhar focou em cima da minha cama .

– Não é aquele ali ? – Ela apontou para o mesmo que estava bem ali, acomodado na cama .

Droga . Isso aí, Renesmee sua burra.

– É! , ér.. eu nem tinha visto, obrigada Tia – Corri até lá e peguei o celular .

Jacob passou no corredor, atrás de minha tia, com um sorriso no rosto e com o maço de cigarro nas mãos . Abri minha boca em forma de ‘o’ , e eu me segurei para não sair correndo atrás dele. Ai que filho da mãe .

– Por nada , - Ela riu – Enfim, já arrumou suas coisas ? Jake só esta esperando Leah chegar, ela vai no carro junto com vocês .

– Ah que ótimo – Sorri forçado .

Mais no fundo mesmo, eu suspirei derrotada , acampar com Leah e Jacob seria ótimo, nossa .

*

– Certo então, se cuidem – Sarah me deu um rápido abraço , e eu por fim entrei no carro .

– Até mais – Sorri acenando .

Jacob acelerou e carro e nos lançamos na estrada, iríamos encontrar todos em La push . Leah estava sentada no banco do passageiro, e eu no banco de trás . Era desconfortante estar no mesmo ambiente que aqueles dois, era horrível, ainda mais quando eu via a melação que a Leah era com Jacob, certeza que ela fazia aquilo pra me provocar .

A garota trouxe duas mochilas, uma era só com suas roupas e a outra com suas maquiagens, cremes, e blá blá blá . Eu não via o motivo para trazer tanta roupa, eu havia trazido apenas 2 , uma vestir depois do banho e a outra para dar um mergulho . Não havia trazido maquiagem nem nada do tipo, no Maximo trouxe um creme para passar no corpo, um repelente, e apenas meu perfume. Só isso .

Leah e Jacob começaram a falar da vez que os dois foram acampar sozinhos e eu preferi colocar os fones do que escutar a voz daqueles dois.

Certo Renesmee.. você vai chegar viva até La Push, você vai sobreviver a mais alguns minutos no carro com esses dois, é só ter fé ..

* * *

Quando chegamos ao local combinado todos estavam nos esperando. Rosalie, Emmett, Quil, Claire . Assim que pisei os pés para fora do carro foi que eu percebi que Nahuel estava perto de Claire, ele sorriu assim que me viu.

Sorri de volta um pouco confusa,.

– Nessie ! – Ele disse vindo me abraçar .

– Oi Nahuel ! – Retribui seu abraço e senti todos os olhares em nós .

– Hãm.. espero que você não se incomode, Claire me chamou pra vir , - Ele riu baixinho .

Eu olhei de relance para Claire, lancei a ela um olhar do tipo ‘’ Vamos conversar depois, sua puta ‘’ .

– Claro que não – Sorri sem graça .

– CLARO QUE SIM ! – A voz arrogante e grossa de Jacob soou perto de mim .

Certo que eu não havia concordado com Nahuel estar aqui , afinal.. achei que seria um final de semana descontraído, e cá entre nós, Nahuel era a fim de mim, e ficar com ele no meu pé o tempo todo .. não estava em nenhum dos meus planos . Mas se fosse para irritar Jacob , eu estaria disposta a tudo .

– Vocês se incomodam se o Nahuel for galera ? – perguntei olhando para todos .

– Eu não – Rose murmurou . – Emmett também não .

– Nem eu – Claire disse .

– To de boa – Quil também murmurou .

– Tanto faz – Leah revirou os olhos .

Sorri presunçosa me virando para Jacob .

– Então está decidido, Nahuel irá conosco – Enrosquei meu braço no dele – Vamos galera .

Nem preciso dizer que o Jacob ficou puto , não ? . Ele bufou , pegou sua mochila e saiu andando para longe de nós .

O combinado era deixarmos os carros na oficina que o Billy tinha na reserva . De lá, seguiríamos a pé por uma trilha que nos levaria a o lugar onde armaríamos a barraca, era um lugar que os garotos sempre gostavam de ir, como eu não conhecia nada por aqui, então concordei .

A mata era fechada e de difícil acesso , queríamos armar as barracas, procurar galhos secos e fazer a fogueira antes que anoitecesse, pois senão iríamos passar um frio da porra se pelo menos não fizemos fogo . O caminho todo fomos todos conversando e rindo, Exceto Jacob .

– Fico feliz que você tenha vindo – Confessei para Nahuel – Reparou que estão todos em casais ? eu ia ficar de vela , com certeza .

Apontei para Quil que ajudava Claire com a mochila dela , ela sorriu carinhosamente para ele .

–Eles se assumiram ? - Indagou surpreso .

Ri alto .

– Ainda não, mas nem é preciso falar mais nada , olha só .. os dois estão ficando óbvio -.

Até Claire tinha um boy Magia, e eu moscando aqui . Oh vida .

– Olha a cobraa ! – Emmett deu um salto para trás.

Ouvi um alvoroço vindo lá da frente e depois Rose passou correndo por mim, na velocidade de uma bala . Não pude deixar de rir da sua cara , seus olhos estavam tão arregalados que quase saltaram para fora, foi engraçado a maneira que ela correu , e de como suas pernas pareceram tortas .

Emmett riu estrondosamente .

–Estava só brincando amor – Ele enxugou uma lagrima . – Desculpa, não resisti .

Rose parou de correr e encarou Emmett mortalmente , passou por ele se esquivando quando ele tentou se aproximar dela .

– Vai se foder Emmett .

Todo mundo riu da cara que ele fez . É.. acho que ele se deu mal .

– Vamos logo, estou cansada de andar – Leah reclamou ;

Revirei os olhos .

– Se você não queria caminhar, era só não ter vindo garota – Eu sei , deveria ter controlado minha língua, mais não aguentei, juro .

Ela se virou para mim .

– E quem tá falando com você ? .

– Falou pra quem tá ouvindo - Rebati .

– Mais não citei seu nome .

– E nem eu citei o seu – Sorri .

– CHEGA VOCÊS DUAS ! – Jacob nos olhou bravo . – Para de brigar .

Rolei os olhos .

– Emmett, aonde é que vamos montar a barraca ? - .

Estava,os andando a uns 30 minutos mais ou menos, o clima estava agradável, nem havia tantos insetos assim, mas estava começando a ficar cansada .

– Perto do penhasco – murmurou, todos nós arregalamos os olhos – Calma ai né pessoal, não muito perto, ficaremos a uns 100 metros de distância .. é por que lá é mais tranquilo pra ficar .

– Ah sim – Claire respirou aliviada .

*

Emmett estava certo, nem era tão perto do penhasco assim, ali certamente estávamos seguros. Havia várias arvores ao redor, o lugar era todo gramado, com vários troncos de arvores espalhados pelo local ( tivemos que tirar alguns para ter espaço para as barracas ) mas deixamos outros para fazermos de banco .

Parecia que todos estavam animados. Montamos a barraca entre risos e brincadeiras, depois Emmett , Quil e Jacob foram procurar alguns galhos secos . Leah estava arrumando os colchonetes dentro da barraca junto com Rose . Claire estava organizando nossas comidas, e guardando as garrafas de água dentro do isopor . Nahuel e eu estávamos arrumando os troncos para que pudéssemos sentar ao redor da fogueira mais tarde .

– Nem marcamos de sair depois daquela festa , - Murmurou olhando sugestivamente para mim.

Corei quando lembrei que quase tínhamos nos beijado naquele dia , mas que eu fugi dele , e pior ainda, beijei Jacob .

– É verdade, - sorri sem graça – Mas estamos aqui, então.. é como se estivéssemos saindo .

Ele parou pra pensar um pouco .

– É verdade – Riu – Mais eai, me fala um pouco sobre você .. misteriosa Nessie .

– Misteriosa ? – Indaguei rindo .

– Pra mim é . – Deu de ombros – Que tipos de música curte ? bandas favoritas ?comidas , sei lá qualquer coisa .

Pelo visto Nahuel estava a fim mesmo de me conhecer, então por que negar a ele essa oportunidade, eu era solteira , livre e desimpedida, certo ? .

– Curto bastante Ramones, Pink Floyd, Queen, linkin Park.. ah.. várias outras – Sorri .

– Ual .. bom gosto musical – sorriu admirado . – Ramones é a minha banda preferida .

– Mostro as músicas do meu Ipod depois, - Ri – Vai ter mais noção do que eu curto .

Seu sorriso se alargou .

– Certo então, vou esperar .

– Gosto de Pizza, Hambúrguer, lasanha, hot dogs .. – Gargalhei – Tudo que engorda e que tento cair fora .

– Pizza é vida – Comentou - Por falar nisso estou com fome já .

Rimos e continuamos conversando . Alguns minutos mais tarde os garotos chegaram , por que tinha aquela breve sensação de que Jacob me olhou torto ? deve ser por que ele não gosta de Nahuel .

Quando o sol estava se pondo, eu entrei rápido até a barraca e peguei um casaco . Todos nos sentamos ao redor da fogueira e ficamos conversando . A noite, Tostamos alguns marshmallows .

– Certo .. agora é hora de música boa – Emmett estava todo entusiasmado .

Rose até havia se esquecido a da cobra, pois agora estava aninhada junto ao namorado . Claire estava do meu lado olhando profundamente para Quil que estava ao lado de Emmett . Jake e Leah estavam sentados juntos, com as mãos entrelaçadas , desviei o olhar daquela cena . Nahuel estava do meu outro lado.

– Qual vai ser Jake ? – Quil segurou um violão e depois passou a Jacob . – Toca uma aí .

Olhei para Jacob surpresa e ele deu uma rápida olhada pra mim . Jacob tocava ? Há.. essa eu pagava para ver .

Ele suspirou e segurou o violão, afinou rapidamente e depois fechou os olhos dedilhando seus dedos pelas cordas do violão .


Eu nunca soube como o amor podia ser completo

Até que ela me beijou e disse

"Por favor, vá até o fim

Parece tão certo estar com você, aqui, esta noite

Por favor, vá até o fim

Só me segure perto, nunca deixe-me ir"

Sua voz soou serena, e o ritmo que o violão produzia combinava . Ele realmente cantava bem, o que me fez eu perder a noção de tudo , meus olhos fixaram no seu rosto.

Eu não poderia dizer o que eu queria dizer

Até que ela sussurrou

"eu te amo tanto, por favor, vá até o fim"

Parece tão certo estar com você, aqui, esta noite

Por favor, vá até o fim

Apenas me segure perto

Nunca deixe-me ir


Antes de seu amor eu era cruel e mesquinho

Eu tinha um buraco onde meu coração deveria estar

Mas agora eu mudei e isso é tão estranho

Eu vivo quando ela faz todas essas coisas para mim

E ela diz: "vamos lá, vamos lá, vamos lá

Eu preciso de você, eu te amo, eu preciso de você"



Eu observava cada detalhe, até o movimento que seus lábios faziam, a maneira ansiosa que seus dedos tocavam no violão, sua expressão serena e tranquila, seus olhos fechados e a maneira como ele cantava ..

Pude observar Jacob em cada mínimo detalhe , seus lábios cheios e vermelhos, seus olhos escuros , seu formato do rosto .

Cara , como ele era gato .


"Por favor, vá até o fim

Parece tão certo estar com você, aqui, esta noite

Por favor, vá até o fim

Basta segurar 'me perto nunca deixe-me ir"

Ele abriu os olhos . Por algum motivo seu olhar se encontrou com o meu, eu estava paralisada , não disse nada . Apenas ouvia ao fundo todos aplaudirem e elogiarem Jacob .

– hey ! – Senti um cutucão .

– Ai, droga ! – Reclamei .

Claire, essa lazarenta .

Por que está encarando Jacob dessa maneira ? – Ela sussurrou , seu olhar era desconfiado .

Pisquei algumas vezes .

– Não é nada Claire, depois conversamos, sim ?

Ela assentiu e suspirou .

Depois de Jacob ter cantado, comemos alguns lanches que a mãe de Quil havia feito . Comi cachorro quentes até dizer chega . Sem duvidas Emmett foi o que mais comeu, foram 12 ao todo, isso sem contar o litro de refrigerante que ele tomou sozinho .

– Coitado da sua mãe Emmett – comentei espantada observando ele tomar seu ultimo gole de refrigerante – Você dá prejuízo hein .

Rose rolou os olhos .

– Você não viu nada Nessie, esse animal quando vai lá em casa causa falência pro papai –.

Com essa todos riram .

– É por isso que a mãe do Quil não deixa você entrar mais na cozinha dela – Foi a vez de Jacob brincar .

Ele nos olhou feio .

– Hey, tão achando que sou o que ? - .

– Um morto de fome – Dissemos em coro,

A noite toda foi assim , risadas brincadeiras , e muitas histórias . Me senti pela primeira vez entre amigos de verdade. Até esqueci de Leah, já que ela só queria ficar grudada com Jacob.

– Vocês ouviram isso ? – Emmett arregalou os olhos.

Ouvimos alguns galhos sendo amassados e um ruído vindo do escuro .

– Deve ser o vento – Jacob comentou dando de ombros .

– Vento pisa em galho seco ? – Rose debochou .

Senti meu coração acelerar . me julguem, sou medrosa mesmo .

– Droga Emmett se você tiver fazendo isso pra me assustar ..

– Não !, escutem .. – Todos ficamos em silêncio para ouvir .

Soprava um vento gelado, a fogueira ainda crepitava , dançando como labaredas de fogo e era a única coisa que nos aquecia naquele momento . O silêncio se irrompeu naquele momento, ouvia-se o vento soprar , e o barulho de galhos sendo quebrados .. galhos secos sendo pisados .

Por instinto me agarrei a Nahuel, segurei fortemente sua mão . Vi ele me olhar de lado.

– Cadê meu taco de Beisebol , Rose ? – Emmett a chamou .

A mesma estava em choque, se agarrava a Emmett com medo .

– Vamos orar minha gente – Claire começou . –

– E eu é que sei onde está seu taco Emmett ?, viemos acampar, quem iria imaginar que usaríamos isso ? – Murmurou .

– Acho que vou precisar ir no banheiro depois disso – Quil se sentou no tronco , meio amarelo .

Era só o que faltava o garoto passar mal .

– Ah não Quil, segura essa barriga ai hein, pelo amor de Deus – Reclamei .

– Cadê a Leah ? – Jacob murmurou.

Olhamos em volta mais nem sinal da garota.

– Eu to aqui ! – Ouvimos um sussurro vindo de dentro da barraca .

Safada medrosa .

– Tá se aproximando mais ainda – Emmett murmurou . – Deus me perdoa por aquele dia em que mijei no capo do carro do diretor , eu to arrependido, por favor , é sério .

Gargalhei .

– Caraca, você mijou o capô dele ? .- Não segurei o riso . – Que louco .

Jacob se posicionou e olhou friamente para o escuro por alguns segundos, a silhueta de alguém veio aparecendo da escuridão, parei de rir imediatamente . Meu coração estava acelerado, eu gelei até a espinha .

– AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA – O grito misturado com urro de dor ecoou por quase toda aquela floresta.

Fechei os olhos apavorada e quando abri, Vi Emmett e Jacob em cima de alguma coisa, chutando, puxando o cabelo e dando socos .

– SO.. SOCORRO.. – A voz grave soou quase sem forças .

– PAREEEEEEM ! – Claire correu até os dois – SEUS LOUCOS, É O SAM ! PAREM ! .

– OH ! – Jacob levantou num salto .

– SAM ? o que você está fazendo aqui seu porra? Quer matar a gente de susto é ?

Jacob o ajudou a levantar, ele estava com uma marca rocha no rosto e com as roupas sujas de terra .

– Mais que porra é essa ? vocês tão louco ? É eu o Sam, seus imbecis ! – Reclamou .

Analisei bem o Sam .

– O que você está fazendo aqui ? .

– Só vim ver como tudo estava.. a mãe da Claire disse que ela nunca veio acampar, e tava preocupada com a garota, e como eu não moro muito longe daqui vim só dar uma olhada .

Depois das explicações o alvoroço começou, Jacob e Emm tentavam jogar a culpa um para o outro, já que os dois quase arrebentaram o pobre Sam .No fim sobrou até pra Claire, já que ele estava ali por causa dela . A defendi claro, afinal.. que culpa tinha ela se todos aqui eram medrosos? .

No fim de tudo acabamos rindo, menos Sam é claro . Ele foi pra casa emburrado, e nós depois de conversarmos e rirmos mais um pouco cada um foi para a sua barraca . Claire, eu , Leah e Rose , dormiríamos na maior barraca que eles haviam trazido . Emmett , dormiria em uma sozinho ( já que aquela criatura era enorme ) , Jacob , Quil e Nahuel dormiriam em outra .

A noite eu fiquei me remexendo na barraca, não conseguia dormir.. estava desconfortável , Rose roncava, Leah ficava se esticando, ocupando quase o espaço da barraca, aquilo estava me irritando . Ela jogou sua perna em cima de mim, e eu a empurrei para o lado .

– Se afasta , praga – Reclamei quando a empurrei com brutalidade .

Além de ser um encosto na minha vida, era aqui dentro da barraca também, ninguém merece .

– Para de me empurrar, caralho ! – Ela disse meio sonolenta e acabou abrindo os olhos . – Ah... tinha que ser, dá licença eu quero dormir garota .

Semicerrei os olhos .

– Você dorme com os olhos , queridinha . – Alfinetei – e além do mais você fica ocupando quase todo o espaço da barraca, dá licença você .

– Se quisesse uma barraca inteira pra você era só ter trazido, - Rebateu .

A encarei mortalmente . A uma altura dessas eu já estava quase pra voar em seu pescoço .

– Por que você não trouxe uma ? fica incomodando os outros, vai pra barraca com seu namorado garota - .

Ela sorriu debochada . Leah tinha a incrível capacidade de me irritar apenas por respirar, ou por simplesmente existir .

– Bem que você queria ir pra lá , sua .. piranhinha de quinta – Ela me olhou com desdém .

Nessa hora eu senti meu sangue ferver , quem essa vagabunda achava que eu era pra me chamar assim ? Quando vi , a marca dos meus cinco dedos estavam marcados na cara de Leah . Eu lhe dera um tapa , e que tapa ! .

– Você – Não- Fez- isso – Ela murmurou , e no segundo seguinte pulou em cima de mim .

Senti um forte puxão nos meus cabelos. Nunca havia brigado na minha vida, tipo .. não de porrada com nenhuma garota . Mas naquele momento era questão de me defender ,eu não iria apanhar.

Voei em seus cabelos também , quando senti que ela havia rasgado um pouco da minha blusa, eu fechei a mão em punha lhe dando um soco bem no meio do olho . Ela reclamou de dor , tombando para o lado .

– PAREM , SUAS LOUCAS ! – nem reparei que Rose tinha acordado e estava agora tentando me arrastar para longe de Leah – Para Nessie, Para Leah, infernooo ! .

– Nunca mais me compare a você, sua desgraçada – Segurei Leah pelos cabelos – me ouviu bem ? , espero que sim .

Ela voltou a pular em cima de mim, e reiniciamos nossas seções de socos e tapas. Leah tinha uma mão pesada, quando seu tapa estrelou na minha bochecha senti meus olhos arderem .

– PARA COM ISSO ! – Senti Alguém me puxar pela cintura .

Nahuel .

– NESSIE , TÁ LOUCA ? – Ele gritou enquanto eu me debatia .

Leah estava largada na barraca com o cantinho da boca sangrando e com o rosto todo arranhado , ela me lançou seu maior olhar de deboche e queria partir para cima de mim, mas Jacob entrou na frente dela e a segurou .

Fomos arrastadas para fora da barraca .

– Você tá maluca ? o que deu em você ? – Jacob se virou para mim, me encarando de uma forma que senti no fundo uma vontade louca de chorar .

– O que deu em mim ? olhe pra essa.. vadia e pergunte a ela – Retruquei .

– Nessie se acalme . – Nahuel sussurrou no meu ouvido – por favor .

– ESSA PIRANHA DE QUINTA, ELA QUE COMEÇOU JAKE ! – Leah abriu o berreiro .

Poucos segundos depois , Claire se pôs ao meu lado, passando a mão pelo me cabelo que deveria estar todo bagunçado , ela estava com a maior cara de sono . Quil também saiu de sua barraca , E Emmett parecia um zumbi enquanto andava em nossa direção coçando os olhos .

– Você que começou garota ! fica me comparando com uma coisa que nunca vou ser, piranha igual você ! – Falei tentando partir pra cima dela de novo, mas Jacob veio até mim .

– CALA BOCA ! CHEGA DE BRIGAS ! – Estremeci pelo seu grito – Caralho Nessie, não consegue ficar longe de confusão ? todo mundo tava aqui de boa , ! .

Meu corpo tremeu inteiro .

– POR QUE SÓ JOGA A CULPA EM MIM ? – Murmurei estridentes – Você é um ótario mesmo Jacob, eu te odeio .

– Você que fica arrumando confusões até com o vento, se toca Renesmee .

– JACOB, a Leah também não é nenhuma santa , por favor né – Claire se intrometeu .

– Me solta Nahuel – murmurei , e ele me analisou por alguns instantes, quando percebeu que eu não estava para brincadeiras foi me soltando devagarzinho.

Meus olhos arderam de uma maneira como jamais aconteceu . o bolo se formou na minha garganta e antes que eu dissesse mais alguma coisa eu saí correndo dali, me lancei por entre a floresta escura . Não poderia chorar , não quando estava na gente na frente de todo mundo, não quando estava na frente de Jacob .

P.o.v Jacob .

Eu vi ela correr por entre a escuridão e foi naquele momento que senti algo estranho no peito , era quase como se .. ele gritasse para correr até aquela garota e a impedir de ir . Mas naquele momento eu ignorei o que estava sentindo e virei as costas , disposto a entrar naquela barraca e dormir, mesmo que a cabeça estivesse a milhão .

– Onde ela foi ? – Claire murmurou aflita – Está escuro, Nessie está louca de sair por ai sozinha ? .

– Ela só deve ter ido chorar em algum canto por perto, ela volta – Falei sem olhar pra trás .

– Jacob você pegou pesado – Quil estava bem atrás de mim – Leah também não é nenhuma santa cara .

– Até você Quil ? me poupe – Reclamei e entrei dentro da barraca fechando o zíper logo em seguida .

– Amor ? – leah me chamou ,

Encarei algum canto vazio da barraca e meus pensamentos começaram a me perturbar .

– Da um tempo Leah, não to pra brincadeiras, vai dormir – Me aconcheguei ali e fechei os olhos querendo logo dormir .

– Vou esperar Nessie chegar ,ela precisa de um tempo sozinha – Ouvi a voz de Claire .

– Vou esperar com você – Ouvi Quil falar .

–E u também – Rose se sentou .

Os outros eu não sei bem o que eles fizeram, tratei de fechar os olhos e querer logo dormir.

*

Acordei umas duas horas depois com um murmúrio lá fora. Olhei as horas e já era quase uma da manhã . Abri o zíper da barraca e sai lá fora ainda meio sonolento .

– Vocês não dormem não ? caralho - .

Claire estava de cabeça baixa , Rose me olhava com indiferença, Quil agora me lançava um olhar de reprovação , Leah estava na barraca perto da fogueira enquanto comia algo . Emmett e Nahuel haviam acabado de chegar com suas lanternas em mão .

– O que foi ? – Perguntei .

Claire pela primeira vez ergueu a cabeça, seu olhar era ameaçador .

– O QUE É QUE FOI ? Nessie sumiu , não sabemos para onde ela foi, tá um breu nessa floresta, já pensou o quão pode ser perigoso ela andando sozinha ? .

Olhei em volta .

– Ela ainda não voltou ? – indaguei surpreso .

Certo.. se aquela garota estivesse fazendo alguma brincadeira comigo, quando eu a visse , ela iria se resolver comigo .

– Não , - Emmett disse suspirando – Eu e o Nahuel demos uma volta, mas não a achamos .

Certo, não vou negar que uma parte de mim estava preocupado com aquele ser irritante , mais que ao mesmo tempo parecia ser tão frágil para andar sozinho por essa floresta escura e vazia. Renesmee de certa forma era frágil, parecia uma flor , tão frágil.. mas ao mesmo tempo parecia destemida, como se a qualquer momento ela fosse desabrochar e revelar o que tinha de melhor para o mundo .

Acho que realmente havia pegado pesado .

– certo , vou ir atrás dela – Suspirei , colocando o casaco e indo em direção as arvores .

– jake . – Emmett murmurou e eu olhei pra trás – leva isso .

Ele jogou a sua lanterna pra mim e eu assenti .

– Valeu . – Virei-me de novo para as arvores e suspirei .

Como eu havia imaginado, tudo estava em uma completa escuridão, e o silêncio de certa forma me incomodava . O que era um pouco reconfortante era o barulho das corujas .

Liguei a lanterna e iluminei o caminho por onde eu andava . Certo.. para onde ela teria ido ? , estava tão escuro e vazio, como ela teria coragem de andar por aqui ? .

Senti um calafrio percorrer entre meu corpo, e eu andava afastando as plantas que atrapalhavam a visão .

Para onde uma pessoa iria se precisasse ficar sozinha ? pensa Jacob .. pensa ..

Minha cabeça não conseguia formular nada , a culpa ocupava cada parte do meu ser, se acontecesse alguma coisa com ela, Minha mãe iria me matar e meu pai iria ajudar a esconder meu corpo, eu tava fodido . Era culpa e preocupação o que eu estava sentindo, acho que realmente exagerei com ela, mesmo que eu a encontrasse sabia que ela iria querer me matar , mas pelo menos eu iria morrer aliviado por tê-la achado .

O PENHASCO ! – Gritei comigo mesmo . Meus olhos se arregalaram e tudo o que eu consegui fazer naquele momento foi correr.

Eu corri como jamais havia corrido na minha vida, embora tenha caído diversas vezes e arranhado as mãos eu nem me importei, eu só precisava acha-la, só precisava saber se ela estava bem , e até quem sabe pedir desculpas, agi como um idiota , confesso .

Quando cheguei até lá ofegante, vi a silhueta de alguém sentado perto do penhasco, sua cabeça estava entre os joelhos e seu corpo tremia levemente . Senti um nó se formar em minha garganta, meu coração estava acelerado . Senti uma vontade imensa de me socar, como pude ser capaz de magoa-la daquele jeito ? . Uma parte de mim queria ir até lá e abraça-la, mesmo a razão lutando para que eu não fizesse nada .

Algo se remexeu dentro de mim naquele instante em que ela ergueu a cabeça e seus olhos cor de esmeraldas, cintilaram em lagrimas, olharam diretamente para mim .

P.O.V NESSIE .

Assim que cheguei ao penhasco eu chorei, eu confesso que chorei como jamais havia feito na vida. Era um soluço que irrompia do fundo do meu peito, e embora eu estivesse lutando para que não chorasse, foi praticamente impossível . Por que as palavras dele machucaram tanto ? eu já deveria ter me acostumado , certo ? ele sempre foi aquele que nunca foi com a minha cara, e que nunca se importou se algum dia me magoou ou não. Ou seja, Jacob era o exatamente o tipo de cara de quem eu deveria me manter afastada, por que ele só me trazia problemas .

O vento soprava gelado, e secava algumas poucas lagrimas, eu me encolhi ali próximo a uma arvore e fechei os olhos colando a cabeça entre os joelhos .Ouvi alguns passos se aproximando de mim, levantei a cabeça e meus olhos se encontraram com aquele par de olhos pretos .

Meu coração deu um salto . Seus olhos estavam inexpressíveis, deu um passo em minha direção . Eu sequei as lagrimas brutalmente .

– O que está fazendo aqui ? – Guinchei irritada.

– E-eu estava te procurando .. por que diabos você sumiu? – Ele veio até mim e se abaixou na minha frente , seus olhos fixos nos meus . – Tem ideia do quanto eu .. quer dizer.. o quanto os outros ficaram preocupados com você ? .

Pisquei algumas vezes, eu queria xinga-lo, bater nele até cansar, mas eu estava sem forças para isso, parecia estar cansada, tanto fisicamente quanto psicologicamente .

– Não importa , eu não quero saber – Dei de ombros . – Vai embora Jacob.

– Eu vou – Suspirou – Mais você vai comigo .

Ele segurou minha mão tentando me levantar .

– ME LARGA, não vou coisa nenhuma – Teimei .

Ainda estava duvidando dos motivos de ele ter vindo aqui ? seria culpa ou preocupação ? definitivamente era culpa .

– Para de birra Nessie – Murmurou – Olha aonde estamos, vamos embora já .

– Eu já falei que não vou a lugar nenhum, muito menos com você, .

Ele parou de lutar, suspirou pesadamente e se inclinou em minha direção, seus olhos trasbordavam arrependimento,

– me desculpa, - Sussurrou , pisquei algumas vezes ainda presa em seu olhar – Eu não deveria ter te dito aquilo, eu estava irritado .. sei lá .

– Não quero suas desculpas – Um bolo se formou em minha garganta .

– por favor – Sussurrou , seus olhos gritavam arrependimento, mas seria mesmo verdade ? .

Sua mão procurou a minha e segurou fortemente, quase que para mostrar que ele estava ali, bem ali do meu lado .

– Jacob.. – Sussurrei , - Não ..

Minha boca gritava não , mas eu sabia que tudo dentro de mim gritava sim .

Jacob se aproximou perto o bastante para sentir seu halito quente soprar no meu rosto, senti tudo girar . Eu sabia que tinha que me afastar dele naquele instante, mas por que meu corpo não me obedecia ? por que eu continuava ali ? presa naquela imensidão dos seus olhos , não conseguia fugir .. não conseguia, não conseguia por que eu não queria . A profundidade daquele olhar me desarmou .

Ele fechou os olhos e aproximou seu rosto do meu, seu nariz roçou carinhosamente no meu, aquele gesto foi capaz de incendiar tudo dentro de mim, um arrepio percorreu meu corpo.. um arrepio que eu jamais havia sentido na vida .

Era errado, era super errado . Meu coração tinha plena consciência disso.. mas eu não queria me afastar .

Encurtei por fim aquela distância entre nós , uni minha boca a sua . Seus lábios ainda tinham o mesmo gosto daquela primeira vez que nos beijamos, e isso foi capaz de despertar sensações que eu nunca havia sentido antes .Eu pensei em mil maneiras de empurra-lo , de fugir dali, pois não era o certo, afinal, naquele momento eu não estava respondendo pelos meus atos, nem ao menos era capaz de raciocinar algo coerente . Mas quando sua língua percorreu por entre meus lábios e pediu passagem, joguei tudo para o alto e cedi derrotada.

Ele encurtou qualquer distancia entre nós, e me deitou delicadamente naquela relva molhada e fria, seu corpo pousou lentamente sobre o meu, com cuidado para não depositar todo o seu peso sobre mim, Suas mãos passearam lentamente pelas laterais do meu corpo, a cada toque seu eu sentia meu corpo incendiar, e antes onde era frio, agora era como fogo, se alastrando por cada parte mínima do meu corpo , eu estava em chamas ! .

Seus lábios eram gostosos e moldavam-se em uma sincronia perfeita com o meu, e foi naquele momento que eu percebi o que realmente era viver, viver lentamente .Minhas mãos se desprenderam das suas e foram para seu rosto, onde eu puxava ele para mim . Meus lábios agora eram urgentes nos seus , sua língua ávida dançava sensualmente junto a minha . era tão bom . Mas eu sabia que iria me arrepender daquilo amanhã, mas naquele momento , eu sinceramente não me importei. EU ESTAVA BEIJANDO JACOB BLACK ! .

Suas mão veio até minha coxa onde ele apertou com vontade, e a trouxe para perto de seu quadril . A uma altura dessas eu já deveria estar fora de mim, por que seu beijo tinha que ser tão bom ? por que seu perfume tinha que ser tão bom ? por que Jacob tinha que ser tão bom . Argh, que pecado de homem.

Nos afastamos assim, do nada . Acho que eu estava tão absorta na minha vontade de saciar aquele desejo insano.. que esqueci que também precisava de ar .

Eu havia beijado Jacob ! de novo . Quando eu abri meus olhos e o flagrei me olhando, corei fortemente . A culpa veio, rápido, até demais . ele me olhava atordoado, quase também não acreditando no que tínhamos acabado de fazer .

– Acho que deveríamos ir – Sussurrou fechando os olhos, evitando agora de me olhar nos olhos .

– Eu sei – Sussurrei de volta . -

Minha cabeça estava a milhão . Ele se levantou , e depois estendeu a mão para que eu me levantasse também . Ele me puxou rapidamente e passei a mão pelo rosto, comecei a andar sem ao menos esperar por ele .

Por Deus ! isso não deveria ter acontecido .. foi um erro.. ah .. mais foi um erro tão bom.

No fundo , eu sabia, não importava quantas vezes isso acontecesse .. ( se é que iria acontecer de novo ) , não importava quantas coisas vivêssemos, no dia seguinte tudo voltaria a ser como antes . Ele me odiaria, eu o odiaria. Era assim que as coisas tinham que ser .



Notas finais do capítulo

:OO finalmenteeeeeeee mais um beijo kkkkkkk. Agora entendem por que eu não queria dividi-lo em duas partes ? espero que tenham gostado meninas, bom esse foi os dois capitulos da semana juntos ! . voltarei terça feira com mais um capitulo pra vocês ok ?
Mega beijoooooos ♥



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Because Of You" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.