Amores Secretos escrita por Anonimous


Capítulo 8
"Espero que se arrependa de sua escolha"


Notas iniciais do capítulo

Oi Pessoas !!

Desculpe por não estar postando, estou passando por alguns problemas... Espero que entendam.



Entro no quarto e me jogo na cama, ela está vazia, o som da água caindo me assusta e me lembro de ter deixado Dylan ali, dormindo, para falar a verdade, sim, estou muito perturbado com isto de Henry ser meu vizinho, ele é bonito e alguma coisa ainda me puxa para ele, mas amo Dylan, e isto tudo está bagunçado em minha cabeça.

– Bom Dia – Escuto Dylan sorrir, ele me olha e seu rosto ganha um tom de preocupação – Algum problema, Anjo? – Ele pergunta se sentando ao meu lado, ele usava uma blusa azul e uma calça branca que eu havia ganhado de natal de meus pais.

– Não – Digo um pouco rápido demais – E você, está melhor?

– Um pouco – Ele se deita na cama – Minha cabeça parece que vai explodir a qualquer momento, o que aconteceu comigo noite passada?

– Você não se lembra? – Digo sorrindo.

– Em partes – Ele me olha preocupado – Fiz algo de errado?

– Depois de meu pedido de namoro que foi um sucesso, voltamos a maldita festa de Ellie, Ethan o drogou e tcharân, você ficou doido, enquanto voltávamos para casa, você entrou em uma loja e perguntou se o armário que estava ali nos levaria a Nárnia – Digo me lembrando do rosto da vendedora, ela nos olhou, como se fossemos dois adolescentes com distúrbios mentais.

– Ai Meu Deus – Ele diz tapando a cara com o travesseiro – Eu não fiz isto – Ele repete várias vezes para si mesmo.

– Ah, e você começou a dançar no meio de todos na casa de Ellie – Digo e ele me olha boquiaberto – Sua sorte meu Amor, é que eu estava lá e impedi aquela garota de o filmar.

– O que você fez? – Ele chegou perto de mim.

– Quebrei o celular dela – Digo e ele sorri.

– Por isso que te amo – Ele diz me beijando – Já estou pronto, vamos a escola?

– Sério, você quer mesmo ir a escola? – Pergunto sorrindo e ele me abraça.

– Não posso perder a oportunidade de quebrar a cara de Ethan – Ele me olha, e pelo seu olhar eu já sabia o que estava pensando “Você vai tentar me impedir”.

– Eu o ajudo – Digo o beijando e indo até o armário – Meus cadernos estão uma bagunça, preciso fazer uma faxina urgente neste quarto.

Ao sairmos do quarto demos de cara com Alice e Rachel que estavam se arrumando, Alice estava apenas de sutiã e calcinha enquanto Rachel vestia um pijama de ursinho, o que fez Dylan dar uma crise de risos.

– Eu espero que seu futuro namorado não veja isto – Ele diz e a menina ficou vermelha, Alice se escondeu em meio ao emaranhado de roupas em sua mãos.

– Seria um pouco constrangedor – Digo ajeitando minhas roupas.

– Seria um pouco constrangedor se sua namorada visse você dormindo na cama de seu amigo – Rachel disse o que fez Dylan sorrir ainda mais.

– Meu namorado não liga com isto – Dylan disse arrumando seus cabelos e sorrindo.

– Seu namorado!! – Alice gritou assutada e toda roupa que cobria seu corpo caiu, até eu estava assutado com aquilo, para mim Dylan a ignoraria, não pensei que ele começaria a contar tudo.

– Sim, ele é um garoto incrível – Ele disse me olhando – Eu o amo de verdade, acho que nunca me apaixonei tanto por alguém.

– Quem é esse garoto? – Rachel disse irritada, Dylan passou por elas e começou a descer as escadas, eu estava lá atrás observando toda a cena – Você sabe quem é esse garoto? – Rachel olhou nos meus olhos, seus olhos exalavam raiva e desprezo, por quem quer que seja aquele “misterioso menino”. Seus olhos azuis percorreram todo meu corpo e parou no cordão em meu pescoço – Eu não acredito, não pode ser.

– O que aconteceu? – A tonta de Alice perguntou revezando os olhares entre Dylan, Rachel e eu que apenas sorria.

– Como você ainda não pode ter matado a charada, olha no pescoço de Logan – Rachel disse virando o rosto da irmã em minha direção – Entendeu?

– AHHH! – Alice disse animada – Mamãe comprou um novo cordão para Logan.

– Não sua burra – Digo impaciente – Eu ganhei este cordão de Dylan, eu sou o namorado de Dylan.

– Como pôde – Rachel diz me olhando – Você sabia o que eu sentia por ele, você roubou ele de mim.

– Não roubei – Digo sorrindo – Na verdade, ele nunca foi seu.

– Você é um idiota – A menina avança em minha direção e coloco o pé na sua frente, ela desaba como uma jaca podre cai do pé.

– E você é uma puta – Digo sorrindo e descendo as escadas – Saio da casa e vejo Dylan me observando com um sorriso no rosto.

– Feliz Senhor Cooper? – Ele perguntou e me olhou nos olhos.

– Muito!! – Digo o beijando – Eu... estou sem palavras, eu nunca pensei que faria isto.

– Nunca duvide de mim, Senhor Cooper – Ele disse entrelaçando seus dedos nos meus – Dylan Parker é o garoto mais imprevisível que você já conheceu.

Demoramos um pouco para chegar a escola, o trânsito estava uma merda, parece que todos resolveram ir de carro ao trabalho naquele dia, o frio lá fora estava intenso, alguns flocos de neve caiam sobre o para brisas do carro, o carro de meu pai estava alguns metros atrás, ah, e você deve estar se perguntando, e os pais de Dylan. Eles aceitaram tudo numa boa, o pai dele já até desconfiava do sentimento do filho por mim. E se foi estranho contar tudo aos pais de Dylan, imagina enfrentar mais de mil olhares de uma vez, a escola parou para nos ver, e isso que acabo de dizer não é exagerado, até a diretora parou para nos observar, enquanto alguns achavam estranho, outros acenavam e não importavam, afinal, estamos no século vinte um, qual a diferença de eu namorar um menino e uma menina, como meus pais sempre dizem, temos que escolher alguém que nos complete, que nos ame de verdade, que nos faça bem.

– Olha quem está aqui, o casal mais famoso de toda Claremont – Simon parou a nossa frente fazendo gracinhas, posso dizer que no dia anterior eu havia gostado dele, mas estava tão grudado em Dylan que o achei chato e coisas a mais...

– Ora, Ora!! Simon Gavril!! – Dylan disse fazendo uma reverência muito desajeitada – É um prazer revê-lo, espero que fique longe de Logan – Dylan disse com um jeitinho fofo.

– Não precisa se preocupar – Simon diz – Já tem pessoias demais apaixonadas por seu homem – Ao terminar a frase Dylan deu uma crise de risos.

– Meu Deus, garoto, como você é idiota – Simon disse fazendo Dylan rir mais ainda.

– Eu concordo totalmente com você – Ethan passou empurrando Dylan para um dos cantos e ficando ao meu lado.

– O que quer agora garoto? – Pergunto olhando para Dylan com um cara “Pode deixar comigo”.

– Você sabe muito bem o que quero – Ele disse, sem tirar seu olhar do meu por um segundo.

– É uma pena, que seu desejo nunca irá se realizar – Digo sorrindo – E eu quero te dar um presente – Digo chegando mais perto do menino, ele sorri – Isso!! – Grito e acerto um murro em seu nariz, rapidamente sangue começa escorrer dali – É por ter drogado o meu namorado na noite passada.

– Agora você ultrapassou todos os limites – Ele avançou na minha direção, mas em questões de segundo duas pessoas entraram na minha frente.

– Você não vai encostar um dedo nele – Dylan e Henry disseram ao mesmo tempo.

– Deixa isso comigo – Passo pelos meninos e encaro Ethan – Olha, você sabe que eu o odeio não é mesmo? – Digo e ele me olha sem reação – Eu conheço uma pessoa que é extremamente apaixonada por você, ela se chama Megan, eu podia estar quebrando sua cara ou algo do tipo, mas estou aqui conversando civilizadamente com você, ela o ama, imagina a reação dela, se descobre que a largou por mim... – Perco a fala ao ver Megan atrás de Ethan, ela me olhava com um olhar de nojo, ela havia ficado chateada, e quem não ficaria.

Saio correndo atrás de Megan pelos corredores e a perco minutos depois.

– Não adianta – Simon aparece ao meu lado – Ela não vai querer te ouvir, você sabe como são as mulheres, complicadas demais – Ele termina de dizer e acerto o chute em um lixeira, a jogando alguns metros á frente – Vem comigo – Simon me puxa pelos corredores, as lágrimas se formavam em meus olhos mas eu recusava as deixar cair.

– Não acredito que fiz isto – Me joguei na cadeira, Simon se sentou ao meu lado – Eu sou um idiota.

– Mas veja pelo lado bom... – Ele começou a dizer e soquei a mesa, o barulho ecoou por toda a sala e todos ali paravam para ver o que estava acontecendo.

– Não existe lado bom – Digo parando um pouco para pensar, hoje seria mais um daqueles dias que a sua maior vontade é cavar um buraco e se esconder ali para sempre, longe de tudo e todos – Eu... Eu acabei de perder minha melhor amiga.

– Eu sinto muito – O garoto diz me abraçando – Eu... nem sei o que dizer.

– Eu só queria voltar a alguns dias atrás, não ter mudado para essa cidade horrível – Digo irritado e Simon sorri.

– Essa é sua nova vida – Ele diz passando a mão por meu cabelo - Espero que se acostume.

Todas as aulas passaram voando, para falar a verdade, não prestei atenção em nenhuma delas, Megan não me saía da cabeça e Simon ficava sussurrando coisas idiotas de minuto a minutos em meu ouvido, o que me fazia sorrir, Dylan estava sentado ao lado de Henry e os dois conversavam como se fossem amigos de anos, o que me deixava preocupado, e se Dylan descobrisse tudo.

– Megan – Corri até a menina deixando todos os meus livros caírem no chão – Por favor, você precisa me escutar – Digo olhando naqueles intensos olhos azuis – Eu não...

– Por favor, Logan – Ela disse enquanto eu pegava os livros, tentei me aproximar mas ela me empurrou – Eu não quero escutar suas mentiras esfarrapadas, não quero saber de nada, eu pensei que fosse meu amigo.

– Eu sou seu amigo – Digo segurando em seu braço.

– Você não é meu amigo!! – Ela gritou, fazendo todos nos olharem, mas logo voltou a euforia dos corredores – Eu o odeio – Ela disse, sua voz estava falhando, ela iria chorar a qualquer instante.

– Olhe nos meus olhos – Digo a puxando, seu rosto ficou a poucos centímetros do meu – Nesses dezessete anos de amizade, quantas foram as vezes que a decepcionei? – Perguntei e ela engoliu em seco – Vai, me diz!! – Digo irritado – Quantas vezes eu menti para você? – Olhei os olhos da menina e ela não se segurou, as lágrimas começaram a rolar por seu rosto – Será que não seria mais fácil me dizer quantas vezes menti por você, quantas noites que passei ao seu lado por causa de seus namoros fracassados, eu não a entendo, você deveria estar me agradecendo de joelhos, mas não, olha o que faz, fica contra mim sem ao menos saber a verdade, eu achei que nossa amizade fosse mais importante que qualquer coisa, não foi isto que você me disse a alguns dias “Nada e nem ninguém será capaz de me separar de você”, será que você não honra suas promessas, eu sei que você está chateada comigo, mas dizer que me odeia, eu espero que se arrependa de sua escolha.

Saí dali a passos largos, empurrando todos que apareciam à minha frente,eu sentia uma raiva tremenda, o que mais queria era chegar em casa e me prender em meu quarto, ficar sozinho com minhas músicas e meus livros. A cada passo eu sentia um calafrio percorrer meu corpo.

– Logan – Thalia apareceu ao meu lado, ela me olhava com um olhar preocupado – Você está bem?

Não respondi, apenas passei pelas portas principais e ao chegar no gramado tudo piorou, Dylan e Henry estavam se beijando, segurei forte nos livros, lembrei da promessa que fiz a mim mesmo “Nunca mais sofrerei por amor”, Thalia olhou boquiaberta, ela estava tão surpresa quanto eu. Tropecei em uma pedra e quase cai de cara no chão, Ethan me ajudou, me soltei de seus braços e saí dali, eu estava certo, o dia só pioraria, isso era só o começo.

– Eu estou Ótimo - Digo para mim mesmo - Estou Ótimo - Repito e naquele momento uma frase veio em minha cabeça, e agora, mais do que nunca, ela fazia sentido.

"Nunca duvide de mim, Senhor Cooper, Dylan Parker é o garoto mais imprevisível que você já conheceu.



Notas finais do capítulo

Gostaram??
Comentem



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Amores Secretos" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.