Amores Secretos escrita por Anonimous


Capítulo 10
"Eu te amo"


Notas iniciais do capítulo

Oi !!



Pov Thalia

Dylan sai do carro batendo e corro até ele, ele corre na direção da casa de Henry. A cada passo do garoto eu preciso correr, ele anda muito rápido, as lágrimas deixaram de cair e seu rosto foi substituído por uma raiva súbita.

– Dylan – Tento o segurar, mas ele me empurra com raiva.

– Sai daqui – Ele grita – Eu não quero que você fique atrás de mim, eu nunca precisei de guarda costas.

– Por que antes você não cometia tantos erros idiotas – Grito e ele chuta a porta da casa do garoto, a quebrando – Santo Deus – Grito assustada, os pais do garoto aparecem ali e olham com medo para Dylan.

Dylan sobe as escadas e vai de porta em porta tentando encontrar o garoto. Ao encontrar ele avança sobre o menino que fica sem reação.

– Viu o que fez!! – Dylan gritou chutando a boca do estômago de Henry, o menino desaba no chão sem conseguir dizer nenhuma palavra, Dylan pega um jarro em cima do menino mas o pai do garoto o segura. Meus olhos não acreditavam no que viam, nunca vi Dylan assim.

– Garoto, eu nem sei quem é você, mas eu juro que se fizer algo contra meu filho eu chamo a polícia – O homem gritou irritado, a mãe de Henry o ajudava a se levantar.

– Você me agarrou, minha vontade é de o matar – Dylan disse chorando – Por sua causa eu perdi a pessoa que mais amei em toda minha vida.

– Você fez isto por aquele garoto idiota – O homem gritou com o filho e Dylan arregalou os olhos assustados – Quantas vezes eu te disse para ficar longe dele.

– Logan não é idiota – Dylan gritou com o homem – Ele é um garoto incrível, então quer dizer que você fez isto tudo para tê-lo de volta – Dylan olhou para o garoto, sorriu ironicamente e começou a bater palmas – Olha que legal, nem eu e nem você temos mais ele.

– Para onde ele foi? – Henry perguntou enquanto Dylan se dirigia a porta, Dylan se virou e sorriu.

– Por que, vai atrás dele? – Dylan disse friamente – Eu não vou lhe dizer, se quiser, morra tentando descobrir.

– Me desculpe – Digo olhando para mãe de Henry, que sorri sem graça.

**************

Pov Logan

Algumas semanas depois...

– Vamos, Por favor – A menina disse se ajoelhando ao meus pés – Eu te imploro, Daniel estará lá...

– Você sabe muito bem o que penso sobre Daniel Karl - Digo e ela revira os olhos.

– Não há pessoa melhor do que você, além do mais a boate não estará cheia – Ela disse se sentando ao meu lado, eu estava tão preso a meu celular que a ignorei, até que ela tomou o objeto de minhas mãos.

– Dylan Parker, quem é esse garoto? – A menina pergunta lendo as várias mensagens que eu recebi com o passar das semanas.

– Alguém que quero esquecer – Digo sério e tento pegar o celular de suas mãos, mas ela se desvia e caio de joelhos.

– Se quer tanto esquecê-lo, por que está relendo essas mensagens de algumas semanas atrás - Stela pergunta e fico calado, sem reação, no fundo eu sentia falta de Dylan, eu sentia muita falta daquele jeitinho carinhoso e daqueles sorrisos matinais...

– Ele era meu namorado, ele é sensacional, simplesmente o garoto mais incrível que já conheci – Eu disse e Stela se sentou ao meu lado – Mas... Eu o peguei beijando Henry.

– Henry, o seu ex-namorado – Ela disse boquiaberta e assenti com a cabeça.

– Viu, agora tenho um motivo para te levar comigo, é bom para você conhecer pessoas novas, esquecer... – Ela abre a foto de Dylan e suspira – Esse seu ex-namorado muito gato. Aceita?

– Tudo bem – Digo, mas ainda um pouco relutante – Mas eu juro que se aquele idiota do Daniel a agarrar eu quebro a cara dele.

Depois de algumas horas Stela tocou a campainha, abri a porta e fiquei boquiaberto ao vê-lo, ela vestia um vestido preto com alguns babados e usava um salto alto preto, seus cabelos negros foram presos em um coque, ela estava realmente muito sexy.

Ao chegarmos na boate, não teve ninguém que não olhou para Stela, ela se destacava ali, e eu agradecia por isso, ser o centro das atenções não estava em meus planos, de repente meu celular começa a tocar, vejo a foto de Dylan e Thalia na tela do celular, então o desligo, já era a décima ligação de Thalia em apenas uma hora. Desligo o telefone no momento em que uma mão toca em meus ombros. Me virei e quase caí do banco ao vê-lo ali.

– Você aqui – Digo e o garoto sorri, dessa vez eu sabia que ele não estava me perseguindo, ele não fazia ideia do lugar para onde tinha me mudado. Não fiquei com raiva, pelo contrário, sorri ao vê-lo, seus olhos brilharam e por alguns segundos fiquei mudo, ele estava com uma blusa de frio verde, seus olhos azuis olhavam diretamente para o meu e seus cabelos loiros que estavam arrumados em um topete brilhavam intensamente com todas aquelas luzes.

– Você está me perseguindo garoto – Ele disse com um tom brincalhão me fazendo sorrir.

– Ethan, dentre todas as pessoas que conheci naquela cidade – Olhei para ele e ele sorriu – Eu nunca pensei que o veria em Londres.

– Eu amo essa cidade – Ele disse levando um copo com água até a boca – Sabe, os parques, as pessoas, tudo aqui me encanta – Sorri, e percebo que em semanas eu não me sentia bem assim, e era estranho o fato de ficar tão bem ao lado de Ethan, a mudança para Londres me mudou, eu não odiava mais Ethan, eu o perdoei por aquilo tudo.

– Está sozinho? – Pergunto e ele aponta para um garoto que beijava desesperadamente uma menina em um dos cantos daquela boate.

– Jeremy, meu primo, estou passando um tempo na casa dos meus tios – Ele diz se sentando ao meu lado.

– O que acha de sairmos um pouco desse lugar, há um parque a alguns minutos daqui – Ethan disse e com aquele sorriso encantador em seu rosto, era impossível negar.

– Vou avisar Stela – Digo e saio dando cotoveladas em todos ali para chegar até Stela, Daniel me olhou de cara feia e sorri para ele – Estou saindo – Digo apontando para Ethan, estamos indo em um parque aqui perto, volto para te buscar?

– Não precisa – A menina disse – Daniel me levará em casa. Se divirta.

Após andarmos por cinco minutos chegamos a praça, Ethan sorriu ao ver o lugar, era realmente lindo, todas aquelas flores, alguns patos nadavam calmamente e dois esquilos carregavam nozes de um lado para o outro.

– Isso aqui é incrível – Digo olhando para um lago logo à frente – Eu... estou sem palavras.

– Eu sabia que iria gostar – Ethan disse tirando alguns fios de cabelo que caia em meus olhos. Não me desviei nem acertei um murro nele, apenas senti o calor de seus dedos contra o meu rosto.

– Ethan – Eu disse, minha voz saiu como um sussurro – Eu não...

– Me desculpe – Ele disse olhando nos meus olhos, ele acariciava minhas bochechas com as pontas dos dedos – Eu fui um idiota, eu... sempre gostei de você.

– Por favor - Digo o olhando, eu me sentia fraco, meus sentimentos estavam bagunçados – Eu...

Não terminei a frase, as palavras não saíram, ele chegou mais perto e seus lábios se encontraram com os meus, eram quentes e eu pude sentir sua mão passar em minha cintura, ele beijava muito bem e eu não sairia dali por nada.

– Eu te amo – Ele disse e me beijou novamente e depois de semanas me senti vivo novamente. Talvez havia esperanças, talvez eu não perdi a capacidade de amar.



Notas finais do capítulo

Gostaram??
Comentem



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Amores Secretos" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.