Kazoku escrita por LadyNK


Capítulo 1
Capítulo 1


Notas iniciais do capítulo

Sou iniciante em escrever sobre o Universo Naruto, mas espero atender às expectativas! Sasuke e Sakura, meus amores ♥



Kazoku

#Primeiro#

Sakura estava sentada no sofá de sua sala lendo um livro sobre ervas medicinais exóticas. Ela, mesmo sendo uma médica-nin experiente, nunca tinha ouvido falar de tanta variedade de plantas que poderiam ter diversos usos diferentes. O mundo realmente estava se desenvolvendo! Fechou brevemente o livro ao sentir mais uma pontada em seu ventre. Acariciou a barriga saliente e respirou fundo esperando o desconforto passar. Era a terceira ou quarta vez que ela sentia isso e estava um pouco preocupada.

"Meu parto está marcado para daqui à duas semanas! Essas pontadas não podem ser contrações. Apesar de que Tsunade-sama disse que Sarada poderia inventar de nascer antes da hora... Será que...?"

Tratou de desviar seus pensamentos. Se fossem mesmo contrações, sua bolsa deveria ter estourado há algum tempo, o que não aconteceu. E também, já vinha sentido as mesmas pontadas desde algumas semanas atrás e não era nada. Lembrou-se do episódio em que foi correndo ao hospital pensando que sua filha estava para nascer. Alarme falso. Decidiu continuar a ler o livro sem maiores preocupações.

*.*.*

– O que está acontecendo? - Sakura perguntou nervosa a si mesma. As dores só haviam aumentado e chegavam em períodos cada vez mais regulares. Tentou levantar-se do sofá, mas acabou sem sucesso, tendo que apoiar-se na quina do mesmo. Acariciou a barriga e percebeu que a mesma estava rija. Ela estava realmente em trabalho de parto. Mais uma pontada e a rosada prendeu o grito de dor.

"Mas como isso pode ser possível? A minha bolsa não..."- Mas é claro! Foi na hora do banho quando sentiu o líquido espesso escorrendo de suas pernas! Como não havia percebido antes? Que tipo de médica era? Estava tão despreocupada em relação à isso, devido ao alarme falso, que não percebeu o alarme verdadeiro e agora estava sofrendo as dores.

– Tenho que avisar alguém, ai... - Tentou caminhar para fora do sofá e pegar o telefone, mas estava cada vez mais difícil se mover. Sasuke estava em missão e não sabia quando ele iria voltar, o que complicava ainda mais sua situação. Se ao menos ele não estivesse tão longe... – Ai, como dói! - Parou por um momento esperando as dores cessarem mais uma vez e continuou tentando alcançar o telefone. Caminhou alguns passos e quando ia pegá-lo, sentiu mãos fortes envolverem sua cintura por trás. Reconheceu o chakra de imediato. – Sasuke-kun... - Sussurrou aliviada.

– O que houve, Sakura? Por que está chorando? - Nem ela mesmo havia percebido que lágrimas corriam livremente por suas bochechas. Sentiu mais uma pontada e sua mão voltou ao ventre.

– Ela irá nascer, Sasuke-kun.

– Mas não está na hora. Tsunade disse que o parto seria daqui a duas semanas. - Disse tentando compreender a situação. Havia chegado mais cedo da missão e não esperava encontrar Sakura gemendo de dor na sua própria sala e completamente sozinha. - Eu já havia lhe dito para não ficar sozinha, Sakura. Essa missão foi de última hora e...

– O importante é que você está aqui e... Ah! Pegue a bolsa no quarto, precisamos ir ao hospital agora! - A rosada disse ao marido e o mesmo foi rapidamente atender ao pedido. Voltou em milésimos de segundos e segurou a esposa no colo.

– Segure-se em mim. - Proferiu impassível e Sakura o obedeceu. Logo, estavam correndo pelos telhados das casas almejando chegar o mais rápido possível ao estabelecimento médico. A pequena Sarada não queria esperar muito mais.



Notas finais do capítulo

Sasuke não admite mas está desesperado kkkkkImagina só: Chegar em casa depois de uma longa missão e se deparar com a esposa prestes a ter o tão esperado bebê? Se puder deixar um comentário, seria de grande incentivo para mim. Vejo vocês na próxima!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Kazoku" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.