O paraíso ao norte do inferno escrita por Selaya

O paraíso ao norte do inferno

Amor e Destino.
As pessoas se apaixonam de maneiras misteriosas. Não posso dizer que não acontecera o mesmo comigo. O amor é identificado em dicionários como um sentimento de afeição e atração. Um termo vago. O amor não se mede em palavras. Ele transcende nossos limites de compreensão.
Quanto ao destino, bem, ele é apenas uma sequência mutável de acontecimentos já programados. Antes meus pensamentos diziam que o destino era apenas uma forma das pessoas punirem algo por ter acontecido, se não si próprias.
Isto mudara totalmente quando vi Enzo em minha frente. O mundo podia não nos compreender, mas estávamos ali, ele e eu contra o mundo. Eu sempre soube que poderia voar se ele mantivesse sua mão na minha.
Mas nada neste mundo é um mar de rosas. Havia três complicações ali: nós dois somos homens, o pai dele me odeia e Enzo está partindo para proteger aqueles que não podem proteger a si próprios.
Eu me perdi no paraíso situado ao norte do Inferno. Eu nunca realmente soube se um dia conseguiria sair deste labirinto onde me encontrei quando ele me deixou, com a premissa de voltar a meus braços. Creio que histórias de amor nunca devem ser esquecidas e por isto repassarei uma das muitas, e ainda sim a mais especial, para vocês.
"E eu sei que essas cicatrizes irão sangrar, mas os nossos corações acreditam que todas as estrelas irão nos guiar para casa.
Você pode ouvir a canção que bate em meu coração?"


Classificação: 13+
Categorias: Originais
Personagens: Personagem Original
Gêneros: Drama, Romance, Shounen-ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Mutilação

Capítulos: 1 (2.722 palavras) | Terminada: Sim
Publicada: 08/04/2015 às 21:06 | Atualizada: 08/04/2015 às 21:06

Notas da História:

Esta história é de autoria minha, assim como os personagens que constituem ela. "O paraíso ao norte do inferno" faz parte do desafio do mês de abril, referente ao tema Yaoi. É estritamente proibido seu uso em qualquer lugar sem que seja devidamente autorizada.
A capa fora feita por mim, mas a imagem não me pertence, já que fora pega no Tumblr. Créditos ao autor da mesma.
Qualquer forma de liberdade de expressão é válida, desde que o respeito seja mantido. Elogios, críticas, mas por favor, peço que comentem para saber como eu me sai.
Só tenho a agradecer por ler isto e desejar uma ótima leitura.


Capítulos

1. Capítulo único - As estrelas
2.722 palavras