Terapia escrita por Kori Hime


Capítulo 4
Terapia para o grupo




Terapia 

 

 


Já fazia uma semana que percorria pelos corredores do hospital, observando idas e vindas, os médicos, enfermeiras, pacientes. Todos que ali estavam, pareciam ocupados demais, pareciam cheios de problemas e querendo correr contra o tempo, contra a morte... contra algo que os fizesse parar.

– Pastilhas? – a embalagem de plastico era chacoalhada em frente aos olhos castanhos do psicólogo. – São de menta.

– Esta atrasado para a sua sessão, Dr. House. – Ele olhou no relógio, procurando anotar algo mentalmente.

– Jura? Pensei que era a vez do narigudo... Ah! Mas ele viajou não foi? Com a esposa. Sabe, estão tendo um problema no casamento. Ela acha que ele trabalha muito e não tem tempo pra ela. Mas se ele para de trabalhar... ela fica sem o carrão que tem na garagem, sem a casa, sem as jóias. Bem, as mulheres são muito exigentes hoje em dia.

– Imagino que esteja falando do Dr. Taub, Cuddy me falou que um dos médicos não iriam se consultar por motivos particulares.

– Sim, muito particular.

– Ele deve se confidenciar muito com o chefe, não?

– Na verdade não. Sabia que eu seria um ótimo analista? Devia ter prestado mais atenção no meu exame vocacional.

– Então se estiver com tempo vago agora, podemos conversar mais...
– Na verdade não, em alguns segundos esse corredor irá entrar em caos e minha equipe correrá atrás de mim para salvá-los, mas até isso acontecer, eu estarei longe. Se puder evitar melhor.

O Dr. Ross olhou em direção as enfermeiras que pareciam preocupadas, em segundos uma maca passou rápida, sendo guiada por três médicos a procura do chefe. O psicólogo voltou a olhar para onde House estava... sumiu no mesmo instante.


 
++++


Estava cheia de papéis espalhados em sua mesa, não fora um dia nada fácil para Cuddy, ainda devia se preocupar com o caos do outro andar. Já estava cansada para aquela confusão toda. Precisava tomar uma decisão, e Ross a ajudaria nesse momento.
Não demorou muito e ele bateu na porta, sendo convidado a entrar.

– Ótimo que chegou. Preciso que me diga logo o que anda acontecendo. A cada dia que passa parece que perco o controle de certas coisas...

– Não se preocupe Lisa, não tem nada de muito errado acontecendo...

– Não? Você está falando do mesmo hospital que eu? Dos mesmos médicos que eu?

– Sim. Eles são normais, como todo ser humano, desejos, medos, receios.

– Ross, você falou com House?

– Sim, no corredor, ele parece muito ocupado com os pacientes.

– Eu não acredito, você caiu na conversa dele também?

– Lisa, acho que você está exagerando, a única coisa que eles querem é salvar vidas...

– Sim, claro, são médicos. Esse é o trabalho deles... Mas e o seu? Precisa me dar ao menos um relatório. O que está acontecendo aqui?

– Vamos fazer o seguinte, que tal você participar da sessão?

– Do que você está falando?

– Faremos uma terapia em grupo, podemos conversar todos melhor e assim veremos realmente o ponto de vista de cada um... E você é a mais interessada em saber o ponto de cada médico que trabalha pra você, não?

– Sim... mas... mas... Ross... terapia em grupo?

– Claro, e porque não?  

Não haviam alternativas para Cuddy, deveria aceitar logo antes que o amigo acreditasse que havia algo que ela estava evitando. E porque não dizer que estava realmente evitando aquela situação.
 Só de pensar em estar na mesma sala que todos os outros numa terapia em grupo. Sentiu-se com quinze anos quando seus pais a levaram ao psicologo para entender o porque da filha parecer tão diferente das outras meninas...

“Papai, eu gosto de ler, estudar, vou ser médica”

Lembrava-se do episódio passado, tendo como espectador um psicólogo muito curioso.

– Bem, somos amigos, não seria anti-ético? Digo, você me conhece...

– É apenas um detalhe, imagino que os outros não vão se opor a isso. – Ele lhe sorriu, saindo da sala, indo contar a novidade aos demais, sem poder ouvir a voz desanimada de Lisa. 

– Claro... um detalhe.... 

 

 

 

+++++



Notas finais do capítulo

Uma demora básica pra postar. Mas por bom motivo. Meu bebe nasceu, agora sim eu vou sumir mais do site.
beijos
 
Kori Hime