Terapia escrita por Kori Hime


Capítulo 3
Terapia para o grupo




Terapia





Cochilava no sofá da sala onde os médicos descansavam, mas de uns minutos em diante foi impossível manter os olhos fechados, não enquanto ouvisse aquela novela que uma certa pessoa acompanhava há anos.


– Não pode gravar e assistir em casa? – perguntou revirando-se no sofá.


– Nunca, seria um pecado perder as emoções ao vivo, que são muito melhores. – O barulho da pipoca, incomodava profundamente Chase. – Porque não vai pra casa dormir? Há me esqueci, você foi abandonado por sua mulher, e agora os ratos tomaram conta de sua casa. Tenho o número de uma ótima dedetizadora.


– Eu não posso ir pra casa agora, só estou relaxando, e isso nada tem haver com minha vida pessoal, a minha casa nunca teve ratos. Eu não sei nem porque estou falando isso com você House. – Levantou-se, olhando no relógio, estava na hora da tal sessão com o Dr. Ross.





Estava sentindo-se a vontade ali, o homem apenas movia a cabeça ouvindo atentamente o que seu paciente confidenciava. E claro, anotando sempre alguns lembretes.


– Eu não sei como cheguei a esse ponto... – Chase mexeu nos cabelos, olhando um porta retrato de Cuddy e sua filha. – Não tenho vontade de voltar pra casa, tudo lá me faz lembrar dela. Os ratos devem estar fazendo festa na bagunça que deixei. O sono não vem mais como antes, eu durmo picos durante o dia. Esse hospital virou minha casa...


Dr. Ross anotou o último lembrete, antes que a voz conhecida no auto falante chamando Chase para algo urgente. Ele deixou o médico seguir com seu trabalho, achou que estava de bom tamanho o que ouvira...


Rendição...




++++



O celular tocou, e quando viu no visor de quem era a ligação, Foreman pediu um segundo para o médico. Falou algumas palavras num tom baixo, e logo voltou a sua sessão com o Dr. Ross.


– House é um excelente médico, mas sua forma abusada assusta um pouco, eu tenho medo de ser assim um dia. Ele não tem limites para o que pensa e deseja, ou não deseja a coisa certa. Eu não sei... o admiro muito, mas não quero deixar de ter sentimentos pra ser um médico tão bom quanto ele. – Não se importava com o que aquele homem anotava sobre ele, já fazia ideia do que poderia ser.


– Então... sua vida pessoal não esta em conflito com o trabalho? – Foremam pensou em Thirteen, aquilo era passado, mas um passado recente.


– Bem, para um médico, o mais fácil é conviver com pessoas da mesma área. Nem todo mundo entende nosso desapego a tudo para salvar vidas. Mas eu tenho uma vida tranquila...


Foi anotado mais alguma coisa, antes que a porta se abrisse. Dessa vez não era House para atrapalhar.


– Desculpe, mas preciso que Foreman me acompanhe, estamos precisando dele. – A Dr. Hadley seguiu pelos corredores, tendo o companheiro de equipe ao seu encalço. – E aí? O que o Dr. Ross lhe disse?


– Ele nada, só eu falei. Vem cá, House pediu para você vir aqui? – Ele parou no meio do corredor puxando-a pelo braço.


– Não, eu vim por vontade própria. Olha só, trabalhamos no mesmo hospital, na mesma equipe, e um psicólogo esta nos testando por culpa do House. E se você falar algo de mim naquela sala, poderá me prejudicar...

Ela saiu nervosa, atendendo ao chamado de seu bip.



Na sala de Cuddy, o Dr. Ross estava de pé, observando a cena pela porta entreaberta.

Insegurança...
Medo...
Amor?


Notas finais do capítulo

Mais um capitulo para quem ama House e suas peripécias XD

Beijos amores

Kori Hime