Um Novo Olimpo escrita por Biersackness, KarineChaseLancaster, New Lord of the oceans


Capítulo 11
Profecias?


Notas iniciais do capítulo

Gente, explicarei a demora nas notas finais. Por enquanto, leiam tranquilamente.
Beijos, Bruna.



No grande senado da Nova Roma...

– Enfim... Descobrimos que lhe havia acontecido a mesma coisa, algo como metarmofose divina, e viemos atrás de você... Deusa da guerra... – Allyna, termina o grande texto que Cindy até este momento, pronunciava para os pretores e para a garota, que se chama Summer.

– Não precisava desta tamanha preocupação. – responde Summer, com o mesmo olhar que Allyna lhe lançou.

– Tanto faz, viemos por pura ordens divinas sábias, que não foram as minhas. – brinca Venia, dando uma risadinha.

Claire, que até então escutava música, retirou seus fones de ouvido, e seguiu calmamente até o centro. E com a cabeça baixa, e uma aurea verde marcante, ela recitou:

– A deusa do luar,

É a primeira que devem buscar.

No monstruoso mar,

Vocês devem procurar.

E lá, a um antigo inimigo a vocês se unirá,

Com ele, a deusa da lua vós procurarão,

Pois ela é a chave para os outros encontrar,

E enfim, outra profecia começar.

Depois de ouvirem a profecia, os deuses se agacharam no senado, e com luzes cegantes assumem a forma grega.

– Affz´, odeio profecias... – Vitória comenta fazendo bico e abaixando a cabeça.

– Bem, vamos resolve-la o mais rápido possível. Venham. – diz Karine saindo do senado, sendo seguida por todos.

– Por que? – pergunta Vitor apoiando a cabeça no ombro de sua irmã para fazer uma cena dramática.

Vitória revira os olhos.

– Porque quanto mais rápidos resolvemos, mais rápido terminamos.

– Meu caro peixe fedido, não tem essa de “resolvemos”, no caso nós. Eu não irei a lugar algum. – diz Anie reclamando.

Matheus apenas fica calado, não havia mais o que se falar.

– Vão vocês, irei para as forjas do olimpo. – diz Leh sumindo em chamas.

– Ela está virando o pai, só um pouco pior! – Gaby sussurra, olhando para o lugar onde Leh se encontrava.

– Eu vou ficar louca com vocês! Pelo Hades, se resolvam! – Cecilia diz bufando.

Os pretores olham para os três novos grandes, esperando uma expressão digna de resposta. Mas nada foi dito ou expressado.

– Estão olhando o que? Estou de rosa e não percebi? Só pode, puta merda. – Anie reclama olhando para os pretores, mas logo desvia o olhar, encomodada.

Enquanto isso, Bruna e Giovanna tiravam sarro de uns romanos que por alí passavam. Adolescentes.

– Não daremos uma de P2, Z2 e H2. Por favor... – comenta Matheus falando dos três grandes, mas logo vê Bruna sendo cantada por um garoto- BRUNA E GIOVANNA! JÁ CHEGA!

– Deixa a Bruh curtir Matt, para de ser chato. – Vitória diz para Matheus e coloca o braço por cima do ombro de Vítor.

– Deixar curtir? Depois a menina aparece grávida e...

– Ei caralho, não sou dessas não, filho da kenga! – exclama Bruna chegando junta a Gih, olhando feio para Matheus. O mesmo se cala.

– Casos de família? Tenho mais o que fazer, me poupem!

Anie some.

Os deuses restantes e os pretores ficam alí, com uma cara de tédio.

– Olha, eu to com sono. Agradeceria se fossemos resolver a porra da profecia. – Amanda reclama.

– Também faria o mesmo.

Karine bufa. A mesma quer resolver tudo antes do tempo. (K/N- Porra! Isso tá um tédio! É claro que eu quero resolver algo!)

– Santa Hestia. Bem, ô porra louca, vai vir com a gente? – pergunta Matheus à Summer.

– Depois eu que sou a criança... – sussurra Nathy, lembrando de uma mini confusão com Matheus.

– Ignorante... Vou sim, fazer o quê! – bufa a garota.

...

~No café~

Os deuses entram no estabelecimento romano, vêem que o lugar é pouco movimentado e logo procuram um lugar agradável para se acomodarem. Eles se sentam em uma mesa, que logo fora colada à outra por pouco espaço. Eles são atendidos por uma bela moça de olhos verdes mais puxados para o mel, cabelo em cor de chocolate, lábios carnudos, branca e baixa. Se mostrou atraente para Vítor.

– Como é mesmo a profecia? – pergunta Maria. A mesma está bastante enteressada, pois a profecia fala de sua ordem divina.

– A deusa do luar é a primeira que devem buscar. – diz Mandy tirando uma selfie de sí mesma.

– Ártermis. Euzinha aqui. – brinca Maria.

– No monstruoso mar. – continua Victor seguindo a atendente com os olhos.

– O mar de monstros. Percy já me contou que foi de lá que ele resgatou o velocino. Aquele bagui doido que tem na entrada do CHB. – diz Nathy pensativa.

– É... Por onde ele anda eim? – pergunta Matheus, e vê que os restantes esperavam a continuação da profecia- A, desculpe-me. Vocês devem procurar, e lá a um antigo inimigo a vocês se unirá. – ele continua.

– Bem... Os deuses têm vários inimigos, pode ser qualquer um. – diz Cêh.

– Qualquer um meu rabo! Deve ser bem um super num sei o que lá. – resmunga Bruna.

– TPM maninha? – pergunta Matheus, rindo como um rinoceronte.

– Sono responde sua pergunta? Seu ronco me causa insônia para sua informação! – Bruna diz deitada na mesa.

– Seu quarto ainda fica do outro lado do Olimpo! Como você consegue me ouvir! Herdou a super audição da mamãe? – pergunta Matheus lembrando de sua mãe.

– Sim. Sempre tive um ouvido ótimo.

– E eu um nariz ótimo, sempre te encontrei pelo faro. – diz Matheus sorrindo.

– Não faça isso quando eu estiver no quarto!

Karine olhou os dois e disse:

– É lindo saber de suas qualidades olfativas e auditivas, mas... TEMOS UM PROFECIA PARA RESOLVER SE AINDA NÃO VIRAM!

– CALMA POHA AQUETA O CU! JÁ NÃO BASTA EU ACORDAR CEDO PARA ESTÁ MERDA! – Bruna se estressa e exclama deixando que sua cadeira caia no chão e faça um grande barulho com o impacto.

Quatro pessoas se viram pra ver o que aconteceu. Os deuses os reconhecem por Percy, Annabeth, Frank e Reyna. Os mesmos ficam com uma expressão bem confusa, digamos assim.

– Percy! – gritam Matheus e Nathy em unissono.

– Olha lá o Frank. – diz Bruna acenando para ele. O mesmo devolve o aceno.

– Matheus, Nathy, Bruna?! – pergunta Percy meio What para os irmãos e para a irmã de Matheus, que mesmo assim a considerava da família poseishon.

– Percy!

Nathy sai da mesa e corre até o irmão, se jogando no mesmo e o abraçando.

– Hello... – diz Bruna lentamente.

– Nathy, você está me sufocando... – diz Percy tentando afastar a irmã do seu pescoço.

– Mana, você irá transforma-lo em dois se continuar deste jeito. Santa Adri! – reclama Matheus se levantando da mesa e indo até Percy, que parecia mais aliviado por Nathalia ter saído do abraço.

– Só estou matando a saudade, afinal, tivemos poucos momentos com Percy quando chegamos no CHB. – diz Nathy arrumando sua blusa que amassara.

– Quase o matando! Esqueceu da força divina? Fomos atualmente “programados” para aguentarmos toneladas e... – Matheus se exalta, mas é interrompido por um olhar nada agradável de Cecília.

– Para de ser chato, Matheus! – bufa Nathy indo pagar o café, em companhia de Vitor.

– Ô garota irritante... – susurra Matheus, passando a mão pelo cabelo meio frustado.

– Eu ainda não fiquei surda!- cantarola Nathy do balcão.

– Santa Mamãe!

– Depois reclamam de mim e do Vitor. – Bruna comenta rolando os olhos, ato comum de sua parte.

– GENTE! PELO VINHO, CRIATURAS DE PÓ! VAMOS PARA O OLIMPO! – grita Vitória se levantando da cadeira em que se encontrava.

– Isso! Vamos para o Olimpo! – diz Gaby, se levantando e sumindo em porpurina.

– Não estou entendendo nada. O que raios vocês fazem aqui? E que merda de força divina é esta? – pergunta Frank meio sem ar.

– Não tem a guria filha de Belona, daqui? – pergunta Bruna - É, essa menina nós trouxe aqui, porque por acaso...

–Viramos deuses e ela também - Termina Giovanna, pausando a musíca que tocava em seu celular, e se levantando e indo para perto de Bruna.

– DEUSES! Isto é uma diflamação à mitologia greco-romana! – exclama Annabeth, perplexa.

– Olá para você também! – Karine diz irônica, ela considerava annabeth como uma deusa ( b/n- você me mantêm...) e a mesma nem a notara.

– Sim deuses...foi o que acabamos de dizer – diz Mandy.

O silêncio foi pertubador, apenas o vento se fazia animado naquele espaço, em que a surpresa e o tédio criados por uma simples visita agoniante.

– Te amo, i love you. Con todo mi corazion... – Bruna canta em meia a descontração... Não ajudando muito, até porque, todos olhavam para Annabeth com olhares pertubantes, a fazendo fumegar.

Letícia aparece alí, com uma cara de tédio e ao mesmo tempo brava. Atraindo todos os olhares para sí.

– Os churrasqueiros vão demorar muito? Daqui a pouco chega o ano novo e vocês ainda estão aqui. Pelo amor!

– A Leh está certissíma! Se isso aqui, pra mim, já está um tédio, imagina para os leit... – Bruna ia terminar sua frase mas é interrompida por Vitor, com a mão na boca da mesma.

– Pela água, Bruna! Vitor, leve ela para o Olimpo... Gaby! Vá também! Vai que eles aprontam algo... – diz Matheus preocupado com o antigo relacionamento entre Bruna e Vitor.

Os três somem, sendo seguidos por Ceh, Marie e Vih.

– Só brigando com esse povo pra eles irem! – Leh bufa.

No centro do chão, Anie surge, com vários rubis em seu cabelo.

– Olá... – diz ela tirando a terra e os rubis que nela se encontrão. E logo disse:

– Eu fui no Olimpo e não vi ninguém! Por que raios a demora, Leh? – ela pergunta fazendo beicinho.

– Não sei, mas Gaby, Bruna e Vitor já foram. E Vih, Ceh e Marie também.

Com isso, Anie se virou para os deuses restantes e suplicou:

– Vamos gente, vamos para o Olimpo.

– CHEGA! Eu vou ficar maluco! Somem e aparecem pessoas, com uma tal de força divina. Mas que raios está acontecendo? – Percy se exalta e levanta da cadeira, sendo acompanhado por Reyna.

– ONDE ESTÃO OS PRETORES DE NOVA ROMA! – ela grita como tal, mas nada acontece. A mesma cora, porque não houve nenhuma expressão de medo.

– Olha tia, seje menis. – Gih comenta.

– Tipo... Zero calorias. – brinca Ka.

– Ahm Percy, não precisava gritar. – diz Mandy.

Nathalia e Matheus se entreolham, e somem. Deixando apenas : Anie, Summer, Letícia, Karine, Mandy e Giovanna no local.

– Percy! Pra quer gritar, parece a Gih de manhã. – comenta Anie, recebendo um olhar de “te fode” de Giovanna.

– Por Atena, parem de enrolar! Respondam Percy. – exclama Annabeth.

– O que você quer saber, cabeça de alga entupida? – pergunta Letícia com uma cara de “foda-se”.

Percy encara Anie e Leh, com um olhar de dar medo em Gaia. E perguntou:

– O que houve com nossos pais? Quem são os novos três grandes? E a Summer. – ele diz olhando a romana- O que ela virou?

– Também gostariamos de saber. – responde Leh, dando lhe uma piscadela irônica.

– Com relação aos três grandes, Matheus virou o deus dos mares, Nathy, a rainha dos deuses, e eu... Sim, eu, virei a rainha do Mundo Inferior.

Percy esbugalha os olhos, assim como seus acompanhantes levaram as mãos a boca.

– Meus irmãos fazem parte dos três grandes, e minha irmã assumiu o lugar de Zeus. Eu não acredito. – diz ele perplexo.

– Acredite se quiser, eu virei Belona, uma grande bosta. – Summer, pela primeira vez, se pronuncia.

– Grande coisa, eu estou no lugar de Hades. – comenta Anie ao revirar os olhos.

– Você no lugar de Hades? – pergunta Annabeth com désdem.

– Hazel e Nico estavam ocupados, hm?

Anie, que até então brincava com um rubi, se vira para Annabeth e diz:

– O que você disse Chase? Acho que eu não ouvi direito. – Anie disse muito calma, mas dava pra sentir a sonoridade das trevas lhe cercando, a cada passo que ela dava em direção a filha de Atena.

Annabeth, muito desafiadora, fica frente à frente a Anie. Mas a briga é altament terrompida por Mandy, que adntra o meio entre as duas, tocando no ombro de Anie.

– Meninas... Por favor, sem brigas. Severa caveira mãe, temos uma profecia a seguir. Se não se importa, iremos ao Olimpo.

E assim, Mandy some junto à Anie, antes que Annabeth ganhasse uma passagem só de ida para os campos de punição.

– Mereço mesmo. – diz Leh revirando os olhos. – E você, cara de coruja, mais uma provocação e eu não pensarei duas vezes em ir ao seu julgamento de morte, alegando que lhe confudi com Friboi.

E assim Leh some.

– Desculpem- nos. Ela não queria ofender a Friboi, com esse projeto de vaca inútil. – pronuncia Karine, logo puxando Summer da mesa e sumindo.

– Flw. – diz Gih soltando raios de suas unhas, e por fim, sumindo.

– EU NÃO ACREDITO QUE ELA ME CHAMOU DE VACA!

– Calma Amber... Digo, Annie!

– QUEM É AMBER, PERCY?

–...

~ No Olimpo ~

Todos já se encontravam alí, na agradável sala de reuniões. Porém, Anie e Leh pareciam um tanto nervosas, já que se estressaram bastante em Nova Roma.

– Amanda! Por que você me tirou de lá? Eu ia mandar aquela ossuda para os campos de punição! Você não tinha nada que se entrometer! – grita Anie, andando em ciirculos e puxando os cabelos a cada aumento de som em sua voz.

– Primeiro, me chame de Mandy e não de Amanda. Segundo que não valia a pena. Depois você tortura ela. – Mandy responde bem calma, definitivamente tranquila.

– Primeiro que eu chamo como eu quiser, segundo que valia sim. Mas da proxíma não terá cabelo loiro para contar a história daquela babuína! – Anie reclama como se prevesse a morte, e ao mesmo tempo ria.

Karine que havia ido na biblioteca, volta sem nada em mãos, e parecia estressada.

– Kazinha.. Você está me devendo um beijo. – Vitor comenta deixando com que Karine core.

Leh, não parava inquieta. Logo assim, chamando atenção de Vitoria.

– Leh, você precisa se acalmar.

– Não valeu, estou de boa. – comenta Leh se retirando da sala.

~Mais Tarde naquele Dia~

Hestia ouviu os relatos dos deuses com atenção, parando para dar um pequeno sermão em Anie, e depois acolhendo a nova jovem deusa. Depois disso, os deuses começaram a conversar:

– Bem, agora já sabemos onde o sonho da Gih se encaixa. – disse Cecília olhando para a amiga.

– Agora, seria melhor botarmos as coisas em ordem. Leh, acho que já esta na hora de você forjar nossas armas divinas. Bruna e Karine vocês irão ajudar, qualquer outro que for ajudar ela, se manifeste agora. – disse Nathalia agindo como a verdadeira rainha do Olimpo.

– Eu não tenho nada para fazer mesmo, então vou ajudar a Leh. – disse Matheus se remechendo no trono, logo Vitor também se candidatou.

– Bem se irão vir comigo, venham agora. – diz Leh sumindo.

– Mas que bicha apressada! – diz Bruna sumindo atrás.

– Já estou indo. – disse Matheus explodindo em luz verde e depois sumindo, logo Vitor também sumiu.

– Perfeito! – exclamou Nathalia.

– Bem, Anie, vamos arrumar os planos para a missão e vocês garotas, arrumem os suprimentos por favor. – completou Nathalia autoritária.

– Você tem certeza que quer que eu arrume os planos pra missão? – pergunta Anie.

– Bem, eu vou lá ajudar nas forjas, bye. – diz Karine sumindo.

– Sim, Anie. Tia Hestia, você vem com a gente. – disse Nathalia, logo ela percebeu que Summer continuava alí, um tanto perdida e disse:

– Querida. é melhor você ir para as forjas ajudar, como deusa da guerra, seria bom aprender estas coisas. As forjas são por ali. – terminou Nathy, apontando a direção para a nova deusa com um sorriso.

Summer retribuiu o sorriso, e saiu sem dizer nada.

– Já que você tem certeza, então vamos começar a planejar! – diz Anie empolgada.

As três somem.

Assim, cada um foi realizar as tarefas impostas pela Rainha dos deuses. As forjas soavam como uma musica metálica, as vezes acontecia uma briga entre Matheus e Bruna, mais logo se resolviam e voltavam a forjar o ouro imperial, o bronze celestial e o ferro estigio.

Na grande biblioteca do Novo Olimpo Nathy, Anie e Hestia criavam os planos para a missão, levando tudo em conta, principalmente o sonho profético de Gih. Já nas dispensas da montanha, as garotas organizavam os suprimentos para a missão.

...

Continua.



Notas finais do capítulo

IMPORTANTE! NÃO PULE!
Gente, mil desculpas pela demora na postagem. Este capítulo está feito a eons. Tanto que paramos na fabricação do proxímo pela demora da correção deste. A demora foi culpa minha... Minha preguiça de corrigir e editar, o notebook que desligava, eu de castigo... Bom a culpa foi minha.
Especial de natal será editado e corrigido pela Anie, e postado no dia 24, presumo.
Obrigado por ler, se gostou comente, se não gostou, nos ajude a melhorar.
Cap feito por ;
Anie
Bruna
Leh
Matt.
Beijos com gosto de Melancia da sua amada Bruna. Amo vcs!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Um Novo Olimpo" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.