Naruto Epic escrita por Sr M


Capítulo 13
O Capitão Dwym


Notas iniciais do capítulo

Oi gente, blz ? Fui no Anime Friends fim de semana passado. Foi mto top. Tirei fotos e peguei autógrafos com os autores de história em quadrinho e RPG que eu curto. Comprei mtas coisas tbm lá kkk
Bem, SasuSaku lovers, espero q gostem desse cap e saibam q é apenas o começo kkk
Agora bora ler xD



Cinco cavalos param na entrada de uma cidade portuária chamada Link. Neji desmonta seu animal e dois Elfos se apressam e ajoelham diante dele.

– Vossa Alteza, o senhor está bem. – Pergunta aflito um dos Elfos ao ver seu príncipe sujo e com as roupas rasgadas.

– Sim. Sofremos um pequeno acidente. Nada demais. Levem nossos cavalos aos estábulos, por favor. Providenciem também, roupas novas para nós. Estaremos na estalagem da Senhora Zelda. – Responde o garoto.

– Agradeço, mas vou ter de recusar. - Se apressa em dizer Naruto. - Estou habituado a estas vestes e vou consertá-las com magia quando estivermos na estalagem.

– Certo. Levem apenas pra mim então. – Ordena Neji.

– Sim, senhor. – Responde o jovem saindo apressado chamar mais Elfos para ajudar na tarefa de levar os animais, enquanto seu companheiro sai em busca das roupas.

Link Porth é uma cidade pequena e tranquila. Com pouca caminhada os cinco chegam ao centro. A arquitetura do lugar, embora mais simples, é tão bela quanto do reino élfico.

O príncipe os guia até a entrada de uma estalagem, The Zelda. Kakashi, Sakura e Sasuke sentam-se em uma mesa. Neji recebe as vestes que havia pedido e sobe para tomar banho. Naruto aproveita e entra num quarto para consertar suas roupas.

Uma Elfa de idade mais avançada se aproxima da mesa. Olha, rodeia, vai atrás de Sasuke e inspira. Todos olham sem entender.

– Será que minha mente está me pregando uma peça, ou estou mesmo sentindo cheiro de humanos ?? HoHoHo. – Diz a Senhora com um risinho. – Após tanto tempo, não imaginava que veria humanos novamente. Que nostálgico. – Afirma, Zelda. – Desculpem a descortesia. Eu sou Zelda, prazer em conhecê-los.

– O prazer é nosso, Senhora Zelda. Eu sou Kakashi e esses são Sakura e Sasuke.

Sakura sorri e acena com a mão, enquanto Sasuke, maneia a cabeça.

– Todos tão jovenzinhos. Sasuke, não é ? Quantos anos você tem, querido ?- Pergunta entretida a Elfa.

Sasuke olha, pensa e por fim responde inexpressível. – Tenho 21 anos.

– Ho, já pode casar não é mesmo ? – Diz a Senhora com um olhar astuto.

Kakashi que já havia pego sua bebida com outra atendente engasga e quase morre ficando vermelho. Zelda apenas com um movimento da mão o restaura instantaneamente.

– Obrigado. – Agradece sem graça o mercenário.

Sakura fecha a cara e se levanta repentinamente. Sasuke a olha sem entender.

– Vou tomar um ar enquanto os meninos não voltam para o almoço. – Diz a monge dirigindo-se a porta.

Zelda toma o lugar da garota na mesa.

– Se me permitem, vou lhes contar uma história desse porto, que foi o mais utilizado na época de livre comércio e turismo entre os humanos e Elfos.

_________________________________________________________

Do lado de fora da estalagem, Sakura não entende porque, mas sente-se irritada. Por algum motivo, a garota não gostou muito da Senhora Elfa que, apesar de ser bem mais velha, mantém-se bela e conservada.

A garota inspira fundo e espira. Começa a caminhar por Link. Ela vai olhando os Elfos e as construções até que, distraída, tromba com uma miniatura de Elfo.

– Me desculpe. – Diz a monge dando a mão para o menino Elfo levantar.

O garoto levanta e fica olhando para Sakura.

– Você, humana. – Fala por fim o menino apontando o dedo pra ela.

– Sim, eu sou uma humana. – Diz rindo divertida do menino doido.

– Mim Elfo. Linkmaru. – Se apresenta o garoto estendendo a mão.

– Olá Linkmaru, eu sou Sakura.

A garota aperta a mão do menino e não consegue deixar de notar semelhança nele, mas não consegue se lembrar com quem e deixa pra lá.

– Sakura, você ir ilha ? – Aponta o menino em direção à ilha do vulcão.

– Sim, mas como é que você sabe ?

– Mim ser guia. Mim guiar humanos na ilha HOOOAAR. – Diz o garoto como se o nome da ilha fosse um rugido.

– Ah, que legal. Não sabia que teríamos um guia. Que bom Linkmaru, que você vai nos ajudar. –Diz a garota toda sorridente.

– Mim ter mapa. Olhar você. – O mini-Elfo tira de dentro das vestes um mapa desenhado a mão e mostra.

– Olha, que bonito. Foi você quem fez ? – Pergunta sorrindo.

– Sim. Mim fez mapa e guiar humanos. Mas eu cobrar tutu antes.

Linkmaru estica a pequena mão em direção da garota e sorri.

– Eita, e sobrou pra eu ter que pagar ? Sabia que estava bom demais pra ser verdade. – Resmunga a monge desanimada. – E quanto é que você cobra garoto ?

– Cinco. – Responde fazendo sinal de três com os dedos da mão.

Sakura fica confusa se deve dar cinco ou três moedas e resolve arriscar o menor valor, entregando três Dilmas de ouro ao garoto. Ele pega e morde cada uma delas e em seguida sorri amarelo e satisfeito.

– Mim agradece. Eu preparar pra ir. Coisa de madeira que boia, pra lá. – Diz apontando em direção do porto.

– Certo. Até depois então, Linkmaru.

– Hau ! – Responde acenando com a mão e partindo.

– HEEY, SAKURAA !! VOLTA, VAMOS ALMOÇAR. – Grita escandalosamente Naruto na entrada da estalagem.

– TO INDO !! – Grita de volta a garota e corre para o lanche.

_________________________________________________________

Após todos estarem de barriga cheia, se preparam para partir. Estão todos do lado de fora da The Zelda.

– Infelizmente não posso acompanhá-los depois daqui. Como príncipe tenho obrigações a cumprir para com meu reino e meu povo.

– Nós entendemos sua posição, Alteza. – Responde Kakashi formalmente.

– Então é aqui que nos despedimos. Obrigado por sua ajuda, Vossa Alteza. – Diz Naruto fazendo uma reverência.

– Você não me tratou com tal formalidade até aqui Naruto, não é preciso que comece agora. Apenas Neji está bom. – Diz o Elfo com um sorriso.

– Certo Neji. Vou fazer tudo que estiver ao meu alcance para cumprir minha promessa. Eu vou voltar. – Afirma o mago dando a mão ao príncipe.

– Eu conto com isso. Boa sorte a todos em sua missão. Adeus. Até logo Sra. Zelda. – Neji se dirige para os estábulos onde está seu corcel.

Os aventureiros agradecem e despedem do príncipe.

– Muito obrigado pela hospitalidade e a boa história, Sra. Zelda. – Diz Kakashi sorrindo.

– Eu que agradeço a chance de rever humanos e lembrar uma vez mais dessa história. Passem na volta para comer um bolo e tomar chá comigo, ok ? – Responde também sorrindo a Elfa.

– Obrigado e, até logo. – Diz o mercenário acenando.

Todos acenam e vão para o porto.

– Quase lá, garotos. Falta pouco para concluirmos nossa tarefa. – Kakashi esfrega as mãos.

– Todos estão com seus trajes anti-chamas ? Porque a parte mais difícil começa logo. Não ser torrado pela Fênix. – Fala Naruto esboçando uma expressão assustadora em direção de Sakura.

A garota lembra-se de quando conheceu o mago com o rosto pintado de branco e desenhado de preto. Um arrepio percorre sua coluna.

– Me deixa Naruto. – Diz passando para o outro lado entre Kakashi e Sasuke.

Os aventureiros chegam ao navio. Não é uma embarcação gigante, mas ainda assim, é grande. O acabamento é impecável. Velas brancas e fortes se estendem nos altos mastros. Um capitão élfico se dirige até eles. Seus cabelos totalmente negros e lisos contrastam com sua pele clara. Diferente da maioria dos Elfos que usam vestes leves, suas roupas são reforçadas com couro e usa um manto semelhante a um sobretudo. Na cabeça um chapéu exótico de três pontas.

– Sejam bem vindos a meu humilde navio, humanos. Eu sou Dwym Tarannys e os levarei até a Isla de Hoar. – Apresenta-se o capitão.

Kakashi agradece e apresenta a todos para Dwym.

– Certo. Todos a bordo então.

O capitão sobe a prancha seguido dos demais.

– Psiu. - Sussurra Sakura para o mago. - Naruto, você notou que não tem tripulação nenhuma aqui ?

Mesmo Dwym estando metros de distância, parece ouvir o que a garota diz e responde:

– Meu navio não precisa de tripulação. Ele é controlado por um sistema de comando de voz.

Sakura fica olhando surpresa e imaginando se ele realmente a ouviu, ou foi apenas uma coincidência grande, ao mesmo tempo julgando-o como um doido.

Dwym ri de canto e ordena. - Convés, Peão para D8, recolher a prancha.

No mesmo instante a prancha começa a ser recolhida sozinha.

– Uaal. - Diz Naruto impressionado.

– Peão para G1, levantar ancora. Peões para C8, E8 e G8, cortar as amarras. Cavalos para D4 e F4, inflar as velas. Deck 1, Bispo em A2, a todo vapor. Preparem-se para zarpar, senhores. - Diz terminando em uma gargalhada enquanto dirige-se para o leme.

Tudo vai acontecendo ao mesmo tempo. Cordas sendo cortadas, ancora sendo puxada, velas sendo desamarradas e enchendo-se de ar, a chaminé começa a expelir fumaça e, enfim o navio começa a se deslocar, afastando-se aos poucos do porto.

Kakashi encontra uma rede estendida entre os mastros. Ele a ajeita, deitas-se e saca das vestes um pequeno livro que começa a ler.

Naruto vê a capa e reconhece automaticamente, pois o livro é de autoria de seu mestre Jiraya. O garoto ri com a ideia de Kakashi sendo um fã desse tipo de história.

– Com licença. - Diz Sakura para o capitão. - Onde tem um quarto pra eu descansar das horas de cavalgada ? Preciso de um soninho de beleza. - Conclui sorrindo.

– Os dormitórios ficam no Deck 2. Desça aquela escada ali ao lado e vá até o fim do corredor.

– Certo. Obrigada. - Diz a garota terminando num bocejo.

Naruto também desce para ver o piso inferior. Pouco depois, volta trazendo uma cadeira velha de balanço que encontrou em um dos dormitórios.

– Capitão, posso usar essa cadeira ? - Pergunta feliz o mago.

– Claro. Fiquem a vontade. Vocês são convidados em meu navio, Lance Hawk.

Naruto a posiciona próxima a amurada para ver o mar, senta-se e balança por um tempo, relaxando cada músculo do corpo. Sasuke observa cada um tomar seus rumos enquanto ele próprio não sabe o que fazer durante toda a viagem.

Por fim decide conversar um pouco com o mago.

– Diz aí, como foi com a princesa ? - Pergunta Sasuke debruçado na amurada olhando Link ficar cada vez mais distante.

– Como sabe disso, Sasuke ? - Pergunta o Naruto coçando a cabeça.

– Eu te vi sair a noite. O que fazia nos aposentos de uma dama tão tarde, mago ?

Naruto sorri antes de responder.

– Sasuke, Sasuke. Você é um cara legal, apesar de falar pouco. É ótimo com a espada, devo admitir. Mas não parece ser tão brilhante pra isso, não é ? - Diz com um sorriso debochado.

– Pra isso ? O que quer dizer ? - Pergunta um pouco irritado o espadachim.

– Mulheres, meu caro. Você precisa entendê-las melhor pra ter alguma vantagem. Por exemplo, ouvi histórias sobre um casamento forçado entre Hinata e Neji, e que a garota não aceita de forma alguma, mas não há nada que possa fazer ... sozinha. Logo, fui me oferecer pra ajudar.

– Você tá doido ? Vai fazer o Rei matar cada um de nós, idiota. - Sussurra o garoto com medo de ser ouvido pelo capitão élfico.

– Relaxa Sasuke. Tenho tudo sob controle. Até mesmo consegui convencer Neji de nos ajudar, o que foi um pouco mais difícil. Agora só preciso fazer minha parte direito e tudo vai dar certo.

– E que parte é essa, Naruto ? - Pergunta arqueando uma das sobrancelhas.

– Naquela noite, não pude terminar a conversa com a Elfa porque a imã mais nova bateu na porta e eu fugi. Como eu já havia feito contato com ela, pude moldar seu sonho com ilusões para terminarmos de acertar os detalhes. Ela disse que se eu conseguir completar essa missão e voltar vivo, aceita me seguir no que quer que eu planeje. - Responde com total calma.

– E você obviamente já tem tudo planejado, certo ? - O garoto vira-se pra Naruto.

– Não. Depois que eu voltar vivo do vulcão me preocupo com isso. Por hora vou relaxar um pouco.

– Você é mesmo maluco, cara. Mais do que eu pensava. - Sasuke ri e volta a olhar as águas do mar.

Naruto o observa por instantes como se pudesse ler o que passa em sua mente. Em seguida quebra o silêncio.

– Mas e você, Sasuke ? - Pergunta com uma expressão travessa.

– Eu o quê ? - Responde na defensiva.

– Não se faça de desentendido. Você e a Sakura. Já peguei você olhando pra ela ... assim como ela olhando pra você.

– Nada a ver, Naruto. Que ideia é essa ? - Nega o garoto levemente constrangido.

– Cara, eu fui treinado por um mestre pervertido chamado Ero-Sannin. Acha mesmo que eu não perceberia que a Sakura te atrai ? A pergunta é, o que está esperando pra se aproximar ?

– Não sei, não. Ela não parece o tipo de garota que quer se relacionar. Nem ao menos sei se eu sou o tipo de cara pra isso.

– Ora essa. Você não curte homens, ou curte ? - Diz o mago segurando o riso.

– Claro que não, seu trouxa. O que quero dizer é que não to procurando namorada. Tenho outros assuntos familiares pendentes, lembra ? Você que está com essas ideias bestas.

– Sabe, você tem sorte de eu ter conhecido a Elfa. Do contrario você não teria nem chance Sasukinho. HAHAHA - Ri, enfim Naruto.

O mago olha para um lado e para o outro, chama o amigo pra perto fazendo gesto com a mão, passa o braço por seu ombro e diz: - É segredo, mas sabia que eu já beijei a Sakura ?

Sasuke não entende ou não quer admitir o porquê de um sentimento de raiva tomar conta de si, mas uma veia salta em seu pescoço e ele sente muita vontade de pegar Naruto pelo pescoço e atirar na água.

Naruto percebe e recomeça rapidamente a falar. - Calminha aí, cara. Não precisa ficar todo tenso. Foi só um beijo, um momento. Eu e Sakura não daríamos certo. O que quero dizer é, você é completamente o oposto de mim. Você sim pode dar certo com ela.

– Ainda acho que se te ouvir vou acabar me metendo numa fria, Naruto. - Diz Sasuke desfazendo os punhos serrados e se soltando um pouco, virando-se e encostando de costas na amurada.

– Não vou mentir pra você. Provavelmente vai mesmo, Sasuke. É isso que define se vale a pena ou não. Até onde está disposto a ir pra conseguir o que quer. O quanto está disposto a arriscar e até a perder por ela ? Eu já me fiz essas perguntas e tenho as repostas. Agora é sua vez.

– Vou me deitar um pouco pra pensar e depois te falo a resposta então. Diz Sasuke desencostando.

– Certo, vai lá. - Diz Naruto enquanto balança em sua cadeira.

– Obrigado por tentar ajudar. - Agradece o espadachim enquanto anda. - Ah ... - Para e olha de novo. - E se beijá-la de novo ... EU TE MATO !!! - Termina com um sorriso sádico e volta a andar rumo aos dormitórios.

Naruto fica rindo sozinho e depois decide estudar seu Grimório de Magias um pouco para se preparar bem, pois sabe que terá desafios cada vez mais difíceis pela frente.

_________________________________________________________

Sasuke desce a escada e anda pelo corredor em direção aos dormitórios para pôr os pensamentos em ordem. Após a conversa com Naruto, ele se lembra de sua família. Vai andando distraído e, ao passar pela porta de um dos quartos semi aberta, Sasuke pára.

O jovem olha pelo vão da porta e vê aquela garota de pele tão branca com seus cabelos rosas espalhados no travesseiro. Ele empurra bem lentamente a porta para não fazer barulho, entra no quarto e, ainda bem devagar, a fecha.



Notas finais do capítulo

É isso gente. Próximo cap vou começar com a Sakura contando o que vai acontecer nessa cena kkk não morram de curiosidade até lá, ok ??
Tbm vão finalmente chegar a ilha. O que os espera lá ? Aguardem xD
Até o próximo então,

Sr. M.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Naruto Epic" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.