Desapegado escrita por AyalaOM


Capítulo 3
Capítulo 03 – Cada suspiro que você der


Notas iniciais do capítulo

Teimosia sempre foi uma qualidade dela.



“Desde que você se foi, eu tenho estado perdido sem deixar rastros.” – The Police

─ Quem é ela? – Bruna questionou na bela manhã de sexta-feira. O dia estava quase perfeito, o sol alto queimava os pedestres e parecia sorrir com oportunidades a vista.

A mesma ideia dos últimos dias me corroia por dentro como se fosse um veneno que mata lentamente. Eu nunca voltei ao restaurante/bar/danceteria de Camila, mas sentia como se isso fosse o meu próximo passo.

─ Edu! Quem era a moça do bar?

─ Alguém. – Respondi-lhe como quem não quer nada.

─ Mas quem? Quem era ela, afinal.

─ Camila.

Bruna olhou-me com a cor fugindo ao rosto alvo e bonito.

─ Aquela Camila? – Perguntou-me com a voz muito baixa, quase um sussurro.

─ Essa mesma.

─ Eu esperei você por meses! – Surpreendi-me. Eu não sabia se mais com o tom ou a declaração. – Ela não terá você de mão beijada!

─ Bruna? – Chamei, tencionando trazê-la ara o mundo real novamente.

─ Se é guerra que ela quer…

─ O que você…? – A pergunta morreu na minha garganta, enquanto ela completava:

─ …É o que ela vai ter.

Bruna saiu do meu escritório pisando duro e eu passei a mão nos meus cabelos nervosamente, para dar uma longa gargalhada. Ela enlouqueceu? O que foi isso? Um episódio de Naruto?

Balancei a cabeça, deixando o pensamento ir para longe enquanto abria mais um relatório, decidido a voltar ao bar ainda hoje. Isso será interessante. Muito interessante.

[…]

─ Olha só quem dá o ar da graça! – Ela cumprimentou-me servindo um pouco de suco de laranja. – Eduardo!

─ Eu pensei em vir aqui mais algumas vezes antes das minhas férias.

─ Hm… férias? A parte mais aguardada do ano! – Camila riu olhando ao redor. – E a namorada?

─ Nós terminamos faz uns dias.

─ Oras, por que? Ela era bonita com aqueles… ─ Camila fez um gesto que claramente encenava os seios de alguém e eu gargalhei.

─ Minha ex não tinha peitões, Mila.

─ Tinha sim, e belos olhos verdes também. – Ela citou com certeza e eu pensei por um momento.

O clique em minha mente foi quase imediato. Bruna. Ela nos viu juntos e certamente pensou… claro, claro.

─ Eu não namoro Bruna. Nós dois trabalhamos juntos. Ela é minha secretária.

─ Uh! Entendi… hm… hora extra, certo?

─ Oh! Não! – Eu neguei sem saber se ria ou se negava. – Só no tradicional trabalho, nada de teste do sofá.

Camila pareceu indecisa com minhas palavras e eu estava quase me forçando a falar quando ela desatou a contar-me sobre seus anos pós-ensino médio. Eu estava curioso, mas não o suficiente para deixá-la saber disso.

Eu segurei minhas perguntas na ponta da língua, sabendo o quão perigoso era reencontrá-la agora, quase como se eu pudesse me afogar numa queda livre. Puxei o ar com força e ela parou por um momento de falar.

─ Estou aborrecendo você?

─ Não, eu só… perdi o ar.

─ Por causa da asma, né?

Eu não sofro mais com asma, mas não disse isso a ela.

─ Hum… é. – Menti.

[…]

Entro no meu apartamento, tranco a porta e vou deixando o terno pelos cantos da casa, indo ao meu quarto.

Um banho depois e eu já me sinto bem melhor, quase pronto para dormir. Uma refeição mais tarde, uma dose de wiskey e agora sim. Hora de cair na cama.

É inevitável não pensar no dia que tive com Camila.

Nós comemos, rimos e a diversão deixou um sentimento vazio dentro do meu peito. Eu queria isso quando chegasse em casa. Tentei isso com cada namorada que tive. Andressa, Júlia e até mesmo Bruna. Será que… não. Tire seus pensamentos daí, seu grande idiota.

Eu nunca havia parado para pensar no quão sem sorte eu sou. Eu nunca encontrei uma como Camila. É como se nós fôssemos quase o molde um do outro. Ela conseguia pegar muitos dos meus sinais, muitos dos quais Bruna jamais viu.

Não que Bruna não conseguisse pegá-los, acho que ela simplesmente os ignora. Eles não chamam a sua atenção, ela não se importa, mas Camila…

Tire seus pensamentos daí, idiota!

Eu grito em minha mente sabendo que é um erro tentar esquecer. Eu provavelmente não vou.

Fecho os olhos. Ela ainda está na minha mente, teimosamente. Ela sempre foi teimosa.

Camila.

Continua!



Notas finais do capítulo

Será que rola? XD
Obrigada por ler e comentar!

Blog - http://escrivinhala.blogspot.com/
Grupo - https://www.facebook.com/groups/232844530231536/

Beijinhos ^-^~



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Desapegado" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.