The Imprinting Of My Life escrita por BellaS2Jake


Capítulo 41
Capítulo 42




- O quê ? - Arfei surpreso , o ar me escapou , Rachel se afastou de mim me encarando esperando uma reação . Mas eu nada fiz , encarei o nada esperando que alguem me falasse que o Sam estava brincando , que tudo aquilo ali era pegadinha . Meu pai não podia ter morrido , o velho estava bem até esses dias . Todos continuaram me encarando esperando . - Ta bom, seja lá qual for a brincadeira, andem não tem graça . O que realmente aconteceu aqui ? - disse zombando , com minha voz rouca .
- Jacob – Charlie pareceu sentir mais dor ao ouvir minhas palavras – Billy foi morto , eu sinto muito . - Ta bom, eu já falei que não tem graça , por que eles continuam com essa cara ? - Eu realmente sinto muito – ele murmurou se virando para o colega de trabalho , assentiu para o cara e ele sumiu junto com sua viatura da policia . Por que ninguém vem me falar ' Jacob , é brincadeira , seu pai esta bem ali ' ? Chalie tentou se aproximar , mas Sam o restringiu murmurando alguma coisa que não me esforcei para ouvir .
- Isso é verdade ? - perguntei com o medo assumindo o controle de minha voz .
- Sentimos muito garoto . - Chalie abaixou a cabeça e deixou uma lagrima rolar por sua cara cansada , maltratada por tanta tristeza . Quando eu vi o Chalie fraco , impotente , a ficha caiu .Alguem matou meu pai .
Minhas mãos começaram a tremer , Paul puxou Rachel de mim e e não fiz nenhum esforço para manter ela ali comigo . Os meus braços começaram com espasmos leves que logo foram aumentando . Minha boca foi tomada por um gosto amargo , ódio talvez ?! Misturado com tristeza e agonia eu acho , a minha visão se preencheu de um vermelho vivo , tão vivo que eu não conseguia enxergar um palmo a minha frente . Sam afastou todos de mim , todos tentavam se defender de um monstro , um matador , assassino . Todos tentavam se defender de 'mim'.

- Jacob , foram 'eles' , é um aviso de que estão novamente vindo . - Seth , o alegre e sempre simpático Seth estava triste , estava receoso , com medo , medo de 'mim'.
Depois disso eu realmente não vi e ouvi mais nada , alem de roupas se transformando em trapos e caindo suavemente no chão . Chalie arfou , ele só tinha visto aqui uma vez .
Depois disso eu corri , corri para a praia , sem me importar de alguem me ver . Adentrei a floresta desviando das arvores que se colocavam teimosamente em meu caminho , uma delas porém , não teve sorte , acabei partindo ela no meio ao me chocar contra a imensa arvore. Não me importei com nada , apenas em afastar a dor da perda que timidamente começava a aparecer em meu coração , meu enorme coração de lobo .
Acabei chegando na clareira , sentindo o cheiro horrível e doce de um sugador de sangue idiota !Caminhei até conseguir sair de um arbusto ali , como um caçador que procura sua presa, me movi . Um manto cinza flutuou até o lado oeste da clareira , me posicionei do outro lado pronto para a qualquer segundo , atacar .

- Olha , se não é o animal de estimação dos Cullens . - Nahuel Afirmou sobre um tom zombeteiro , se divertindo com a minha dor . - Antes de começarmos qualquer coisa aqui devo lhe repassar um recado do chefe – Ele revirou os olhos -, o rosnado teimava em rasgar minha garganta e escapar por meus dentes expostos – Aro mando informar aos Cullens que já esta sabendo o que se passa por aqui . Ele sabe sobre a gravidez da mestiça – Rosnei mais alto , contra a minha vontade , a vontade de partir para cima dele e arrancar-lhe a cabeça estava tentando me dominar , mas me controlei . - Eu tenho espionado tudo o que vocês fazem, afinal , meu dom me ajuda nessa tarefa . - Um sorriso brotou em seus lábios – e devo dizer que seu pai tem um gosto delicioso – A língua dele passou pelos lábios , umedecendo-os . Avancei uma passo tentando atacar , a nossa distancia era longa , mas não ficaria assim por muito tempo . Ele levantou um dedo como que me dando uma ordem para eu me sentar . Apenas rosnei mais alto . - Devo dizer também , que sua noiva tem um belo corpo . Ela estava linda naquela noite quando a vi tomando banho na casa dos Cullens – Não me contive , depois dessa eu apenas deixei ser guiado pelos extintos de lobo , um extinto de caçador .

Começamos então , a linda e sedutora dança da morte , um movimento falso , era Adeus a vida . Eu me movimentava como um caçador elegante , tentando achar o melhor ângulo para atacar minha presa . Minha presa estava fazendo o mesmo , me sondando com os olhos escuros como a noite , ele se movimentava ainda mais graciosamente . As palavras dele ficavam ecoando em minha mente , fazendo meu ódio aumentar mais , era como se a dor batesse e voltasse transformado em sede , sede para matar . Ameacei ataca-lo , ele recuou , procurando uma brecha em minha defesa . Nós rodávamos pelas extremidades da clareira , o manto cinza tocando o chão , dando a leve impressão de que ele flutuava . Meu pelos estavam eriçados , sentindo que o perigo se aproximava , eu podia sentir o cheiro da tensão .
Me distrai por um momento e ele me atacou encurtando os metros que nos separava . Me apertou contra seu peito como se fosse me apertar . 'Maldito sanguessuga' praguejei em pensamento sentindo que meus ossos iam se quebrar novamente . Mas antes que ele o fizesse , cravei meus dentes em seu braço , o que emitiu um som de ferro sendo quebrado , a clareira foi tomada pelo grito de dor de Nahuel , mas antes que eu conseguisse tirar o braço dele do corpo ele me chutou , forte até de mais , parei em uma arvore depois de quebrar três com a minha queda . Choraminguei de dor enquanto sentia os ossos do meu ombro se curando .
- Maldito cão – Murmurou ele passando a mão onde a pouco tempo atrás estava meus dentes . Senti o cheiro se sangue , dei um sorriso maligno e me estiquei vendo se tinha me recuperado por completo .

Nahuel veio completo de raiva para cima de mim , aprontando um soco com a mão boa . Por sorte desviei dele e o empurrei com minhas patas traseiras , apenas causando mais destruição na floresta que acabara de perder mais cinco arvores .
Corri de encontro com meu inimigo , mas não tive tanta sorte assim , pois ele conseguiu acetar o soco que tinha pronto , acertou-me bem no focinho , quebrando os ossos que estavam ali . Nahuel tirou sua capa cinza e limpou o sangue que escapava de sua cabeça e de seu braço , e a jogou longe . Vindo de encontro a clareira de novo . Começamos a nos movimentar novamento , os rosnados rasgando a garganta dos dois escapando alto .
Cuidado Jacob – Seth gritou em pensamentos para mim . Eu só consegui ver Nahuel vindo para cima de mim e me imobilizando , ele aprontou os dentes perto de meu pescoço e sussurrou com uma voz vitoriosa .
- Fim de jogo totó – Fechei os olhos enxergando meu fim , eu sabia que assim que o veneno dele entrasse em contado com meu sistema minha morte chegaria em seguida . Era inevitável agora .
Me senti um fraco , um completo idiota . Deixando minha Ness para trás por uma vingança boba, meu filho . Droga , eu sempre fazia as coisas erradas, e aqui estou eu , impotente , derrotado por um mestiço , aquele que um dia salvou a razão da minha exitância . O halito dele batia contra meu pescoço e meu único pensamento foi : Renesmee , me desculpe , eu te amo .
.
.
.
.



Notas finais do capítulo

Alguém lendo ainda?? xD



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "The Imprinting Of My Life" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.