Malkuth escrita por Lilith, Sr Paganini

Malkuth

Aradia. Fruto da relação carnal ocorrida entre a grande deusa Diana e seu irmão, Lúcifer. Encarnada e enviada ao mundo mortal pela grande deusa-mãe, deusa da criação e do caos, com o propósito de salvar da dor e angústia, cuidar e sustentar seu amado povo que sofria nas mãos daqueles que os hostilizavam.
Athame. Espécie de punhal/adaga utilizada por bruxas em rituais de magia. Possui função de abrir círculos mágicos, evocar forças e banir espíritos.
Acredite, a relação entre ambas as definições é extremamente relevante.
Athame sofre todos os malditos dias de sua vida ao carregar o peso de viver em uma sociedade patriarcal cristã do século XV. Respirando em meio a sangue e esquartejamentos, com apenas quinze anos tem de suportar não só a humilhação de ser mulher - gênero altamente depreciado nesta época-; precisa resistir às surras de seu padrasto, à violência deste contra a sua mãe diariamente, e a súbita captura de sua irmã, uma garotinha de apenas seis anos, acusada de bruxaria. No entanto, sangue mágico corre em suas veias, e na véspera do seu décimo sexto aniversário a grande deusa a chama para uma viagem, na qual coragem e força de vontade são importantes requisitos, e sacrifícios e escolhas terão de ser feitos. Movida pela necessidade de salvar sua irmã, sua mãe, e pela sede de vingança da morte de seu pai, Athame fará uma longa caminhada com a benção da deusa-mãe para salvar também o seu povo que há muito sofre sobre o chão de Malkuth e dos seis reinos vizinhos.
Venha.
Os ventos querem lhe contar uma história.


Classificação: Livre
Categorias: Originais
Personagens: Personagem Original
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Romance
Avisos: Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência, Sexo

Capítulos: 9 (34.879 palavras) | Terminada: Não
Publicada: 22/12/2014 às 17:13 | Atualizada: 09/01/2016 às 22:16

Notas da História:

Essa fic é nossa, minha e do Paganini, gastamos um bom tempo pra idealizá-la, criá-la e escrevê-la, portanto nada de plágio. Plágio é feio, e só demonstra como quem faz é desonesto e ruim e merece ir queimar no infinito. :)
Sério, mostre a sua criatividade e crie uma história legal também, sei que é capaz.
Esta história possui conteúdo inadequado para menores de dezoito anos, portanto os autores não se responsabilizam por quaisquer eventualidades que possam vir a ocorrer, uma vez que o mesmo foi sinalizado.
Obrigado.

Lilith e Paganini.


Capítulos

1. Prólogo
872 palavras
2. Regresso
2.301 palavras
3. Reconciliação
2.703 palavras
4. Das palavras ao rapto
5.447 palavras
5. Veh Geburah
3.781 palavras
6. O taberneiro
5.229 palavras
8. Desespero
3.980 palavras
9. O cavaleiro prateado
5.222 palavras