Cor de Rosa escrita por uchihakyara


Capítulo 1
O casamento


Notas iniciais do capítulo

Olá lindos!Mais uma Fic pra vocês estou meio sem ideias para minha outra Fic "Primeiro amor" mais já estou escrevendo o Cap III.Tive a ideia dessa fic hoje e resolvi escrever o primeiro capitulo porque dei um tempinho nos trabalhos da faculdade, assim que tiver mais uma folguinha prometo postar mais Caps das duas historias.Bjos



Ele estava perfeitamente alinhado com um smoking preto e seus cabelos e olhos igualmente escuros, posicionado no centro do altar enfeitado com lindas rosas vermelhas e brancas, ao meu lado pude ver Naruto vestido com um terno preto e uma gravata de cor alaranjada, Hinata estava entre nós dois com um vestido lilás de seda que ia até um pouco antes do joelho mostrando suas curvas perfeitas e nós pés uma sandália prata, seus cabelos estavam presos de um lado apenas com um arranjo de flores que brilhava com a luz artificial do salão, eu vestia um vestido simples cor de rosa do mesmo comprimento do de Hinata e uma sandália branca com stras de salto alto, ambos comprados por Ino já que eu mesma não tinha muita vontade nem de estar ali, estávamos sentados todos no primeiro banco do salão que não estava tão cheio como deveria estar para um evento de tamanha magnitude, um casamento.
Sim era o casamento de Sasuke, muitas das pessoas presentes estavam lá por respeito e consideração ao Uchiha, eu e Naruto éramos exemplos disso, Hinata era a namorada de Naruto e não poderia estar em outro lugar, outros também compareceram como Lee e Tenten que estavam no banco de trás ao que eu estava, também tinha visto kiba se sentar perto de Chouji e Ino, Shikamaru deu uma desculpa qualquer e não veio, sabia que ele não se dava muito bem com Sasuke, e Shino estava sentado no ultimo banco como se não quisesse falar com ninguém, também pode visualizar um garoto estranho de dentes pontiagudos e cabelo azul sentado perto de outro rapaz de expressão serena, seus nomes eram Juugo e Suigetsu se não estava enganada.
Os outros convidados eram pessoas da vila que não conhecia e deviam ser apenas curiosos já que Sasuke não tinha muitos amigos, além desses que vira e Karin sua futura esposa não tinha tido muito tempo para fazer amizades durante sua estadia em Konoha, mas é claro que deveriam ter conhecidos da noiva também.
Olhei para o tapete vermelho alinhado exatamente ao centro do local formando um corredor entre os bancos de convidados que ia do altar até as grandes portas de madeira com o símbolo de Konoha entalhado de cada lado, respirei cansada enquanto olhava o rosto emburrado de Naruto que estava de braços cruzados olhando fixo para Sasuke que parecia não perceber o olhar do loiro.
As grandes portas de madeira se abriram atrás de mim e a orquestra iniciou a marcha nupcial, me levantei por instinto junto com os outros convidados e a vi entrar.
Seu traje branco não era muito cheio, ele era composto por um vestido simples de decote tomara que caia de onde saia um tecido transparente rendado que ia até o pescoço, mas não tinha mangas, a renda também estava presente na saia do vestido onde era possível ver pequenos pontos de luz, suas mãos estavam cobertas por luvas brancas que iam até a metade do antebraço e seu cabelo estava preso em um coque de onde se desprendiam pequenas mechas de cabelo, por baixo deste coque se prendia um véu que não consegui ver seu final, no seu rosto pude ver uma maquiagem forte, com olhos esfumados em negro e em seus lábios um batom vermelho sangue, acompanhava a mulher vestida de branco que caminhava em passos calmos em direção a Sasuke, notei um leve sorriso de escárnio e superioridade quando ela direcionou seu olhar a minha pessoa, a musica parou quando ela chegou ao altar e se posicionou ao lado de Sasuke, eu e os convidados nos assentamos e a cerimônia se iniciou, não estava prestando realmente atenção em nada que se passava ao meu redor, meu estômago estava revirado e piorou ainda mais quando ao final da cerimônia Sasuke selou os lábios de Karin com um beijo, aquilo estava sendo um sacrifício maior do que eu realmente poderia suportar, então assim que a cerimônia teve um fim definitivo me levantei do lugar que estava e parti para a fila de convidados que havia se formado para cumprimentar os noivos, apesar de me sentir derrotada não mostraria isso a ninguém e meu orgulho não seria ferido, ou melhor não seria tão ferido.
Dei a mão a Karin primeiro e desejei felicidades, minha mão se estendeu em direção a Sasuke e fiz os mesmos votos.
– Parabéns Sasuke e felicidades, me desculpe não poder ficar para festa tenho que trabalhar hoje.
A cerimônia eu aceitaria, mas a festa eu não conseguiria aguentar, além de realmente ter plantão a noite no hospital.
– Obrigado, e não se preocupe, também não vou ficar muito tempo na festa. – ele respondeu, não precisava me dar explicações, não mais. Antes de me retirar do evento ouvi o loiro atrás de mim dizer a Sasuke sem disfarçar muito.
– Parabéns teme, está fazendo a burrada da sua vida.
– Falou o rei da sabedoria – Sasuke respondeu entre dentes, mas antes de escutar a resposta de Naruto que com certeza seria mal criada, me retirei, aquilo tudo estava me fazendo muito mal.
Fui para casa quase que correndo, tentava a todo custo segurar o nó que se formava em minha garganta e não daria o prazer de ninguém me ver chorando pelas ruas de Konoha logo depois do casamento de Sasuke.
Cheguei ao meu apartamento e desabei encostada na porta atrás de mim, as lágrimas caiam quase que sem permissão, e eu percebi que não adiantava fingir, eu estava sofrendo, e muito, sentia um vazio dentro de mim que era simplesmente doloroso, era engraçado pensar, eu poderia curar qualquer ferida até mesmo dar minha vida para ressuscitar alguém, no entanto aquela dor não poderia ser curada nem mesmo amenizada, era algo que só poderia ser curada com o tempo, e ainda sim sem garantias de que daria certo, já que quanto tempo ela mesma ficou apaixonada pelo Uchiha e ainda permanecia, pois ao contrario não estaria sentada largada no chão chorando desesperadamente e provavelmente com uma aparência horrível, estava tão desesperada e perdida que não viu o tempo passar, esperava que seu amor fosse embora junto com as lágrimas que caiam deliberadamente, molhando seu vestido rosa, quando não conseguia nem mesmo chorar me lembrei que tinha que ir trabalhar olhei no relógio e faltava menos de uma hora para meu plantão, me levantei com dificuldade e fui para o banheiro, talvez um banho me fizesse sentir menos mal, iria mesmo demorar para se acostumar com aquela dor, já que tinha duvidas de que ate mesmo o tempo não iria curá-la, enquanto isso seria melhor preencher o vazio com trabalho.



Notas finais do capítulo

Comentarios?