Survivor escrita por junn


Capítulo 31
S03E03: "Perder ou Perder"


Notas iniciais do capítulo

[C] Confessionário
[N] Narração



[N] Anteriormente em... Survivor! Após uma desistência e uma eliminação, Cheryl teve sua amada partindo para a casa, mas isso estava longe de ser o fim para ela. Ela firmou uma aliança com Lucios, que com sua ajuda encontrou um ídolo de imunidade. Enquanto Monica irritava Izzy no acampamento, a tribo via como uma oportunidade para eliminá-la, mas Kevin enxergava de outro jeito, ele queria usar Monica como voto para eliminar a mais forte da tribo. No outro lado, Callie, Isak e Alec lutavam por suas vidas, enquanto Randall, Clarke, Chandler e Bjorn estavam na maioria. Quando Randall contou para seus aliados sobre o medo que sentira a respeito do jogo, Bjorn percebeu que talvez era hora de pensar por si só, e não pela tribo. Ele foi atrás do ídolo de imunidade e o encontrou. No desafio, a disputa sequer foi acirrada, Anyang foi enviada ao Conselho Tribal pela segunda vez. O dilema permanecia o mesmo, eliminar o mais fraco, ou seguir com uma aliança. Enquanto Norma era o alvo de uma aliança, Isak era o alvo da outra, mas Cookie viu como uma oportunidade de mudar as coisas. Quando Callie jogou o nome de Randall na fogueira, foi decisivo, Cookie e Norma trocaram de lado, deixando Clarke, Chandler e Bjorn na minoria. 17 restam, quem será eliminado hoje?

ANYANG — ACAMPAMENTO

Voltando do Conselho Tribal pela segunda vez, a tribo estava cada vez mais desgastada, ainda mais devido a um resultado tão apertado quanto o da última noite. Os participantes estavam chocados e cada vez mais exaustos mentalmente.

[C] Clarke Griffin: Essa noite eu não irei conversar, não irei pensar em nada. Eu preciso dormir um pouco e relaxar, e amanhã, rezar para que um milagre aconteça nesse jogo. Eu não sou de muita fé, mas eu volto meus pensamentos aos céus agora.

Clarke se deita no acampamento, olhando para o teto. Bjorn deita ao seu lado.

— Preciso falar com você — Ele sussurrava, enquanto os demais estavam longe.

— Hoje não, por favor. Amanhã — Ele assentiu então.

Perto da praia, Cookie conversava com Norma, Isak, Callie e Alec sobre o resultado da noite. Por estarem numa visível maioria, estavam contentes, mas ao mesmo tempo, preocupados.

— Obrigado por nos ajudarem — Isak agradeceu.

— Era a hora certa — Cookie dizia — Mas agora precisamos vencer desafios. Norma, Isak vocês precisam se esforçar mais.

Eles se olham, assentindo.

[C] Norma Bates: Eu sei que não tenho sido a melhor em desafios aqui no jogo, e parte disso tem sido por conta do meu filho. Eu sou uma mulher forte, mas sempre que penso nele... Eu não me concentro.

— Eu tenho que confessar, eu ando com a cabeça um pouco fora do jogo — Norma falava, soltando suas emoções ali — Eu estou bastante preocupada com Norman, sabe? Ele nunca ficou sem mim.

Eles ficaram tristes, Alec a abraçou, e ela começou a chorar.

— Norman tem problemas e nós concordamos de jogar juntos. Mas... — Ela respira fundo — Esse jogo é difícil demais.

— Relaxa, Norma, você mesma disse que o seu outro filho está cuidando dele — Callie falava — Tudo vai ficar bem.

[C] Cookie Lyon: Como uma jogadora, eu fico chateada da Norma deixar isso interferir no jogo dela. Mas como mãe, eu sei o que ela está sentindo, porque eu tenho três filhos, todos homens e diferentes a seu jeito. Então, eu não posso julgá-la.

Um pouco afastado, Chandler mantinha a fogueira acesa, quando Bjorn foi até ele para conversar o que ele queria ter falado com Clarke, que não deu muita importância.

— O que você acha que vai acontecer depois? — Bjorn questionou.

— Não sei... Fico me perguntando se eles teriam coragem de tirar fortes participantes para manter Isak ou Norma.

[C] Chandler Bing: Eu fiz uma aliança com Cookie no começo do jogo. As coisas tomaram outros rumos, mas se eu tiver que apelar para isso novamente, eu farei o meu melhor.

— Nunca pensei que diria isso, mas estou no bottom... Assim como meu pai — Bjorn riu, sem entender.

— O que? — Ele perguntou.

— Deixa para lá.

— Talvez não estejamos tanto no bottom assim. Eu encontrei um ídolo de imunidade — Ele revelou.

— Sério? — Chandler ficou surpreso — Ok, me mostre, eu não quero pensar que é um Buda outra vez.

— Não estou entendendo, mas depois eu te mostro, está na minha bolsa, se eu pegar agora vai chamar atenção.

[C] Bjorn Lothbrok: Revelar ao Chandler e a Clarke que eu tenho um ídolo é crucial porque... Eles são a única aliança que eu tenho nesse jogo. E se eu não posso confiar na minha própria aliança, em quem mais irei?

ZHENGZHOU — ACAMPAMENTO

Na outra tribo, antes mesmo do sol raiar, parecia dejavu. Monica pegou suas pedras e começou a bater uma a uma no ouvido dos participantes que dormiam. Ela começava a gritar também.

— BOM DIAAAAAAAAAAAAAAAAA! — Monica exclamou. Izzy virou para o lado.

Kevin se levantou, bastante desconfortável, mas mostrou um sorriso e abraçou Monica.

— Bom dia, Monica! — Ele disse alto — Preciso falar com você depois — Ele disse cochichando enquanto a abraçava.

[C] Kevin Pearson: Estou pronto para executar meu plano de eliminar Izzy, e preciso da Monica para realizá-lo. Então, disfarçadamente eu cochicho no ouvido dela que logo falarei com ela sobre isso.

Com exceção de Izzy e Ragnar, todos já haviam levantado com o barulho de Monica. Ragnar roncava aquela noite, então não ouvia, e Izzy fingia que não ouvia.

[C] Izzy Lightwood; Monica fazer isso uma vez... Ok. Mas duas vezes? Até quando teremos que aturar isso? Eu não tinha uma opção de voto antes, mas agora eu tenho.

Arizona colocou sua prótese e foi até a fogueira, onde Cheryl estava com Lucios e Even. Ela os desejou bom dia.

— Irei buscar água, algum de vocês quer vir?

— Posso ir — Even disse. Ela assentiu.

[C] Arizona Robbins: Eu estou aliada a Monica, mas não quero me prejudicar por causa dela. Então eu quero saber o que a tribo está pensando dela, apesar de desconfiar, para não me tornar culpada por associação.

— O que está achando da Monica? — Arizona questionou, enquanto seguiam em direção ao poço.

— Ela é como meu despertador, vamos dizer — Arizona riu — Honestamente, não me incomoda tanto. Eu sou matutino, sabe Arizona? Mas eu também não sou burro, e sei que meu nome está entre os cogitados para sair.

— Quem te disse isso? — Arizona parecia surpresa.

— Você não ouviu?

— Eu não estou pensando em alvos agora... Não imaginei que já estivessem. Mas claro, tem coisas que ficam óbvias, como a Monica irritando algumas pessoas, mas eu tenho a mesma opinião que você. Eu não me incomodo.

 [C] Even Bech: Eu sei que Cheryl quer que Arizona saia, mas pelo o que eu vejo, ela pode nos beneficiar mais do que prejudicar.

No acampamento, Ragnar, já de pé, começava a ajudar Monica com alguns bambus. Eles estavam construindo uma pequena cozinha.

— Isso aqui vai virar um hotel — Ele disse.

— Aguardem, vocês irão comer do bom e do melhor! Não há outra chefe mais potente que eu — Monica disse.

— Eu espero que sim.

 — Bom, eu vou pescar — Izzy disse se levantando — Monica revirou os olhos.

— Já era hora.

[C] Izzy Lightwood: O tempo da Monica está se esgotando. Ela é o nosso alvo fácil. E para piorar, ela é quem está jogando as facas contra si mesma.

Cheryl caminhava com Even, conversando escondida de Lucios sobre o que poderia acontecer no futuro.

— Eu acho que estamos salvos — Ela disse.

— Como sabe? — Ele se questionou.

— Monica está como uma louca no acampamento... E Arizona — Ela revirou os olhos.

[C] Cheryl Blossom: Quanto mais tempo Arizona estiver nesse jogo, pior é para o meu. Todos terão dó dela e isso facilitará a jornada dela ao final.

— Eu ainda acho que precisamos da Arizona — Even dizia.

— Nós não precisamos, confie em mim — Even deu um olhar desconfiado para ela.

[C] Even Bech: Cheryl está me soando muito suspeito. Não há motivos para eliminar Arizona. Tudo bem, ela tem uma história de vida. Mas ninguém vai votar nela por isso. Seria cruel.

— Even, você precisa me escutar... Ela vai vencer esse jogo facilmente — Cheryl sussurrava.

— Primeiro, vamos focar em conseguir a maioria. — Ele respondeu.

Abby e Arizona estavam cuidando do fogo, enquanto Ragnar e Kevin conversavam um pouco distante delas.

— Pelo visto você está se dando melhor com a Monica — Kevin iniciou a conversa.

— Não, ainda acho insuportável. Mas ela é um bom escudo — Ele falou.

[C] Ragnar Lothbrok: Em tempos de guerra, você não pode dar um passo em falso, ou estará morto. Survivor não é diferente. Se eu tenho Monica como um possível escudo, por que eu vou tirá-lo da minha frente?

Abby e Arizona se juntaram a dupla, bem lentamente, e eles logo mudaram o foco da conversa.

— O que estão pensando, rapazes? — Arizona questionou.

— Só falando sobre a família — Ragnar respondeu.

— Nem fale! Eu sinto tanta falta da minha filha — Abby disse imediatamente.

[C] Ragnar Lothbrok: A cada dia que passa eu tenho mais certeza que Abby não será uma vantagem para mim nesse jogo. Ela é uma mãe emotiva, grudenta e... Se a filha dela estiver em uma boa posição, ela irá junto.

— Eu e Callie temos os nossos problemas — Arizona disse — Está sendo bom estar longe dela por um tempo.

— Digo o mesmo! Bjorn não é nada fácil de se lidar — Ragnar disse.

Lucios estava sentado no acampamento, comendo uma fruta com Izzy, o que foi suficiente para irritar Monica novamente. Ela caminhou até os dois, mas antes que pudesse falar algo, Izzy se levantou e a encarou.

— Não ia dizer algo? — Izzy perguntou.

— Você é uma folgada, sabia, garota?

— Melhor que mandona e chata, ninguém mais está suportando você.

— Incrível que você é a única a reclamar! — Monica desdenhou.

— Não vou ouvir reclamações de uma pessoa que acha que é líder de algo. Quer mandar em alguém, vá fazer um bebê.

Izzy saiu, deixando Monica completamente sozinha.

[C] Monica Geller: Pobre Izzy, mal sabe que mexeu com a pessoa errada, pois eu tenho o idolo de imunidade e sou a mais amada da tribo. Ela está com o pé na cova.

— Meu bebê seria mais educado que você! — Ela se sentou junto a Lucios, bufando de raiva — Essa juventude está perdida.

— Nem fala — Ele riu.

— Eu só queria ir ao Conselho para eliminar essa garota preguiçosa — Monica disse. Ela começou a respirar pausadamente. — Mas tudo bem, Monica, você precisa relaxar, é sua hora de meditação. Meditação, meditação. Vamos lá.

Monica se levanta, e Lucios acha aquilo tudo muito estranho, ele não sabe se ri ou se fica com medo. Monica caminha roboticamente até a praia, onde se senta e começa a meditar.

Izzy procurava seus amigos, encontrando somente Kevin, Arizona, Abby e Ragnar. Mas mesmo somente com eles, era o suficiente para ela desabafar.

— Eu não sou de reclamar, mas quem ela pensa que é? — Izzy disse — Ela está passando dos limites. Vocês não estão incomodados?

— Izzy, relaxa — Abby tentava acalmá-la.

— É, não faz bem pro coração — Arizona dizia.

— Ela me dá nos nervos — Kevin olhava aquilo rindo.

[C] Kevin Pearson: Eu amo o fato que Monica e Izzy se odeiam, porque elas simplesmente são os principais alvos caso aconteça de nós irmos ao Conselho Tribal, e o melhor é que nenhuma sabe disso.

ILHA PRINCIPAL

Richard os esperava ali, posicionado em frente a estrutura principal da prova. A tribo Zhengzhou chegava, com a maioria de seus membros intactos, liderados por Ragnar. Em seguida, a tribo Anyang vinha atrás.

— Zhengzhou dando uma olhada para a nova Anyang: Randall eliminado no último conselho — Kevin ficou surpreso.

— Kevin, você teve uma reação imediata.

— Meu irmão sempre foi esperto, achei que ele se sairia melhor — Cookie riu.

— Ok. Prontos para o desafio de hoje? — Eles assentem — Antes de tudo, Cheryl, terei que pegar o ídolo de imunidade tribal.

Cheryl entrega o ídolo tribal ao apresentador.

— Imunidade mais uma vez para ser disputada. O desafio funcionará da seguinte maneira: Vocês se enfrentarão em um circulo de areia, onde cada um deverá segurar um tótem sob uma pequena estrutura de madeira em suas mãos. A prova funcionará em duelos e o intuito é fazer o tótem do seu oponente cair, em batalhas mano a mano. Vence a tribo que primeiro marcar cinco pontos.

Eles assentem.

— Zhengzhou, vocês tem um membro a mais, devem sentar alguém, não pode ser a mesma pessoa.

Eles conversam entre si rapidamente.

— Vamos sentar a Arizona.

— Arizona está fora. Todos os demais estarão participando, sortaremos e logo vamos começar.

Os pares são sorteados.

— O primeiro duelo será entre Callie e Monica!

As duas se posicionam dentro da área.

— O desafio está valendo.

Elas começam a se encarar e andar pelo local, circulando lentamente, enquanto tentam manter seus tótens em pé. Callie avança para cima de Monica que recua, as duas acabam mantendo a mesma distância que anteriormente sem deixar o tótem cair. Callie, ainda mais agressiva, avança novamente para cima de Monica, que desvia outra vez, mas desequilibra seu ídolo.

— E assim, Anyang marca o primeiro ponto! — Ele diz enquanto a tribo comemora.

O segundo par entra na área do desafio.

— Agora teremos uma disputa de casal. É Cookie contra Lucios. O desafio está valendo.

Os dois ficam se encarando assim como a dupla anterior. Lucios avança para cima de Cookie que anda calmamente em círculos. Ela fixa seu olhar para ele, como se estivesse com raiva do rapaz estar tentando intimidá-la. Lucios tenta empurrar o tótem de Cookie e ela faz uma cara feia outra vez. Ele se joga para cima dela e os dois tótens caem no chão, mas o de Lucios toca o solo primeiro.

— Anyang marca o segundo ponto! — A tribo comemora pela liderança inicial.

Logo em seguida, o terceiro par entra para a disputa.

— Agora é homem contra homem. Bjorn enfrentará Kevin.

Os dois se posicionam, segurando seus tótens e começam a se olhar. O apresentador confirma o inicio da partida e eles começam a circular ali. Bjorn faz várias ameaças, jogando seu corpo para frente, fingindo que iria atacar Kevin. O ator olha para ele, joga seu tótem para cima e pula no rapaz. O tótem de Bjorn cai no chão antes de Kevin, fazendo o rapaz ficar com raiva.

— Num piscar de olhos, Kevin marca o primeiro ponto da Zhengzhou! — Kevin comemora com sua tribo.

A dupla seguinte entra no local para duelos.

— Agora teremos uma batalha de mães. É Norma contra Abby — Elas se encaram na área — E está valendo.

Norma tenta avançar em Abby mas ela desvia facilmente. Agressivamente, Norma tenta provar sua força no desafio indo para cima da rival. Bjorn tapa os olhos. Abby fica somente na defensiva recebendo as investidas estranhas dela. Norma joga seu corpo para o lado, tentando alcançar seu braço ao tótem da  rival, para derrubá-lo, mas acaba desequilibrando o próprio.

— Com isso, temos um empate! Dois para Zhengzhou, dois para Anyang — Eles olham para Norma com raiva.

— Desculpe, pessoal — Ela diz.

— O próximo duelo. Isak contra Cheryl — A dupla se posiciona no círculo de areia.

Isak e Cheryl se encaram, esperando a partida do apresentador. Ele logo inicia o desafio e Cheryl vai com tudo para cima de Isak, mas ele desvia e em seguida avança em cima dela. Os tótens tremem em cima das estruturas de madeira que estão em ambas as mãos, de forma que qualquer um poderia cair a qualquer momento. Isak empurra o ombro de Cheryl que empurra de volta. Isak corre pelo local, jogando seu tótem para cima e pulando, ele bate no tótem de Cheryl e o joga no chão. Os dois tocam o chão quase juntos, mas o de Cheryl encosta a areia primeiro.

— Anyang assume a liderança! — Isak comemora com seus companheiros de tribo. A outra tribo olha frustrada. — Está três contra dois.

Os irmãos Lightwood se posicionam na arena, eles sorriem se olhando.

— Vai Izzy! — Abby grita fazendo Kevin virar os olhos.

— Alec vs. Izzy, a batalha de irmãos irá acontecer agora! Está valendo!

Sem perder tempo, Izzy avança em cima de Alec, mas ele por conhecer o jeito agressivo da irmã, logo consegue escapar. O tótem dela bambeia em cima da estrutura que ela segura, mas não cai. Izzy continua indo para cima do irmão, tentando puxar o ídolo dele para baixo. Ela, por ser mais alta e forte, consegue alcançá-lo com mais facilidade, então ele mantém o braço esticado para trás. Ela começa a andar em circulos correndo atrás do tótem do irmão, enquanto ele tenta segurá-la. Izzy faz força, pressionando sua cintura contra o irmão e ele acaba bambeando, caindo no chão com o tótem.

— Estamos empatados novamente, Izzy marca para a Zhengzhou! — A tribo comemora.

A próxima dupla entra, bastante nervosa.

— Chandler e Even disputarão a rodada seguinte — Os dois se olham, aparentemente nervosos — Está valendo.

Nenhum dos dois se movem, mas as mãos de ambos parecem tremer. Chandler faz um "bu", assustando Even, mas não o suficiente para tirar a concentração do rapaz. Ele resolve partir para cima de Chandler, que começa a andar pelo local,  tentando fugir. Chandler avança, inesperadamente, e Even tenta empurrar seu braço, afim de fazer o tótem cair, sem sucesso. Chandler, sendo mais forte, consegue empurrá-lo, mas Even é alto e seus longos braços ficam fora do alcance de Chandler, ele tropeça, mas o tótem permanece em pé. Even corre para cima de Chandler tentando pegar o tótem do rapaz com seu outro braço e Chandler fica meio limitado, encurralado em uma área.

— Isso não é justo, estou contra uma girafa! — Ele reclama.

Even dá um pequeno salto, tocando facilmente o tótem com a palma da mão, que cai no chão, Chandler tenta empurrá-lo segundos depois, mas nada demais.

— Zhengzhou marca seu quarto ponto. Só precisa de mais um para vencer.

O último par da rodada entra. Eles se encaram firmemente, agachados um para o outro, como se fossem entrar em guerra.

— É Clarke contra Ragnar. O desafio está valendo.

Os dois ficam naquela posição por alguns segundos, apenas se olhando. Clarke coloca seu braço para trás, esticando-o ao máximo e Ragnar solta um urro, ele começa a correr avançando com força contra ela, mas ela desvia, andando para trás com precisão. Ragnar vai para cima como um touro e surpreendentemente, Clarke decide enfrentá-lo. Os seios da participante batem com força no peitoral do rapaz, o fazendo quase desequilibrar, mas ele força ela para trás. Nenhum dos dois consegue alcançar o braço do outro, então utilizam a força física para tentar se desestabilizarem. Clarke empurra Ragnar com o braço livre enquanto ele ainda utiliza seus músculos para empurrá-la. Abby se vira de costas, não querendo ver aquilo. Clarke encara o rapaz, mas parece intimidada. Ragnar pula, literalmente em cima da participante que consegue se desviar, mas acaba caindo. Os dois caem juntos mas o tótem de Clarke cai primeiro.

— Zhegnzhou vence a imunidade! — Antes que ele pudesse continuar ou que a tribo pudesse comemorar, Clarke se levantava gritando.

— É assim que você trata as mulheres na sua vida, seu agressor? — Ela ia para cima dele novamente, que ainda estava caído. Ele se levanta.

— Vá para a m**da, seu covarde! — Ela o xingava — Você me enoja, velho escroto.

— Sai daí, garota! Tá achando que pode me encarar? Fique no seu lugar de inferior. 

— COVARDE! — Ela gritava mais alto, Bjorn ia puxá-la — Me solta, Bjorn!

— Vai lá, ó, tem um colinho da mamãe pra você chorar — Ele dizia recebendo um dedo do meio para ela.

— Venha me enfrentar de novo se tu é homem, venha! — Ela o desafiava para outra rodada, deixando todos ali surpresos.

— Não preciso provar nada para você, volte ao lugar que deveria estar — Ele dizia.

— Parou! — O apresentador interrompeu — Ragnar, seu comportamento foi muito agressivo para o jogo, pedimos para que não repita-o em desafios, ou teremos que tirá-lo deles.

— Obrigada — Clarke voltava para a sua tribo.

— Você aceitará o desafio de Clarke? — Ele questionou.

— Não. Nós vencemos, não há nada a provar — Ele falou.

— Ok. Sendo assim, Zhengzhou, vocês podem voltar para o acampamento de vocês — Ele entrega o Ídolo Tribal.

[C] Abby Griffin: Eu não sei se Clarke surtou porque estava se sentindo intimidada, ou se Ragnar realmente a machucou de alguma forma. Mas eu sei que agora eu não posso estar aliada com ele. Ele feriu minha bebê.

[C] Ragnar Lothbrok: Essa garota é muito audaciosa de achar que iria conseguir uma revanche comigo. Eu não tenho nada a provar. Eu sou Ragnar. Ela é só uma mulher, perdedora, como todas as outras.

— Anyang, não tenho nada além de um Conselho com vocês hoje a noite. Será uma tarde interessante.

Eles saem.

[C] Bjorn Lothbrok: Eu estou bastante preocupado que a briga com meu pai afete o meu relacionamento com Clarke, porque ela e Chandler são meus aliados aqui. E eu não quero ser culpado por associação.

ANYANG — ACAMPAMENTO

Ao voltar do desafio, os participantes estavam visivelmente preocupados com Clarke, principalmente Callie.

— Clarke, posso ver seu corpo? Pode ter quebrado algo, você sabe, eu como médica posso ver.

[C] Callie Torres: É claro que nada aconteceu, eu como ortopedista tenho uma grande visão de que Clarke está bem fisicamente. Mas no que se trata do Conselho Tribal, essa é a chance para falar com ela.

Chandler caminhava com Cookie, implorando clemência para não ser eliminado.

— Cookie, você precisa me ouvir.

— Eu estou ouvindo.

— Norma, ela está destruindo essa tribo.

— Mas ela é minha... E eu achava que nossa aliada na verdade, Chandler.

[C] Cookie Lyon: Chandler me "enganou" uma vez, mas ele não terá o prazer de achar que me enganou por uma segunda vez. O destino dele está, literalmente, na palma das minhas mãos.

— Eu, você, Monica e Lucios, top 4. Nós podemos fazer isso — Ele a relembrava. Ela ria.

[C] Chandler Bing: Eu não sei se Cookie está comprando essa ideia de top 4. É claro, se eu fosse ela, também não compraria, afinal, eu estou totalmente nervoso. Eu sei que sou um potencial alvo essa noite.

Na praia, Callie fingia fazer uma massagem nas costas de Clarke, que estava semi-nua.

— O que tem em mente para hoje? — Clarke perguntou — Eu sei que você não está aqui à toa.

— Eu acho que vamos no Chandler, eu vou garantir que não vão em você — Clarke assentiu.

[C] Clarke Griffin: Eu e Callie temos essa aliança secreta, que até hoje eu não sei se é verdadeira ou não, mas se eu perder mais um aliado, pode ser perder os números e perder os números está fora de cogitação agora.

— Eu... Norma é péssima nos desafios.

— Eu sei — Callie disse — Mas desculpe, é assim que o jogo funciona — Callie saiu, deixando-a ali.

Logo, Bjorn sentou ao seu lado, tentando explicar-se sobre o ocorrido.

— Clarke, meu pai, eu sei, ele é totalmente machista, e ridículo, e — Ele fora interrompido.

— Eu não estou me preocupando com isso agora, Bjorn. Eu não vou julgar você por ele, assim como espero que você não me julgue pela minha mãe.

As palavras de Clarke fizeram ele respirar aliviado imediatamente.

[C] Clarke Griffin: Eu sou madura o suficiente para saber que as ações de Ragnar são as ações de Ragnar e as de Bjorn são as de Bjorn, e até o momento ele sempre me respeitou e foi leal a mim.

— Mas, honestamente, como sua mãe consegue viver com esse... crápula? — Ela perguntou.

— Ela não consegue, eles se separaram. Ele a traiu — Bjorn explicou.

[C] Bjorn Lothbrok: Minha família é complicada. Meu pai tem mais de uma esposa, vários filhos e não se dá bem com nenhum. Ele é temido, mas não é respeitado. Mas eu não sou como ele, e espero nunca chegar a esse nível.

— Vamos pensar em como vamos nos salvar, ok? — Clarke disse — Você usaria seu ídolo essa noite?

— Por que? Eles vão em mim?

— Eles vão atrás de Chandler. Callie me contou. Mas eu não acho que podemos perdê-lo. Se nós perdermos o desafio de novo, futuramente, eles terão domínio e poderão até dividir os votos para nos tirar do jogo.

— Você está certa.

[C] Clarke Griffin: Nós estamos na minoria, mas nós temos um ídolo, um ídolo que poderá nos ajudar caso nenhum lado decida mudar de ideia. Esse ídolo precisa ser usado para nos salvar, pois do contrário, ele não terá poder no futuro. Não podemos pensar só no agora.

— Vamos falar com Chandler — Bjorn disse.

Norma conversava com Alec e Isak.

— Coitada da Abby, deve ter ficado arrasada — Ela dizia.

— Nem fala, aquele homem é... Enfim, deixa pra lá — Alec tentou fechar o assunto.

Callie chegou em seguida, e não demorou para que Cookie viesse também. Os cinco estavam reunidos e iriam decidir em quem iriam votar.

— Vocês tem ideia em quem vão? — Cookie perguntou.

— Deveríamos ir no Bjorn... Aquele pai dele é uma merda! — Norma jogou o rapaz embaixo do ônibus.

[C] Norma Bates: Filho de peixe, peixinho é. Eu não quero ter que conviver com alguém como aquele cara. Então é melhor cortar o mal antes que ele apareça.

Cookie olhou meio estranha.

— Você acha que ele é como o pai? — Callie perguntou — Porque não parece.

— Anos de experiência, Callie. Pode ter certeza.

— O problema é que ele é forte em provas — Isak disse — E nós realmente precisamos vencer desafios.

[C] Isak Valtersen: Eu não ligo para desafios a essa altura do campeonato. Mas se tirarmos Bjorn agora... Logo depois desse acontecimento, Ragnar virá atrás de um por um dessa tribo. E isso não será um sinal bom.

— E Chandler? Ele é ruim em desafios — Callie disse. Todos pareciam concordar.

Chandler, Bjorn e Clarke conversavam, separados da maioria.

— Eles estão decidindo, mas provavelmente será você — Clarke dizia para Chandler.

[C] Chandler Bing: Eu não quero ser eliminado, então irei explicar o meu caso para Clarke e Bjorn, porque sei que eles tem mais poder de persuasão do que eu nesse jogo.

— Se quisermos uma chance de continuar nesse jogo, temos que puxar a Cookie para o nosso lado — Ele disse.

— Mas como? — Bjorn perguntou.

— Eu tentei convencê-la, mas não sou bom com a língua... Não para isso. Digo, bom com as palavras — Ele tentava se explicar.

— Mas ainda assim, será um empate — Bjorn disse.

— Eu não acho que eles vão para as pedras pela Norma — Chandler ressaltou.

— Nós podemos tentar — Clarke afirmou.

[C] Clarke Griffin: Não é um plano ruim, mas eu e Cookie, não vejo isso acontecendo. Mas eu não posso desistir, irei jogar com as armas que tenho.

Callie conversava com Alec, no acampamento, deitada.

— Você acharia justo? — Ela perguntou.

— O que? — Ele estava em dúvida.

— Você sair por uma atitude da sua irmã.

— Eu ficaria com muita raiva.

— É o que estou pensando. Estou arrependida de ter vindo jogar com Arizona, aquela mulher não é fácil. — Alec riu.

[C] Callie Torres: Toda essa situação me fez perceber que esse jogo está mais difícil do que os anteriores, pois não só o que você faz impacta o seu jogo, como o de quem você gosta, como o que ele faz também impacta o seu.

Cookie conversava com Clarke e Bjorn.

— Eu estou realmente muito triste pelo ocorrido, Cookie, e espero não ser julgado por isso — Ele falava com uma cara triste para ela.

— Tudo bem, Bjorn, mas não está só a meu poder a decisão de eliminar alguém.

— Na verdade está — Clarke começou a falar, enquanto eles andavam — Norma é fraca, você sabe disso, todos sabem disso, mas querem mantê-la aqui.

— É. Força é relativa — Cookie dizia.

— Cookie, se continuarmos perdendo o que você acha que vai acontecer? Eu e Bjorn somos fortes, você não é tanto.

— Você está realmente tentando se salvar me chamando de fraca, garota? — Cookie olhou para ela de forma negativa.

— Só estou dizendo, você pode ter uma aliança temporária, ou pode ter uma aliança fixa mais a frente.

— Se você cair numa swap, numa tribo com Abby ou Monica, já vai ser quase maioria — Bjorn dizia.

[C] Cookie Lyon: Eles estão me oferecendo um acordo para o jogo, e eu já tenho um com Chandler. De fato, pode me beneficiar, pois eu já teria acordos com grande parte dos parentes. Eu estou realmente em dúvida agora.

— Me deixem pensar sozinha por alguns segundos.

[C] Cookie Lyon: Eu estou analisando totalmente a decisão de hoje, porque mais uma vez está nas minhas mãos. Devo manter uma aliada fiel e totalmente capacha como a Norma, mas que é fraca em provas, ou ter uma chance no futuro e eliminar a mais fraca da tribo?

Norma chegava para conversar com Cookie.

— O que eles queriam? — Ela perguntava.

— Tentando algo, como sempre — Ela revirou os olhos — Eles estão totalmente por baixo, não sabem como esse jogo funciona.

[C] Norma Bates: Eu espero que tudo esteja saindo como o planejado e Chandler seja eliminado essa noite. Não há motivos para mantê-lo no jogo e honestamente, ele não fará falta.

Os participantes carregavam suas tochas em direção ao Conselho Tribal, e ao fazer, se olhavam, em dúvida.

— Por favor — Chandler olhava para Cookie, que desviava o olhar.

— Estou nervoso — Bjorn disse para Clarke.

[C] Clarke Griffin: Hoje o jogo definirá se Cookie estará ao nosso lado, ou se precisamos fazer uma jogada, como usar o ídolo de imunidade, o que espero que não aconteça.

[C] Norma Bates: Eu estou completamente confiante que hoje tudo sairá como o planejado, afinal, são cinco contra três. E não são quaisquer três, eles são horríveis.

[C] Bjorn Lothbrok: No Conselho de hoje eu posso usar meu ídolo em mim, na Clarke, no Chandler ou não usar. Mas seja qual for a decisão que irei tomar, ela precisará beneficiar nossa aliança, do contrário, esse ídolo será o mesmo que uma palmeira.

[C] Chandler Bing: Estou surtando com a possibilidade de sair. Um, Monica irá jogar isso na minha cara para sempre, ela é totalmente competitiva. Dois, eu queria poder jogar com ela. No momento, eu preciso de um milagre.

[C] Cookie Lyon: Se eu flipar, adeus aliança com Norma, se eu não flipar, adeus aliança com Monica e Chandler. De qualquer forma, um aliado vai embora hoje. É perder ou perder.

CONSELHO TRIBAL

Os participantes entravam trazendo suas tochas para o Conselho, enfileirados, e em seguida, sentavam-se em seus respectivos lugares. O apresentador os observava, em frente a fogueira.

— Três desafios, três derrotas, três conselhos tribais. Isak, como é perder o desafio e vir para cá tantas e tantas vezes?

— É terrível, principalmente porque nós somos... Ou tentamos ser unidos. Mas as vezes, as coisas não dão certo.

— Voltando ao desafio, Clarke, você teve uma briga com Ragnar, o pai do Bjorn que está sentado ao seu lado, como isso impacta seu jogo?

— Agora? Em nada, eu e Bjorn somos grandes amigos. A minha relação com o pai dele não reflete a minha relação com ele.

— Mas essa é uma temporada onde os parentes jogam juntos. Você não acredita que no futuro possa te trazer problemas?

— Richard, cada família tem um caso, mesmo que em algum momento aconteça de eu e Bjorn estivermos em lados opostos, eu duvido que será pela conduta ética dele.

— Norma, você concorda com esse pensamento?

— Desde que eu era criança, eu ouvi um pequeno ditado "filho de peixe, peixinho é" — Bjorn riu — Se o pai dele é assim, a criação dele é assim. E é algo que eu não quero estar por perto.

— Eles estão vindo atrás de mim — Bjorn cochichou com Clarke.

— Não vão, fica calmo — Clarke disse.

— Callie, há alianças nessa tribo no momento?

— Sim, Richard, há duas alianças. Nós cinco e eles três — Ela faz um gesto mostrando quem está do lado de quem.

— Chandler, parece que você não está numa boa posição hoje.

— Não, não estou. As coisas mudam rapidamente, e isso torna Survivor mais divertido, Richard. Mas ainda assim, eu não quero sair, e não acho que mereço, pois não sou o mais fraco daqui.

— E quem é?

— Norma — Ele respondeu imediatamente.

— Norma, você concorda?

— Eu não acredito que força seja um fator necessário no jogo — Ela respondeu.

— Então por que perdemos três desafios seguidos? — Clarke olhou para ela, perguntando.

— Você fala como se fosse a mais forte, você perdeu pro Ragnar — Clarke riu — Por favor, eu não fui a única a perder aquele desafio, foram todos.

— Existe uma diferença enorme de perder para o meu pai, três vezes maior que ela, do que para a Abby — Bjorn argumentava.

— Cookie, você concorda com o pensamento de Norma?

— Eu discordo, nós precisamos de força. Mas ela também está certa em um ponto, ela não foi a única a perder o desafio, e é injusto colocar toda a culpa nela.

— Injusto é eliminar qualquer outro participante. Tudo bem que perdemos hoje, mas Norma nos atrasa desde o primeiro desafio — Chandler dizia.

Norma começava a chorar.

— Eu não estou mentalmente bem — Clarke virou os olhos, Callie passou a mão em seus ombros.

— E é a mesma desculpa — Clarke — Tudo por causa do filho.

Eles olham para Norma. Clarke cochicha para Cookie.

— Faça algo!

— Richard, eles me julgam pela idade, por ser mãe, eu estou passando um inferno nesse jogo. Mas eu sigo firme porque eu sei que tem pessoas que gostam de mim. É verdade, tem sido um pesadelo desde que meu filho foi embora, mas eu tenho tentado o meu melhor.

— Mas o seu melhor, não é o suficiente — Clarke dizia.

— Clarke — Cookie a apaziguou.

— Alec, você acha que Norma tem se esforçado?

— Norma se esforça no acampamento, às vezes. Mas ela está com a cabeça em outra coisa, isso não dá para negar — Ele respondeu sinceramente.

— Cookie, em que sua decisão será baseada hoje?

— Eu não sei.

Eles olharam para ela, totalmente surpresos.

— Vamos votar, eu... Eu preciso de um ar — Ela pediu.

— Ok. É hora de votar. Alec, você começa.

Alec segue o caminho para votar. Um a um, eles realizam a mesma passagem em direção a urna de Survivor, onde colocam seus votos individuais no participante a qual desejam eliminar.

— Não queria te eliminar hoje, mas a maioria decidiu — Norma guarda seu voto.

— Com isso, espero que possamos vencer algum desafio — Clarke dobrou o papel.

Cookie votava, ela mostrava seu papel para a câmera.

— Qualquer que fosse a minha decisão essa noite, seria difícil. Eu sinto muito.

Cookie sentou-se, sendo a última. O apresentador assentiu com a cabeça e foi buscar os votos. Enquanto isso, Bjorn cochichava com Clarke.

— Devo usar? — Ele perguntava. Ela balançou a cabeça negativamente.

— Estou confusa — Ela cochichou.

O apresentador voltou, colocando a urna em frente a eles.

— Se alguém tem o ídolo de imunidade e deseja usar, essa é a hora de fazer algo.

Clarke olha para Bjorn, Chandler também. Ele mexe em seu bolso e se levanta.

— Richard! — Os participantes se assustam — Eu estou surtando hoje, não sei o que vai acontecer.

Ele caminhou até o apresentador e entregou o ídolo. Clarke começou a apontar para o amigo ao seu lado.

— Tem certeza? — Ele perguntou. Clarke assentiu.

— Eu estou usando no Chandler — Os demais ficaram surpresos. Alec passou a mão na cabeça.

— As regras de Survivor dizem que se um Ídolo de Imunidade é usado, qualquer voto contra aquela pessoa não será contado — Callie respira fundo — Esse é um ídolo verdadeiro, nenhum voto em Chandler será contado.

Norma começa a chorar.

— Irei ler os votos.

Ele pega o primeiro voto.

— Primeiro voto: Chandler. Não conta — Bjorn respira aliviado, o apresentador desdobra o segundo papel.

— Segundo voto: Chandler. Não conta — Cookie olha nervosa.

— Terceiro voto: Chandler. Não conta — Norma limpa suas lágrimas, o apresentador pega o papel seguinte.

— Quarto voto: Chandler, não conta — A aliança comemora, rindo.

— Quinto voto: Chandler, não conta — Cookie coloca a mão em seu rosto, preocupada.

— Sexto voto: Norma. Um voto Norma — Eles olharam para ela, que estava completamente em lágrimas.

— Quarto eliminado do Survivor Henan: Blood vs. Water: Norma, dois votos são o suficiente, você precisa me trazer sua tocha.

Ela se levantou, sendo abraçada por Isak, Alec e Callie. Em seguida, pegou sua tocha e levou ao apresentador.

— Top 4 está morto — Chandler sussurrou para Cookie.

— Você não chegará lá — Ela respondeu em mesmo tom.

— Norma, a tribo decidiu — Assim que ele apagou, ela correu chorando para fora da área.

— Pelo bem ou pelo mal, hoje vocês eliminaram o elo mais fraco da tribo. Resta saber se amanhã vocês serão mais fortes do que ontem. Peguem suas coisas e voltem ao acampamento. Boa noite.

Eles se retiram.



Notas finais do capítulo

CONSELHO TRIBAL
Alec Lightwood votou em Chandler Bing
Bjorn Lothbrok votou em Norma Bates
Callie Torres votou em Chandler Bing
Chandler Bing votou em Norma Bates
Clarke Griffin votou em Norma Bates
Cookie Lyong votou em Chandler Bing
Isak Valtersen votou em Chandler Bing
Norma Bates votou em Chandler Bing

CONFESSIONÁRIOS DA TEMPORADA
20 Clarke Griffin (+6)
13 Norma Bates (+4) [ELIMINADA]
12 Callie Torres (+2)
12 Chandler Bing (+4)
12 Cookie Lyon (+5)
11 Bjorn Lothbrok (+4)
9 Cheryl Blossom (+1)
8 Lucios Lyon (=)
8 Monica Geller (+1)
8 Ragnar Lothbrok (+3)
6 Isak Valtersen (+1)
6 Izzy Lightwood (+2)
6 Kevin Pearson (+2)
5 Arizona Robbins (+1)
5 Norman Bates [ELIMINADO]
5 Randall Pearson (+4) [ELIMINADO]
4 Alec Lightwood (=)
4 Even Bech (+2)
4 Toni Topaz [ELIMINADA]
3 Abby Griffin (+1)



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Survivor" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.