If not us, who? If not now, when? escrita por KaahLerman


Capítulo 20
Rehab my heart!


Notas iniciais do capítulo

Mais um capítulo pra vocês :) Querem um pequeno spoiler? No próximo capítulo já teremos Megavi ( so cutee), então arrasem nas reviews, ok?



Mansão dos Marra

Um mês depois...

Pamela - I miss you, sweetie. - Disse ao telefone.

Megan - Here is terrible, mom. Me tira daqui, please!

Pamela - I can't! Isso é para o seu bem!

Megan - So, don't call me for say que sente saudades. Se não vai me tirar daqui, não precisa ficar me atormentando também. - Desligou.

Dorothy - Megan realmente luta com todas as armas. Não se deixe abalar, Pam. A reabilitação foi a melhor coisa que já fizeram por ela.

Pamela - Minha filha me odeia, Dorothy. - Disse chorando.

Dorothy - Não odeia! Ela só está numa fase difícil, o primeiro mês é complicado, mas ela logo vai estar bem e vai voltar para casa pedindo desculpas de joelhos para você.

Pamela - Não sei onde estava com a cabeça quando concordei que a internassemos nesta clínica!

Dorothy - Não se lembra do pandemonio que ela fez nesta casa depois que voltou do hospital? Bebeu, dirigiu embrigada, bateu o carro. Megan estava descontrolada.

Pamela - Yeah, mas agora ela está do outro lado do mundo!

Dorothy - Não exagere, Pamela. Ela está em Páris, o lugar que ela mais ama no mundo. E tem a Berenice para ajudá-la.

Pamela - Jonas não precisava tê-la mandado para tão longe.

Dorothy - Sabe que Megan é a rainha dos tablóides, uma notícia dessas acabaria de vez com a imagem dela e dos Parker-Marra. Lembre-se de que tem um projeto social com a família brasileira, se acharem que não consegue ajudar sua própria filha, então não vão confiar em você e nem no Geração Nem-nem.

Pamela - I know, mas é díficil ver minha sweetie longe.

Dorothy - É para o bem dela, honey. Logo ela estará de volta a esta casa tão bem quanto já esteve.

Páris, França

Clínica de Rehabilitação

Berenice - Fazer greve de fome não vai te ajudar a sair daqui...

Megan - I hate this place! I want come home!

Berenice - Poderá ir assim que parar de lutar contra os médicos e aceitar seu tratamento. Você tem distúrbios de auto-controle e em breve não terá um fígado se continuar bebendo da maneira que estava. Quer morrer jovem como o seu pai?

Megan - No, but is hard! Dad is like a monster!

Berenice - Megan, baby, this way não vai conseguir sair dessa clínica tão cedo. - Lamentou. - Quer realmente voltar para o Brasil e correr atrás daquele boy de que gosta?

Megan - Yeah!

Berenice - Então faça seu tratamento corretamente. Prometo que no momento em que conseguir pensar e agir direito, e reconhecer os seus erros, mandarei você de volta para o Brasil.

Megan - You promisse me?

Berenice - Yes, i promisse you!

Marra Brasil

Jonas - As vendas deste mês não foram muito satisfatórias. Quero mais propagandas exibidas na Parker TV e nas redes sociais. Temos que eliminar os lotes de MarraPhone5 para lançarmos o 6.

Tuca - Já estou coordenando a equipe para sufocarmos o mercado.

Jonas - Ótimo. Davi, como vai a produção do Júnior e do projetor 4D?

Davi - Estamos no prazo, hoje o primeiro lote vai ser enviado aos formadores de opinião.

Jonas - Bom, isso é tudo por hoje. Terminem seus relatórios e me entreguem segunda-feira, logo cedo. Estou indo á uma viagem de negócios e retornarei no domingo.

Tuca - Eu também estou indo viajar, então nos vemos aqui na segunda. - Levantou-se.

Davi - Ainda preciso checar o lote que vamos receber. Com licença. - Saiu.

Tuca - Quando pretende visitar a Megan?

Jonas - Não agora. Quero dar um tempo para que a raiva dela passe. Pamela conversou com ela e as coisas tem sido difíceis. Quero que ela entenda que estou fazendo o melhor pra ela neste momento.

Tuca - Eu tenho que te dizer, estou indo ver a Megan em Páris. Acho que vai ser bom ver um rosto conhecido além da Berenice. Não deve estar sendo fácil.

Jonas - Acho uma ótima ideia. Ela vai gostar de te ver.

Tuca - Mando notícias assim que falar com ela.

Jonas - Obrigado por apoiá-la, Arthur.

Refeitório da Marra Brasil

Nacho - Davi, tem visto a menina Megan?

Davi - Desde o dia da praia, não voltei a vê-la. Já faz um mês... - Comentou bebericando o café que Nacho havia lhe preparado.

Nacho - Acho estranho não vê-la por aqui mais. Ela sempre vinha até a Marra, mesmo que por bobagens.

Davi - Também achei... Mas não sei se conseguiria olhar pra ela, fui muito grosso com ela da última vez que nos falamos. Tentei ligar á alguns dias, mas o telefone estava sempre desligado.

Nacho - Isso sim é estranho. Megan jamais desliga o telefone, é quase uma parte da cabeça dela. - Riram.

Davi - Eu sei. Queria perguntar ao Jonas, mas ele não disse nada depois daquele dia, achei melhor não tocar no assunto, principalmente aqui dentro da Marra.

Nacho - Tudo bem, vou tentar descobrir algo. Qualquer coisa te aviso. - Saiu.

Páris, França

Clínica de Rehabilitação

Megan levantou-se da cama. Estava cansada de ficar deitada o dia todo. Caminhar pelo jardim era sua única fonte de luz durante o dia. Mas tinha em mente um novo propósito, voltar ao Brasil e tentar consertar os erros que havia cometido. Sabia que fizera a mãe sofrer muito nos últimos tempos e estava disposta a reparar seus erros. Só que antes de tudo precisava ter algumas certezas antes de voltar. Apanhou o MarraBook que estava escondido embaixo da pia do banheiro, trancou a porta de entrada, sabia que ninguém iria checá-la tão cedo já que haviam acabado de sair dali. Sentou-se na cama e abriu seu e-mail, vendo o inbox lotado. Ignorou tudo e abriu uma nova caixa de texto. O remetente era Davi Reis...

Davi,

Não acho que vá me perdoar tão cedo por fazer tantas burradas. But i can't live without your presence. É estranho não te ver mais all days, não posso dizer onde estou e nem por que, ainda. Mas queria que soubesse que mesmo sendo uma idiot bad girl, ainda te amo! Sei que pode pensar que é mais um capricho de material girl, but not! I feel this desde quando te conheci, desde the first time when invadi a sala de my grandpa na Parker TV. Fiquei encantada com aquele nerdzinho beautiful and hot. Naquele momento sabia que você era the perfect boy for me. Mas sou Megan Lily, expert em confusões. O nosso first kiss was amazing! And believe, não procurei os problemas que tive. Just happening. Só que a coisa mais bonita que já aconteceu in my life foi você. The first boy que realmente amei e continuo amando. Sei que agora deve estar furioso comigo e com razão, mas peço que me perdoe por tudo que fiz. Por enquanto não nos veremos, por que preciso de um tempo para rehabilitar o meu coração. Mas assim que estiver inteira de novo, pretendo lutar com todas as forças pelo seu amor.

Megan Lilly.

Davi estava sentado, revisando pela milésima vez o pedido havia feito á fábrica que estava produzindo o Júnior. O expediente de encerrava e todos já estavam saindo. Sua cabeça ia e voltava ao último dia que tinha visto Megan, estava preocupado por não ter nenhuma notícia da loira. Havia um mês que não á via nem falava com ela. Sua cabeça estourava de dor. Resolveu ir embora e ler o pedido em casa, quando sua cabeça não o estivesse matando de dor. Levantou-se, pegou o casaco, a mochila e saiu. Quando estava no meio do corredor lembrou-se de que não havia desligado o computador e voltou a sala. Estava pronto para desligá-lo e ir para casa descansar, mas uma janela piscava na lateral indicando um novo e-mail. Ia ignorar, mas por algum motivo resolveu abri-lo. Tamanha foi a surpresa ao ver o remetente de Megan. Com pressa abriu o e-mail e começou a lê-lo, até podia ouvir a voz suave da garota em sua cabeça dizendo cada palavra.

Não sabia distinguir aquele turbilhão de sensações que o invadiam naquele momento. Nunca tinha lido algo tão sincero e verdadeiro. Megan sabia mesmo como mexer com sua cabeça. Sentou-se na cadeira, estava anestesiado. Leu e releu aquele e-mail umas trinta vezes. O sorriso brotava em seu rosto. Ela estava se arrependendo por seus erros e aquilo o deixava feliz. Estava finalmente assumindo seus erros e tentando se redimir. Mas algo lhe preocupava, ela afirmava que não se veriam por um tempo, então ela tinha saído do Rio? Seu coração parecia querer saltar pela boca. Sentia falta de vê-la, sentia falta de seu sorriso, do jeito como misturava os idiomas, de sua alegria contagiante, de seus olhos...

Em Páris, bateram na porta do quarto de Megan. Ela guardou o MarraBook e abriu a porta. Era Ann sua enfermeira.

Ann - Megan, por que não sai um pouco? Vá até o jardim tomar um pouco de sol. Sua pele está pálida.

Megan - Oh, God! Tenho que absorver um pouco de energia ou vou ficar, like, terrible! - Disse ajeitando os cabelos. - Let's go, Ann! Preciso estar beautiful quando reencontrar o Davi. - Saiu.

No Brasil, Davi desligou o computador e saiu da Marra. Pegou sua bicicleta e pedalou até a Gambiarra. Ainda estava com um sorriso no rosto.

Davi - Volta logo pra mim, maluquinha... - Sorriu ao dizer, estava deitado, mas o sono não vinha até ele. Tudo que ele pensava naquele momento era como queria ver Megan.



Notas finais do capítulo

Quero muitas reviews para o próximo, tá? Ele já será ultra/super/power Megavi :)