If not us, who? If not now, when? escrita por KaahLerman


Capítulo 12
You have a new message!


Notas iniciais do capítulo

Decepcionada com a quantidade de comentários do último capítulo :(



Mansão dos Marra - San Francisco

Megan - Yeah, mom, i'm fine! Totally! Don't worry! Call me later, bye!

Jack - Pamela ficou muito preocupada, right?

Megan - Não precisava ter contado para ela. - Reclamou.

Jack - Eu só disse o que aconteceu depois da festa. Por que ela soube pelas revista a sua saída com Robert.

Megan - Don't tell me. Tem umas cinquenta mensagens da Kristen no meu inbox. Todos os sites só falam do retorno de Megan Marra.

Jack - Antes você adorava quando falavam sobre você nos tabloides de fofoca.

Megan - Antes. Now não posso estar em sites como uma destruidora de relacionamentos entre as estrelas de Hollywood.

Jack - Isso sim, eu não consigo entender.

Megan - Whatever! Onde está o Davi?

Jack - Na Marra. Saiu á pouco tempo com Manuela.

Megan - Aquela nerdestina... - Praguejou.

Jack - Não vai sair hoje?

Megan - Later. Preciso resolver algumas coisas importantes.

Jack - Vai encontrar Robert?

Megan - No, no, ele só sabe falar de Kristen e blá, blá, blá. Tenho assuntos realmente importantes para resolver. Wish me luck! - Saiu.

A loira pegou o Gallardo na garagem e saiu. Tinha um destino certo. A ONG que vinha ajudando para crianças com leucemia. Ninguém sabia ainda, mas todo tempo que havia passado na Califórnia naquela semana foi para ajudar aquelas crianças que simplesmente a adoravam. Demorou apenas meia hora e ela estava no local. Crianças iam e vinham de todos os cantos do pátio, algumas mulheres mais velhas riam, eram as responsáveis por cuidarem das crianças. Ela entrou acenando para alguns conhecidos, passou pela recepção e pegou seu crachá de voluntária. Caminhou dois ou três corredores e entrou na sala de recreação. Lá estava a turma que adorava. Eram jovens de treze e quatorze anos que ou a idolatravam, ou a seu pai, ou a sua mãe.

Megan - Hi guys! Preparados para o nosso tempo juntos?

Todas as crianças gritaram em aprovação. A tarde foi bem divertida. Megan se ocupava em treinar a todos para uma apresentação para o fim daquele mês. Fez os desenhos dos figurinos, ajustou a coreografia, gravou os ensaios, conseguiu um patrocínio para a festa beneficente. Enfim, a tarde foi realmente produtiva.

Davi estava no escritório da Marra International. Estava testando alguns aplicativos que haviam produzido e corrigindo os bugs. Havia terminado seus relatórios e sua apresentação para os acionistas tinha sido um sucesso. Mesmo tendo feito tudo que lhe foi designado ainda faltavam duas coisas. A primeira era voltar para mansão, fazer as malas e se preparar para voltar ao Brasil naquela noite. E, é claro, levar consigo o projeto secreto que estava guardado numa pasta eletrônica trancada por senha, reconhecimento facial e impressão digital. A segunda coisa era falar com Megan. Saíra do quarto da patricinha já de manhã. Dormira um pouco e depois do almoço saiu com Manu para Marra. Sentia que precisava conversar com a loira sobre algo que nem sabia o que era. Mas precisava. Estava colocando seu casaco de volta quando Manuela entrou na sala.

Manuela - Davi, Jack ligou e disse que o jatinho já está no hangar. Temos que ir agora mesmo arrumar as malas e voltar para o Brasil.

Davi - Sério? Nossa. Tudo bem, vamos! - Saíram.

Megan estacionava em casa, animada. Tinha ideias incríveis e precisava compartilhar-las com alguém. Imediatamente pensou em Davi, com certeza o hacker adoraria suas ideias. Entrou cantando uma melodia de Beyoncé, até dançando um pouco. Encontrou Jack na sala tomando café.

Megan - Hi grandpa! See Davi?

Jack - Yeah, ele acabou de ir com Manuela para o hangar. Já devem estar embarcando.

Megan - What?

Jack - Os dois estão voltando para o Brasil, sweetie.

Megan - No, no, no! Eu preciso conversar com Davi. Agradece-lo for yesterday, for everything! Ele não pode ir embora achando que eu sou essa louca. Oh, my god! - Disse apanhando o Esperto e tentando ligar para o nerd. Tentou seguidas vezes, mas sempre caía na caixa postal. Resolveu deixar uma mensagem. Correu para o quarto, se trancando lá.

Megan - Davi. Você foi embora antes mesmo que eu pudesse te agradecer pelo que fez for me yesterday. Eu precisava conversar com você, te agradecer por tudo. Tinha que te falar sobre algo importante... Mas eu também deveria saber que você, in Califórnia with me era, like, a dream. Não poderia te deixar ir embora sem que te dissesse uma última coisa... Eu te amo, Davi. Pode pensar que é só mais um capricho, but no. I really love you. Se isso significar alguma coisa para você, volte. O que vier depois não importará. Eu te amo e se você me amar do mesmo jeito, ou achar que pode gostar de mim one day, volte. Love you!

Davi estava sentado numa das primeiras poltronas do avião. Sua cabeça ia e voltava sempre em Megan. Não conseguira falar com ela, não a vira desde a hora em que saiu do quarto naquela manhã. Queria conversar com ela, mesmo sem saber o que exatamente. Aquela little girl havia mexido com seus sentimentos, com sua cabeça. A imagem ainda estava fresca na memória dele, ela dormindo serenamente, a respiração leve, o ritmo do coração perto á ele era quase insano. Como ela sussurrava "Davi" a noite durante o sono tranquilo, sorria. A delicadeza em qualquer movimento involuntário. Todos aqueles mínimos detalhes. Seu sorriso capaz de iluminar toda San Francisco. Não conseguia tirar essas imagens da cabeça. Manuela estava logo atrás, trabalhando no MarraBook. O nerd estava tão distraído que não viu o celular tocando. Ela ia avisá-lo, mas pensou antes. Levantou-se discretamente e pegou o celular que estava em cima de uma pequena mesa. Disse que ia ao banheiro, feito isto se trancou. Viu uma mensagem de voz: Megan Lily. Furiosa começou a ouvir a mensagem...

A opção apagar foi pressionada e confirmada com êxito. Ela sorriu para o nada. Davi jamais saberia daquela mensagem, jamais voltaria para encontrar Megan e assim o caminho estaria livre para ela. Saiu do banheiro, colocou o celular de volta ao lugar, pegou o computador e continuou seu trabalho com um sorriso triunfante no rosto.

No Brasil Pamela conversava com Megan no MarraTablet. A menina estava inconsolável.

Megan - Ele poderia ao menos ter respondido, mom.

Pamela - Megan, talvez seja a hora de você esquecer esse amor por Davi. Sinto em dizer isso, mas esse garoto não te ama, sweetie.

Megan - I know! Mas o jeito que ele cuidou de mim ontem, me fez ter esperanças. Eu realmente achei que ainda dava tempo de conquistá-lo. Estava errada. - Disse tristemente.

Pamela - Vou te dizer o que fazer agora, querida. Siga seus sonhos, não pense nele. Finja que ele foi só mais um boy, like, Alex, Robert. Whatever! Mesmo que seja difícil, esqueça-o.

Megan - I will, mom! E vou conseguiu arrancar Davi de meu coração. - Falou decididamente.

Pamela - É assim que se fala. Agora vá ser feliz, Megan Lily!

Estava decidido. Ela iria esquecer Davi de qualquer jeito. Em sua cabeça, ele não merecia o amor dela. Desligou o celular e levantou-se. Ainda tinha muito trabalho a fazer. Tinha uma apresentação das crianças da ONG para organizar e as ideias afloravam em sua mente. Finalmente sairia da sombra de seus pais e faria algo que gostava, ou que estava aprendendo a gostar. Embora não fosse só aquilo, além do trabalho voluntário. Queria produzir um programa na Parker TV para abordar os temas importantes que vinha descobrindo nos últimos tempos. Definitivamente a reprogramação feita com Brian no Brasil a estava ajudando muito. Esperava libertar seu coração e finalmente conseguir seguir em frente, mesmo que seja sem Davi.



Notas finais do capítulo

Espero que tenham mais comentários, eu não gosto de ficar pedindo, mas eles são necessários para a continuação da história. Até a próxima!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "If not us, who? If not now, when?" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.