Light Of Darkness escrita por lininhaaa


Capítulo 4
IV - Lembranças




 

~*~ 

Capítulo IV - Lembranças

 

 


Sakura, Hana e as crianças resolveram ir para a casa da rosada. O transplante já tinha acabado e como estava em seu dia de folga, decidiu passar o dia com a sua única família naquela cidade enorme.

- Comporte-se Hikaru  e não faça bagunça no quarto da sua tia!- exclamou Hana.

Em resposta ouviu um “Tá bom, mãe...” gritado pelo menino  já do quarto de Sakura.

- Vou fazer um chá para tomarmos. – anunciou levantando-se da mesa.

Hana percebeu o quanto Sakura estava fria e distante e sabia muito bem que os comentários ditos no hospital não haviam agradado a rosada. Tudo o que ela queria, era ver sua irmã mais nova feliz.

- Saky-chan. Desculpe pelo que eu disse... Em momento algum quis te deixar chateada. Apenas quero te ver feliz... Ainda mais depois de tudo que aconteceu!

Sakura  não disse uma só palavra. Sabia o quanto Hana queria vê-la feliz, mas do que adiantava se ela mesma não esquecia o passado que a magoava?

- Saky-chan? Não vai me dizer nada?

- Você está certa. Eu sei que preciso viver a minha vida, Hana...

- Apenas disse aquelas coisas porque você é jovem, bonita, inteligente... Merece conhecer uma pessoa boa! – Hana pegou na mão da irmã e sorriu. – Só falei tudo aquilo para o seu próprio bem.

As duas conversaram durante boa parte da tarde. Conversaram sobre coisas banais e Sakura perguntou sobre sua mãe. Há quatro meses não a via devido aos plantões constantes e ao seu mais novo cargo. Depois, brincaram com Hikaru e Lanna até que Hana percebeu que estava ficando tarde e resolveu ir embora.

Quando Sakura fechou a porta atrás de si e olhou para o apartamento vazio, sentiu a tristeza de horas atrás voltar. A vida independente que tanto almejou quando entrou na faculdade, não era tudo aquilo que imaginou. Apesar de ter sua privacidade e liberdade para fazer o que bem entender, sua vida era vazia e solitária.

Ela atravessou a sala e entrou em um pequeno corredor onde haviam duas portas. Uma correspondia a porta do banheiro e outra a do seu quarto. Entrando em seu quarto, agachou-se e pegou uma pequena caixa de debaixo da cama. Lá era onde Sakura guardava algumas recordações, como álbuns de fotografias, cartas dos amigos e pequenos objetos que ganhara na sua infância.

Sentou-se na cama com a caixa um pouco empoeirada em seu colo e a destampou, para logo em seguida, pegar um pequeno álbum de capa cor de rosa.

“Lembranças”

Era essa a palavra que estava escrita na capa do álbum.   

Começou a folhear as páginas contendo diversas fotos de sua infância e adolescência. Viu suas velhas amigas de infância como Ino e Hinata, que ainda estava presente em sua vida até hoje. Infelizmente, Ino casou e mudou-se para o Canadá. De vez em quando, a loira lhe escrevia e-mails, mas depois que teve os gêmeos Yori e Yumi, as coisas tornaram-se mais complicadas.

Sakura virou mais uma página e viu a foto do casamento de Ino. A loira havia casado com o namorado logo após ter terminado o ensino médio.

 Passou os olhos por toda a foto e lá estava Sai e Ino no centro da foto, do lado esquerdo Neji e Hinata, padrinhos do noivo e do lado direito, ela e Sasuke, padrinhos da noiva.

Assim como os noivos, Sasuke estava abraçado a ela pela cintura... e sorrindo. Era difícil vê-lo sorrir.

Ela retirou aquela foto do lugar onde estava e virou-a, lendo os dizeres que Ino lhe escreveu:

“ Obrigada por estar no dia mais importante da minha vida, testuda. Logo serão você e Sasuke no centro da foto, não é?! E é bom que Sai e eu estejamos do lado direito ouviu ?

Amo você, testudinha!

De sua amiga,

Ino-porca.”

Ao terminar de ler, Sakura riu. Todos na foto seguiram suas vidas... Neji casou-se com Tenten, uma moça que conheceu na faculdade. Hinata conheceu Naruto e já estava a mais de dois anos namorando. E Sasuke,  continuou sua vida... Sem ela.

Nunca mais teve notícias Sasuke depois daquele dia... 

Flash Back On

Sakura acordou mais disposta que o normal para uma sexta-feira chuvosa. Talvez a felicidade de estar completando três anos de namoro com Sasuke, fosse motivo suficiente para a disposição daquela manhã.  Além disso, há exatamente dois meses, tinha se formado no colegial e finalmente, entraria na faculdade de medicina e realizaria  seu maior sonho.

Levantou-se preguiçosamente da cama, quando ao estreitar os olhos, viu o visor do celular piscando.

- Nova mensagem de voz... – leu. 

“Sakura, sou eu. Preciso falar com você... me encontre no parque por volta das onze horas!”

- Estranho... – murmurou para si mesma. Sakura sabia que Sasuke não era a pessoa mais romântica do mundo, mas seu  tom de voz estava tão seco. – Deve ter acontecido alguma coisa.

-----------------------

Eram exatamente dez e meia, quando ela chegou ao parque e o viu sentado em um banco que se localizava debaixo de uma árvore. Estava de cabeça baixa e era impossível ver para onde ele estava olhando.

Sakura estava com um embrulho nas mãos. Dias antes, ela tinha comprado o presente que daria para Sasuke naquele dia. Era um porta-retrato de vidro com a primeira foto que tiraram juntos. Apertou o embrulho em suas mãos e seguiu até onde ele estava.

- Sasuke-kun...

Ela levantou a cabeça e olhou-a diretamente nos olhos. Depois, desviou seus olhos para o pacote vermelho que estava nas mãos dela e torceu a expressão.

- O que aconteceu, Sasuke-kun? – perguntou fitando-o. – Você parece preocupado.

Ele se virou para o lado e lhe deu um pequeno buque de sakuras, enquanto dava um sorriso triste.

- Para você... – murmurou sem olhá-la.

Mesmo não olhando-a nos olhos, sabia que aqueles olhos verdes estavam brilhando. Sabia o quanto ela gostava daquele tipo de flor, não só por ter o mesmo nome que elas, mas sim porque emanavam um cheiro de cereja... assim como ela.

- Obrigada, Sasuke-kun. Eu...

- Eu vou embora, Sakura! – disparou.

- D-do que está falando, Sasuke?! – perguntou ela, enquanto tirava o buque de perto de seu rosto.

- Vou me mudar de Tóquio... vou para Konoha!

- Ko...noha? M-mas e como... como vamos fazer para nos vermos? – perguntou com a voz embargada de tristeza.

Ele não respondeu nada, apenas abaixou os olhos.

- Você tá terminando comigo?

Novamente não obteve resposta. Sakura encarou-o por longos segundos e depois olhou para o ramo de flores em suas mãos. Toda a disposição que sentia naquela manhã, já tinha  sumido... ao invés disso, sentiu uma tristeza tomar conta de si.

- Você precisa entender, Sakura. Preciso me mudar! Será melhor para mim... e para você também! Há algumas coisas que talvez você não entenderá agora mas...

– Por que não me disse isso antes? Você sabia disso há quanto tempo?

- Há alguns meses... – murmurou com receio. Sasuke percebeu o rosto dela se contorcer. – Mas não tive coragem de te dizer.

Sakura fitou o chão, totalmente perdida em pensamentos. As imagens deles voltavam em sua cabeça, desde o primeiro dia em que se viram, até aquele momento. Porém, ela voltou a realidade quando sentiu o calor da mão dele sobre a sua.

- Sakura, eu... - Ele foi interrompido por um tapa seguido do buque sendo arremessado contra si.

- Cala a boca! – gritou em lágrimas. – Eu te odeio! Como pôde me enganar? Sempre achei que o que as pessoas falavam sobre você era mentira! Como pude ser tão tola a esse ponto? – perguntou para si mesma.

Ela jogou o presente que daria a ele num canto qualquer do parque e saiu correndo, deixando-o sozinho. 

Flash Back Off

Quando deu por si, estava com uma cópia da mesma foto que iria dar a ele naquele dia. Na foto, Sakura dava um beijo no rosto do Uchiha, que sorria abertamente.

Somente depois de muito tempo, soube os reais motivos de Sasuke tê-la deixado em Tóquio. Ele estava doente, e apesar de ali ter médicos renomados e tratamentos bons, sua família era humilde e não tinham dinheiro suficiente para manter seu tratamento em Tóquio.

Por um milagre, descobriram um lugar onde tratá-lo... E esse lugar era Konoha. Apesar de ser uma cidade pequena e interiorana, o tratamento era dez vezes mais barato, porém demoraria um pouco mais para se curar.

Mas apesar disso, ele nunca mais voltou a procurá-la. Sabia que ele tinha se curado, o que já era um grande alívio... Porém, ele não voltou.

- Perdi tempo demais achando que você voltaria, Sasuke... – disse para a foto que segurava. – Vou recomeçar a minha vida, assim como você recomeçou a sua!

 

~*~

 

Não muito longe dali, Sasuke estava em um café pouco movimentado do centro de Tóquio. Estava feliz por ser o mais novo empregado da Hyuuga’s Company. Provavelmente seria o primeiro de muitos trabalhos grandiosos que ainda teria pela frente.

Saiu de seus pensamentos, quando a garçonete aproximou-se com o café que havia pedido a minutos. Ele agradeceu apenas com um sorriso de canto e  concentrou-se em tomar a bebida.

Ficou ali por mais ou menos vinte minutos. Ora tomava o café, ora olhava as pessoas que passavam pelas ruas. Decidiu que precisa ir embora e contar a notícia a Naruto, que nos últimos dez minutos ligara tentando saber alguma coisa.

Quando pegou o dinheiro da carteira, seu amuleto da sorte caiu de um de seus bolsos. Sasuke agachou-se para pegar e desdobrou uma foto. A primeira foto deles.

Flash Back On

Quando Sakura saiu correndo em prantos do parque, ele sentiu-se um lixo. Precisava omitir a verdade para  ela. Se ela soubesse o real motivo que fez com que ele saísse da cidade para mudar-se para Konoha, sofreria demais e, apesar de tudo, Sasuke não queria que vê-la  sofrer.

– Eu te odeio!-  Era apenas isso que ele lembrava que Sakura lhe dissera. O resto das coisas que ela disse se apagaram de sua mente.

Depois de algum tempo parado, viu o pacote que Sakura trazia nas mãos, jogado próximo de onde eles tiveram sua última discussão. Andou rápido e pegou-o do chão. Quando  desembrulhou viu um porta retrato de vidro quebrado.

Provavelmente, ela jogou com tanta raiva, que até aquele vidro tão resistente havia se partido. Com cuidado, tirou os cacos que sobraram ao redor da foto deles e sorriu.

Flash Back Off

Desde aquele dia, Sasuke guardava aquela foto que considerava seu amuleto. Não era um homem supersticioso, mas de certa forma aquela foto o confortava e lhe dava forças.

Sempre que ia a uma entrevista de emprego ou qualquer outro lugar, a olhava por alguns segundos e em seguida, lia os dizeres que ela tinha escrito naquele dia. 

“Não importa o que aconteça...

Não importa onde você esteja...

Saiba que eu sempre estarei com você e o mais importante... Que eu sempre te amarei, Sasuke-kun!” 

Sakura Haruno

Sasuke sorriu ao ler. Realmente, ela era seu amuleto da sorte. E quem sabe, aquela foto não o ajudaria a encontrá-la?! 

 

 

 

 

************************

Continua



Notas finais do capítulo

Depois do Nyah testar a minha paciência por quase 3 dias, estou postando!

Desculpem a demora, mas o Nyah, a internet e o MSN não vão com a minha cara! -.-

As coisas começaram a se esclarecer, perceberam?! Era ela que chamava ele de Sasuke-kun!
*capota*
Bom, gente, essa semana eu ficarei off, porque vou viajar e voltarei no domingo!
Espero que tenham gostado do capítulo! '
Ahhh... ele será dedicado a uma pessoa que está tornando-se idosa: Camila-chaaan! >.< Ela mereceee! o/ Espero ter bastante reviews para responder no domingo, viu! Obs.: Fiz uma One-shot/songfic da nossa amada Sakura-chan! Contém spoilers do mangá e do Anime, mas ficaria feliz se vocês lessem. Claro, quem quiser! -.- Link: http://fanfiction.nyah.com.br/historia/56760/O_Amor_Esta_Aqui Criticas/elogios/sugestões? – Mande um review! Os dedos não vão cair... e caso isso ocorra... Bom, não vai acontecer! Eu “garantcho” ! xD *se bate* Recomendem a fic! Beijooo genteee! :****