The Nobel's curse escrita por Doutora Theory


Capítulo 15
Reasons


Notas iniciais do capítulo

Oie, capitulo novo :D
Fim do ano parece que ja começou, tudo decorado, milhões de festas >< formatura, provas :( eles querem mesmo me ver sem tempo.
Esse capitulo sera focado no Sheldon e no Leonard, queria fazer mais mas seria muita coisa. Espero que gostem :D
Beijokas.



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/548757/chapter/15

Um tempo após todos acordarem, Sheldon recebeu uma mensagem de Leonard pedindo para que encontrasse com ele a noite, sem o conhecimento de ninguém.

–Algum problema?- Amy se dirige em direção a ele, que pela decima vez olhava para a mensagem em seu celular, não que estivesse nervoso, mas estava com medo de contar para alguém.

–Não, nenhum. - Ele guarda o celular. –Você esta bonita hoje.

–Obrigada, você também parece bem. - Ele sorri para o sucesso da alteração de assunto na conversa.

–Então.- Amy suspira. –O que você quer fazer hoje?

–Isso é algum exemplo de insinuação para a relação sexual?- Amy pula com o susto.

–O que? Claro que não!

–Hm...Então eu acho que devemos ir a sala de cinema.

–O cinema parece uma ótima ideia, amanha vamos à praia, que tal?

–Você quer ir à paia? Aquele lugar cheio de germes?- Ele faz cara de nojo.

–Eu não queria ir primeiramente, mas Penny me convenceu.

–Penny! Claro, ela é uma manipuladora mesmo!- Amy fechou a cara para aquela reação, sem ter ideia do que ele estava falando.

–Por que Penny é uma manipuladora? É só a praia.

–Não é obvio que “ir a praia” é apenas um argumento para te fazer usar um biquinha na esperança de me manipular. -Sheldon olha em sua direção bravo, Amy apenas ri.

–Sheldon se esse é seu real problema, você não deve culpar a Penny. Não se preocupe, eu prometo que vou estar coberta por uma toalha na maior parte do tempo. - Ele jogou um suspiro antes de sair para o almoço, Amy apenas ficou atrás tentando segurar o riso.

–Sheldon! Amy!- Penny chegou rapidamente pela porta, assustando os dois com seu humor acima do normal.

–Bestie...- Amy faz um tom de duvida, pedindo para que ela continue a falar.

–Então, prontos para o almoço? Eu acho que é um ótimo dia para camarão! Posso falar com você Sheldon?-Ela fala rápido, deixando um olhar de duvida nos dois.

–Hm...É, estamos prontos. Não é um bom dia para camarões e sim para lagosta e sim, você pode falar comigo.- Sheldon responde com calma.

–Ótimo, é particular então...Amy.

–Ok vou sair, encontro vocês no restaurante. - Ela manda um tchau e sengue em direção ao elevador, Penny parece inquieta.

–Sim?

–Vamos para dentro, eu preciso conversar com você.- Ela empurrou a porta e logo se sentou na beirada da cama, Sheldon a olhou ríspido, a deixando saber que tinha invadido seu espaço.

–Sheldon, eu me lembrei de uma coisa da noite passada. – Seu tom de terror não teve efeito algum sobre Sheldon, que seguiu calmo.

–Eu também me lembrei, Raj bateu a cabeça e você brigou com ele.- Penny o olhou irritada.

–Eu me lembrei de uma coisa relacionada a você.

–O que eu fiz?- Ele parece se tornar consciente que qualquer coisa esta por vir.

–Você disse...ou melhor, você gritou aquela coisa.

–.....Que coisa? - Penny soltou seus braços frustrada.

–As três palavras Sheldon, você disse aquilo.- Ele continua com seus olhar sem entender.

–Eu disse?

–Sim!- Penny da um sorriso.

–.....O que?- O olhar dele ainda esta com medo, Penny revira os olhos.

–Você disse para Amy que a amava, eu me lembro disso claramente.

–Desculpe, você deve ter tido alucinações, não tem como eu ter dito isso para ela.- Sheldon tenta se defender enquanto força sua mente a se lembrar se realmente aconteceu.

–Então você não a ama?-Seu olhar subiu.

–Não foi o que eu quis dizer.

–Então você a ama?

–Eu também não disse isso.

–Você disse enquanto estava bêbado.- O olhar malicioso de Penny cai sobre a carranca de Sheldon, que se vira.

–Acho melhor continuarmos essa conversa mais tarde, não posso me atrasar para o almoço.

–É de sua escolha- Ela tentou esconder o tom sarcástico, mesmo sabendo que era Sheldon ali.- Vou almoçar com vocês, onde vão?

–Vai almoçar com a gente?- Ele levanta as sobrancelhas.

–Leonard sumiu, eu me sinto horrível então é, vou almoçar com vocês.

Sheldon fingiu não notar o quão mal Penny estava disfarçando estar bem, ela tinha lagrimas nos olhos o tempo todo. Por outro lado, ele não podia contar a ela onde Leonard realmente estava...ele não podia contar iria encontra-lo naquela tarde.

^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

Leonard estava pagando mais umas diárias no hotel onde decidira ficar, os problemas tumultuam a mente dele, que sabia que não estava pronto para voltar, pelo menos não depois de apenas um dia e meio desaparecido. Quando chegasse, sabia o tipo de pergunta que iria encontrar e não era o que queria agora, por mais estranho que seja, o que ele queria era falar com Sheldon e se sentiu aliviado quando viu o amigo chegar na porta do hotel.

–Oi..- Sheldon não parecia nem um pouco contente de o ver, isso deixou Leonard angustiado.

–Oi..Esta tudo bem?

–Fora o fato de você ter fugido e todos pensarem que esta desaparecido levando Penny a um choro histérico e uma noite de bebidas da qual nunca me lembrarei totalmente.

–Hm...Esta do jeito que eu imaginei então- Sheldon revira os olhos.

–Você sabe que eu não concordo com fugir de um hotel cinco estrelas para vir para cá apenas porque não pode se casar com a namorada.

–Eu não me importo, já tive muitos problemas e ficar iria só aumentar.

–Você esta se sentindo pressionado por que sua mãe disse que te mataria se você se casasse com ela.- Leonard olha para ele espantado.

–Quem? Como? Por que você sabe disso?- A cara de espanto de Leonard faz Sheldon soltar um riso como deboche.

–Eu falei com a sua mãe, é a primeira vez que ouço ela dizer algo que não concordo.

–Se chama “Opiniões próprias” Sheldon.

–Não preciso disso, eu sou superior. Eu até ganhei um Nobel.

–Uma pessoa que não aguenta ficar cinco minutos sem a namorada é muito superior. - O tom de sarcasmo usado por Leonard faz Sheldon estremecer de raiva.

–Quem te contou?

–Ninguém precisou, é só observar, se você pudesse a seguiria até ao banheiro.- Ele fez genstos com as mãos, indicando como ele estava correndo atrás dela.

–Me lembro de você sendo do mesmo jeito com a Penny.

–Eu nem estou falando com ela.- Sheldon e Leonard tem olhares tristes agora.

–É por causa daquela coisa de manipulação? Se for o fato de você já ter sido manipulado e ferido antes, saiba que não vai acontecer comigo.

–Não é totalmente por causa disso, mas ela foi longe demais, contratar pessoas para dar em cima da sua namorada. - Sheldon engasga.

–Ela fez o que???

–Você pode consertar isso quando voltar- Sheldon solta um grunhido frustrado.

–Vai me dizer o real motivo de ter saído aquela noite? Foi o único motivo de eu vir aqui.- Leonard franze a testa.

–Vou te contar a conversa que eu tive com Penny uns dias antes da viagem....e a noticia que acabei de receber.


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

É isso :3 não deixem de comentar, quero saber se esta bom e o que precisa melhorar >.>
Bjss na testa da Doutora.