Uma Saga de Amor escrita por isah_marie


Capítulo 2
Capítulo 2


Notas iniciais do capítulo

Bella Dança



Três casais chegaram a Forks a fim de conhecer a cidade mais fria e chuvosa do condado dos EUA. Alice e Jasper estavam casados há três anos, Rosalie e Emmett há cinco anos e Edward e Tanya há três meses.

Deixaram suas coisas no quarto do hotel mais caro e luxuoso, o único, de Forks e saíram para o bar...

-Eu acho que nós deveríamos procurar algo para fazer – Disse Alice bebericando seu Martine. – Talvez uma aula de tênis, canto ou dança, quem sabe? – Os olhos dela brilhavam a cada palavra dita.

-Hum... Verdade, eu acho uma ótima idéia. – Disse Rosalie.

-Desde que ninguém olhe para o meu Edward, eu também topo. – Disse Tanya beijando o marido irritado.

-Ok. – Disse Alice revirando os olhos para a cunhada. - Eu vou perguntar para a recepcionista sobre as atividades do hotel, vamos Jazz? – Chamou o marido.

Os outros ficaram sentados esperando a baixinha voltar com informações. Edward estava internamente arrependido de ter vindo com seus irmãos e cunhados para essa ridícula viagem de férias na época mais favorável do ano para os empresários, bebendo seu whisky tentava disfarçar mais não conseguia, tinha deixado um grande negócio mal resolvido, sua esposa já estava deixando-o atordoado, ele mesmo não sabia o porquê de ter casado com Tanya, talvez por que não queria ficar sozinho, talvez!

Alice chegou até a recepcionista com um largo sorriso e Jasper logo atrás.

-Boa tarde, eu gostaria de saber se vocês têm algum numero de academia de dança, é que nós vamos ficar aqui por longos dois meses e meio e gostaríamos de diversão. – Explicou Alice com as pequeninas mãos juntas.

-Nós temos o número da academia, mas... – Disse Ângela a recepcionista olhando dos lados. – Eu tenho uma amiga ela é uma ótima professora de dança, eu recomendo ela para todos que procuram e nunca disseram algo ruim sobre ela, posso passar o número dela para vocês? – Perguntou Ângela.

-Claro! –Respondeu Alice.

Ângela procurou e entregou o cartão de Isabella Swan, professora de dança.

-Obrigada, querida! – Falou Alice, colocando 50 dólares em cima do balcão de Ângela e saindo rapidamente com Jasper.

-Obrigada! – Disse Ângela, pegando o dinheiro e o guardando em sua bolsa rapidamente.

-Vamos telefonar agora, quem sabe nós não acertamos tudo hoje mesmo! – Disse Alice olhando Jasper.

-Acho bom, amor. – Disse Jasper colocando uma mão na cintura da esposa e a levando em direção a piscina. – Telefone daqui, o sinal é melhor.

_______________________________ *__*_______________________________________

Em uma pequena varanda perto do rio límpido, encontrava-se Isabella, tomando chá de hortelã, a deixava relaxada e sem rugas, Isabella era uma ótima professora de dança, formada em arte contemporânea em seu currículo constava variadas especializações em dança, começou ballet aos quatro anos de idade, sapateado aos 12 e com 15 aprendeu dança árabe e dança latina.

Sua mãe dona de uma academia de dança a fazia treinar todos os dias, Isabella ganhou vários troféus.

Imersa em pensamentos sobressaltou-se com o toque do celular, olhou o visor, era um número desconhecido.

-Alô? – Respondeu Alice quando Isabella atendeu ao telefone- A professora Isabella está?

-Olá, sou eu mesma. – Respondeu Isabella.

-Oi, eu sou Alice, eu e minha família vamos ficar aqui algum tempo e gostaríamos de aulas de dança.

-Quantos dias da semana? – Perguntou Isabella na tentativa de despachar para uma de suas amigas esse serviço.

-Três dias. – Respondeu Alice.

-Eu não gosto de tratar de negócios por telefone, podemos nos encontrar amanhã? – Perguntou Bella olhando o rio que passava perto de sua belíssima casa.

-Oh, poderia vir aqui em nosso hotel? Poderíamos conversar hoje? – Perguntou Alice.

-Saint hotel? – Perguntou Bella.

-Sim, esse mesmo, eu vou te aguardar no bar. – Disse Alice.

-Ok, tchau! – Disse Bella.

-Tchau! – Respondeu Alice.

Isabella arrumou o chalé que estava cobrindo seus braços e rumou para dentro de sua casa.

Passou pela cozinha dando pequenas ordens para Lucy sua empregada á tempos e seguiu para o banheiro a fim de tomar banho, se demorou no banho, vestiu um roupão e secou os cabelos os arrumando em um rabo no topo da cabeça, não deixou nenhum fio fora do lugar, era muito perfeccionista, nunca aceitou desorganização. Perfumou-se e foi para o seu closet, precisava de uma roupa pesada, o frio estava rigoroso nesses últimos meses, escolheu uma calça jeans, uma blusa comprida de lã cinza, colocou um cinto preto na cintura, calçou um bota de cano alto preta com o salto prateado, passou uma maquiagem leve, pegou o sobretudo preto, a bolsa com seus pertences e saiu de casa deixando o recado que não voltaria tarde.

____________________________________*_*______________________________________

 

-E pela voz dela Alice? Como você acha que ela é? – Perguntou Rosalie.

-Tomara que seja bem velha e horrorosa! – Disse Tanya, deixando o marido cada vez mais aborrecido com seus comentários maldosos.

-Ela me parece ser jovem e a voz... – Alice parou e refletiu – Me parece a de Ed... – Olhou para o irmão. – De alguém triste.

-Hum... – Murmurou Jasper. – Será que é aquela mulher ali. – Apontou para uma jovem que acabara de entrar no bar do hotel, Alice se levantou caminhou elegantemente até ela.

-Isabella? – Perguntou Alice.

-Sim, você é a Alice? – Perguntou Bella, olhando a pequena mulher que estava em sua frente.

-Sim, venha minha família esta ali. – Apontou todos os jovens. – Queremos acertar tudo com você, o quanto antes, venha! – Falou Alice puxando Bella pela mão.

-Pessoal essa é Isabella Swan professora de dança. – Todos olharam bestificados para a linda mulher. – Isabella minha família, Emmett meu irmão, – Gesticulou o grandão – casado com Rosálie, – A loira sentada ao seu lado - meu marido Jasper, – Sentado ao lado da loira – e minha queridíssima cunhada Tanya - Que estava do outro lado da mesa – e meu irmão Edward. – Apontou um belo rapaz com profundas olheiras, com o olhar triste.

-Boa noite. – Respondeu Isabella – Gostaria de conversar a sós com você Alice, sobre a agenda de aula.

-Claro, venha vamos sentar em uma mesa separada. – falou Alice apontando uma mesa do outro lado do salão.

Caminharam até lá com muita classe, mulheres e homens pararam para vê-las passar. Pediram água para beber, Isabella não ingeria álcool, acertaram os detalhes de quantos ficaria cada aula e quantos dias da semana seria, iriam à academia de Isabella três vezes na semana e ficariam lá por 1 hora e meia.

O outro dia chegou rápido, Bella tomou um banho quente e demorado, tinha que estar bem para sua primeira aula, marcou as aulas logo pela manhã.

Colocou roupas de ginásticas por baixo e uma calça jeans com uma blusa grossa por cima, junto com uma sapatilha.

Tomou um belo café e saiu rumo á cidade, sua casa ficava afastada, depois da perda de seu marido e de sua irmã, Bella evitava lugares rodeados de pessoas.

Não demorou muito a chegar, os funcionários já estavam trabalhando, Bella se afastou de tudo e de todos com a traição, mais sua academia não parou, foi a caminho dos vestiários e encontrou suas colegas.

-Bella? Nossa que saudades de você! – Disse Mary.

-Oi meninas, também senti saudades. – Disse Bella abraçando as amigas.

-E então o que a atrás aqui? – Perguntou Cecília.

-Vim dar aula para um grupo – Disse Bella tirando as roupas e ficando apenas das de ginásticas. – Vou indo, meninas, nos vemos. – Disse Bella acenando e saindo em direção ao seu estúdio de dança, onde já estavam todos os Cullens.

-Bom dia. – Disse Bella se colocando em frente a todos.

-Bom dia. – Responderam em coro.

-Hoje eu vou falar algumas coisas básicas e irei ver a elasticidade de cada um, para saber no que eu tenho que trabalhar mais em cada uma de vocês, ok? – Disse Bella.

-Sim, sim! – Respondeu Alice animadamente.

-Eu vou pedir para que vocês sempre que possível vir de roupas leves por debaixo da roupa de frio, é mais fácil para dançar assim. As músicas que vocês quiserem aprender eu estarei disposta a ensinar, quero dançar com cada um de vocês para saber a flexibilidade do corpo de cada um, até onde agüentam. Alice poderia ser a primeira? – Perguntou Bella para a baixinha que levantou em um salto e se pôs de pé a seu lado.

-Claro! – Falou sorrindo.

Alice emanava felicidade, mais não era o suficiente para aquietar o coração de Isabella.

-Então vamos começar com uma música clássica. – Disse Bella. – Eu serei o homem de todos vocês.

Colocou uma mão nas costas de Alice e guiou as mãos de Alice para o seu ombro, começaram com pequenos passos...

-Não podem colocar as mãos no braço do seu companheiro senão vocês irão prender os movimentos. – Disse Bella arrumando a mão de Alice.

Após uma musica dançando com Alice, Bella chamou Jasper, que era tímido e isso o deixou contraído para dançar, depois foi Rosalie era menos tímida por isso foi fácil se soltar, Emmett era duro demais, Bella trabalharia mais nisso, Tanya também era dura e pisou inúmeras vezes nos pés de Isabella, Chegou à vez de Edward.

-Eu serei o homem e você a minha companheira. – Disse Edward no ouvido de Isabella a fazendo estremecer, colocou as mãos na cintura da moça, ela tentou colocar as mãos de Edward no lugar mais ele não mexeu nenhum centímetro. - Vamos Bella só uma dança – Disse sensualmente no ouvido da mulher que estava mexendo loucamente com sua cabeça, Bella obedecendo colocou as mãos no ombro de Edward e se deixou levar pela musica... Como professora.

Não dançava assim com alguém á tempos, desde quando ELE fora embora.

Bella se desvencilhou dos braços de Edward, o encarou e voltou para o som desligando o aparelho.

-Por hoje é só, eu vou mostrar os armários e o vestiário. – Disse Bella abrindo a porta de vidro, mostrando o corredor de armários e a porta de vestiários femininos e masculinos.

-Obrigada, Bella! – Disse Alice indo em direção ao vestiário com as cunhadas.

-Ei Lice, que intimidade é essa com a fessora?– Perguntou Emmett.

-Ah... Acho bonito Bella, combina com ela, não é Edward? – Perguntou Alice para o irmão que estava perdido em pensamentos.

-É... sim. – Disse Edward.

Tanya saiu pisando firme em direção ao banheiro, deixando todos atônitos.

-Legal Alice. Obrigada, agora vou ter que me resolver com essa chata. – Disse Edward entrando no banheiro zangado.

Todos entraram no banheiro para tomar banho e se trocar, Tanya começou a reclamar.

-Eu odiei esse lugar, odiei tudo! E aquela professora de quinta quem ela pensa que é para dar em cima do MEU Edward, foi difícil fisgar ele agora essa lambisgóia chega e acha que tem o poder de pegá-lo! – Disse Tanya arrumando o cabelo. – Rose, você acha que não estou certa?

-Eu não acho nada Tanya... – Disse rose penteando os longos cabelos.

-E... Ah, você Alice, me odeia então deve ter amado ela não é? – Perguntou Tanya virando-se para encarar Isabella e Alice lado a lado.

-Não se preocupe comigo Tanya, eu não vou roubá-lo de você, não sou esse tipo de mulher fútil que você pensa, eu já passei por isso não gostaria que ninguém passasse, apenas curta as minhas aulas, mas se acha que eu sou de quinta, procure melhor professor em Seattle ou em Port Angels, quem sabe lá não tem alguém mais graduado que eu, já que os meus diplomas não significam nada pra você, não é? – Perguntou Bella friamente. – Seu silêncio responde a minha pergunta, antes de julgar pela capa procure saber o conteúdo Tanya, você não me conhece! – Disse Isabella e saiu do vestiário dando de cara com os meninos.

-As meninas estão ai dentro? – Perguntou Jasper.

-Sim, já estão saindo, com licença meninos vou indo. Até depois de amanhã. – Disse Bella seguindo para fora da academia, entrou no carro e seguiu rapidamente para casa, as palavras que foram proferidas para Tanya não abalaram Bella, ela guardava isso para dizer a outra pessoa não com as mesmas palavras, mais cheias de farpas como essas.

________________________________________*_*__________________________________

-Muito bem Tanya você podia ter ficado quieta. – Disse rose saindo do banheiro.

-Rosalie Hale, fique quieta! – Disse Tanya saindo do banheiro também.

Alice foi atrás encontrando com todos no corredor, segurou o braço da cunhada e a fez a encarar.

-Olha bem aqui nos meus olhos, sua vagabunda, ela é minha amiga, então tenha mais educação quando for falar com ela, ok? – Gritou Alice e saiu arrastando o marido junto.

__________________________________*_*________________________________________

Colocou o carro na garagem e entrou pela cozinha, viu a empregada fazendo bolo.

-Bolo de laranja? – Perguntou Bella.

-A senhora sempre gostou. – Disse Lucy.

-Eu vou tomar um banho estou exausta, talvez eu desça para comer, mas senão me leve um lanche na varanda do meu quarto. – Disse Isabella sem demonstrar nenhuma emoção, saiu logo em seguida rumo ao banheiro.

-Pobre Bella, o que você fez com a sua irmã, Renesmee? – Falou Lucy para si mesmo, voltando a preparar o bolo e agora preparando uma bandeja para Bella.

Tomou um banho demorado colocou roupas largas e sentou-se na cama olhando as fotos que a corroíam todos os dias.

Jacob seu ex-marido e sua irmã, Renesmee, seus pais, seus avós, amigos, todos os que fizeram parte da vida de Isabella, agora estavam distante, os mais próximos eram seus pais, mais quase não os via.

Casou-se aos 23 anos com Jacob Black, após alguns meses de casados, a irmã de Bella veio morar com o casal, mal sabia Bella que estava cometendo pior erro de sua vida, ficaram juntos três meses, Bella trabalhava na academia e Jacob em seu escritório de advocacia, Bella não sabia do envolvimento da irmã com o seu marido, sempre que Bella saia os dois se amavam loucamente, até que marcaram de fugir, Bella não sabia que Jacob já estava com tudo pronto, desde o divórcio até as malas, Jacob assinou e deixou o documento em cima da cama de Bella.

Bella chegou mais cedo em casa e estava indo para o quarto trocar de roupa, quando escutou...

-Eu te amo, Renesmee. – Disse Jacob, o coração de Bella disparou.

-Eu também Jake, mais a Bella... – Disse Renesmee antes de ser interrompida por um beijo.

Bella não ouviu mais nada, saiu rumo ao quarto a fim de jogar todas as roupas de Jacob pela janela, mais não as encontrou, viu um envelope em cima da cama, o abriu e chorou ao ver a assinatura do ex-marido, ouviu um barulho de carro e foi na janela olhar pela ultima vez os traidores.

Renesmee viu o carro de Isabella parado na garagem, olhou para a janela e viu a irmã a olhando com desprezo e ódio, entrou correndo no carro e arrancaram deixando uma Isabella aos pedaços.

Relembrar isso fazia Isabella querer morrer, Bella já tinha 25 anos, há dois anos, foi deixada, traída, apunhalada pela própria irmã e pelo ex-marido. Afastou-se de tudo e de todos, às vezes ia à academia, nunca mais saiu para eventos, se tornou uma mulher fria e sem sentimentos, ela pensava que era assim, mais se sentiu viva dançando com aquele homem casado, assustou-se com o barulho da mesa da varanda, olhou Lucy pondo com muito cuidado a ceia para ela.

-Sua mãe ligou Bella. – Disse a velha empregada.

-Ok. – Respondeu Isabella sem demonstrar emoção.

-Querida, vamos tenha animo! A vida não acabou, por mais que você pense o contrário, reaja você é linda saudável, corajosa, tenha garra! Não deixe que o passado atormente seu futuro. – Disse Lucy sentando-se ao lado de Bella. – Volte a tocar, a pintar, você os fazia tão bem... E as aulas de hipismo? Vamos cadê a Isabella que eu criei desde bebê? – Disse Lucy olhando atentamente o rosto inexpressivo de Bella.

-Acho que aquela Bella, não voltará nunca mais... – Disse Bella, sorrindo sem humor. – Obrigada pelas palavras Lucy, vou cear. – Disse e foi para a varanda deixando a empregada a olhando com pena.

Bela comeu devagar e depois foi para o estúdio onde teria um pouco de paz, olhou as fotos de quando cavalgava os prêmios ganhos, os títulos conseguidos, olhou o lindo piano de calda cor de mogno, sentou-se em sua frente e dedilhou a sua musica preferida.

Na cozinha, Lucy escutou a sinfonia de Bella e suspirou...

-Pois eu ainda acho que essa Bella irá voltar. Não deixe que a minha menina se esqueça da vida senhor, ilumine bons caminhos para ela, mostre um bom rapaz para ela a fazendo esquecer aquele que feriu seu coração. – Disse Lucy com um largo sorriso lavando a louça.

________________*-*_________________________*-*__________________________

Á noite os casais desceram para a piscina do hotel, que ficava bem iluminada e as águas eram esquentadas em temperaturas altas, Edward fora o único que não entrou na água ficou bebendo uísque na borda da piscina, ainda pensando na professora.

-Ei! – chamou Alice.

-Hey, pequena! – respondeu, olhando-a sentar ao seu lado.

-Parece que Bella não sai da cabeça de alguém, não é mesmo? – disse Alice sorrindo para o irmão e bebericando de sua bebida.

-Oh, Alice, havia me esquecido de como és perceptiva, mas sim, é a mais pura verdade, estou encantado com aquela mulher... – Disse Edward olhando a esposa nadando com o irmão e os cunhados. – Não sei o que deu em mim para me casar com Tanya, ela é tão... Tão... – Ficou sem palavras para descrever a mulher que agora chamava de esposa.

-Vulgar?Antipática?Vaga... – Disse Alice sendo interrompida.

-Alice, menos! – Reprovou Edward.

-Eu tenho vários adjetivos para ela Edward, eu só digo a verdade, não importa se doa ou não, eu sou sincera, você sabe muito bem. – Disse Alice se enrolando na toalha. – Mas não venha choramingando mais tarde pelo leite derramado, você sabe que se não agir agora, poderá perder uma grande mulher, boa noite, diga á Jasper que me cansei e fui me deitar mais cedo – Disse olhando nos olhos do irmão.

Viu Alice entrando no hotel, ficou tentado a procurar pela casa de Isabella, mais não poderia chegar sem uma boa desculpa, pensaria e caso não achasse algo, pediria a ajuda de sua querida e adorada irmã.

-Jazz! – Chamou o cunhado. – Alice subiu, avisa a Tanya que vou subir também, com licença.

Jasper se despediu de todos também, deixou o recado de Edward e subiu pra o quarto, chegando lá viu a mulher passando creme na perna, uma visão tentadora ainda mais com aquela lingerie rosa, foi direto para o banheiro, depois do banho, deitou na cama para conversar sobre os acontecimentos.

-Então, Alice... – Começou Jasper.

-O que é? – falou Alice simplesmente guardando tudo em sua nécessaire. – Eu só...

-Gosta de se intrometer na vida alheia. – Interrompeu Jasper. – Lice, você sabe que seu irmão escolheu se casar com Tanya não adianta agora, ele querer traí-la, você sabe que ele está em uma encruzilhada, não o perturbe com esse assunto. Ok, meu amor?

-Você tem toda razão, mas eu tenho uma obrigação! – Disse Alice. – Eu posso fazê-lo enxergar outras mulheres, sem precisar trair a Tanya, vamos ficar muito tempo aqui ainda.

-Tomara Deus que Tanya não saiba de seus planos... – Murmurou Jasper mais para si mesmo do que para a esposa que já estava deitada em seu peito – Boa noite, minha pequena.

-Boa noite amor. - Disse Alice de olhos fechados arquitetando um plano.

Quando Tanya foi para o quarto Edward já estava dormindo, mais escutou ele sussurrar o nome da professora e o encarou atônita, depois de sentir o sangue invadir seu rosto deu uma boa bofetada no marido que dormia feito uma pedra e nem mexeu diante do tapa que não havia sido tão fraco.

Quando acordou e foi ao banheiro fazer a higiene matinal sentiu o rosto arder onde molhou com água gelada, virou o rosto o examinando e tinha uma espécie de mão em seu rosto, gritou por Tanya que veio correndo ao banheiro.

-Sua... Sua... Ordinária! – Gritou Edward para Tanya que o olhava receosa – o que eu fiz pra voce me dar um tapa na cara? Por que ontem nós não brigamos.

-com quem voce sonhou ontem? – perguntou Tanya com raiva – voce estava sonhando com ela, não é? Eu sempre soube que voce me traia, mais já esta ficando ridículo para mim ser traída bem embaixo do meu nariz – Tanya disse se sentando na cama e tampando o rosto com as mãos – eu estou fazendo de tudo Edward pra dar certo mais voce não se esforça pra que esse casamento dure – Edward saiu do quarto deixando Tanya triste pela atitude do marido que parecia não estar importando com o fim do casamento.

-Credo Edward, o que aconteceu? Deixe-me adivinhar, brigou com Tanya? – Falou Alice vendo a cara do irmão na mesa do hotel onde tomavam café.

-Isso é óbvio. – Disse Edward, mostrando o rosto. – Eu dormi ontem e aquela louca me bateu, hoje pela manha eu vi que havia algo de errado.

Logo estavam todos juntos, tomando café animadamente, Edward sequer olhou a esposa. Decidiram passear pela cidade, era uma cidade pequena, mas cheia de pontos turísticos espalhados pela cidade, entraram em uma estrada afastada da cidade e mais alguns quilômetros pararam frente estava uma belíssima casa, uma fachada de dar inveja em qualquer pessoa com gosto excelente por casas antigas.

_________________*_*__________________*_*_________________________________

Isabella acordou com luzes adentrando o estúdio onde dormiu, levantou meio atordoada, foi para o banheiro tomar banho, secou os longos cabelos castanhos avermelhados, deixando-os soltos, foi para o closet, estava incrivelmente bem disposta nesse dia, olhou um macacão de pintura pegou-o, colocou uma blusa bege de manga grossa e um tênis branco saiu do quarto, seu café estava pronto na mesa da sala de jantar.

-Bom dia. – Disse Lucy.

-Bom dia. – Respondeu Bella. – Por favor, prepare o meu ateliê eu vou pintar hoje.

-Sim, senhora. – Disse Lucy sorridente. – Devo-lhe dizer que sua mãe ligou novamente.

-Obrigada, Lucy eu vou retornar a ligação.

-Com licença. – Disse Lucy saindo da sala rumo ao ateliê.

Bella tomou seu café pensando em como voltar à fala com sua mãe, há tempos não falava com aquela mulher que amava tanto, pegou o telefone e saiu de casa ficando na varanda, telefonou para casa de seus pais, tão distraída que estava não reparou os carros parados em frente a sua casa.

-Alô? – Disse Renée.

-Oi, mãe. - Disse Bella timidamente.

-Bella, querida é você mesmo? Oh meu amor, estávamos com tanto saudades... Só um segundo, Charlie! – Gritou a mulher pelo telefone. – É a Bella, vou colocar no viva-voz.

-Ok... – Respondeu Bella ainda timidamente.

-Querida como você esta? – Perguntou Charlie.

-Bem pai, eu voltei a pintar e a... Tocar – Disse Bella com vergonha por não ter dado noticias aos pais por longos meses.

-Isso é ótimo, muito bom mesmo, gostaríamos de ver você tocando – Disse Renée com a voz falha – Querida como estamos com saudades, apareça aqui.

-Eu vou fazer o possível, mãe, eu estou com um grupo de dança por dois meses, quando acabar eu juro que eu vou para Seattle fazer uma visita. – Disse Bella mais alegremente.

-Bella? – Chamou Alice.

-Mamãe, eu vou desligar chegaram algumas pessoas aqui em casa. – Disse Bella acenando para Alice.

-Ok, divirta-se! – Disseram Charlie e Renée ao mesmo tempo. – Nós a amamos muito.

-Eu também os amo. – Disse Bella – Tchau. – Desligou o telefone e foi ao encontro de Alice.

-Hey, essa casa é sua? – Perguntou Alice.

-Sim. – Respondeu Bella olhando os carros parados com todos ainda dentro.

-Desculpe a invasão, é que estávamos vagando por ai e paramos aqui. – Disse Alice olhando a casa.

-Tudo bem, eu não estou acostumada com visitas, à entrada é quase invisível, eu mesma demorei muito a acertar o caminho. – Disse Bella. – Eles não vão descer?

-Na verdade estávamos indo embora.

-Fiquem eu faço questão, vamos!

- Eu vou falar com eles.

-Ok. – Disse Bella sorrindo.

Alice caminhou até o carro, explicou a situação e todos desceram.

Bella mostrou o rio que passava ao lado de sua casa, o rio era famoso por sua extensão e beleza as água eram incrivelmente limpas. Logo mais a frente tinha uma caverna de lagoa azul, entraram para conhecer os túneis subterrâneos, Emmett tirou algumas fotos escondido, mesmo sendo alertado para não o fazer, fizeram o caminho de volta pelo túnel, conversaram muito, Edward e Bella estavam cada vez mais próximos, voltaram e almoçaram todos na casa de Bella, quando estava anoitecendo é que foram se retirar.

-Uau! – Disse Lucy. – Aquele senhor Edward é muito bonito e estava muito interessado na senhora.

-Ele é casado. – Disse Bella passando creme nas pernas. – E além do mais, eu estou muito bem sozinha.

-Creio que sim. – disse Lucy fechando as cortinas do quarto de Isabella – Boa noite, querida.

-Boa noite Lucy. – Disse Bella deitando-se na cama, não estava tão cansada então ficou pensando na vida, quando se deu conta estava fazendo planos para ela e Edward, riu com os pensamentos, mais não os permitiu continuar, adormeceu com Edward na cabeça.

________________*_*___________________*_*__________________________________

Edward chegou exausto, tomou banho e deitou-se, deixado Tanya estarrecida com sua atitude.

-Edward – Chamou.

-O que foi Tanya? – Perguntou de olhos fechados.

-Amor – Disse Tanya – Nós podíamos voltar mais cedo pra casa o que voce acha? – sorriu ao ver Edward a olhar confuso.

-tudo isso é por causa da professora, Tanya? – perguntou balançando a cabeça – vamos ficar com meus irmãos – disse pondo fim na conversa – vá tomar banho e venha logo se deitar.

Tanya o olhou chateada e foi tomar um banho para depois deitar junto ao marido.

Quando acordou, não o encontrou na cama, rapidamente se pôs de pé, fez sua higiene matinal e desceu para tomar o café, encontrou o marido junto com Alice e Jasper.

-Bom dia. – Disse Tanya.

-Bom dia. – Disseram os três em uníssono.

-Hoje é dia de aula? – Perguntou Tanya servindo-se de café.

-Sim Tanya é, mas se você não quiser ir... – ia falando Alice quando foi interrompida por Tanya.

-Eu vou Alice, eu quero ir. – Disse Tanya bebendo o café.

Logo Emmett e Rosalie desceram para tomar o café também, conversaram alguns minutos e depois foram para a academia. Todos notaram a mudança de Tanya, mais preferiram não comentar nada.

-Tanya, está tudo bem? – Perguntou Edward enlaçando a esposa pela cintura.

-Perfeitamente bem, Edward. – Disse Tanya encostando a cabeça no peito do marido suspirando, tinha acordado com algumas dores, mais logo passaria.

______________________________________*_*____________________________________

Isabella tinha amanhecido com um pouco de animo, não o suficiente para trazer de volta à velha Bella, tomou café lendo o jornal, precisava se manter informada, se estourasse a 3º guerra mundial era bem capaz de não saber, olhando sem vontade os anúncios de socialights, paralisou quando viu a foto da irmã com o ex-marido, sentiu a raiva brotar de dentro do peito novamente, amassou e jogou a bola de jornal longe, bufou e voltou a comer, já considerava que tinha perdido o dia, não queria ter de ouvir falar em Jacob Black e Renesmee Carlie, os odiava mais do que tudo.

Depois do café foi tomar banho, hoje daria aula para a turma, não queria se lembrar de Edward, não queria ter que sonhar mais uma vez com aquela voz, com aquele corpo, estava enlouquecendo só podia ser, saiu do banho foi em frente ao espelho do banheiro arrumou o cabelo em um coque mal feito e deixou a franja de lado, passou maquiagem leve, apenas blush e brilho, perfumou-se, colocou a roupa de ginástica e pegou um vestido de Azul comprido e uma bota branca de salto alto.

Saiu de casa sem nem ao menos falar com Lucy, chegou com tempo de sobra na academia, aproveitou para arrumar o estúdio, organizou os CDs e foi até a sua antiga sala, entrou e arrumou os papéis em cima da mesa, ligou o computador e começou a pesquisar sobre a irmã e o “cunhado”, tinham se dado bem na vida, moravam em Beverly Hills e tinham uma vida social muito boa, Renesmee estava grávida.

Bella telefonou para sua mãe, no segundo toque Renée atendeu.

-Alô? – Disse sua mãe como sempre animada.

-Por que você não me contou? Por que vocês não me contaram? – Explodiu Bella de uma só vez aos prantos. – Eu ainda o amava... Por que ela fez isso comigo? Eu imaginei uma vida com ele e agora... – Gritou Bella. – Ela está grávida!

-Bella? Filha? Perdoe-me, Bella a coisas não são simples assim. – Disse Renée tentando acalmar a filha.

-Você nunca gostou de mim, sempre foi ela, sempre! – Disse e desligou o telefone saindo da sala.

Foi ao banheiro lavar o rosto e retocar a maquiagem e voltou à sala precisava dar um tempo ainda estava muito nervosa, procurou um calmante na maleta de remédios pegou um comprimido e tomou para depois seguir para sala, já podia ouvir a voz de Emmett e Edward. Voltou ao estúdio e todos já estavam lá.

-Bom dia pessoal. – Disse Bella.

Começaram a dançar Bella ensinou a dançar sozinhos na pista, dançaram musicas dos anos 60 á 80, estavam empolgados, mais Bella estava séria e fria, Edward estava dançando com Tanya, Emmett e rose tentavam malabares, Alice tinha ficado sozinha enquanto Jasper tinha ido ao banheiro.

-Hey, Bellinha, o que foi? – Perguntou Alice olhando diretamente nos olhos de Bella.

-Problemas pessoais, Alice. – Disse Bella friamente, logo se arrependeu de tratar Alice assim, ela não merecia nada disso, parecia ser uma boa pessoa – Desculpe-me Alice, só não gosto de falar da minha vida entende?

-Completamente, mais eu sempre estarei aqui, ouviu? – Perguntou Alice.

-Obrigada, Alice. – Disse Bella dando um leve sorriso. – Pessoal, por hoje é só, depois de amanhã eu vou ensinar dança árabe, tudo bem?

-Eu vou ser um sultão! – Disse Emmett.

-Por mim tudo bem. – Disse rose.

-Para mim também. – Disse Tanya.

-Ok. – Disseram Alice e Edward juntos.

As meninas seguiram para o banheiro com os rapazes, Bella ficou na sala para reorganizar, não reparou que Edward a estava observando, arrumou os CDs e quando virou tomou um susto.

-Ah! – Gritou Isabella. – Que susto, senhor Cullen.

-Desculpe-me, professora. – Disse Edward sarcasticamente.

-Não vai se trocar? – Perguntou Bella, vendo que ainda estava de calça de moletom e blusa branca.

-Na verdade, vou deixar pra tomar banho no hotel. – Disse Edward.

-Bom, eu vou indo senhor Cullen, até mais. – Disse Isabella caminhando para a porta, mais foi detida por Edward.

-Eu gostaria de uma aula extra, Bella. – Disse Edward dando um leve sorriso.

-Amanhã? – Perguntou Bella.

-Pode ser no mesmo horário. – Disse Edward. – Até mais. – Depois deu um beijo na bochecha de Bella, um beijo que só não foi na boca por que a professora virou o rosto, Bella saiu às pressas para trocar de roupa e foi em direção o carro, viu Edward e a esposa se beijando na frente da academia, respirou fundo e saiu, fingiu que não os viu entrou no carro correndo e o acelerou rumo ao supermercado, teria que comprar alguns mantimentos para casa, já estava precisando, aproveitou para passar na farmácia e voltou para casa.

_________________________________*_*_________________________________________

-Ei o que deu na Bella? – Disse Rose.

-Não sei. – Disse Edward.

-Ela não se despediu de nós. – Disse Tanya.

-Eu vou com Jasper na farmácia, ele não esta se sentindo bem, talvez eu vá para casa de Bella mais tarde, não nos procure lá. – Disse Alice subitamente estressada.

-Ela nem foi convidada... – Murmurou Emmett.

-Vamos pessoal eu quero beber um bom vinho hoje. – Disse Rosálie.

Foram os quatros para o hotel, depois de tomar banho desceram para o bar que se encontrava na beira da piscina, alguns quiosques já estavam abertos aguardando os hospedes.

Sentaram-se todos e pediram vinho, Emmett e Edward começaram a conversar sobre os negócios e Rosalie virou para Tanya que estava ao seu lado.

-Ei! – Chamou a cunhada. – Vocês dois estão bem?

-Sim Rose.

-Eu pensei que você tivesse com raiva da Isabella. – Murmurou Rose.

-Não é culpa dela, rose, eu sei bem o que ela está passando, ele é bonito, charmoso, é casado com uma mulher que o não satisfaz, não digo na cama estou falando de companheirismo, entende? – Perguntou Tanya e rose assentiu. – Eu só não vou entregá-lo de bandeja para ela, ela vai ter que trabalhar duro para tirá-lo de mim, e sei que isso é só um caso passageiro Rose, ela vai ver o quão difícil está e vai desistir.

-Você tem alguns pontos na frente dela, Tanya. – Disse Rose bebendo vinho.

-Mas esses não são válidos, o que um casamento impede hoje em dia, Rose? – Perguntou para a cunhada e ela mesma respondeu. – Nada!

-Ei vocês! O que conversam tanto? – Perguntou Emmett.

-Assunto de mulher, ursão. – Disse Rosálie fazendo todos gargalharem, ficaram assim á noite inteiro quando Edward se deu por cansado e foi se deitar com a esposa, que por incrível que pareça não pediu por carinho.

_______________________________*_*___________________________________________

-Desculpe-me Bella ter vindo assim, mas eu não agüentaria ficar mais um segundo lá com aqueles chatos. – Disse Alice rindo, fazendo Bella rir também. – Já está tarde, acho melhor irmos foi bom conversar com você.

-Que isso, Alice. Fiquem por favor. – Pediu Bella colocando a xícara de chá em cima da mesinha de centro da grande sala de estar. - Bom, se vocês quiserem dormir aqui... – Disse Bella meio hesitante.

-Eu adoraria Jazz? – Perguntou Alice.

-Eu vou voltar Allie meu amor, vocês têm assuntos que eu vou dispensar. Te pego amanhã? – perguntou Jasper.

-Eu vou pra academia amanhã, seu irmão marcou uma aula comigo. – Disse Bella. – Eu posso levá-la ao hotel.

-Então esta tudo combinado! – Disse Alice agitada correu para o lado do marido e ficou na pontinha dos pés para beijar-lhe duma forma tão apaixonada que Bella saiu da sala para não sentir o coração sendo esmagado, após juras de amor Jasper fora embora.

Subiram para o quarto de Bella, conversando sobre diversos assuntos, Bella se soltou mais contando sobre a faculdade, os diversos cursos, as fotos das cidades em que esteve, até que Alice olhou a foto de Jacob e Renesmee.

-Quem são? – Perguntou visivelmente curiosa.

-Minha Irma e meu... Cunhado – Disse Bella dobrando os joelhos na altura dos seios e os abraçou com força como se estivesse evitando que o coração saísse de dentro de seu corpo.

-Formam um belo casal... – Disse Alice olhando mais fotos, Bella se sentiu desmoronar e sem querer fungou. – O que foi Bella? – Perguntou Alice a olhando. – Eu disse algo que não devia? – Perguntou Alice novamente.

-Não, Alice, você não sabe, não é sua culpa. – Disse Bella descruzando as pernas e descendo da cama.

-Me perdoe Bella, se quiser me contar estarei aqui. – Disse Alice – Gostaria de um banho, Bella, me arranjaria uma toalha, por favor.

-Sim, só um segundo, Alice. – Saiu do quarto rumo ao armário de toalhas que ficava em frente ao antigo quarto de Renesmee, deveria contar a Alice, sobre seu desastre no amor? Deveria se abrir e deixar a ferida se abrir novamente? Deveria envolver outra pessoa em sua vida? Voltou ao quarto com a toalha nas mãos, entregou para Alice e sentou na cama, já estava de banho tomado e de pijama, fitou o teto, até que Alice saiu do banheiro com um pijama de Bella emprestado.

-Às vezes ser baixinha é irritante! – Disse Alice rindo e fingindo de brava por conta do pijama que era grande demais.

-Seu irmão Alice, ele sempre foi assim tão... – Disse Bella não tendo palavras para descrever Edward.

-sedutor? – perguntou Alice com um sorrisinho de canto de boca – o Edward tem um jeito diferente de conquistar as coisas ou pessoas de quem ele goste, ele nunca desiste vai até o fim, ele geralmente consegue o que quer.

-ele é casado Alice, eu não quero que a tanya passa-se pelo o que passei isso é cruel demais, é desumano – disse bella encolhendo as pernas novamente.

-é ele não? O marido da tua irmã não é? Eu sou muito perceptiva bella, voce esconde bem, mais pare de sofrer ele não te merecia, foi por isso que não deu certo – disse Alice, bella apenas assentiu, Alice se preparou para dormir mais se sentou novamente quando Isabella começou a falar.

-Eu tinha 23 anos quando me casei com Jacob, nós namorávamos desde o ginásio – disse Isabella dando um sorriso – eu o amava muito, Alice, o amava demais, quando eu viajava para disputar torneios de hipismo eu quase morria de saudades, após nos casarmos tivemos poucos meses juntos, minha irmã Renesmee veio morar aqui comigo e com Jacob – disse bella abraçando os joelhos e deixando várias lágrimas escorrer – eu não sabia que eles se gostavam, não sabia Alice, eu juro que se eles tivessem me dito eu teria largado ele e deixado os dois serem felizes, mais não eles preferiram me ferir do jeito mais horrível que existe, me traindo, eu me lembro muito bem daquele dia...

Flash back on:

Depois de dar oito aulas em sua academia de dança, Bella foi embora mais cedo para casa, estava tão cansada, iria pedir para Jacob, seu marido, fazer uma bela massagem em seus pés, estava toda moída.

Estacionou o carro na garagem não em frente de casa como de costume, o carro de Jacob estava lá também ao lado do seu, desceu rapidamente passou na cozinha para ver o que tinha para o jantar, deu um beijo em Lucy e foi em direção a sua suíte a fim de tirar qualquer vestígio de suor do corpo, estava tão animada, incrivelmente animada, ela e Jacob podiam finalmente conversar sobre ter filhos já que a academia ia de vento em poupa e Jacob era um advogado bem requisitado em Forks.

Um bebe, era só isso que estava faltando no casamento deles, era o sonho de Jacob ser pai, e agora bella podia se preparar para ser mãe do filho do homem que ela amava e daria a sua vida por ele.

Quando passou pelo escritório escutou a voz de Renesmee e hesitou, foi ver o que estava acontecendo.

-mais e a bella? – perguntou Renesmee com a voz chorosa.

-ela vai ficar bem, ela sabe que nosso casamento não ia bem – disse Jacob afagando os ombros de Renesmee – eu te amo Nessie.

-eu também te amo jake, mais ainda assim estou preocupada com a bella... – Renesmee foi impedida de continuar pelo beijo que Jacob deu nela e bella viu tudo de olhos arregalados, subiu as escadas correndo, não sabia ao certo o que estava fazendo, foi ao closet precisava tirar todas as roupas de Jacob dali, quando abriu as portas do guarda-roupa dele não havia nada, apenas os cabides, voltou correndo para o quarto, viu um envelope em cima da cama o abriu e viu do que se tratava, então ele estava mesmo a deixando para sempre, um soluço estouro por sua garganta, quando viu a assinatura do marido no papel que a separava do amor de sua vida chorou mais, quer dizer que por ele os dois já não estariam mais casados, escutou o barulho do carro de Jacob e foi até a janela vê-los indo embora, olhou Renesmee pela ultima vez que olhou de relance o carro que estava estacionado ao lado do que Jacob estava pronto para sair, depois de alguns segundo olhou para a janela onde a irmã a estava a olhando com ódio e desprezo.

Bella queria gritar, mais não conseguiu estava preso tudo em sua garganta, apenas quando o carro arrancou foi que chorou e gritou tanto que Lucy foi ver o que estava acontecendo, encontrou bella caída no chão com o divórcio nas mãos gritando e chorando.

Flash back off!

-oh meu Deus – sussurrou Alice – eu sinto muito bella, eu... – Alice ficou sem palavras e abraçou bella que chorava como uma criança.

-eu o amava muito Alice, eu aprendi a não amar mais e sim a odiá-lo e a odiá-la, por que ela sempre foi a favorita de minha mãe e eu a de meu pai – disse bella pegando uma caixinha de lenço ao lado de sua cama para enxugar as lágrimas e o nariz – eu descobri hoje de manha que ela esta grávida – disse bella voltando a ser fria – minha mãe me escondeu isso e eu gritei com ela – disse bela voltando a soluçar – por que tem que ser assim? Alice eu poderia ser feliz agora, eu estava conseguindo, eu estava seguindo adiante, mais agora isso esta me corroendo de novo e eu não sei mais se posso agüentar – disse bella sendo abraçada por Alice novamente.

-vai ficar tudo bem, bella, agora voce tem eu e jasper para contar e o Edward também nós somos amigos pode confiar, eu jamais irei te trair – disse Alice com os olhos cheios de água.

-obrigada Alice, eu acho que realmente posso confiar em voce – disse bella assuando o nariz mais uma vez – acho melhor dormimos.

-verdade, boa noite bellinha! – disse Alice dando um beijo na bochecha de bella.

-boa noite allie – disse bella desligando o abajur e encostando a cabeça no travesseiro.

Não demorou muito para as duas dormirem, Bella dormiu sem ter pesadelos e Alice sonhou com o casamento da nova amiga e do irmão.

_____________________*_*__________________________*_*________________________

-iai jazz, tua mulher te trocou mesmo? – perguntou Emmett para o cunhado que acabara de chegar à roda.

-ela e bella estavam muito animadas ficaram conversando até tarde lá, bella como é muito hospitaleira convidou Alice para dormir por lá e como Alice é muito folgada – disse jasper num tom amoroso – resolveu ficar, já que bella amanha vai a academia dar aulas – disse jasper olhando para Edward que desviou os olhos – eu vou subir cara preciso falar com voce – disse para Edward – boa noite pra vocês!

-boa noite – responderam em coro e assistiram jasper e Edward se retirarem!

-o que foi jasper? – perguntou Edward sentando-se em uma das poltronas do quarto de Alice e jasper.

-eu sei que quer conquistá-la Edward e Alice quer que voce a conquiste, mais tome cuidado pra não machucá-la por que ela já é uma pessoa muito sofrida, pelo pouco tempo que eu pude conversar com ela, ela não é feliz e tem alguma coisa que a impede de se abrir com as pessoas – disse jasper cauteloso – é uma boa pessoa e não merece sofrer – jasper suspirou cansado olhando para Edward que o olhava com curiosidade – enquanto elas estavam conversando na sala eu fui rapidamente ao banheiro, quando voltei errei o caminho e parei na cozinha, encontrei a aquela senhora que estava na casa de bella aquele dia, ela me disse que bella era uma mulher feliz antigamente, mais a irmã e o ex-marido a traíram e ela nunca mais foi à mesma, entende Edward o que eu quero dizer? – perguntou jasper.

-eu vou pensar em tudo isso jasper, realmente a quero e faria de tudo para tê-la – disse Edward levantando-se – obrigado por me contar isso, não vou contar para ninguém – disse e saiu do quarto e jasper suspirou já tinha feito sua parte.

_______________________*_*____________________*_*____________________________

-Obrigada bella por me hospedar em sua casa ontem – disse Alice dentro do carro de bella.

- quem agradece sou eu Alice – disse bella sorrindo – foi ótimo conversar com voce.

Pela manha, levantou cedo junto com Alice, tomaram café e foram para o hotel, pois bella teria que dar uma aula extra para Edward.

Despediu-se de Alice a deixando em frente ao hotel e seguiu para a academia, cumprimentou todos e entrou em sua sala, ligou para a delegacia de seu pai, mais o mesmo ainda não havia chegado, voltou para a sala de dança, estava arrumando os CDs em cima do som quando sentiu grandes mãos envolverem sua cintura, deu um pulo para frente olhando o dono.

-Senhor Cullen que susto – disse bella com uma mão no peito.

-me desculpe bella – disse Edward chegando próximo a bella colocando uma mexa de seu cabelo atrás da orelha da moça.

-Edward – disse bella – voce é casado, não vamos tornar isso mais difícil do que já é – bella andou pro meio da sala e fitou Edward.

-eu quero voce – disse Edward fazendo bella estremecer – voce não me quer é isso?

-Edward, por favor – disse bella.

-me responda – disse Edward pegando as mãos de bella.

-não sei, eu não sei mais o que eu sinto, por favor, senhor cullen – disse bella tentando sair do campo de atração de Edward.

-por que não podemos apenas ficar juntos? – perguntou Edward segurando o rosto de bella entre suas mãos.

-por que o senhor é um homem casado senhor cullen e eu não vou ser sua amante ou diversão pelo tempo que o senhor estiver aqui – disse bella tirando as mãos de Edward de seu rosto.

-voce é muito desconfiada – disse Edward colocando as mãos dentro dos bolsos – eu te quero e se voce também me quisesse eu largaria tanya – disse Edward olhando bella fixamente, implorou para ela não ver que ele estava mentindo.

-largue-a então e nós conversaremos – disse bella indo em direção ao som – pronto para começar a aula? – perguntou.

-não quero suas aulas, Isabella, quero voce – gritou Edward fazendo bella se assustar – eu sei que voce é uma profissional fora do comum, mais eu realmente não estou interessado em aprender a dançar – disse Edward passando as mãos pelos cabelos os bagunçando ainda mais.

-sinto muito, Edward – disse bella baixando a guarda e se sentando em uma cadeira próxima ao grande espelho da sala de dança – não podemos ser mais do que amigos se voce não largar Tanya.

-eu não posso largar tanya – disse Edward.

-por que não? – exaltou-se bella.

-por que Tanya é uma mulher doente – disse se apoiando nos joelhos na frente de bella.

-não podemos ser mais nada – disse olhando nos olhos de Edward.

Edward olhou intensamente os olhos achocolatados de bella, dividiu olhares entre sua boca carnuda e rosada e seus olhos, tentou beijá-la mais foi impedido pelas pequeninas mãos de bella segurando seu rosto.

-não – disse bella levantando-se e se dirigindo para a sua sala.

Logo que Bella entrou em sua sala Edward foi atrás.

- eu só peço algumas semanas para me separar de Tanya – disse ele segurando Bella pelo braço.

-faço o que tem que fazer Edward – disse ela – só me procure quando não estiver mais preso a ninguém.

Depois dessa breve conversa, eles se viam todas as quartas para aulas extras, ambos conversavam sobre a vida, Bella contou tudo sobre Jacob e Renesmee, Edward contou o motivo de ter se casado com Tanya e quando voltasse para casa se separaria dela. A amizade de Bella e Alice estava cada vez melhor, passavam horas conversando ou na casa de Bella ou na academia. E assim se passaram os dois meses e meio e chegou o dia dos casais irem embora.

-vou sentir saudades de voce bella – disse Alice abraçando bella.

-eu também – garantiu bella – voltem sempre que puderem.

-até mais bella – despediu-se Jasper, apenas Alice e jasper haviam ido se despedir de Bella, Edward como Alice mesma disse foram impedido por Tanya que não estava bem que se recusara a ficar sem o marido um minuto sequer.

Logo após a saída dos amigos de Bella, ela foi para o quarto arrumar as malas, iria viajar para casa dos pais em quatro ou cinco dias, precisava ir a academia arrumar algumas coisas, deixar a visado que quando voltasse iria colocar em reforma aquele lugar dando uma aparência moderna e mais sofisticada. Venderia a casa e compraria um apartamento para ela e Lucy no centro de Forks. Sim, havia decidido viver, agora apenas esperaria que Edward cumprisse sua parte.

Após uma semana de preparativo fora de carro para a cidade dos pais, moravam em uma chácara próximo a cidade era uma maravilha ficar ali, Bella adorava passar as férias com os pais e a irmã, não avisou que estava indo para os pais, decidiu fazer surpresa, quando estacionou na chácara era de dia ainda, desceu e foi rumo a porta chamando a mãe.

-oh bella querida – disse Renée quando saiu, abraçou a filha – voce esta linda – elogiou a filha – Charlie, venha ver quem esta aqui – gritou Renée como sempre fazia.

-mamãe, quem... – perguntou Renesmee aparecendo na soleira da porta com um enorme barrigão, parou de falar quando viu bella – bella?

-meu bem, voce não pode... – a voz de Jacob morreu quando ele viu bella com os olhos arregalados os olhando.

-minha pequena – disse Charlie abraçando bella, ela deu leves tapinhas nas costas do pai – não sabíamos que vinha hoje.

-hum... Aquelas pessoas que eu estava... – bella não conseguia formar uma frase com nexo, apenas olhava embasbacada, havia anos que não os via e não imaginou que seria assim – desculpe, eu não consigo – disse e foi para o terreno da mãe.

-sentem-se – ordenou Charlie para Jacob e Renesmee – bella, minha princesa, precisamos conversar.

-eu sei – gritou bella – eu preciso de ar – murmurou para si mesmo.

-Bella querida – chamou Renée – sua irmã veio para cá, pois ela precisava de alguém para cuidar dela e do bebe – explicou Renée, recebendo total atenção de todos – sabemos o quanto dói para voce ver eles, mais eu não posso negar abrigo a minha filha – disse Renée abraçando Renesmee que chorava enquanto passava as mãos na barriga como se tentasse acalmar o bebe – eu não gosto de Jacob, como ele mesmo já sabe mais eu o trato com respeito por ele ser pai do meu neto e marido da minha filha caçula.

-eu não estou com raiva deles – disse bella sorrindo – eu consegui papai – disse olhando pro pai e limpou as lágrimas – eu me apaixonei – assentiu para si mesmo mordendo o lábio inferior – ele é casado, eu não tive nada com ele, mais eu o amo muito mais do que eu achava que poderia amar alguém e hoje eu vejo que nunca gostei de Jacob, por que quando voce gosta de verdade de alguém, voce em primeiro lugar devesse amar e eu me amo e amo o Edward – disse bella chorando e Charlie e Renée foram abraçar a filha.

(escutem essa musica, a letra não tem nada a ver, mais o ritmo eu achei a cara da cena http://www.youtube.com/watch?v=k19FFFgAkt8)

Charlie soltou-se do abraço das mulheres quando escutou um ronco que não era costumeiro daquele lugar. Edward saltou de mustang e correu para onde Bella estava abraçada a uma mulher, havia chegado à casa de bella e Lucy havia dito que fora para casados pais, passara o endereço para ele e correu para o carro e correra como nunca em toda sua vida ao encontro de bella.

-Bella – gritou Edward andando em sua direção, todos olharam pra ele.

-oh meu deus – gemeu bella chorando mais foi ao encontro de Edward.

-eu sou seu agora – disse mostrando o papel do divórcio – esse foi o divórcio mais rápido de todos os tempos – disse ele apressando o passo para encontrar bella, os pais de bella riam abraçados olhando a filha mais velha finalmente encontrar o amor.

-eu te amo – disse bella correndo para os braços de Edward que a pegou e a beijou a rodando no ar, entre os beijos Edward dizia o quanto sentiu a falta dela e o quanto a amava.

Naquele momento Bella e Edward selaram uma união eterna, nada nem ninguém poderia separar o que a dança e Deus haviam unido!

 



Notas finais do capítulo

Bom desculpa a demora!
eu resolvi postar Bella dança primeiro por que era a que tinha mais capitulos escrito, eu espero que voces gostem, por que foi muito importante pra mim!
obs.: me perdoem se tiver alguns erros gramticais, é q to sem minhas betas!!
beijinhooos
logo logo eu posto outra...



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Uma Saga de Amor" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.