Projeto Lovers 2.0 escrita por Nina


Capítulo 2
Zeus/Hera


Notas iniciais do capítulo

Aqui o segundo capítulo!
A música é One More Night do Maroon 5 [Link: http://www.vagalume.com.br/maroon-5/one-more-night-traducao.html]
Nunca achei o Zeus digno da Hera, mas fazer o que se tem gente que gosta dos errados? Kkkkk



Já iam completar seis anos de casamento e Hera não sabia se aguentava mais, eles iam com força, se atacavam como se estivessem indo pra guerra, a diferença era que enquanto a mulher parecia se machucar com todas as puladas de cerca, Zeus ria em sua cara ao perceber que tudo o que a esposa fazia era provocação, e que nem ao menos tinha o traído. Então vasos eram atirados nas paredes e palavras rudes eram gritadas, eles eram disfuncionais e sabiam que não aguentariam isso por muito mais tempo.

E a mulher não sabia mais o que fazer quando ele vinha de novo, reavivando todo aquele sentimento que ela fingia não sentir, esquecia os próprios pensamentos e jogava tudo para o alto, porque o loiro se prendia nela como uma tatuagem e a morena se sentia uma idiota, porque quando via já estava se rastejando de volta para ele.

Zeus riu quando a escutou dizer pela milionésima vez que só ficaria mais essa noite, mesmo que dessa vez sentisse uma firmeza maior em suas palavras, sabia que sua esposa o amava demais para largá-lo, e por mais que também a amasse, ficava feliz de poder continuar tendo a vida mansa que sempre teve e ainda assim continuar com ela.

O homem achou que devia ficar com ela essa noite, já que a menor chorava, gritando silenciosamente pelo seu amor, a viu socando as roupas em uma mala e então a beijou, lembrou-se do porque tinha se casado com aquela mulher, porque só ela conseguia prendê-lo, mesmo que não fosse sempre. Aquele batom o deixava sem fôlego e Hera foi dele mais uma vez.

Acordou na manhã seguinte extremamente satisfeito, pensava que talvez pudesse mesmo largar a vida de rua e se acalmar dentro de casa, com a esposa maravilhosa que sabia que tinha, mas ao ver que a mala largada no chão na noite anterior não estava mais lá, se assustou, procurou pela casa inteira, mas nada dela lhe restara, a mulher realmente tinha cumprido a sua promessa e ido embora.

Sentindo-se culpada e pesarosa, Hera olhou para o exame em sua frente, sua barriga ainda nem tinha crescido, mas a responsabilidade para com o seu bebê era enorme. Sabia que o marido não a apoiaria e ela não queria mais viver aquela vida, não com o seu filho, não queria que ele sofresse como sofreu.

Pegou um taxi para o aeroporto, tinha juntado todo o dinheiro que tinha para pagar uma passagem só de ida para a casa de seus pais, sua surpresa foi ver ele lá, sentado em uma cadeira, chorando pela primeira vez desde que se conheceram. Alisou protetoramente sua barriga e lembrou-se de sua promessa: aquela seria a última noite.

Mas quando ele olhou pra frente e a viu, correu para um abraço e então a mulher cedeu, pelas promessas que não sabia se seriam cumpridas e pelo amor que tinha, pensou na felicidade do homem ao saber do bebê, então cedeu mais uma noite.