Our feelings; Our Thoughts! escrita por Bibelo


Capítulo 6
#7 Ontem


Notas iniciais do capítulo

Infelizmente não consegui escrever o capítulo 6 com a música: Pra sonhar - Marcelo Jeneci. Não tive tempo nenhum, e ainda ficamos na casa do meu primo até uma da manhã. Eu só tinha em mãos meu celular e livro e é impossível escrever desse modo Ç.Ç

Desculpem. Quando o desafio acabar, vou fazer Capítulos Bonus para compensar os que perdi. Serão logo após o dia 30 ;)

Enfim, fiz uma alteração nos títulos onde coloquei no início um jogo da velha (ou hastag para os twittermaníacos) e um número. Isso será a numeração das músicas e dos dias. Por exemplo, na sequencia dos meus capítulos está:
#1
#2
#3
#4
#5
#7
Um dos números foi pulado, quer dizer que a música e o dia seis não tem capítulo.
Bom, é isso. Obrigada aos comentário :3 Amei todos!

Espero que gostem,

Musica tema: yesterday - The Beatles

Boa leitura



Capítulo 7 - Ontem

#7

By: Hinamori

Yesterday

Parece tão distante.

Os problemas mal existiam a algum tempo atrás; nenhuma intriga, briga ou sequer discussões eram ouvidas pelas paredes de Seireitei. Era tão tranquilo, tão calmo, seguro. Brincadeiras feitas pelos Capitães, Tenentes, Oficiais; todos aproveitando ao máximo os dias que se seguiam: quentes e aconchegantes. Tão bons e distantes; tão diferentes dos dias de hoje.

Parece que não existe mais paz dentro dos muros. Tudo parece ter se transformado em conflitos por coisas mínimas e bobas. Sempre tendo lutas aqui e ali, bem mais frequentes e perigosas do que antes. Desconfiança em excesso, treino em excesso.

Tudo começou a descarrilar na Seireitei.

Estamos perdendo o controle de tudo. A vida está parecendo mais pesada, densa. Talvez por terem sido traídos — por nós termos sido traídos — pelo Aizen-taichou. Até mesmo ele está diferente.

Não acredita mais em paz. Não dá mais tantos sorrisos como antes, e sequer tem coragem de me dirigir a palavra, como se sentisse que eu iria desmoronar a qualquer instante.

Não estou assim. Eu não vou quebrar, Shiro-chan. Por favor, volte ao normal. Seja aquele rapaz doce de língua afiada que eu conheço tão bem novamente. Retorne para os dias alegres e brilhantes do ontem.

Sei bem que se deve ter paciência para superar os problemas e — assim —, voltar tudo ao normal, tudo entrar novamente nos trilhos. Entretanto, não são todos que retornam. Muitos ainda são vítimas do passado, tem dores tão profundas e dilacerantes que nem mesmo o tempo ajuda a retornar ao eixos.

Há aqueles que ficam mudados para sempre, e esse é o meu maior medo. Medo de você nunca mais voltar ao que era. Nunca mais sorrir.

As vezes eu penso o porque do Ontem ser tão diferente. Será que foi o Hoje que mudou, mostrando nossas verdadeiras faces? Será que estamos todos deixando nossas máscaras caírem depois de tantos anos? Eu não estou mudada, por isso eu ainda acredito. Acredito no Ontem como nunca acreditei antes.

Acredito nos sorrisos que eu sempre via nos rostos de todos. Acredito no Shiro-chan criticando algumas coisas que faço ou falando de minha altura — o que é meio irônico se tratando dele —, e acima de tudo, dando aquele lindo sorriso que tanto me fascina e me desmorona.

Ainda acredito na felicidade de antes, Shiro-chan. E, caso você não, eu a trarei para você. Nem que para isso eu demore anos, ainda vou te levar de volta para o passado; te trazer de volta par ao ontem.

Ainda vamos comer melancias no por do sol.

Pois o Ontem ainda não terminou.




Notas finais do capítulo

Gostaram? Espero que sim!

obrigada a quem leu, espero realmente ter agradado. Finalmente capítulo narrado pela Hinamori. Sim, foi irônico já que ela se prende ao passado, mas se for pensar ela realmente não mudou. Continua a mesma, agora, o Hitsugaya ficou mais frio com o passar dos capítulos!

Enfim, é isso!

Obrigada a quem leu. Até amanhã!

Beijos e mordidas



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Our feelings; Our Thoughts!" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.