Riverside escrita por Ephemeral

Riverside

"Julis, não seja tão dramática! - disse meu pai.
— Que culpa tenho eu, se é a sociedade quem roga por drama - respondi."

O privilégio de se mudar para um prédio de tijolos na E 82nd St. Park Avenue, 957, foi ganhar um gato de estimação. Essa talvez fosse sua única regalia, levando em conta que Julis S. Torment - fazendo jus ao nome - era um verdadeiro tormento, mais como o efeito colateral de se ter um filho. Ela podia jurar que a culpa de colocar fogo no apartamento (duas vezes) era do Má Sorte, mas como é muito mais improvável que um animal preto e felpudo faça tanto estrago, seus pais pagam Leo Cortez uma grana preta para tomar conta da criatura - a menina, não o gato.
Como se não bastasse ser aprisionada em casa nem nenhum pingo de confiança da parte dos pais, adicionado à surpresa de Leo Cortez ter um colega de apartamento tenuemente insuportável com os hormônios radicais à flor da pele, Julis ainda precisa tomar conta dos seus próprios demônios não-resolvidos. Mas é como dizem: encontre alguém que os demônios sejam compatíveis e flutue com a corrente.


Classificação: 16+
Categorias: Originais
Personagens: Indisponível
Gêneros: Amizade, Drama, Romance
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, , Bissexualidade, Homossexualidade, Pansexualidade, Violência

Capítulos: 6 (8.354 palavras) | Terminada: Não
Publicada: 22/08/2014 às 23:44 | Atualizada: 15/03/2016 às 21:22

Notas da História:

Estória criada a partir de ideias conjuntas com a minha amiga. Ela desistiu; eu não.

Se você se importa com palavrões, talvez essa fic não seja para você.

Personagens meus, estória também.

Aquela velha frase: "Plágio é crime, e você sabe!"

Título da fic em função da música "Riverside - Agnes Obel."

Esta história foi betada pelo estelar Ganimedes. Está aqui o link para stalkearem ele:(/u/181998/).


Capítulos

1. Que o Inferno Comece!
706 palavras
2. Má Sorte
1.017 palavras
3. A Culpa é do Gato!
2.053 palavras
4. O Pacto
1.734 palavras
5. A Corrida
1.096 palavras
6. As Luzes
1.748 palavras