You Remember Me? escrita por Pandabeth Di Ângelo


Capítulo 3
Bubblegum Bitch - Marina And The Diamonds


Notas iniciais do capítulo

Oi meu povo lindo, como vocês estão?
Nem demorei, viu? Então caprichem nos reviews
Well, eu iria deixar isso para as notas finais, mas como quase ninguém - e eu não estou me referindo a Annabeth - respondeu eu vou falar aqui. No capitulo anterior, eu dei a ideia de montar um grupo no WhatsApp, mas apenas uma pessoa respondeu - Olá Feiends - Titio vc não conta pq o seu numero eu já tenho, enfim, e não foi só no wpp que eu dei a ideia, teve também de um grupo pelo facebook, porem nem se manifestaram sobre isso, se vocês não quiserem nenhum dos dois é só falar mais falem porra, e eu já tenho 27 pessoas acompanhando e no máximo cinco comentários por capitulo, sei que estou reclamando de barriga cheia, mas custa você saírem do tumulo pra dizer um oi, ou dizer oq acham? E sem quiser saber os motivos dos meus sumiço, eu só falo pelo wpp , pois eu dificilmente mexo no computador e não aparece as MP pelo celular. Bem era isso...
Enjoy It



LEIAM AS NOTAS INICIAIS, EU FIZ ELAS POR UM MOTIVO ENTÃO LEIAM ESSA MERDA!

Já estávamos na 3ª aula, matéria? Física, e eu estava pensando seriamente em me jogar da janela, meus deuses, que aula é essa? O que viram nesse professor, pra contrata-lo? Eu to quase morrendo aqui, aquele ser lá na frente, denominado de professor, foda-se o nome dele, não me dou nem o trabalho de aprender isso, enfim, aquele ser está se entretendo sozinho com o quadro, e nós, pobres alunos, estamos tentando entender o que ele esta "explicando", e eu digo, em nome de todos. Não estamos aprendendo porra nenhuma!!

Eu estava quase dormindo em cima do Will, e essa biba já dormiu, quando escuto uma musica bastante familiar, e faz algumas semanas que não a escuto. A musica Holiday, do Green Day, preenche a sala. Essa foi a musica que escolhi de toque pra quando Thalia ligasse.

– Hã, com licença professor? - o chamo e ele vira - Eu posso atender?

– Claro, Srtª Chase, mas seja breve - assim que termina de falar, ele vira de volta, dando atenção a lousa, enquanto está pouco se fodendo pro povo atrás dele, ta todo mundo praticamente dormindo. Saio da sala e fico no corredor, e finalmente atendo o celular.

– Thalia Grace, amor da minha vida, muito obrigada - é a primeira coisa que digo

– Uou, eu sei que você me ama, mas não é pra tanto - diz a morena - Eai minha loira, como é que você ta?

– Muito bem, e graças à você, eu escapei de uma torturante aula de física.

– Tava tão chata assim, nerd? - ela pergunta rindo

– Você não imagina o quanto, punk, o Will, ta ate dormindo, e olha que é uma das matérias preferidas dele.

– Hum, nós não ligamos pra você, pra ficar escutando você falando daquele loiro aguado - diz uma voz masculina, que conheço muito bem

– Deixa de ser ciumento Luke - digo rindo - E você também é loiro.

– Há-ha, estou morrendo de rir - diz ele, sarcasticamente - E eu não sou ciumento.

– Ah claro - diz Thalia, ironicamente - Você com certeza não sente um pingo de ciúmes da relação que a Annie tem com o Will.

– Não mesmo - Luke retruca

– Deixa ele Thalia - digo e olho as horas no relógio do corredor - Gente eu tenho que desligar ligo pra vocês daqui a cinco minutos, ta?

– Tudo bem - diz Thals - Beijos, nerd

– Beijos, punk, tchau Luke - digo e escuto Luke resmungar "aposto que ela vai voltar pra aula chata dela, só pra ficar perto daquele loiro aguado", rio e desligo.

~('-'~) o3o o3o o3o o3o o3o o3o o3o (~'-')~

Depois daquela aula maravilhosa (sentiram a ironia?) eu fui pra uma parte da escola que poucos iam, e liguei para os meu vadios favoritos. E depois de chamar muitas vezes, Thalia finalmente atendeu.

– Finalmente, já te liguei umas cinco vezes e tu não me atende, porra Thalia.

–Hã, desculpa moça, mais não é a Thalia - diz uma vozinha de criança, merda falei palavrão pra uma criança.

– Desculpa, hum, quem é que ta falando? - pergunto

– Meu nome é Tyson, eu sou primo da Thalia.

– Ah oi Tyson, eu sou Annabeth, sou melhor amiga dela, onde ela tá? - eu digo

– Ela dormiu na minha cama, e como o celular tava tocando muito eu resolvi atender - disse, com uma voz de criancinha culpada

– Essa Thalia é uma preguiçosa mesmo, onde já se viu, dormir na cama dos outros - eu disse brincalhona, e ele riu

– Não tem problema não, eu já to acostumado - ele disse e foi a minha vez de rir

– Quantos anos você tem, pequeno? - perguntei, já que aquela vaca ta dormindo e eu já liguei mesmo, vou conversar com o pequeno.

– Tenho seis, faço sete daqui a algumas semanas, e você?

– Tenho dezessete, fiz aniversario 12 de julho (N/A: gente me corrijam se eu estiver errada)– digo

– Legal, eu tenho um irmão que tem a sua idade, ele fez aniversario em agosto, um outro irmão que também é mais velho.

– Eu tenho um irmão mais velho também, e dois mais novos - digo

– Ei Annabeth? - chamou-me Tyson

– Diga pequeno.

– Você não quer vir pro meu aniversario? - perguntou

– Eu adoraria, pequeno, mas não posso -digo

– Por que não? - diz com a vozinha embargada, e meu coração de um aperto tão grande...

– Porque você mora em NY.

– E você não?

– Não, meu amor, eu moro em São Francisco.

– Ata, mas se você morasse aqui, você viria?

– Claro - digo e escuto o sinal indicando que a merda do intervalo já acabou, porra de intervalo minúsculo - Tyson, eu vou ter que desligar, a minha aula já vai começar, e eu ainda não comi nada.

– Ah ta bom, foi legal falar com você Annabeth - ele diz

– Foi legal falar com você também, pequeno e pode me chamar de Annie - digo

– Serio?

– Aham

– Ta legal, até mais, Annie.

– Até mais, Tyson.

Assim que ele desligou, eu me levantei e fui para o refeitório, ver se os meus meninos ainda estavam lá. E quando eu chego lá os vejo de caras emburradas

– Ta legal, o que houve aqui?

– Até que enfim você chegou - disse Will, e logo em seguida me deu um selinho - Bem, eles estão assim porque a próxima aula deles é de matemática, com aquele velho rabugento que não transa faz mais de dois anos e eu estou assim porque você sumiu e também porque nós dois temos aula de sociologia com aquela homofóbica.

– Não liga não, amore– eu disse - Aquilo lá e inveja da gente, e vocês, olhem pelo lado bom, o velho faltou hoje - disse enquanto comia o que eles guardaram pra mim.

Eu estava de boas comendo, quando escuto meu celular tocar, e dessa vez não era o toque de Thalia, e sim o de Calypso. I Kissed A Girl, da Katy Perry. Não pensei duas vezes, e atendi.

– Calypso?

– Annie? - ela perguntou com voz de choro

– Ei gata, o que foi que aconteceu, por que você ta chorando?

– Annie, eu sei que você deve estar na escola, mas você pode vim aqui em casa?

– Claro, já to indo, é só o tempo de eu passar na enfermaria, e dirigir, tudo bem?

– Huhum

– Beijos - ela não disse nada apenas desligou.

Olhei para os meninos e contei tudo, ele me ajudaram a chegar na enfermaria e falaram por mim, eu só precisei pegar o carro e dirigir em alta velocidade no rumo do apartamento da Calypso.



Notas finais do capítulo

Eai, oque acharam?
Gente, por favor leiam as notas iniciais, é importante..
As pessoas que curtem OUAT, alguém viu o 1º episodio da 4ª temporada?
Elsa divando, Regina sempre será diva e o Gancho é meu, MEU
Beijokas :*