Ilusão escrita por Mellconde


Capítulo 8
Capítulo 7




Alivio e felicidade foram os sentimentos que invadiram meu peito e destruíram a angustia. Em meu rosto havia um imenso sorriso, um sorriso muito mais além do que superficial, partia da alma.

ela existe” pensei milhares de vezes, mas vê-la não era o suficiente, eu precisava toca-la, não deixar que escapasse novamente de meus braços, e em um movimento quase involuntário a tomei em meus braços. A abracei sentindo seu calor, sua respiração e o meu coração que encobri o som do dela. Mas ela não me abraçou, continuou imóvel.

Eu me afastei para poder ver seu rosto mas sua expressão não era como imaginei que seria. Era assustada.

- vocês se conhecem? - Esme perguntou

-Não – ela respondeu ainda surpresa com a minha reação

COMO NÃO?” eu pensei, e senti meu queixo cair de indignação.

Como ela não lembrava de mim? Até uma semana atrás ela me olhava pela janela da minha casa, hoje ela não sabia nem meu nome. Eu era tão insignificante assim ou ela era maluca? Eu realmente preferia que ela fosse maluca.

-Claro que conhece, da praia.- eu disse suplicando secretamente que ela se lembrasse.

-Desculpe, mas eu nunca fui a praia aqui. - ela disse com aquele jeitinho meigo e doce que apenas ela tinha.

-Como não?

-Desculpe, mas faz apenas uma semana que sai de um coma, ainda não tive tempo de ver a praia, mas adoraria ir até lá.

-O que ? - eu disse bem baixinho, apenas para mim.

Eu não queria acreditar, ela precisava se lembrar de mim!

-Eu te amo – saiu de minha boca palavras sem que eu quisesse dize-las

-Desculpe, mas nem nos conhecemos.

-Claro que conhecemos! Eu sei que adora a Lua e que sua história preferida é Romeu e Julieta! - eu alterei o tom de voz

-Eu não sei como sabe, mas já disse que não te conheço. - ela continuou falando baixo.

-Tente se lembra! Você tem que lembrar!

-Edward! - Esme chamou a minha atenção – a menina que não lembra! Desculpe querida – ela pediu a Bella – ele não tem estado bem ultimamente. Acho que levou um fora tadinho.

-Foi por causa dela ! - aquela conversa estava me deixando maluco

-Edward! Não quero mais esse assunto!

Meus olhos deviam estar em chamas, era ridículo tudo aquilo! Como ela podia não se lembrar de mim ? Como ela podia estar em coma? Ela passou meses comigo, me fazendo companhia todos os dias, eu senti seus lábios nos meus, mas ela não. Como ela podia estar comigo e seu corpo não?

Eu a faria se apaixonar por mim novamente, a tornaria minha pequena, não importava como.

Musica: http://www.youtube.com/watch?v=zYPCfaPewvg

Nós jantamos todos juntos, e eu não conseguia parar de olha-la. Eu estava feliz por poder senti-la novamente, e triste, angustiado, inconformado por ela não lembrar de que um dia me amou. Ela corava toda vez que seu olhar encontrava os meus.

As lágrimas tomaram minha visão, e seu sorriso desapareceu. Eu queria que ela lembrasse de mim, eu queria que ela soubesse que o meu coração era dela e de mais ninguém. E queria ouvir de sua boca o que um dia eu escutei ela dizer. Queria acariciar seu rosto e emprestar minha camisa se ela sentisse frio, queria sentir seu perfume em minhas roupas toda vez que eu voltasse da praia. Eu só queria que ela lembrasse.

por favor” eu pedi, e como se ela estivesse escutado ela direcionou seu olhar rapidamente para o meu. Como se quisesse dizer algo, mas seus lábios ficaram imoveis. Uma lágrimas escapou e escorreu pelo meu rosto.

-Desculpe – ela disse se levantando da mesa.- eu tenho que ir.

-Bella! - eu tentei impedir

-Desculpe Edward. - e desandou a correr.

Eu me joguei na cadeira, derrotado, e sem me preocupar com Esme deixei que as lágrimas fosse libertas e molhassem meu rosto. Ela não disse nada, apenas beijou o alto da minha cabeça e foi até a cozinha, talvez ela tivesse percebido que eu devia ficar sozinho.

Me arrastei escada a cima, e mesmo que isso soe um pouco gay, chorei até que estivesse cansado demais para que pudesse ficar acordado.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Ilusão" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.