30 Day OTP Challenge escrita por Kaline Bogard


Capítulo 9
Capítulo 09 - Take Care


Notas iniciais do capítulo

Título: Take care
Autor: Kaline Bogard
Day 09: Hanging out with friends
Genero: romance, humor, realidade alternativa (não canon)
Aviso: -x-
Link do desafio: http://30dayotpchallenge.deviantart.com/journal/30-Day-OTP-Challenge-LIST-325248585

— GENTE!! Não foi betada ou sequer revisada. Sai de casa hoje cedo e voltei só agora, vim direto pro PC digitar isso. E já estou saindo de casa de novo D: Por isso perdoem os erros :)



A noite começou da melhor forma possível. Os três casais se encontram em frente a casa de Scott, o Alpha do Pack, e dali rumaram para uma pizzaria. Derek dirigia o próprio Camaro, levando seu namorado e dando uma carona para Isaac e Allison. Scott seguia com Kira na moto recém comprada.

Os planos eram de comer em uma pizzaria e depois esticar um pouco mais a noite, talvez em uma boate.

O grupo chegou ao restaurante italiano e foi bem recebido, logo encaminhado para uma grande mesa. A noite estava apenas começando e havia mesas vazias de sobra.

– Uma das pizzas tem que ser... – Stiles começou a dizer mas foi cortado por Scott.

– Quatro queijos com o dobro de queijo – o melhor amigo disse sorrindo.

– É essa mesmo! – o filho do xerife riu, sentando-se ao lado do namorado, que colocou a mão sobre sua coxa, um ato possessivo ao qual Stiles já se acostumara.

– Beleza – McCall começou a contar nos dedos enquanto ia se lembrando das preferidas da galera – Uma Quatro Queijos, duas Especiais da Casa, duas Calabresa e uma Bacon. Certo?

Todos concordaram com o pedido. Derek acenou para o garçom, que anotou em uma caderneta e foi em direção a cozinha.

– Cara, eu já disse pra você que recebi duas propostas de estágio? – Stiles perguntou para Scott.

– Seu pai comentou com minha mãe. Já decidiu qual vai escolher?

– São para Beacon Hills mesmo? – Allison perguntou cruzando os braços sobre o tampo da mesa.

– Sim. As duas. E as duas são remuneradas. Era tudo o que eu queria e precisava, só não decidi qual aceitar ainda.

– Estágio remunerado salva a vida – Scott, que já começara a estagiar pela faculdade desde o ano passado, sabia disso muito bem – Kira também recebeu uma proposta...

– Não é remunerado – a Kitsune apressou-se em explicar – Porém é requisito para ficar trabalhando na mesma empresa. Tenho boas chances.

– Você vai continuar adiando a faculdade, Allison? – o filho do xerife perguntou.

– Vou. Não me levem a mal, mas nem todas as criaturas sobrenaturais são legais como vocês. Meu pai finalmente concordou em aprofundar meu treinamento. Tenho planos de permanecer nos “assuntos familiares”.

– Teve alguma notícia de Lydia? – o Alpha perguntou. Desde que a Banshee se mudara para a França com a mãe tinha perdido contato com a ruiva. A última aventura fora arriscada demais para ela e a melhor opção encontrada pela senhora Martin acabou sendo mudar de continente. Não podiam repreender a mulher por tentar fazer o melhor pela filha.

– Não – a Argent respondeu.

– Nadinha – Stiles completou a resposta. Quem diria que um dia estaria tão afastado da antiga paixão e sequer sentiria falta de tê-la por perto...? Ou melhor, sentia falta como sentiria de uma amiga querida. Nada mais.

Olhou disfarçadamente para Derek, mas o lobisomem parecia perdido em pensamentos, acompanhando a conversa com ar de leve enfado. Nada que ofendesse ou preocupasse Stiles. Ele sabia que seu namorado não demonstraria interesse demasiado em conversa de ex-adolescentes. Todavia acompanhava tudo com audição sobrenatural. Mesmo.

– Estamos pensando em arrumar um lugar para a gente – Isaac falou envergonhado, com aquela cara de filhote que espera a lua cheia e dá de cara com a minguante.

– Que demais, bro! – Stiles, empolgado como sempre, vibrou – Morar com a pessoa que você ama é totalmente a melhor coisa do mundo! – e virou-se para dar um beliscão exagerado na bochecha de Derek.

– Stiles... – o lobisomem rosnou pouco ameaçador, fazendo todos à mesa rir.

O filho do xerife recostou-se na cadeira e coçou o nariz.

– É um grande passo, Isaac. Parabéns pra vocês dois.

– Obrigada! – Allison agradeceu, enquanto seu namorado passava a mão pelos cabelos ondulados, adoravelmente sem jeito.

– Agora só falta o Scott – Stiles alfinetou maldoso.

McCall arregalou os olhos e Kira pareceu ficar sem graça ao extremo. O casal foi salvo do embaraço pelo garçom que chegou com as pizzas quentinhas e uma grande jarra de suco de laranja.

Esquecendo completamente o assunto anterior o grupo dedicou-se a comer a deliciosa refeição. Cada um serviu-se de seu sabor preferido, exceto por Derek, já que Stiles foi mais rápido, pegando um pedaço da pizza de bacon e colocando no prato do namorado, antes de servir-se com a de quatro queijos.

– Catchup? – o rapaz perguntou.

– Um pouco – Derek aceitou a oferta, assistindo enquanto Stiles polvilhava a pizza com o molho. Depois o humano voltou-se para a própria fatia e lambuzou até quase não ser possível ver o queijo. Ele A.MA.VA catchup.

Ninguém estranhou que o filho do xerife agisse daquela maneira, nem que Derek aceitasse. Já tinham percebido que Stilinski possuía um jeitinho muito peculiar de estar sempre cuidando de Derek, ajudando o namorado e fazendo tais pequenas coisas por ele. O mais velho aceitava, não por que acreditasse que fosse obrigação de Stiles. Pelo contrário.

Ambos já tinham perdido pessoas importantes em suas idas. Ambos receberam lições valiosas e sabiam que cuidar da pessoa amada era uma oportunidade sem igual no mundo. Nada poderia pagar a felicidade de ver um sorriso ou uma expressão satisfeita de quem se ama.

Era isso que Stiles fazia: da sua maneira estabanada e desorganizada, sempre encontrava uma forma de cuidar de Derek. Assim como o lobisomem que, em sua personalidade mais séria e marrenta, também encontrara um jeito suave e cuidadoso de tratar Stiles.

D&S

Depois da pizzaria, conforme combinado, seguiram para uma boate. Fazia um bom tempo desde que não frequentavam um lugar assim, principalmente Derek Hale. Mas ele faria qualquer coisa para agradar seu namorado.

Chegando ao local lotado Allison arrastou Isaac para a pista de danças sem dar chance do rapaz sequer protestar. Scott e Derek foram tentar achar uma mesa vaga enquanto Stiles e Kira se encaminharam para o bar, atrás de bebida gelada para todos.

Os lobisomens conseguiram achar uma mesa em um dos cantos, mas com cadeiras suficiente para os seis se sentarem. Depois de tantos anos aperfeiçoando os poderes sobrenaturais (Derek mais que os outros) os dois aprenderam como focar os sentidos, todos ou um em específico, em determinado estímulo. Foi por isso que, apesar da música alta, puderam concentrar-se nos passos tão conhecidos de Stiles e Kira. Graças a isso ouviram muito bem a confusão que estava prestes a se iniciar. Hale levantou-se da mesa e seguiu apressado em direção ao bar, empurrando as pessoas que atrapalhavam seu caminho.

Scott balançou a cabeça, sem entender a preocupação de Derek. Afinal... Kira era uma Kitsune. Muito bem treinada, sim senhor. Ela podia tomar conta de si e de seus amigos contra uma dupla de bêbados em uma boate.

A confusão que os lobisomens ouviram começou quando Stiles e Kira conseguiram ser atendidos no bar, um local projetado especialmente e com isolamento acústico para que o som não chegasse ali tão alto, mas fosse agradável para as pessoas conversarem enquanto bebiam algumas doses.

A japonesa pegou um grande jarro com cerveja enquanto Stiles fazia malabarismo e segurava as seis canecas pela alça, três em cada mão.

Sendo Kira a garota atrapalhada que todos conheciam, ao virar-se para se afastar do bar bateu contra dois grandes homens que estavam parados atrás dela e a colisão derrubou cerveja na blusa de um deles, um loiro de rosto grave e cavanhaque ralo. Os olhos azuis estreitaram-se chateados.

– Veja o que fez! – bradou com irritação.

– Des-desculpa... – Kira gaguejou sem jeito.

– Desculpas não vão limpar a roupa dele – o que era ruivo falou de mau modo.

Ambos estavam visivelmente bêbados e caçando confusão. Qualquer um poderia ver que a dupla não queria nada além de encrenca.

– Foi sem querer – Yukimura tentou explicar-se novamente.

– Não pareceu não, boneca – o loiro engrolou um pouco as palavras.

– Santo Deus caras, qual é? – Stiles deu um passo a frente – Ela já pediu desculpas.

Imediatamente as pessoas mais próximas e que acompanhavam a cena com certo interesse se afastaram um passo. A jovem que atendia atrás do bar acenou para um dos seguranças que vigiava do outro lado do salão. Porém o homem estava longe demais, não chegaria ali para evitar o pior, infelizmente. Não com tanta gente lhe atrapalhando o caminho.

– Ora, vejam só – o ruivo torceu os lábios em um sorriso cruel – Não precisamos bater na japinha. Tem outra pessoa para pagar o estrago.

E estendeu o braço, pegando a frente da blusa de Stiles com a grande mão e puxando-o para mais perto. O garoto pensou que podia usar as canecas para alguma distração, caso as jogasse contra o homem.

O gesto agressivo fez Kira estreitar os olhos. A jovem teve que esforçar-se um pouco para impedir que os olhos brilhassem de modo sobrenatural. Ela parecia outra pessoa quando um de seus amigos estava sob ameaça. Qualquer dúvida e insegurança desapareciam e ela atacava sem piedade.

Mas daquela vez não foi preciso. Uma certa movimentação mais ao fundo chamou a atenção de todos. Algumas pessoas eram empurradas para os lados, enquanto um homem com uma expressão das mais fechadas avançava até o bar.

Derek Hale.

– É melhor soltá-lo – o lobisomem disse com toda a calma do mundo exibida na face sombria, ainda que seu interior estivesse como um vulcão prestes a entrar em erupção, tamanha a fúria por alguém ousar tocar em seu namorado – Se não quiser perder o braço.

Alguma coisa naqueles olhos verdes e frios como aço causaram um arrepio que gelou até a alma do estúpido agressor. Ele soube que estava diante de alguém perigoso. Muito perigoso.

Em silêncio abriu a mão e libertou Stiles. Afastou-se dali com uma forte intuição: estivera por um fio de acabar mal. Não ficaria para tirar a prova da ameaça do cara. Não duvidou nem um segundo que ele seria capaz de arrancar-lhe não apenas o braço, mas talvez a própria vida. O outro homem também se afastou. Não continuaria com a encrenca sozinho.

– Você está bem? – Derek perguntou para Stiles, enquanto as pessoas começavam a se dispersar e perder o interesse, voltando ao que faziam antes do mal entendido. A funcionária do bar fez um gesto para o segurança que ainda não chegara, avisando que tudo terminara da melhor forma.

– Claro que estou bem – Stiles debochou, começando a andar – Tínhamos tudo totalmente sob controle. Não é, Kira?

– Com certeza, Stiles! – a Kitsune sorriu, acompanhando o rapaz. Ainda não chegara o dia em que ela assistiria um amigo ser agredido sem fazer nada.

Derek não respondeu, apenas alcançou Stiles e passou um mão pela cintura do namorado, sem se preocupar em parecer possessivo demais. Ele apenas cuidava das pessoas que amava, não importando se fosse durante uma luta de vida ou morte ou contra bêbados em uma balada.

Fim



Notas finais do capítulo

Gostou? Não gostou? Deixa um review!!

Próximo da lista:

10 – With animal ears

Desafio sambando na minha cara de novo :/



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "30 Day OTP Challenge" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.