30 Day OTP Challenge escrita por Kaline Bogard


Capítulo 18
Capítulo 18 - ...with you...


Notas iniciais do capítulo

Título: ...with you...
Autor: Kaline Bogard
Day 18: Doing something together (this can be anything from watching tv to having sex.  Just remember to tag appropriately.)
Genero: drama, romance, aventura
Aviso: realidade alternativa, nudez
Link do desafio: http://30dayotpchallenge.deviantart.com/journal/30-Day-OTP-Challenge-LIST-325248585

Não foi betada! Acho que nem será...



Derek assistiu o dia amanhecer, incapaz de adormecer e encerrar a vigília. Muito cedo ouviu passos e batidas na porta. Deaton informava que era hora de partir.

– Stiles...

– Hummmm – o humano resmungou. Fazia tempo que não dormia tão bem.

– Precisamos ir – o argumento foi o suficiente para fazer Stiles despertar.

Derek saltou da cama e pegou seu companheiro de fuga nos braços. Assim que saiu do quarto deparou-se com Deaton parado no corredor.

– Preparei um banho para vocês. É ideal que o tomem juntos, para que o cheiro de Derek fique ainda mais forte em seu corpo, Stiles – foi dizendo e caminhando em direção ao banheiro, seguido de perto por seus hóspedes – Separei roupas novas para ele e para você. As de Stiles estão polvilhadas de moutain ash para ajudar a disfarçar o cheiro.

Ambos concordaram com a sugestão. Sabiam que era uma precaução necessária: o faro dos lobisomens era sobrenatural. Se sentissem o cheiro de um humano estaria tudo perdido. O risco era grande demais para se permitirem perder tempo com falsos pudores.

O banheiro, no segundo andar, estava equipado com uma tina de madeira, cheia de água de um tom arroxeado. Os dois deduziram que era alguma mistura que Deaton colocara para ajudar a camuflar o cheiro de Stiles. Uma cadeira ao canto tinha uma pequena pilha com mudas de roupas, provavelmente as que o dono da casa se referira antes.

Derek colocou seu companheiro suavemente no chão, perto da pia para que tivesse algum apoio, no entanto foi desnecessário. O garoto se percebia mais forte que no dia anterior, apesar de ainda ter a face muito pálida e profundas olheiras, já se sentia mais senhor de si, podendo ficar em pé sem precisar de apoio.

O lobisomem testou a temperatura da água. Achou que estava um pouco quente demais, embora o requisito lobisomem devesse ser levado em consideração. Para um humano nas condições de Stiles, era a temperatura ideal.

– Está tudo bem com você? – o mais velho perguntou preocupado.

– Totalmente – o rapaz respondeu soando um tantinho amargurado – Não foi bem assim que imaginei nosso primeiro banho juntos...

Comovido pelo tom de voz, Hale aproximou-se do companheiro e o puxou para um abraço.

– Eu também não imaginei que meu lobo fosse reconhecer um humano como parceiro. Nem que precisaria passar por tudo isso para ficar com você.

– Desculpa – Stiles murmurou escondendo o rosto na curva do pescoço de Derek – Ter nascido assim...

Uma onda de tristeza profunda exalou do menino, deixando Hale transtornado por dar a impressão errada ao outro.

– Conheci muito lobos, Stiles. E muitos humanos trabalhando na Agência. Meu lobo nunca reconheceu nenhum deles como parceiro, ele estava esperando a pessoa certa, assim como eu. Fosse lobo ou humano, havia apenas um ser no mundo todo que nós dois aceitaríamos. Você. Eu não poderia estar mais feliz.

– Derek... – sussurrou afastando-se um pouco para poder mirar o mais velho dentro dos olhos verdes – Você nunca falou tanto! Estou totalmente impressionado...

– Stiles! – o lobisomem ergueu os olhos.

– Derek...?

– Eu moveria montanhas para ter você comigo. Nunca duvide disso. Mas agora precisamos fazer isso logo e voltar para a estrada.

– Tudo bem... você me ajuda?

– Sempre.

Afastando-se um pouco Derek ajudou Stiles a livrar-se das roupas, primeiro o casaco vermelho puído e um tanto desbotado, depois a blusa e a regata. Então levou as mãos do menino para a jaqueta de couro que usava, um convite mudo para que ele o ajudasse a se despir.

O lobisomem podia sentir a emoção de seu jovem companheiro. Não era a primeira vez que o humano ficava nu na frente de outra pessoa, pois vários dos testes realizados na Agência não poupavam a “cobaia” do constrangimento, humilhação e dor de ser exposto diante dos cientistas.

Porém, era a primeira vez que se despia para alguém que realmente importava. Alguém que despertava sentimentos em seu coração.

– Está tudo bem – tranqüilizou-o enquanto as mãos fortes ajudavam a despir a calça jeans velha e meio rasgada. Seu companheiro estava magro, muito mais do que uma condição saudável exigia, sofrendo as duras conseqüências pela desintoxicação, uma visão tão bela e frágil, que despertou os instintos protetores mais primitivos do lobo que carregava em sua alma – Você é a pessoa mais linda que já tive a chance de conhecer.

Murmurou para Stiles, antes de depositar um beijo rápido no canto de seus lábios. Queria muito aproveitar o momento, mas não era nem o local nem a hora apropriados. Ainda havia muito a se fazer até estar em segurança.

Por isso Derek ajudou Stiles a se acomodar na tina de madeira, grande o bastante para alojar uma pessoa. Mas que ficou meio apertada quando Derek se despiu por completo e deu um jeito de entrar, derramando água pelo chão.

– Deaton não vai gostar disso – o humano riu baixinho. Então seu olhos notaram algo sobre o chão ao lado da tina. Um sabonete – Será que podemos usar isso?

Derek inclinou-se e pegou a barra de sabonete, um tanto intrigado. Levou-a ao nariz e confirmou sua suspeita: não sentiu cheiro de nada! O que quer que tivesse sido usado na composição daquilo inibia o olfato do lobo. Perfeito!

– Sim, podemos usar isso – concordou antes de pegar a mão do garoto e começar a ensaboar a pele pálida. Assim como fez com todo o resto do corpo dele, tentando eliminar qualquer cheiro que pudesse denunciar sua condição humana. Embora fizesse isso com o parceiro, Derek não usou em si próprio. Eles precisavam que o máximo do seu cheiro natural impregnasse o garoto, para que isso confundisse os vigias da barreira.

Depois que finalizaram o banho, Derek saiu da tina, sem pudor algum em expor o corpo nu. Seu lobo sentia-se confortável porque exibia-se para o parceiro reconhecido. Tomando cuidado para não escorregar no chão molhado pegou as toalhas e ajudou Stiles a sair da água. Secou o garoto com movimentos suaves, para não deixar marcas na tez pálida e delicada. Então fez com que colocasse as roupas escolhidas por Deaton: um conjunto de moletom que não era exatamente novo, mas em boas condições e perfeito para mantê-lo quentinho. Para Derek havia uma calça preta estranhamente formal e uma camisa branca.

Só então foram para o andar de baixo. Stiles fez questão de caminhar, pois já se sentia bem mais forte do que no dia anterior. Deaton estava na sala, com uma grande tigela da sopa de orquídea, visão que fez Stiles torcer o nariz.

– Isso tem um gosto totalmente horrível! – choramingou tentando angariar simpatia. Mas tanto Deaton quanto Derek o miraram de forma firme.

– Foi esse gosto horrível que te ajudou a fortalecer – o mais velho dos três soou simpático, porém irredutível.

– Precisa comer, Stiles – Derek falou suave, colocando uma mão sobre o ombro do humano em forma de incentivo.

– Ta bom... – vencido pegou a tigela e foi sentar-se no sofá para tomar a sopa, parecendo um tanto infeliz.

Diante disso o anfitrião voltou-se para o lobo, com uma expressão muito grave em seu olhar.

– Pronto para a parte mais difícil da viagem?

Derek apertou os lábios e balançou a cabeça em concordância. Para proteger aquele garoto que amava tanto estaria sempre pronto.

Continua...



Notas finais do capítulo

Gostou? Não gostou? Deixa um review!!

Pois é... acabou de ganhar mais um capítulo. Acho que esse universo merecia uma longfic. Pensei em escrever uma história separada para contar como os dois se conheceram e como era a rotina na Agência. Mas talvez se torne algo angst demais...

Já tenho o final prontinho na cabeça. Digito amanhã. Leia por sua conta e risco, mas abra a mente para todas as possibilidades!

Próximo da lista:

19 - In formal wear

Olha esse prompt. Eu sou uma besta que dá corda para se enforcar :/



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "30 Day OTP Challenge" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.