30 Day OTP Challenge escrita por Kaline Bogard


Capítulo 15
Capítulo 15 - Welcome Home


Notas iniciais do capítulo

Título: Welcome Home
Autor: Kaline Bogard
Day 15: In a different clothing style (Visual Kei, gyaru, lolita, ect. )
Genero: humor, moe (fail...)
Aviso: -x-
Link do desafio: http://30dayotpchallenge.deviantart.com/journal/30-Day-OTP-Challenge-LIST-325248585

Gente... décimo quinto dia! Metade do desafio já se foi!! Mas ainda falta metade da jornada! Vamos seguir em frente por mais esses quinze dias restantes.



Derek Hale abriu a porta do grande apartamento e suspirou profundamente, revelando a felicidade por chegar em casa após o longo e estressante dia de trabalho. Caminhou cansado até o sofá e sentou-se, afrouxando o nó da gravata e soltando a pasta ao lado. A luz ambiente revelava a limpeza e organização da sala, exatamente como ele gostava: cada coisa em seu devido lugar.

No mesmo instante, como se estivesse esperando a deixa perfeita, o jovem que trabalhava em sua casa passou pela porta de acesso a cozinha.

– Boa noite, Mr. Hale. Seja bem vindo ao lar!

– Boa noite, Stiles... – Derek cumprimentou o rapaz e franziu a sobrancelha de leve. Era impressão sua ou o uniforme de Stiles estava um tantinho mais curto do que o normal...? Não que estivesse reclamando. Afinal, a visão das coxas mal escondidas pela pequena saia era de tirar o fôlego. Ninguém no mundo ficaria tão bem quanto Stiles com a roupa preta e branca de doméstica.

Sem poder disfarçar o interesse, o dono do apartamento assistiu enquanto seu empregado caminhava até o mini bar e servia uma dose de uísque, momento que Derek aproveitou para observar a saia curta e cheia de babados, que balançava a cada passo prometendo revelar o que mal escondia.

– Duplo e seco?

– O quê? – a pergunta de Stiles pegou Derek desprevenido – Ah, sim. Está ótimo assim.

Stiles sorriu e voltou com a bebida, entregando-a para Derek. Então se ajoelhou e, enquanto o patrão dava pequenos goles no whisky, ajudou-o a tirar os sapatos e as meias.

– Como foi o seu dia, Mr. Hale?

– Cansativo como sempre – respondeu sem aprofundar-se muito o assunto, preferindo aproveitar a visão do jovem aos seus pés e a saborosa bebida. Os confortáveis chinelos já estavam ao lado do sofá e foram colocados nos pés de Derek com carinho e cuidado. As mãos do jovem pareciam mãos de anjo.

Em seguida Stiles pegou os sapatos, as meias e a pasta e saiu da sala para guardá-los, deixando Derek relaxando no sofá, satisfeito por ter alguém tão competente servindo-o.

Quando seu empregado voltou trazia um pratinho com um pedaço de bolo coberto com chantilly.

– Fiz especialmente para o senhor, Mr. Hale. Espero que goste – sorriu e foi acomodar-se no sofá, ao lado do patrão.

Derek não era fã de doces, mas sua boca salivou diante do bolo preparado com tanto esmero.

– Parece ótimo.

O garoto apenas sorriu, partindo um pedacinho com o garfo de sobremesa e espetando o doce. Ficou claro que estava se oferecendo para alimentar Derek, que entreabriu os lábios e aceitou a oferta sem reclamar.

– O que achou, Mr. Hale?

– Delicioso – a voz de Derek escapou rouca. Que provação, ter o jovem sentado tão perto, com a perna nua esbarrando na sua, dando-lhe de comer. Olhando-o com os olhos castanhos brilhantes e irradiando vontade de agradar.

O sorriso de Stiles aumentou. Ele partiu mais um pedacinho do bolo e ao servir Derek esbarrou o doce sem querer no canto dos lábios do patrão.

– Ops. Sinto muito, Mr. Hale – sussurrou parecendo sem jeito por ter feito aquilo – Sou totalmente desastrado.

– Não se preocupe. Está tudo bem.

O jovem empregado inclinou-se e, sem qualquer aviso, passou a pontinha da língua pelo rosto de Derek, limpando o chantilly com cuidado. O mais velho não pode esconder o espanto.

– Stiles! – exclamou rouco.

– Santo Deus, Mr. Hale... fui totalmente atrevido. Pode me perdoar...?

– Está tudo bem... só não quero que faça nada que não deseje.

O garoto chegou ainda mais perto de Derek, quase colando os corpos de ambos.

– O meu contrato diz que eu tenho que cuidar de Mr. Hale. E eu quero fazer da melhor forma possível! Mr. Hale é tão bom para mim! – ao confessar Stiles tinha a face adoravelmente ruborizada. Ele partiu o último pedacinho de bolo e colocou com cuidado nos lábios do mais velho – Quer algo mais, Mr. Hale?

O dono do apartamento mostrou o copo vazio.

– Mais uma dose de uísque, por favor – pediu com simplicidade.

Um sorriso predatório se desenhou nos lábios de Derek quando Stiles se levantou e caminhou até o mini bar. A verdade é que pedira a bebida apenas para ter chance de assistir enquanto o garoto caminhava com a saia preta com babados brancos balançando, ameaçando revelar um pouco do traseiro que estava atiçando os instintos do mais velho.

Stiles caminhou com passos rápidos e leves, dando a impressão de flutuar com os pés sobre o carpete felpudo, o quadril se ondulando de modo que a saía realmente balançasse no ponto certo, não querendo mostrar ainda o que estava por baixo do tecido.

– Duplo e seco...? – olhou por sobre os ombros enquanto passava a língua pelos lábios, umedecendo-os.

– Sim – Derek respondeu rápido, meio sem fôlego. Acompanhou o garoto voltar sobre os próprios passos. Ao chegar ao sofá ele não sentou-se sobre o estofado. Ao invés disso acomodou-se sobre as pernas de Derek, sentando em seu colo com as pernas abertas.

– Oh, Mr. Hale... estamos totalmente acordados aqui em baixo, hum?

– Stiles – a palavrinha escapou ao mesmo tempo em que Derek segurava Stilinski pela cintura, prendendo-o com as duas mãos, com certa força.

Aquilo foi incentivo para que o rapaz rebolasse uma vez, provocando desavergonhado e ganhando um gemido longo do patrão.

– Isso está no contrato também? – Derek deslizou as mãos e enfiou por baixo da saia e das anáguas, descobrindo que não havia roupa íntima por baixo dos panos preto e branco. Um convite indecente.

– Mr. Hale... meu contrato diz que o senhor pode fazer o que quiser comigo. Sou todo seu... – o garoto sussurrou próximo ao ouvido do patrão, antes de encostar os lábios de ambos de levinho, nada mais que um roçar suave, que terminou com o mais novo mordiscando o lábio inferior de Derek, que sentiu o corpo incendiar-se com algo tão singelo.

– Stiles... – gemeu sem pudor.

D&S

– Stiles...

O filho do xerife franziu as sobrancelhas e baixou o livro que estava lendo. Acabara perdendo o sono durante a noite e resolvera ler algo à luz do abajur para ver se ajudava a voltar a dormir. Olhou para o namorado que ressonava pesado ao seu lado na cama, em um sono agitado. Era a terceira vez que gemia seu nome.

– Santo Deus! O sonho ta bom aí, hein, Sourwolf? – murmurou temendo despertar o namorado, mas nem de perto isso aconteceu, tão profundo o outro estava adormecido.

Quem diria: até Derek Hale tinha seus fetiches! Foi o que o garoto pensou antes de retornar a leitura. Ao ouvir um gemido mais longo e lânguido Stiles sentiu o rosto esquentar, no fundo sentindo-se lisonjeado por descobrir que povoava a mente do lobisomem em um sonho que visivelmente era dos mais quentes!

– Pervertido...

Fim



Notas finais do capítulo

Gostou? Não gostou? Deixa um review!!

Deixei um link para a imagem em tamanho real que eu usei para a capa. Tentei dar caracteristicas dos dois para o manga, mas foi meio fail xD

Próximo da lista:

16 - During their morning ritual(s)

Comédia a vista!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "30 Day OTP Challenge" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.