It's time to move on... INTERATIVA escrita por panemetcircences


Capítulo 2
Yes, i'm going to Dauntless


Notas iniciais do capítulo

Espero que gostem! GALERA NO ÚLTIMO CAP ERREI UMA COISA SOBRE A MORGANA, ELA NASCEU NA FRANQUEZA E SE TRANSFERIU PARA A AUDÁCIA, NÃO NASCEU LÁ.



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/528769/chapter/2

No final da cerimônia, procuro minha família em meio a multidão de pessoas da Amizade. Acho os rostos de cada um dos membros de minha família e o nó volta a minha garganta. Minha mãe está sorridente, apesar de saber de eu saber que ela ficou chateada da única companhia feminina dela ter saído de casa. Meu pai estampa uma expressão indecifrável, mas penso ter visto um leve sorriso se formar. Dylan, de sete anos, abana em minha direção freneticamente. Mason, que é apenas um ano mais novo que eu, está de cara fechada, acho que o decepcionei, ele esperava que eu voltasse. Ryan, que é dois anos mais velho, faz um sinal de positivo. Eu e ele conversamos muito sobre isso algumas semanas atrás.

Procuro meu irmão mais velho em meio aos membros da Franqueza, mas não o encontro. Roger, que é três anos mais velho que eu, mudou de facção há algum tempo, justamente para a Franqueza. Não tenho nada contra a Franqueza, mas meu pai tem, não podemos nem falar sobre essa facção dentro de casa sem que ele se irrite. Rog era meu melhor amigo, sempre fomos muito próximos e parecidos, mas depois que se mudou, fomos proibidos de ver um ao outro. Considerei a Franqueza por ele, mas não me encaixaria lá.

O grupo de iniciados da Audácia começa a correr e eu os sigo. Descemos as escadas do edifício e seguimos até o trem no mesmo ritmo. Não é difícil correr, acho que por causa da adrenalina.

Os membros da minha nova facção costumam entrar e sair de trens em movimento o tempo inteiro. Sei que teremos que fazer isso.

A locomotiva se aproxima e esse é o momento. Observo os iniciados nascidos na Audácia e imito seu 'ritual' antes do pulo. O trem está mais próximo. Me preparo e me lanço para a frente. Consigo entrar.

Caio de cara no chão. Me levanto e uma garota com roupas da Franqueza se aproxima.

– April, não é? - ela pergunta. Eu sei quem ela é. A garota da Cerimônia.

Ela estende a mão e eu a aperto.

– Sim, você é Morgana, não? - ela afirma com a cabeça - Você não deveria me odiar?

Pergunto e nós duas rimos por um bom tempo.

– Você é que deveria me odiar, Hippie! - ela diz essa última palavra de uma forma amigável, não ofensiva como a maioria dos membros de sua facção.

Começamos, juntas a notar os transferidos, que são poucos este anos. Nós e mais seis. Ao total, somos três da Erudição, dois garotos e uma garota, duas Amizade e três da Franqueza. A única garota que veio da Abnegação não conseguiu entrar no trem e se tornou uma sem-facção. Todos os outros onze são nascidos na Audácia.

Uma garota, vestida totalmente de preto e cheia de tatuagens, se aproxima de nós e se apresenta como Ariely e nos deseja boa sorte na nossa nova vida. Ela se afasta gentilmente

Estamos chegando no complexo da Audácia. Ariely faz um sinal, indicando que teremos que pular em direção ao prédio sem cair no vão entre a locomotiva e a construção.

Saltamos. Ralo meus braços de cima a baixo. Olho para trás e não vejo minha mais nova amiga. Uma ponta de nervosismo atinge meu estômago. Observo a borda da construção e vejo a mão se segurando para não cair. Puxo-a de volta com a ajuda de uma garota da Audácia, que se apresenta como Alba.

Um líder da facção nos aguarda do outro lado do terraço. Minhas mãos começam a transpirar. O nervosismo se instala em meu corpo.

– Iniciados, para passar para a próxima fase vocês terão que pular! Farão tudo isso como sinal de bravura e confiança em sua nova facção! Peço que o primeiro seja um Hippie, um Nerd, um Careta... - ele observa o grupo - Ah, não, não temos nenhum Careta entre nós... Ou até mesmo um membro da Franqueza! Nós não temos nenhum apelido para vocês! - ele ri em desdém.

Passam-se mais de dez minutos e ninguém se manifesta. O homem começa a se irritar.

– Se nenhum for o primeiro, todos ficarão sem facção!

Eu e Morgana nos entreolhamos.

– Venha! - digo puxando-a - Nós duas pularemos juntas!

Minha amiga me encara com os olhos arregalados, mas agora não tem volta. Altura é meu pior pesadelo, mas se me tornarei um membro da Audácia, terei que fazê-lo por completo. Engulo a ansiedade, minhas mãos estão encharcadas. Pulamos.

O buraco parece sem fim, até que que tocamos uma rede. Dois instrutores, Minna e Sander, nos ajudam a sair dali. Usam crachás com seus nomes.

– Duas de uma vez só! - Sander diz e eles riem.

– Quais são seus nomes? - questiona-nos Minna.

As palavras não querem sair, estou em choque.

– Eu sou a Morgana e essa é a April! - responde ajeitando suas vestes.

– April... - Sander me olha e depois volta o olhar para ela - Morgana... Bem-vindas à Audácia!


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

Comente para que seu personagem não vire um sem-facção ou morra! Bjs