Wonderwall escrita por Akemihime


Capítulo 7
Aquele do sábado entediante




— O que acha dessa roupa, Dai-chan?

— Legal. — Respondeu o moreno, sem ao menos fitar a peça de roupa que Satsuki erguia para ele.

A garota havia o encontrado naquela manhã de sábado e o arrastado para o shopping para fazer compras, ignorando os constantes protestos de Aomine.

E agora lá estava ele, completamente entediado, carregando algumas sacolas contendo inúmeras roupas que Satsuki já havia comprado. Mas aparentemente ela não se importava com o fato de estar incomodando o garoto, ficando completamente distraída por cada loja de roupas e sapatos que passavam.

Os planos do moreno para um sábado sem dúvida não incluíam passar o dia em um shopping, pelo contrário, ele pretendia ficar em casa com Momoi, abraçados, talvez vendo um filme, e principalmente trocando beijos. É, não seria nada mal isso.

Ah Aomine só queria que aquela tortura de compras acabasse!

— Olha essa loja, Dai-chan! Eu bem que estou precisando comprar algumas roupas de banho, vamos entrar! — Ela puxou sua mão, arrastando-o para dentro do local.

Aomine se dirigiu a um pequeno sofá nos fundos da loja, perto dos provadores, sentando-se espaçosamente nele e pensando se não seria uma má ideia dar um pequeno cochilo.

Seus olhos logo foram se fechando, o sono vindo de forma bem lenta e gostosa...

— Olha que fofo esse biquíni! — A voz de Satsuki ao seu lado o fez abrir os olhos rapidamente. Ela erguia um biquíni azul, que para Aomine não pareceu nada demais, mas achou melhor não falar isso. — Me espere aqui, vou experimentar.

Ela logo adentrou o vestiário em frente ao garoto, que suspirou emburrado.

Quando aquilo ia acabar, afinal?

— E então... o que achou? — Aomine ergueu os olhos para Momoi a sua frente. Ela vestia o mesmo biquíni que o mostrara anteriormente... e o moreno ficara sem palavras.

Quando foi que ela crescera tanto assim? Ele se perguntava, tentando tirar os olhos do enorme par de peitos que estava praticamente na sua cara.

— Tanto faz... — Disse ele, se virando de lado, com as maçãs do rosto um pouco enrubescidas.

— Então será este! — Satsuki sorriu. — Eu acho... — murmurou, de forma pensativa, voltando para dentro do vestiário para trocar de roupa.

Aomine esboçou um leve sorriso quando ficou sozinho novamente. Bem, até que não seria tão ruim assim fazer compras com ela.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Wonderwall" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.