Nuances de um Sadismo escrita por Allec Rameht


Capítulo 1
Nuances de Um Sadismo


Notas iniciais do capítulo

Weell folks... Essa fic é pra mostrar um pouco mais das consequencias do "adestramento" que o Ramsay fez no Theon ;D



Meu mestre sorri amavelmente para mim e segura minha mão.

Com seu polegar acaricia meus dedos e suas ausências. Seu sadismo confunde-se com sua gentileza e não posso diferenciar suas nuances. Aproxima-se como um predador e eu não me importo de ser sua presa. Afinal, eu pertenço a Ramsay e Ramsay pertence a mim, ninguém pode mudar esse fato!

Beija meu imundo maxilar e eu me afasto, porque não quero sujá-lo. Ele é magnífico demais para estar comigo. Mas ele não se afeta. Ramsay agarra rudemente meus cabelos e suas íris queimam minha essência. É difícil respirar, é impossível viver longe dele.

Com receio, acarinho sua barba e meus olhos tremem diante de tanta perfeição. Ele é meu herói, meu mestre, meu assassino, meu tudo. Lambe-me a bochecha e morde-me os lábios. Sua luxúria me intoxica e eu apenas doo o pouco que tenho. Sua tez incendeia meus poros e sua boca me anestesia os sentidos. Eu só desejo que ele não me descarte como faz com as prostitutas.

Ramsay acaricia minhas curvas e retira minha vestimenta. Sua fixação por minhas cicatrizes é algo que eu nunca compreendi, contudo, apenas desfruto de sua língua que passa por elas com fervor. Eu oscilo diante de seus atos e ele abusa de meu corpo repetidas vezes.

Agarro-me em sua nuca, num pedido silencioso para não me abandonar. Ele responde com osculações e estocadas. Rebolo em seu âmago e ele sussurra meu nome em minha orelha. Abraço seu rosto enquanto meu coração pulsa desenfreadamente. Ele sempre gargalha ao notar quão intenso é meu amor por ele.

Suas unhas e dentes me marcam como dele e eu sinto um macabro regalo no anticárdio. Minha loucura domina-me a cada segundo. Afinal, eu sempre pertencerei a Ramsay e Ramsay a mim. Seus gemidos e sua violência sempre serão mais sinceros quando dirigidos a mim.

Meu mestre rasga-me a alma e eu sangro pouco a pouco. Suga-me a sanidade e eu me torno cada vez mais dependente dele. Apenas atinjo o ápice quando ele me fere. Seus dedos me alucinam de tal forma que nunca sei quem eu sou. Nunca soube. Porque antes de conhecê-lo, eu era um alguém que não consigo recordar e tampouco quero.

Minha pele é maltratada e essa é a dor mais doce que já senti. Tapas e facas percorrem minha carcaça, junto com seus beijos e afagos. É onírica a gentil maneira na qual Ramsay expressa seus sentimentos por mim, principalmente os prazerosos...

Eu sou seu Reek. Seu e somente seu.

Sua língua acalenta cada átomo de meu corpo e eu me entrego a ele, ficando completamente a sua mercê. Eu choro por finalmente ter um pouco do meu Ramsay. Seu sadismo me consola cada segundo. Ele penetra-me tão fortemente que entro em um mundo somente nosso e deixo-me ser amado a sua maneira.

Meu nome é Reek, que rima com Freak¹, mas anseio somente Ramsay Snow, que rima com my all. ²



Notas finais do capítulo

¹Freak = aberração

² My All = meu tudo (pra quem vier de mimimi que Snow não rima com All, cá está a pronuncia britânica: http://dictionary.cambridge.org/dictionary/english-portuguese/all_1?q=all# )



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Nuances de um Sadismo" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.