The Third Winchester- 1ª Temporada escrita por Bia Salvatore Winchester


Capítulo 12
Capítulo XI- Blood Mary


Notas iniciais do capítulo

Oi Hunters e Vampiremaniacs, eu sei que falei que só postaria depois do dia 19, mas é que eu não aguentei de ansiedade para postar ESSE capítulo em especial. Agora vocês entenderam a última frase do capítulo anterior? Falando no capítulo anterior... chorei de rir com os comentários de vocês, só não respondi ainda por falta de tempo mesmo, mas quando eu tiver um tempinho eu respondo OK?
Ok, Ok, chega de enrolar e vamos ao capítulo.



— Quem quer brincar de Blood Mary? As meninas se entreolharam assustadas e a de olhos castanhos olhou interrogativamente para o mais alto dos rapazes.

— Do que ele está falando?

— Estávamos vendo TV quando noticiaram a morte de um cara.

—E o que isso tem a ver com a gente? Pode ter sido um assassinato comum, não?

— Sim Meri, mas os olhos do cara estavam cheios de sangue. Ele foi encontrado morto no banheiro pela filha mais velha.

— E quem nós sabemos que mata as suas vítimas no banheiro e deixa seus olhos cheios de sangue?

— Blood Mary?

— Isso aí pirralha. Então, quem quer chutar a bunda dela?

(...)

O Impala estacionou em frente a loja de espelhos quase meia-noite.

— Então, eu e o Sam entramos e vocês dois ficam de vigia.

— Porque, você não fica de vigia com a Meredith e eu entro com o Samy?

— O quer dizer com isso?

— Dean, é melhor nós ficarmos aqui fora mesmo e eles entrarem. Ela é mais rápida que eu e provavelmente Sam vai precisar de velocidade lá dentro.

— É você tá certa. OK baixinha, você venceu. Os quatro desceram do carro e Dean e Meredith se posicionaram um de cada lado da porta enquanto Sam entrava na loja de espelhos com Bella.

— Caramba, vai gostar de espelhos assim. (N/A: É uma loja de espelhos, o que você queria? Sapatos?)

— Pois é, mas temos que achar um espelho em específico.

— Isso pode demorar um pouco. O moreno riu e os dois se separaram para procurar o maldito espelho.

— SAMY! Acho que achei! O Winchester do meio foi ao encontro da “prima” e sorriu ao ver que ela realmente tinha achado o espelho que estavam procurando em tão pouco tempo.

— É esse mesmo. Bom trabalho Bell — a morena corou e virou o rosto envergonhada com o elogio.

— E agora?

— Agora chamamos a vadia.

— OK, então eu chamo.

— Não, deixa que eu faço. O Winchester foi para a frente do espelho e soltou um suspiro nervoso.

— Blood Mary. Blood Mary. Blood Mary. Os dois ficaram olhando para o espelho esperando a fantasma aparecer.

— Vamos aparece. A morena virou-se para o lado e quebrou o espelho ao ver a fantasma no vidro.

— Vamos son of the bich, aparece nesse aqui! — Sam voltou a olhar o espelho na sua frente e franziu a testa ao ver seu reflexo.

— A culpa é sua. Você a matou. Você achou que não contando o que fazia iria protege-la? Você sonhou com a morte dela, e mesmo assim a deixou! — Os olhos dos dois Sams começaram a derramar lágrimas de sangue. A morena quebrou o espelho e foi até o “primo”.

— Tudo bem Samy?

— Tudo, só estou vendo um pouco vermelho por causa do sangue.

— Vem se apoia em mim. O rapaz de olhos verdes abraçou a garota de lado e os dois se dirigiam a saída quando ouviram um barulho vindo do resto do espelho quebrado. A fantasma se encaminhava em direção dos dois e não parecia nem um pouco feliz. A morena foi arremessada no chão vários metros longe de Sam e começou a sair sangue dos olhos castanhos. Com um pouco de dificuldade para enxergar por causa do sangue que escorri ainda, Sam pegou um espelho e colocou em frente do rosto da fantasma.

— Você os matou. Você matou todas aquelas pessoas. — para a surpresa dos dois caçadores a fantasma se desintegrou e o moreno jogou o espelho no chão prendendo, pelo menos aquela, fantasma para sempre. O de olhos verdes foi a ajudar a Salvatore a se levantar, mas acabou tropeçando e o Winchester do meio a segurou antes que ela caísse.

— Ow, cuidado.

— Sou desastrada lembra? O rapaz riu a abraçou pelos ombros e os dois voltaram a sair da loja. Encontraram Dean e Meredith encostados no Impala conversando.

— Vocês demoraram!

— Tivemos alguns contratempos, mas já resolvemos isso.

—Bom. Podemos ir então?

— Por favor. Preciso urgentemente de um banho.

— Mulheres. — Dean entrou no banco do motorista e franziu a testa confuso quando Sam insistiu que Meri fosse na frente com o irmão mais velho. Apesar de estarem no mesmo carro, Sam não estava pronto para se separar da garota que estava apaixonado.



Notas finais do capítulo

Só sou eu, ou mais alguém está sentindo um clima rolando? Preparem os corações, pois nos próximos capítulos vem mais romance por aí.