I Love You, Today And Always escrita por KarolCullen, KarolCullen02


Capítulo 2
Capítulo Único


Notas iniciais do capítulo

BOA LEITURA!!!



Capitulo 1 (Único)

 

PovEdward

 

Três dias já haviam se passado e Bella ainda não havia acordado. Comecei a me desesperar. Será eu havia feito algo errado? Será que minha decisão foi tomada tarde demais?

 

- Pai, porque Bella não acorda? – Perguntei preocupado.

 

- Não sei meu filho. Já se passaram três dias e nada aconteceu. E seu coração ainda bate. Não consigo compreender. – Meu pai disse sério.

 

Meu pai e eu estávamos sentado em meu quarto, onde Bella estava.

 

Eu já não agüentava mais de ansiedade, Alice não via Bella acordando, e isso me deixava ainda mais preocupado,e ansioso.

 

- Alice, tente de novo, ela tem que acordar já faz três dias Alice! Três dias!.

 

Eu estava praticamente implorando para que Alice me desse uma esperança de que ela iria acordar ainda hoje, ela tinha que acordar hoje.

 

- Edward – ela suspirou – eu estou me sentindo uma inútil, não podendo te dizer nada sobre mais eu não vejo Bella acordando, Me desculpe.

 

Minha ansiedade é muita, eu já não sabia o que fazer,Bella, minha Bella, estava tão adormecia quanto a Bella adormecida,era irônico eu sei, mais pelo menos a da historia acordaria com o beijo do príncipe amado, já a minha, eu era obrigado e ficar sentado ao seu lado, apenas esperando ela acordar,sem poder fazer nada, eu estava me sentindo um inútil, pois era isso que eu era, um inútil!.

 

Pus minhas mãos na cabeça e suspirei, isso não podia estar acontecendo comigo, não comigo! ou podia? eu deveria mesmo ter-la transformado? Ou pelo menos tentado? Haviam tantas perguntas na qual eu gostaria de ter a resposta, tantas perguntas que me faria saber o que está realmente acontecendo com a minha amada,mais a única coisa que acontecia quando eu tentava ver as respostas era apenas mais perguntas que viam a minha cabeça, mais coisas não resolvidas, e tudo isso por que era egoísta demais para simplesmente deixá-la morrer por que e era um monstro que preferi transformá-la em um também , pelo simples fato de que eu amava, e a queria pela eternidade comigo; mais ainda si eu era um monstro, um monstro que deixou a pessoa que eu mais amo em “coma”.

 

Devia haver alguma solução com isso, alguma coisa que pudesse fazer pala salva-la, mais o que? O que poderia trazê-la de volta?

 

Eu estava ali pesando quando eu vejo uma luz, e era de Bella.

 

Mais não era uma luz qualquer, era a luz do colar que Bella usava – muito estranho por sinal - que estava brilhando.

 

Eu caminhei até onde Bella estava deitada – a poltrona onde eu estava era um pouco longe da cama dela – e então eu vi, aquele colar estranho com uma estrela e brilhando muito no pescoço de Bella, mais não eram apenas um colar eram ........... dois? O que diabos era aquilo? Um dos colares tinha o meu nome será que era pra mim?.

 

Sem saber o que fazer peguei o colar do pescoço da Bella, e não é que era pra mim mesmo!

 

Quando eu retirei o colar por completo do seu pescoço ele simplesmente criou um holograma e parecia uma historia sendo contada, mais eu não consegui mais ver-la, pois, por mais que vampiros não dormem ou desmaie, eu desmaiei, e a única coisa que eu me lembro antes de ficar escuro foi Alice gritando o meu nome.

 

[...]

 

Eu não sabia o que estava acontecendo comigo, eu não tinha desmaiado? Então por que diabos eu estava em um lugar do século XVII? E nessa casa totalmente estranha? Na verdade muito estranha por sinal.

 

A casa era totalmente estranha- como eu já havia dito -  nelas haviam caldeirões e teias de aranha - muitas teia de aranhas - parecia a típica casa de bruxa, dos filme é claro...

 

Mais, se vampiros existem por que não bruxas certo?

 

[...]

 

Já faziam exatamente uma hora que e estava dentro daquela casa, eu não sei mais algo não me deixava sai de lá, é como se me prendesse, eu já estava entediado, e também tão perdido e meus pensamentos que nem sequer notei quando 3 mulheres, isso mesmo TRES mulheres com roupas de bruxas, é tava confirmado bruxas também existem. Elas eram totalmente diferentes do que eu pensava que bruxas eram, elas eram bonitas – eu preferia minha Bella – mais não deixavam de ser bonitas e novas, uma era loira, morena e uma ruiva.

 

- Ora ora ora, olha o que temos aqui, se não é um vampiro? – disse uma delas-loira - em um tom debochado.

 

- Vocês podem me ver? – eu perguntei assustado.

 

- Claro que podemos te ver, a não ser que se dom seja invisibilidade.- disse a morena.

 

- O que se for não está funcionando não é. – disse uma delas – ruiva - e depois riram.

 

Elas ficam rindo um tempo e depois pararam e simplesmente me atacarão claro que eu sou mais rápido desviei, e quando me desviei, senti uma coisa me amarrando e eu simplesmente não conseguia me soltar, eram como cordas, ou coisa do tipo.

 

- Como e quando você conseguiu esse colar – elas perguntaram pra mim, ao mesmo tempo.

 

- Esse colar é da minha noiva, ela tem um igual ao meu, foi ele que me trouxe aqui, eu não sei o que está acontecendo, o que é isso afinal? Por que eu estou aqui? Ela está em coma em casa ou quase isso eu tenho que voltar pra ela – eu não sei se elas entenderam o que eu disse, por que até pra mim que sou um vampiro as palavras saíram rápidas demais.

 

- Espera sua noiva? Uma feiticeira noiva de um vampiro? IMPOSSIVEL, isso não pode acontecer, que feiticeira ela é?

 

- Bella, Isabella Mary Swan. – eu disse e elas ficaram com uma cara de horror.

 

-  Impossível ser uma Swan, as únicas Swan que existem somos nós!

 

- Espera, como assim, tem a mãe da Bella Rénee e tem a Bella, o Charlie o pai dela.... – elas não me deixaram terminar.

 

- Charlie,Renee, Isabella? Em que século você vive garoto? – elas disseram debochadas.

 

- 21 – eu respondi , e elas me olharam assustadas.

 

- O colar!

 

- O MEU DEUS – Gritaram as três.

 

- Não pode ser! – e então eu fui desamarrado.

 

- Como é o se nome garoto?

 

- Edward Cullen

 

- Bom nós somos Bellona – disse a loira apontando para si mesma – Duvessa – Apontou para a morena – Wakanda – apontou para a ruiva.

 

- Você pode nos contar exatamente como isso aconteceu?Desde do inicio certo?

- é uma historia um tanto longa acho melhor vocês se sentarem. – e foi o que elas fizerem se sentaram e eu comecei a contar a historia.

 

- Tudo começou quando ............

 

Bom pra resumir eu fiquei uma hora e meia contando a historia para a mulheres.E elas não ficaram muito felizes quando eu contei sobra a transformação e o estado da minha Bella.

 

- A culpa é sua por nossa descendente estar como está, você deveria saber que ela era uma bruxa, NOSSO CHEIRO É DEFERENTE!.- Disse Bellona se alterando, e por mais que eu não quisesse admitir ela estava certa.

 

- Acalme-se Bellona nem ela como ela sabiam de nada, pelo que nós pudermos entender os poderes dela não se manifestaram pelo seu corpo,e por isso era impossível identificar que ela era uma feiticeira(bruxa) como nós, o garoto não te culpa de nada, e realmente a ama, eu sinto isso – Disse Duvessa me olhando com cara de pena.

 

- Mas,mas, ela pode morrer, nós temos que fazer o ritual logo. – Disse Bellona, e quando eu escutei isso, levantei em um salto!

 

- Vocês podem salva-la? Por que se podem eu imploro – eu estava de joelhos sobre elas – salva Bella, eu-eu-eu-eu faço qualquer coisa.

 

- Você vai ter que provar pra gente que a ama, com todo o seu coração, pois de que vale uma historia se nos não estávamos presentes para ver-la, como saber se ela é real?

 

E essa foi a ultima coisa que eu ouvi antes de desmaiar.

 

[...]

 

Raios de sol batiam no meu rosto, e eu estava escutando varias vozes, por mais que elas parecessem distantes pra mim eu ainda as escutava.

 

- Carlisle como isso pode acontecer? Não é impossível um vampiro desmaiar?

 

- Eu não sei Alice, agora eu realmente não se de mais nada, espera ele está acordando

 

E então eu abri os olhos, e minha mão foi automaticamente para o meu colar, e ela estava lá, não era mentira, tudo isso havia acontecido, e agora eu teria de demonstrar que eu amo Bella, mais como elas veriam? Será que elas estariam me vigiando?

 

- Edward,Edward? – disse Carlisle balançando sua mão na minha frente.

 

- Legal agora vampiros também entram em transe? Edward por acaso a maconha já fez algum efeito também, melhor eu acho que você ta muito tempo sem sexo cara!? – essa frase só poderia ter vindo de Emmett, como sempre.

 

Eu sabia que eles iam me encher de perguntas, mais no mesmo momento a campainha tocou, e o cheiro era de um vampiro.

 

Eu olhei para Carlisle, ele apenas fez um sinal positivo e foi andando na frente , para atender a porta, e eu estava atrás dele.

 

Quando Carlisle abriu a porta a ultima coisa que eu espera var na vida, Victoria.

Victoria era uma vampira Ruiva, selvagem e muito bonita por sinal, e também era apaixonada por mim.

 

Junto com Victoria haviam mais duas vampiras,uma loira e uma morena, e por mais que eu não quisesse acreditar eu sabia exatamente quem eram, Afrodite - a loira - eu sei era irônico o nome dela, a deusa da beleza mais era esse, e a morena que se chamava Santini,e eu não gostava de nenhuma das três.

 

Bom na verdade, eu gostei sim das três,elas eram boas para aliviar sabe, mais eu acho que elas se apaixonaram por mim ou coisa do tipo, e depois que eu conheci a Bella, as deixei lá excluídas.

 

Elas estavam com sorrisos cínicos no rosto, e haviam bloqueado as suas mentes,e por mais que eu tentasse não conseguia ler, Carlisle como o homem educado que ele é as recebeu e casa com um “Oh!, que surpresa, entrem”,e só não as deu algo para comer, por que bem, nosso tipo de comida é diferente dá do normal, e não pode ser servida por ai.

 

O clima estava tenso entre nós elas me mandavam olhares estranhos, ou pelo menos eu fingia serem estranhos, pois eu sabia muito bem o que eles significavam. Agora estávamos todos na sala, sentados no sofá.

 

- Então, o que trás a visita de vocês aqui? – Perguntou Carlisle, com uma educação, que eu não sabia se conseguiria ter com elas.

 

- Carlisle, sabe, nós pretendemos passar uns dias aqui,e gostaríamos de saber, se tem algum problema nós ficarmos aqui na casa de vocês? – Disse Victoria, com a sua cara mais sínica.

 

“Pra mim não tem o maior problema ter 3 super gostosas dentro de casa, tomara que Rose não saiba disso” – Esse pensamento só poderia ser de Emmett, claro.

 

- Eu não vejo problema nenhum que vocês fiquem aqui, contanto que a estadia de vocês seja curta, pois nós andamos tendo alguns problemas em casa. – Disse, Carlisle.

 

- Sem problema Carlisle nós não vamos ficar mais que uma semana. – Disse ela e depois olhou pra mim, será que só eu percebia esse olhar?

 

[...]

 

Depois de receber as três, todos fomos fazer outras coisas, e eu fui para o quarto onde Bella estava, eu teria de pensar em como provar para aquelas bruxas que eu amava Bella com todo o meu ser.

 

- Edward? – Eu estava tão perdido nos meus pensamentos que não percebi que Victoria estava na minha frente, praticamente me cometo com os olhos.

 

- O que vocês está fazendo aqui? – eu perguntei curto e grosso.

 

- Sabe Eddie – eu odiava esse apelido – eu estava pensando em  reviver os velhos tempos, o que você acha? – ela disse sentando no meu colo e alisando o meu peito.

 

- Victoria eu não quero isso, velhos tempos são velhos tempos, agora eu sou um homem comprometido e com a mulher que eu amo. – eu disse a tirando do meu colo, e sai andando, a caminho do meu quarto, para tomar um banho, eu não sabia por que mais banho me ajudavam a relaxar, mesmo que eu não fosse humano.

 

[...]

 

O banho havia sido relaxante como eu havia pensado, mais logo que sai do banho e dei de cara com a minha cama eu fiquei tenso de novo.

 

Havia uma loira – leia-se Afrodite – deitada na minha cama, com uma lingerie vermelha com uma cara sedutora – mais não pra mim – ela levantou na cama e passou a mão no meu peito – que estava nu – e a outra na barra toda minha toalha, e disse.

 

-  Ed – com a voz mais melosa e nojenta do mundo – eu ando tão carenta e tristonha sabia? Qual tal você me ajudar?

 

- Afrodite, olha  - eu disse tirando suas mãos de mim – eu não quero você – eu disse com todas as palavras – eu amo outra mulher, e sou inteiramente dela, entendeu?

 

Ela me olhou com cara de espanto e sai andando pra fora, como se eu tivesse a ofendido.

 

[...]

 

Quando eu sai do quarto, senti uma coisa me prensando na parede, DROGA!, era um carma certo?, será que nenhuma delas entedia que eu amava a Bella?

 

Nesse momento eu estava sendo imprensado na parede por Santini, e ela havia sido mais ousada de todas, ela colocou a mão “lá”.

 

- Você continua potente como sempre?por que sabe eu tava querendo testar. – e depois de dizer isso ela apertou “lá”.

 

Eu tenho que admitir, eu sou um santo mesmo, e tenho que ser purificado, ou a Bella quando acordar vai ficar muito tempo trancada no quarto comigo.

 

- Santini, você é bonita, eu não nego, mais como eu disse para as outras, eu amo a Bella, e sou totalmente dela agora. – eu disse retirando a sua mão, do meu “amiguinho”.

 

- Como você pode nos rejeitar? – ela disse me dando cara de nojo.

 

- Simples, do jeito que eu amo Minha – eu enfatizei bem o minha – Bella, eu faço tudo por ela.

 

- Você percebeu que está trocando nós três por uma mulher, que você nem sabe se um dia vai acordar? – ela disse com um tom arrogante, eu fiquei fora de controle, e a agarrei pelo pescoço e a levantei do chão.

 

- Quem você pensa que é para falar isso dela, ela vai acordar, nem que eu de minha vida por isso, ouviu? Agora saia daqui antes que eu te mate de uma vez. E foi o que ela fez, saiu sem dizer uma única palavra.

 

[...]

 

A semana passou rápida, porem elas não tinham desistido em me seduzir, era uma se jogando de um lado, outra se jogando do outro, eu estava ficando louco, e era de raiva, muita raiva.

 

- Você a ama muita não é? – eu escutei a voz de Victoria.

 

Eu estava na sala junto com Bella, e tentando – inutilmente – pensar em alguma coisa para salva-la, estava tão aéreo, que nem sequer percebi quando elas chegaram.

 

- Mais do que a mim mesmo. – eu respondi suspirando.

 

- Ela é bonita não acha Afrodite. – Perguntou Santini.

 

- Muito, só poderia ser uma Swan não é mesmo. – Afirmou Santini e as três riram, eu não estava entendendo nada.

 

- Espera ai, vocês estavam tentando me assediar a semana inteira, e agora simplesmente  vem aqui e dizem que Bela é isso e aquilo? O que está acontecendo aqui?.

 

- Simples Edward, vocês nos provou que a ama com todo o seu coração. – disse Afrodite.

 

- Afinal, qual é a prova mais forte, do que a resistência? – Disse Victoria.

 

- Ainda mais somos nós que estamos seduzindo! – Afirmou Santini.

Então as três viraram fumaça, dando lugar as três bruxas, eu fiquei estático no meu lugar.

 

- Você nos provou, e agora nos vamos te ajudar, como prometido.

 

O colar das três começou a brilhar e o de Bella também.

 

- Agora, é só esperar um pouco, afinal você já esperou tanto tempo, que isso não vai te matar não é. – disse Victoria ou Wakanda.

 

- Wakanda, deixe de bobagem, ele já está morto lembra? – e as três desataram a rir e desapareceram.

 

- Edward? – quando eu ouvi esse som, foi como  uma musica para os meus ouvidos, eu não acreditava que ela tinha acordado as bruxas realmente tinham cumprido o trato.

 

- Bella, Oh! Meu amor, que bom você ta bem! – eu disse indo abraçá-la e beijá-la.

 

- Edward, o que aconteceu, parece que você não me vê a dias. – ela disse.

 

- Ele que ir logo pro quarto Bella, sabe, ela ta necessitado.  – disse Emmett, rindo, seguindo pelos outros, que já estavam no quarto também.

 

- Mais o que aconteceu aqui?

 

- Nada de importante, agora nós vamos ficar juntos pra sempre.- eu disse pegando a sua mão, ela olhou pra mim e sorriu.

 

- Pra sempre. - disse também.

 

FIM?



Notas finais do capítulo

REVIEW?



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "I Love You, Today And Always" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.