Uma chance para o amor escrita por LauRaSouZaNoLeTo


Capítulo 15
Capitulo 14


Notas iniciais do capítulo

Oi...

Bem, desculpe a demora...mas quis causar suspense, não me matem, não vou fazer isso de novo.
Cap. fresquinho pra vcs com novas coisas.
Leiam as notas finais pleazi .

Boa leitura possoinhas...



Pov. Bella.

Estava ansiosa, conheceria minha filha, depois de receber aquela noticia eu não consegui dormir, então eu estava divinamente arrumada, na sala a espera da minha filha.Todos estavam dormindo, Elezar foi embora mas falou que o voo de Carmem ia chegar pela manhã. Estava muito ansiosa, queria saber como ela era, não tive tempo quando de olha-la quando nascer, me perguntava mentalmente coisas como a cor dos olhos, como ela era, se era feliz...

Depois de um tempo eu acordei...espera...acordei? merda, tinha dormido. Parei de praguejar comigo quando escutei gritos ,roucos, no andar de cima. Fiquei paralisada por um tempo, sai do trase quando o grito começou ou recomeçou de novo. Subi as escadas correndo, parando na porta aonde os gritos vinham. Edward. Entrei no quarto sem me importar com nada, nem com os passos que eu ouvi atrás de mim.

Cheguei perto da cama, Edward estava se debatendo na cama, ele suava muito , o cabelo bagunçado agora estava colado a testa. Estava assustada, não sabia oque fazer, eu sentia uma angustia enorme e vontade de abraçar e proteger ele. Foi oque eu fiz. Cheguei mais perto sentei na beirada da cama e o abracei. Levei umas cotovelas pois ele , de inicio não parou de se debater , mas depois de um tempo ele foi se acalmando.

Me afastei um pouco para olha-lo. Percebi que ele estava acordado, olhando para mim com cara de choro, se fosse outra ocasião eu acharia fofo, mas no momento não era...

–Vem, tira a camisa, vc esta todo suado, precisa de um banho.

Depois de se situar , ele percebeu que estava segurando meu braço muito forte, me soltou, olhou para trás de mim com o olhar culpado.

–Me desculpe, foi só um pesadelo..

Só percebi a presença do resto quando Esme falou.

–Esta tudo bem querido, faça oque pela disse, tire essa camisa e tome um banho.

–Tá.

–Bella cuide dele okay ?

–Pode deixar Esme

Depois de um tempo, o quarto estava vazio. Eu estava sentada na cama do Edward esperando ele tomar uma ducha.

Fazia muito frio naquela madrugada, mas estava preocupada de mais com o Edward para sair e colocar um casaco, então tirei minhas sapatilhas e me enfiei embaixo das cobertas . O cheiro me embriagou, me deixando com vontade de cheirar mais aquela flagrância, levei o cobertor até meu nariz e fechei os olhos apreciando aquele tão adorado cheiro...

–Oque esta fazendo ?- me assustei com a presença repentina do Edward. Sai da cama apressada me enrolando sem querer no coberto, quase caindo, mas me recompus a tempo. Quando olhei pra cima, Edward parecia melhor. O cabelo estava molhado, bagunçado e com algumas gotas de agua caindo estava sem camisa, só com uma calça de pijama .Não entendia, ele não malhava, então como ele tem aquela barriga?!

Me dei conta que não tinha respondido ele.

–Eu...hã....o-oque ?- me atrapalhei – Estava te esperando.

–Há.. não precisava Bella, estou bem.

–Não quer conversar sobre isso?

Edward deu um sorriso,andou até a cama, me emburrou e deitou no meu lado.

Ficamos um tempo no silencio até ele quebrar.

–Era mais frequente no começo. Não faço a mínima ideia do porque tive logo agora.

–E sobre oque era ?

–Nada de mais Bella.-Falou desconfortável , então decidi parar de perguntar.

–Hã...Bella?

–OI

–Porque vc esta arrumada em uma hora dessa ?

–Ansiosa, pela...pela...minha filha.-Falei de um jeito estranho, ainda não tinha me dado conta de que iria conhece-la .

–Tenho certeza que ela é tão linda quanto você. – Disse me olhando. A luz da lua em entrava pela janela , batia diretamente no rosto dele, me permitindo ver seus tão lindos olhos.

–Não estou preocupada com isso. Tenho medo dela não gostar de mim.-Admiti.

–Bella...não tem como, não gostar de você.Você é tão doce, tão altruísta.

Corei como nunca.

–tão linda...-continuou. Me olhando tão penetrante, que jurei ter visto a alma dele.

Ficamos nos olhando por um tempo até que eu acabei dormindo.

TOC TOC TOC...

TOC TOC TOC TOC TOC.....

TOC TOC TOC TOC TOC TOC TOC...

Abri os olhos assustada com o barulho, olhei em volto e vi que estava no quarto de Edward, com o próprio do meu lado na cama, dormindo, todo lindinho....tão sereno..

TOC TOC

–Já vou-Falei alto o suficiente. Me levantei devagar para não acordar o lindinho do Edward, que alias estava me segurando pela cintura e a cada movimento meu, ele se mexia. Consegui sair e fui abrir a porta.

–OI... -Falei envergonhada, olhando para uma Esme surpresa.

–HÃ...oi Bella, bom dia...hum... o Edward esta ai ?

–HÃ...claro claro entra ...

Esme passou por mim corando, igual a mim.

–Edward, filho levanta. -Esme disse acariciando os cabelos bronze.

–Nah...Bella, volta a dormir hum?...tava tão quentinho aqui com você ...volta vai...-Resmungou ainda sonolento. Corei como nunca. Deus, ele é fofo de manhã.

–HUM...ok...EDWARD- esme gritou de supetão, assustando eu e o Edward. Que caiu da cama.

–Ai...hã..oi mãe, Bom dia......MÃE? porque gritou comigo?- falou embaraçado olhando pra Esme que estava rindo

Sorri com aquela cena, em breve faria a mesma coisa com a minha filha...quer dizer...em breve esttarei rindo com minha filha...não entrando no quarto dela e vendo ela com um homem...é, isso ai que eu disse.

Estava pensando nisso guando a campainha tocou. Meu sorriso morreu, dando lugar aos olhos arregalados, minha filia tinha chegado. Olhei pro corredor e sai andando, não estava sentindo nada, só andei, quando vi estava na sala esperando Carlisle abrir a porta. Não liguei se estava meio desarrumada , não tinha importância...iria conhecer minha filha.

Carlisle abriu a porta, nela apareceu Eleazar e Carmem, seguidos de uma garota baixa segurando a mão de uma menininha de cachos avermelhados e olhos verdes.

–Oi –Eu diise alto para a garotinha linda me ouvir. Ela virou a cabecinha na minha direção me olhou e sorriu.

–Ói, mi nomi é Renesmie, i o seu?- Sua voz era de criança, fofa, linda. Se atrapalhava com as palavras, coisa que eu não me importei.

Com lagrimas nos olhos eu sorri mais ainda.

–Isabella, mas pode me chamar de Bella...ou .....de mãe....

–Mãe?!



Notas finais do capítulo

AI MEU DEUSU... que coisinha mais fofa da tia....Nessie, sua lindinha, finalmente apareceu heim.

pessoinhas espero que tenham gostado e semana que vem posto o outro Cap. mais se algum milagre acontecer e eu estiver de bom humor eu posto antes.
bjs até a proxima...



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Uma chance para o amor" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.