Quando você apareceu escrita por A Garota Dos Livros


Capítulo 10
Revelações Estranhas




– ... Pronto, querida.

– Obrigada, Berna!

Levanto do sofá e vejo Amy sentada em uma cadeira meio da cozinha, com Berna atrás, o cabelo de Amy está em uma trança apertada atrás da cabeça.

– Bom dia! – Berna sorri para mim.

– Bom dia! – Amy vira de frente para mim.

– Bom dia, madames! – eu sorrio – Seu cabelo está muito bonito.

– Obrigada! Berna que fez.

Berna sorri nós abanando a mão em sinal de modéstia enquanto rimos. É bom ver que Amy se sente melhor depois de ontem.

Eu fiquei pensando sobre os homens que apareceram aqui e bateram em mim e Amy, depois eu pensei em Berna, e que corria tanto perigo quanto qualquer um que ficasse perto de mim e Emily.

– Berna pode se sentar aqui, por favor ? – eu aponto para a cadeira ao lado de onde Amy está sentada, Berna se senta na cadeira – você já deve saber o que aconteceu – eu olho para Amy e ela assente – então você deve saber também que não é seguro...

– Ethan, pode parar, já tive essa conversa com Emily e lhe disse que não vou a lugar nenhum, vou continuar fazendo o que sempre faço.

– Mas Berna...

– Sem mas – ela sorri e se levanta para me abraçar.

Amy olha tristemente para Berna sabendo dos riscos que ela corre ficando perto de nós.

...

São três da tarde, Amy e eu estamos sentados no sofá assistindo TV. Uma batida frenética na porta tira nossa atenção . Amy olha para mim e depois para a porta.

– O quarto – eu digo sem som.

Amy assente e segue em direção ao quarto sem fazer barulho. Ando em direção a porta enquanto as batidas se tornam mais fortes. Pego o taco que beisebol que decorava a parede da sala e abro uma pequena fresta na porta. A porta é aberta violentamente por fora e Travor entra olhado para dentro do apartamento.

– Onde ela está ? – ele pergunta.

– O que você ...? – ele segue pela cozinha, depois em direção ao quarto.

Antes que ele abra a porta eu seguro seu braço e ele me olha com um olhar furioso.

– O que você está fazendo aqui ? – pergunto com a raiva transbordando em minhas palavras.

– Preciso tirá-la daqui.

– Tirá-la daqui, pra que ?

A porta do quarto se abre e Amy sai pela porta e nos olha.

– Reconheci sua voz – ela diz baixo para Travor.

Ele se solta de mim e anda até Amy e a toma nos braços, ela o abraça e eu viro o rosto para não vê-la enterrar o rosto no peito de Travor.

– Tenho que te tirar daqui.

– Você não vai levá-la a lugar nenhum!

– Me tirar daqui, mas por qu...

– Olha Ethan – Travor solta Amy e fica cara a cara comigo – eu não tenho tempo para um discussão com você, preciso tira-la daqui, e nem você, nem ninguém vai me impedir de tira-la da porcaria que fizeram com a vida dela!

– Você não vai tira-la daqui sem mim! – Dou um passo a frente olhando desafiadoramente para Travor, Amy se coloca entre nós.

– Querem parar! – ela diz com uma mão em meu peito e a outra no peito de Travor nos empurrando um para longe do outro – Trav, me explica o que está acontecendo, quer dizer, por que essa urgência de repente.

– Porque ... – ele abaixa no rosto para olhar nos olhos de Amy, suas palavras vacilam e ele olha para cima – porque, de certa forma, tudo isso o que você está vivendo, é uma mentira.

– Mentira ? – Amy dá um passo para trás encostando seu corpo no meu, eu coloco as mãos em seus ombros lhe dando apoio – O que quer dizer com isso ?

– Eu não tenho tempo pra te explicar agora ! – ele diz claramente desesperado – Você tem que vir comigo! Não posso mais ver o que estão fazendo com você !

– Trav, o que você que dizer com isso ?

– Por favor, Amy – ele se aproxima, mas ela se afasta buscando proteção em mim, Travor parece magoado diante da cena – você precisa confiar em mim!

– Ela não vai a lugar nenhum com você – coloco Amy de maneira protetora atrás de mim.

– Isso não se trata de você ! – Travor grita, mas sua expressão muda com uma súbita compreensão – Na verdade, isso é sua culpa!

– O que isso quer...

Nesse momento, vários homens vestido de preto entram pela porta do apartamento, sinto Emily ser puxada para longe de mim e eu giro o corpo bruscamente tentando, em vão, segura-la por perto. Três dos homens me seguram enquanto eu me debato e grito para me soltarem. Sinto uma picada no pescoço e ouço um resmungo de Emily, vejo sua cabeça tombar no ombro do homem que a segura e ele a pega no colo.

Tudo fica embaçado enquanto eu luto contra o sono. Vejo Emily ser levada pela porta do apartamento e grito para soltarem-na, mas nenhum som sai da minha boca.

Tudo fica escuro.

...

Emily

Sinto o chão gelado embaixo de mim e me esforço para lembrar do que aconteceu. Onde eu estava ? Onde Ethan estava ? Oh meu Deus! Será que o mataram ?

As palavras de Travor vem em minha cabeça com uma bala ‘’porque, de certa forma, tudo isso o que você está vivendo, é uma mentira’’. O que ele queria dizer com aquilo ?

Abro os olhos mas não enxergo nada, o lugar onde estou é escuro e frio, me levanto e sinto uma pontada na cabeça.

– Ethan ? – eu sussurro, mas não ouço nada em resposta.

Ando devagar tateando o lugar até achar uma parede, sigo por ela até medir o local. É pequeno, tem uma porta de metal a direita e não a nada além de mim aqui. Sento-me no chão.

Ouço barulho da porta abrindo e uma luz forte ilumina o quarto escuro. Coloco as mãos na frente do rosto por causa da luz forte até que meus olhos se acostumem com a luz. Olho para a porta e vejo um silhueta e fico chocada ao reconhecer o rosto.

– Oi Amy! – diz Bob ao me ver – Espero que esteja pronta para sair dessa escuridão.

Abro a boca, mas nenhum som sai, dois homens entram pela porta. O entregador de pizza e o homem que me espancou ! Por que Bob estava com eles ? Eles me levantam no chão e me carregam para fora da sala enquanto eu olho para Bob com os olhos magoados. Um venda é colocada em meus olhos, e sou colocada sobre o ombro de alguém, reclamo de dor quando meu abdômen pousa sobre os músculos da pessoa que me carrega.

–Кета, дорогой! – reconheço a voz do homem que me espancou. ‘’ Quieta, querida’’.

Minutos depois eu sou jogada novamente no chão frio.

– Tire a venda! – ouço a voz de Bob.

Retiro a venda e vejo que estou presa em uma espécie de jaula de vidro. Bob está em pé na frente do vidro embaixo da luz, mas ao escuro vejo que alguém está sentado em uma cadeira e um homem está ao seu lado, montando guarda ,talvez.

– Bob, por que está fazendo isso ? – eu digo com a voz embargada.

– Não é pessoal, Amy – ele diz normalmente – isso , você pode pensar que é o ultimo teste – Bob vira de costas para mim de frente para o homem sentado e o outro em pé – acorda ele.

O homem em pé joga algo no homem sentado e vejo sua cabeça se levantar, vendo os movimentos de seus vulto, ele parece desorientado. Bob ilumina o rosto do homem sentado com uma lanterna e reconheço o rosto de Ethan, ele me olha com os olhos desesperados e se prepara para gritar algo mas uma mordaça impede que ele fale, ele tenta se levantar, mas seus braços e pernas estão presos a cadeira. Ele olha para Bob, espantando e depois furioso.

– Juro que não queria que fosse assim! – Bob diz para Ethan, parece sincero.

Esmurro o vidro e Ethan olha para mim enquanto eu fico em pé. Eu grito mas ele parece não ouvir direito o que eu falo. Algo cai sobre minha cabeça e vejo que o lugar onde estou começa se encher de água, que agora escorre pelo vidro demoradamente.

– Ethan! – eu grito desesperada.

Eles não iam matar Ethan, ainda. Iam me matar primeiro, na frente dele!

Ele me olha com os olhos arregalados e depois olha para Bob com um olhar suplicante. A águas começa cobrir meus pés. Ethan se debate na cadeira tentado se soltar e eu esmurro o vidro e chuto.

– Bob, por favor ! – eu digo, mas ele parece não me ouvir também, Bob olha em minha direção e seus olhos parecem tristes.

Lágrimas escorrem por meu rosto enquanto eu desvio o olhar de Bob para Ethan.

Agora a água encharca o jeans da minha panturrilha.