Olhos negros escrita por Yukia, Ms White


Capítulo 5
Capítulo Quatro


Notas iniciais do capítulo

Yukia: GENTE, NOS DESCULPE PELA DEMORA! Botem toda a culpa em cima de mim! Joguem sapatos em mim, não na Bia! TuT
Eu tava perdida em todos os lugares, quando tinha tempo não conseguia escrever nada, esse finalzinho não tá muito bom, eu penei para fazê-lo! Bem... Tá curto pelo mesmo motivo...
Bjs x3
Avisem se tiver erros.
Bia: Escondam os sapatos, hein! O meu e o rostinho da Yukia agradece kkkk Nos desculpem pela demora, estávamos mais perdidas que cego em tiroteio...
Esse capítulo está mais comédia (espero que não liguem), mas acredito que o próximo vai ser mais sério (ou não, né? Com a Katlin e o Jery é difícil)
Boa leitura, geente! *----* E obrigada pelos reviews maravilhosos que vocês mandaram!



— O-o que você faz aqui? — gaguejo.

Não é nenhuma das empregadas, nem mesmo Jery. É a Katlin.

— Estou em minha casa, apenas — Ela sorri. Seus olhos vasculham o quarto, e ela entra. — Você estava conversando com a Alice?

— Sua casa? Mas essa é a casa de Jeremy — Katlin ri de mim, me fazendo ficar vermelha e sem saber o que fazer. — E sim, estava conversando com Alice.

— Vejo que meu querido irmão não me mencionou a você — Irmão? Meus únicos amigos são irmãos? Quão bizarro isso consegue ser? — Ela está aonde? — ela me olha ansiosa. — Vocês são irmãos? Sério? — fico de boca aberta.

Olho para trás e vejo Alice olhando fixamente para Katlin, ela parece triste, mas ao mesmo tempo feliz por ter ouvido ela falar o nome dela. Isso me dá uma ideia.

— Alice — chego mais perto e cochicho em seu ouvido. — Você quer se comunicar com ela?

Vejo que a pequena assente com a cabeça, e suas bochechas se movem um pouco, como se formasse um sorriso. Eu sorrio a vendo feliz; viro minha cabeça e aponto para Alice.

— Aqui.

Katlin anda rápido, para um pouco antes de onde eu apontei e se senta no chão.

— Ali... Você está bem?

— Kat, eu estou bem! Ultra bem! E agora me sinto feliz por poder conversar com você... E-eu — os olhos dela começam a lacrimejar — Estava com saudades.

Cansada de ser ignorada... — e é nesse momento que ela começa a chorar, soluçante. Alice não diz mais nada.

Passo para Katlin o que a pequena me falou. Mesmo com um sorriso no rosto, desce uma lágrima dela.

— Estamos todos com saudades, bobona. Saudades de você correndo pela casa, nos atormentando... — ela seca as lagrimas caindo. — Por que teve que ser você? Ali... — quando percebo, até eu estou chorando. Eu chego perto das duas e coloco a mão nas costas delas. Um ato de consolo... acho.

— Kat... Não chore mais — Alice diz, e repito essas palavras.

Ela seca as lágrimas e sorri.

Acho melhor vocês irem, antes que o Jery vejam vocês aqui. Alice aconselha chorosa.

— Katlin temos que ir... — digo depois de um segundos em silencio.

— O.k. Até mais Ali!

— Até mais Alice! — sorrio.

Ela nos dá tchauzinho com as mãos.

Fecho a porta o mais devagar possível para não fazer barulho.

— O que você está fazendo aqui Katlin? — Jeremy grita irritado, sem motivo

Levo um susto tão grande que caio de bunda no chão.

Nem me ajudam a levantar... Mau educados.

— Que pergunta é essa maninho? Estou na minha casa, oras.

— O que você está fazendo aqui perto da Melany, sua idiota?

— Não posso ficar perto do seu amor, maninho? Além de apaixonado, ainda é possessivo? Que feio!

Jeremy parecia soltar fumaça pelos ouvidos. Estava preocupada com esses dois, mas não conseguia ficar sem rir baixinho.

— Saia daqui, por favor.

— Claro... — ela dá um sorriso extremamente inocente.

Katlin respeita o pedido do irmão, porém acrescenta um único detalhe: pega meu pulso e sai correndo junto comigo.

— Volta aqui!

— Vem me pegar.

Estou parecendo um doce disputado por duas crianças. Não sei se me sinto lisonjeada ou irritada.

Antes que eu possa contestar qualquer coisa, Katlin tropeça e me faz cair em cima do garoto na minha frente.

Coro até as raízes do meu cabelo.

— Own, que bonitinho os pombinhos. — Kat provoca.

Eu me levanto rapidamente, e olho fixamente para o chão.

— Vamos embora Melanie. — Jeremy segura minha mão direita e me na direção do porão.

— Não, eu também quero ficar perto dela, ela é minha amiga! — Katlin insiste segurando minha mão esquerda.

Antes que começassem a me puxar que nem uma corda, grito tão alto que até os mortos acordaram.

— Não vou com ninguém para lugar nenhum, não sou brinquedo para vocês fazerem isso comigo. E que palhaçada é essa? Vocês são irmãos!

Eles me olham de cara feia. Também quem mandou alterar a voz Melany? É isso que acontece quando você não fica calada. É... o que eu deveria fazer agora?

— Nós brigamos a vida inteira... Nunca pensamos que alguém teria a sua reação... — Kat começa a rir e me solta.

— Sabe, coisa de irmão, principalmente de gêmeos.

— Parecia que vocês iam fazer a terceira guerra mundial aqui!

Katlin está quase chorando de rir, depois dessa, quase se joga no chão. Estou completamente perdida, olhando para ela se contorcendo.

— A nossa comida já tá pronta?

— Sim. Eu estava vindo te encontrar, pois você estava demorando demais.

Paro de ouvir risadas.

— Ai ai... Vou comer com vocês. — Kat diz, aparecendo do meu lado.

Vamos até a cozinha e vejo três sanduíches, sucos e frutas.

— Por que tem três? Kat não tinha pedido...

— Eu quase sempre chego nesse horário, disse para elas prepararem, chego com muita fome. — ela faz sinal de paz com a mão.

Nos sentamos e começamos a comer, vez ou outra, falando de coisas normais. Ouvimos a porta da entrada sendo aberta e saltos, Kat e Jery olham um para o outro como se dissessem "Não pode ser..." e eu extremamente perdida, comendo meu sanduíche,muito bom por sinal.

A porta se abre e uma mulher com os traços parecidos com a de Kat entra, ao perceber os gêmeos, ela abre um sorriso e anda até nós. E eu aqui... sendo uma expectadora. Cadê a pipoca produção?

Mãe! — os dois dizem juntos.

Também vejo Alice perambulando em volta deles.

Filho, filha! Consegui voltar hoje! Me deram uma semana de folga! — abraça um por um,sorridente e completamente alheia a minha presença.

Ela olha em volta e finalmente, me percebe. Vou virar uma perseguidora, minha capacidade para ser não ser percebida valeria ouro!

E você é...

— Melanie Levy, prazer. — lanço um sorrisinho simpático.

— Prazer, sou Yasmin, a mãe deles. Veio com quem?

O Jeremy pronuncia que vim com ele, e os olhos de Yasmin brilham, como se pensassem...

— Vocês estão... — sinto seu entusiamos transbordando. — Saindo?

Fico vermelha que nem um tomate, só falta sair fumacinha. Percebo que Jery fica sem jeito e levemente avermelhado.

— Ai meu Deus! Vocês são tão adoráveis! — Katlin e Yasmin pronunciam juntas.

O que eu faço? Posso sair correndo?



Notas finais do capítulo

E aí? Como ficou? >3