Um caderno chamado Diário escrita por Lybruma


Capítulo 3
Bernice


Notas iniciais do capítulo

Oi geente o/
Antes de qualquer coisa, eu quero agradecer a Jay e a Sara Fellires, que além de ler, gastaram mais um pouquinho do seu tempo fazendo críticas para a melhoria da fanfic (eu tentei melhorar, mas não sei se deu certo '-').
Vocês não sabem como isso é importante!
Então é isso ae 8|
Até o final o/



Terça-feira

Sabe, Diário, às vezes na vida, temos que tomar grandes decisões. Por exemplo: se você morre de fome ou enfrenta os monstros no corredor.

É, foi exatamente nessa situação que eu me encontrei hoje de madrugada, às 3:20, para ser mais exato.

Como eu tenho sono leve, é normal eu acordar com o vento fazendo barulho nas árvores ou até mesmo com o cachorro do vizinho latindo.

Bom, o motivo de hoje foi a minha barriga roncando. E eu nem sabia que era possível acordar com o barulho da sua própria barriga roncando.

É como dizem, né? Vivendo e aprendendo.

Ok, voltando ao assunto principal.

Por um momento, eu pensei em pegar uma folha em branco e traçar vários tipos de “planos” para chegar até a cozinha com mais facilidade. Então percebi que eu estava fazendo tempestade num copo d’água e como essa minha ideia era idiota.

Afinal, monstros não existem, certo? Errado. Ou quase isso.

Quando eu finalmente reuni coragem suficiente para sair do quarto, bem, eu saí. Mas, quando eu estava terminando de passar pelo corredor dos quartos- onde ficava o quarto de todos que moravam naquela (meus irmãos e a governanta Bernice, uma mulher meio doidinha e acima do peso que fazia as melhores panquecas do mundo).- um monstro simplesmente surge na minha frente.

Ele era grande, tinha o rosto verde, o corpo rosa, os olhos eram afundados, a cabeça enorme e tinha uma vassoura.

Eu sei! É muita covardia o monstro na sua frente ter uma arma e você não.

Se por acaso você está pensando que eu juntei as mãos e comecei a fazer a primeira oração que me veio a mente (que no caso era “pai nosso”), você está tremendamente correto.

E foi mais ou menos nesse momento que o monstro começou a falar:

–Garoto? Ôô garoto! Você tá ficando maluco, é? Por que você está orando aqui no meio do corredor, hein? Nossa! Não se pode mais nem acordar pra ir no banheiro que já aparece loucos por todos os lados!- então o monstro desviou de mim, e seguiu seu caminho corredor adentro.

Bem, Diário, como você é um caderno esperto, quer dizer, eu espero que seja, você já deve ter sacado logo de primeira que o “monstro”, na verdade, era ninguém mais, ninguém menos que Bernice, a governanta! Você já deve estar imaginando a minha cara depois disso, né? Caso a resposta seja “não”, posso te garantir: não era das melhores. Até porque depois de um tempo, a minha ficha caiu. Por que raios ela estava com uma vassoura? Será que ela ia limpar o quarto a uma hora dessas? Ou ela era na verdade uma bruxa que planejava engordar eu e os meus irmãos e depois fazer sopa de Walker’s? Porque se esse era o plano dela, ela teria que mudar urgentemente o nome da sopa, pois, vamos e venhamos, esse nome é meio nojento, né?

Então, depois desse pensamento que era digno do troféu “pessoa que mais fala (nesse caso seria “pensa”) idiotices”, eu resolvi enfrentar meu medo e sair correndo pra cozinha.

Ok, depois disso não tem mais o que contar.

Só que o meu “café da madrugada” foi salgadinho e refrigerante. E depois eu voltei correndo pro meu quarto, com medo de encontrar Bernice-e-sua-vassoura-sinistra de novo. E finalmente cheguei no meu quarto, pulei na cama e adormeci em menos de cinco minutos.

...

Hoje na escola não aconteceu absolutamente nada. Nenhuma prova, nenhuma briga... Os professores nem passaram matéria nova e eu não vi a aluna nova. Porque ela faltou (eu sei disso porque eu perguntei para uma menina da classe dela).

Então, quando eu cheguei em casa eu decidi ligar o meu computador, a tamanha foi a minha surpresa quando eu vi que a energia tinha acabado, sem motivo aparente, pelo que eu percebi. Pois não estava chovendo, nevando nem nada.

Decidi deixar quieto e tirar uma soneca que durou, tipo, até agora.

Mas o pior é que eu estou com mais sono!

Então, até mais e tchau.



Notas finais do capítulo

Eu não revisei nem nada, então se tiver algum erro, ou se alguma coisa estiver confusa, eu mudo o mais rápido possível!
—---------------------------
E aí, o que acharam? Esse capítulo foi mais pra descontrair um pouco. Meu dia não foi dos melhores t.t
Eu tinha um monte de coisa pra falar, mas eu esqueci tudo '-' (então eu só vou mandar um beijo pra vocês e pedir pra comentarem).
Beijo e comentem bastante pra me deixarem feliz 'u'