Victoria escrita por dimension4


Capítulo 2
Capítulo 2 - Carl, Josh e Rick.


Notas iniciais do capítulo

Oi, gente! Caramba, eu demorei muito... ainda existem leitores de Victoria? Espero que sim, e espero também que comentem. Até!



Querido Livro de Experiências,

Ainda lembra de mim? Victoria Smith, sabe. Você é minha única companhia. Eu nunca mais vi meu pai, minha mãe, e nenhuma pessoa relacionada a minha casa. É triste, mas é a vida. Eu estou escondida num armário de uma casa abandonada, com fome e com vontade de fazer xixi.

Além das minhas costas estarem doendo bastante e eu estar fedendo a suor.

Eu pensei que fosse fácil, mas eu estou com muito medo. E se algum zumbi me morder e eu morrer? E se eu morrer de fome? Não sei qual das duas opções é mais ruim. Mas acredite, é preciso ter muita coragem pra sobreviver nesse mundo. É aterrorizador ficar trancado num armário com uma faquinha esperando ser morta a qualquer momento.

Infelizmente, eu não quero sair. Não quero morrer e deixar o mundo desse jeito, sei que é minha missão e sei que devo realiza-la. Alguma dica?

Estava tudo bom até o momento. Estava sendo bom para a pequena Victoria escrever, mas a lanterna pifou e o escuro predominou o armário novamente. Ela presumiu estar mais pálida e magra, pois já era o 3° dia sem ver a luz do sol ou comer. Muito menos beber água.

Indignada com tal azar, ela guardou o pequeno livrinho de couro em sua mochila, a faca na sua mão. Ela encostou a cabeça na madeira fedida a mofo, a escuridão que a engolia, de tal forma assustadora... mas um barulho e Victoria levantou rapidamente sua cabeça.

Seriam zumbis? Pessoas? Assassinos?

Então é assim?, pensou, Vou morrer assim, desse jeito patético? Não vão me matar, não vou deixar, seja o que for.

Os passos estavam mais perto do quarto, o coração de Victoria estava batendo tão rápido que ela pensou que quaisquer que sejam essas coisas iriam ouvi-la. Ela tentou controla-lo, mas o medo era tão grande... morrer, sem dar as pessoas uma paz... sem deixar sua marca no mundo... e deixar esses zumbis inúteis acabar com a humanidade...

Ela se levantou, decidida a sair do armário e se entregar, mas sua coragem deixaria? Perto do medo, aliás, quem era a coragem?

– Você consegue, Victoria. Consegue, sei que sim... - murmurou pra si mesma.

Ela abriu a porta silenciosamente, sua pequena estatura lhe ajudando a ser mais lenta. Ela escondeu-se do lado da porta, os passos chegando a porta.

– Eu e o Josh vamos olhar esse quarto daqui de cima, pai. - uma voz disse atrás da porta, e assim que a mesma se abriu a pequena agarrou o menino e posicionou sua faca em seu pescoço.

– O que você está fazendo? - sussurrou lentamente o menino - Me solte, Josh seu imbecil, me ajude aqui.

– Cale sua maldita boca. - Victoria retrucou, tremendo de medo e surpreendida pela sua coragem - Quem é você? E o que quer?

– Solte-o! - a segunda voz disse apontando a arma para a menina.

Ela apertou mais sua faca no pescoço dele, selvagem, fazendo um filete de sangue sair.

– Eu disse pra soltar! - o menino falou mais feroz - Ou eu vou ter que te matar, menininha?

Ao ouvir a palavra morte, ela se afastou bruscamente fazendo o menino cair. Eles a olharam com desprezo, e o da arma foi ajudar o outro a se levantar. Juntos, eles apontaram as armas para Victoria, que sorriu sarcástica enquanto tentava se livrar do aperto das mãos dos dois meninos.

– Eu tenho 15 anos, seu idiota... quando puder vou te matar, vai se arrepender... - disse Victoria em tom ameaçador para os dois, que sorriram um pro outro enquanto forçavam-na a descer as escadas.

Quando eles chegaram na sala, o homem que parecia ser líder olhou para os três em dúvida.

– Quem é essa?

– Encontramos ela no quarto. Pôs a faca no pescoço do Carl, entende, então resolvemos traze-la até cá. - o outro disse.

– Bom, então... como se chama? - o maior disse.

– Me chamo Victoria. - respondeu em tom baixo - Então, como se chama, chefe? - prosseguiu em tom irônico.

Ele apenas levantou as sobrancelhas e respondeu em tom simples.

– Me chamo Rick. Carl é meu filho, o da esquerda, e o da direita é Joshua Walsh, sabe, filho de um colega falecido meu.

– Pode dizer para os seus companheiros me soltarem, eu sou uma dama e tá doendo. - Victoria falou.

Mas antes que Rick pudesse responder, os meninos a soltaram, fitando a pequena garota á sua frente. Infelizmente, não podiam dizer que era feia porque não era. A garota tinha belos olhos azuis, os cabelos ruivos e longos, além da boca carnuda. Apesar de suja, era possivel ver sua beleza de longe.

– Que fazemos com ela? - Josh perguntou a Rick, que parecia pensativo.

– Vamos deixa-la aqui.

– Vocês não podem...

– ...talvez morra, alguns zumbis virão pra cá com certeza...

– Vocês não podem me abandonar aqui! Eu sou a solução, eu sou a salvação de vocês. Eu sei como acabar com isso tudo, mas para isso vão ter que me levar junto! - gritou a menina, atraindo a atenção dos três que a olharam sérios dessa vez.

– Do que que você tá falando? - Carl perguntou.

– Eu sou filha do cientista que fez o mundo ficar desse jeito, e acho melhor prestarem atenção, só vou explicar uma vez.



Notas finais do capítulo

TERMINOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOU
COMENTÁRIOS GOGGOGOGOGOOGOG



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Victoria" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.