O passado sempre vem A tona escrita por juremmão


Capítulo 4
Capítulo 4


Notas iniciais do capítulo

Desculpa pela demora mais que meus dias estão passando rapido! mais esta ai obg, comentem gosto de opiniões ! ah e essa imagem ai ta um pouco merda, quando tiver mais tempo faço uma xou e boto no lugar dessa ai



Ao ouvir aquilo Mac abriu o mais lindo e grande sorriso.

Mac: ok Danny, obrigado por avisar- desliga.

Ligação Off

Mac estava com o sorriso enorme mais ao se virar logo o desfaz, ele encarava David o fuzilava pelos olhos, quando vê Don se aproximando e saindo da sala de interrogação.

Flack: desisto, o garoto não fala nada.- diz olhando para Mac.

Mac: então vamos para as evidências- diz e sai

Flack: Mac, espera- o fazendo parar- esta diferente, pareci mais feliz.

Mac: Stella acordou, ao acabar isso tudo vou vê-la.

Flack: que bom, diga que mandei um beijo e que estou torcendo para ela voltar logo- diz num to de voz meio alto, pois Mac já ia saindo.- Mac deve gostar mesmo de Stella- pensava ele.

Laboratório

Mac já estava no andar do laboratório, as portas do elevador se abrem, esta indo para o seu escritório, quando é surpreendido por Adam.

Adam: chefe, chefe... é o celular que Danny encontrou era de David Colins, oque é estranho porque...- falava sem parar o acompanhando.

Mac: Adam, Adam- o interrompendo

Adam: oque?

Mac: nome e endereço, por favor!

Adam:Ah claro, nome é Karen Santos, ela foi fixada por porte de drogas, e agora ela trabalha numa lanchonete XXXX, fica na XXXX mais acho que deve ser apenas a namora... chefe, chefe?- o chama ao levantar a cabeça e percebe que esta sozinho na sala de Mac.

Mac chega em seu carro e antes de ligar liga para Flack.

Ligação On

Mac: Don temos um nome e um endereço.

Flack: ok, pode falar

Mac da o nome e o endereço da lanchonete e deliga

Ligação Off

Lanchonete

E segue para o mesmo. Don e Mac chegam praticamente juntos, saem do carro e entram no estabelecimento, ao chegar no balcão se identificam e perguntam por Karen Santos a moça do balção diz que ela esta dentro da cozinha e dá permissão para que eles estram. Eles chegam na cozinha e todos os olhares são voltados para eles.

Flack: policia de Nova York, estamos procurando por Karen Santos - uma moça ao ouvir aquele nome joga uma cesta de tomates no chão e corre.

Mac: é ela, vamos- e corre atras da moça, ela tenta fugir pela porta de emergência que havia no fundo da cozinha, mais estava trancada e Mac consegue alcança-la e por as algemas nela.

Mac: porque você correu quando dissemos seu nome?

Karen: já fui presa por portes de drogas, tive apenas medo

Mac: tudo bem, qual o seu envolvimento com o advogado Richard Lawens?- pergunta sendo direto

Karen: por que? O que é que tem ele?

Mac: Lawens foi encontrado morto hoje pela manhã em sua mansão- diz de um so vez

Karen: Oque? não pode ser verdade, falei com ele ontem e estava tudo bem- falava já chorando.

Flack: mais uma pergunta, conheci David Colins?

Karen: Sim, ele é meu ex-namorado, porque?- pergunta soluçando, desviando o olhar para Flack que esta em pé ao lado de Mac.

Mac: por nada, isso basta- sai da sala, Flack o acompanha.

Flack: bom e agora?

Mac: vamos prender david, onde ele esta agora?

Flack: me acompanhe- e assim faz Mac.- ali esta ele, quer que eu vá junto?

Mac: não vai precisar- diz e entra

XXXXX

David: há você de novo- diz revirando os olhos

Mac: é sou eu, porque você não me conta um pouco sobre Karen?!- mostrando a foto dela sobre a mesa

David: o que você sabe sobre Karen?- pergunta cofuso

Mac: não sei, me conte você- fala e o silencio toma conta da sala, Mac o encarava- esta bem, deixe que eu conte oque aconteceu. Você namorava com Karen, mais Karen queria terminar mais você não aceitava com o fim do namoro. Você descobriu que Karen estava se encontrando com Richard...- Mac é interrompido por David.

David:eu fui apenas para conversar com ele, não tinha inteção de mata-lo.- confessa ele

Mac: e porque carregava a arma?

David: ele disse que iria se casar com ela, disse que iria formar uma família com ela ao contrario de mim, eu não aguentei escultar aquilo e atirei nele, e quer saber não me arrependo

Mac: e porque atirou numa policial?

David: policiais são idiotas...

Mac: chega, você estar preso pela morte de Richard Lawens e por atirar numa policial- diz dando a volta na mesa e o levantando para por as algemas nele.

David: se ela não for minha, também não vai ser dele.

Mac: se ela não for sua e nem dele, ela vai ser de outro- diz e sai da sala com David algemado.

Hospital de Nova York

Stella estava impaciente em cima da cama que estava deitada

Lindsay: Stella esta se sentindo bem?- diz se levantando de uma cadeira que havia ao lado da cama de Stella

Stella: já esta quase anoitecendo e ninguém veio aqui, nem mesmo o Mac!- diz suspirando

Lindsay: Stell... ele deve esta ocupado com o caso de hoje, foi muito complicado hoje- diz tentando amenizar o desconforto de Stella

Stella: Ah é claro, trabalho em primeiro lugar- diz e abaixa a cabeça

Lindsay: Stella...- é interrompida por uma enfermeira que a chama na porta, Lindsay vai ate ela, e a enfermeira cochicha algo e Stella fica curiosa pois Lindsay estava com um meio sorriso no rosto.- acho que tem alguém ai fora que você vai gostar de ver, já volto- diz e sai deixando Stella confusa.

Quando azul se encontra com verde, o sorriso de Stella é automático quando vê Mac entrando no quarto de hospital e se aproximando dela, Mac fica frente à frente com Stella e palavras não era necessárias. Mac a abraçou, um abraço de pura saudade um do outro, um abraço forte ao ponte de Stella se derreter toda.

Stella: pensava que tinha me esquecido aqui nesse hospital- diz ainda no abraço, Mac sai do abraço e segura seu rosto com suas mãos.

Mac: nunca pense nisso, nunca te deixarei, você sabe disso- diz e seu rosto cora

Stella: eu confio em você!- so oque ela consegue dizer

Mac: Eai, como esta esse braço- diz fugindo um pouco dessa conversa, e se referindo ao braço enfaixado

Stella: a tarde ficou doeu um pouco, mais ja estou bem, se pudesse ia hoje mesmo para casa.- diz isso e o médico já de idade entra no quarto.

Dr. Civil: nada disso mocinha, você ainda precisa de alguns exames para saber se ja esta bem mesmo, você pode estar bem por fora, mais e por dentro desse braço?!- diz e Stella sorrir bobo

Mac: pode deixar doutor, vou cuidar bem dela- diz e olha para Stella, que agora o olhava diferente

Dr. Civil: acho bom mesmo- diz olhando para Mac enquanto checava se Stella setava bem mesmo- você tem sorte Srta. Stella, não é todo dia que vejo namorados cuidando tão bem da namorada- diz e Stella arregala os olhos voltados para o médico

Stella: doutor é... ahm Mac e eu não somos um casal- Mac apenas observa

Dr. Civil: ah não, oh me desculpe...

Mac: e então doutor Civil como esta Stella?- diz e Stella o olha mais Mac esta com seus olhos fixos no médico, mais pode ver que Stella o olha

Dr. Civil: Bom, Stella esta bem melhor, pra quem retirou uma bala do braço digo que já esta 70% melhor.

Stella: quando posso voltar pra casa?- pergunta esperançosa

Dr. Civil: dependendo se não abrir e estiver bem secos os seus ponto, acho que amanha no fim da tarde poderá ir para casa- diz e Stella abri um sorriso- bom ja vou indo- diz andando ate a porta, e para diante da mesma- vocês formam um belo casal, lembre-sem disso- diz e sai deixando Mac e Stella envergonhados.

O silencio toma conta da sala ate ser quebrado por Mac.

Mac: e então oque ficou fazendo o dia todo?

Stella: nada apenas conversando com Lindsay.- responde ela

Mac: acho bom Lindsay ter vindo ficar com você, ah falando nisso acho que ela deve esta la fora, vou la falar com ela e já volto.- sai do quarto e alguns minutos volta.- bom oque você quer fazer agora?- disse entrando

Stella: se eu pudesse ia para casa- e da um gargalhada gostosa, Mac fica a olhando- oque foi?

Mac: nada, gosto de vê e ouvir você gargalhando- diz e deixa Stella vermelha de vergonha e Mac apenas pode rir da cara dela

Stella: ah Mac para... Então vai passar a noite aqui comigo?- diz com medo da resposta

Mac: mais é claro.- diz somente

Stella: que bom, podemos passar a noite conversando!

Mac: Stella você tem que descansar...

Stella: Mac eu passei quase o dia dormindo, e você ainda quer que eu descanse, nada disso- diz autoritária.

Mac: todo bem, sei que eu não vou fazer mudar de opinião, mesmo tando hospitalizada.

Eles conversaram sobre varias coisas, e Mac contou oque tinha acontecido quando ela foi levada pro hospital, pois ela não lembrava de nada, as horas vão passando e o cansaço toma conta de Stella que adormeci no meio de uma conversa com Mac, ele apenas rir dela, e lembra do que ela falou "Mac eu passei quase o dia dormindo, e você ainda quer que eu descanse, nada disso". Mac seta-se na cadeira que havia ao lado da cama de Stella, segura a mão de Stella e só assim conseguiu dormir um pouco, coisa que à bastante tempo não conseguia fazer. Dormir tranquilamente, mas ao lado de Stella ele se sentia nas nuvens.



Notas finais do capítulo

um cap se foi, espero que tenham gostado do final, foi com bastante pensar que fiz o final, bjjs e ate a proxima. Fquem com Deus♥ *--*



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "O passado sempre vem A tona" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.