O passado sempre vem A tona escrita por juremmão


Capítulo 12
Capítulo 12


Notas iniciais do capítulo

hmmmmmm acho q vou deixar vcs com gosto de quero mais haha



Mac: Stella posso falar com você um minuto?- Mac fala chegando perto sem da à mínima importância se eles estavam conversando sobre algo importante.
Stella: Mac, o que você faz aqui?- pergunta olhando de Tazz pra Mac
Mac: podemos ir la fora? Tenho uma coisa pra contar para você- ele diz um pouco inseguro
Stella: não eu não posso, estou fazendo companhia Tazz, alias vocês já se conhecem ne?- Stella fala isso sabendo que Mac iria ficar furioso
Mac: sim já nos conhecemos- Mac olha pra Tazz que tem uma cara de quem não esta entendendo nada- por favor, é importante, sei que hoje não fui um dia muito bom pra nem um dia nois dois, mas quando terminarmos você pode voltar- ele disse a ultima parte com medo de isso acontecer mesmo.
Tazz: ela não quer ir, porque não à deixa em paz?- Tazz começava ficar alterado e levanta.
Mac: isso é entre eu e Stella fique fora disso, porque você não vai pra casa?- Mac se mantia no mesmo tom de voz, enquanto Tazz já estava prestes a rebater o que Mac havia falado, mas Stella interrompe.
Stella: ok Tazz- fala olhando pra ele e ele se senta de volta- eu já volto, não se preocupe - ela levanta e pega a bolsa em cima do balcão, Mac à acompanha.
Stella: você pode me dizer o que foi aquilo lá atrás? Porque aquilo tem que haver uma explicação para aquele comportamento- diz Stella com muita raiva
Mac: você quer uma explicação? Bem pra começar ele não deveria estar aqui ele fez aquilo pra você prestar atenção como ele protege você, pra se exibir pra você e pelo visto você esta gostando, segundo não era pra você esta lá com ele, era pra você esta na mesa com a gente, e também você me disse que não tinha nada com ele- Mac começava a aumentar o tom de voz
Stella: primeiro baixe o tom de voz Mac, segundo eu nunca menti, nos realmente não temos nada -Stella fala isso já perdendo a paciência- segundo eu fui me sentar com ele porque ele teve a coragem de fazer o que você queria mas, nunca teve a coragem de admitir o que você sente. Mac você pode ser um ex- fuzileiro honrado e um csi destemido, mas não tem e nunca vai ter coragem pra admitir nem pra você mesmo o que você sente, você preferi mentir e continuar fingindo que nada esta acontecendo do que se da uma chance de ser feliz novamente, so que eu não estarei aqui te esperando para sempre Mac não estarei- ela fala isso sabendo que tinha sido dura do que pensava e ido longe demais, mas o que ela queria no momento era machucar ele como a falta de atitude dele estava à machucando, ela passa por ele já tirando as chaves do carro da bolsa.
Mac: Stella por favor espera...- Mac implorava
Stella: eu não tenho mais nada o que falar com você Mac- falava já entrando dentro do carro, e ela sai com o carro quando via Mac se aproximando.

Mac fica olhando o carro se afastar quando ouve uma voz

Flack: e então não vai atrás dela, vai deixa-la falar assim com você- fala Flack se aproximando de Mac
Mac: ela so falou a verdade sobre mim, eu não tenho mais nada o que dizer- ele fala derrotado.
Flack: então à mostre que ela estava errada- Mac olha para Flack- va atrás dela e diga tudo que tem vontade de dizer ou melhor não diga faça com ela o que você tem vontade- Flack fala aquilo com um sorriso de canto de boca- então vai lá atrás dela, vai lá atrás do grande amor da sua vida- ele diz estendendo as chaves da SUV do lab. E Mac a pega em prontidão e arranca para a casa de Stella

Stella estava indo pra casa chorando e pensando o quanto covarde era Mac por não dizer nada do sentia e ainda passar o dia sem falar com ele direito, Stella o amava mais do que o normal era um amor de anos que so cresceu ao passar dos anos, ela so conseguia pensar em como a amizade de agora em diante como iria ficar, certamente não iria mais ser como antes, o companheirismo, não iria ter mais as piadas sem graça de Mac e muito menos as saídas depois de trabalhar o dia inteiro certamente isso não iria mais acontecer. Finalmente Stella chega em casa, ela bota o carro na garagem e caminha ate o elevados entra e encosta a cabeça no metal frio e fecha os olhos e a única coisa em que consegue pensar era nos momentos felizes ao lado dele e que isso tudo foi por água abaixo, as portas se abrem e eu caminho ate meu apartamento, entro e quando estou fechando a porta uma mão grande me impede e a empurra aberta e eu me assusto ao vê Mac ali na minha frente respirando rápido e indicando que subiu as escadas correndo

Stella: Mac? Mac olha desculpa eu não...



Notas finais do capítulo

hahahaah e ai oq acharam?



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "O passado sempre vem A tona" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.